P. 1
DicionÁrios

DicionÁrios

|Views: 436|Likes:
Publicado pordynysfernandes

More info:

Published by: dynysfernandes on Jan 10, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

11/04/2012

{

--..

vT

DICIONÁRIOS
A colecção de dicionários e mais desenvolvida.

EDITORA

mais completa

Magnífica obra didática, cuja 6. a edição do Dic. da Língua Portuguesa está muito corrigida e aumentada. não só em relação à etimologia. como ao desenvolvimento das definições exactas e completas dos vocábulos técnicos e científicos.

LÍNGUA PORTUGUESA - 6. a edição FRANCÊS/PORTUGUÊS PORTUGUÊS/FRANCÊS INGLÊS/PORTUGUÊS PORTUGUÊS/ ALEMÃO ALEMÃO /PORTUGUÊS ESPANHOL/PORTUGUÊS PORTUGUÊS/ESPANHOL LATIM/PORTUGUÊS PORTUGUÊS/LATIM ITALIANO /PORTUGUÊS ROMENO/PORTUGUÊS SINÓNIMOS CONJUGAÇÃO DE VERBOS PORTUGUESES VERBOS FRANCESES A DICTIONARY OF VERBAL IDIOMS - VERBOS INGLESES

"",
.~.

LIVRO AUXILIAR

l

N. o DE CÓDIGO

PREÇO 50$00
J ./

13890

I

Os algarisn10s

1234567890
/2
y.ç
,5

C/6.9

C/'

As unidades
Dez unidades
1 10

e as dezenas
formam uma dezena
dezena

+ I + 1 + 1 + 1 + I + 1 + I + 1 + 1 = 10 = 1

+ 10 = 20 = 2 dezenas 10 + 10 + O = 30 = 3 dezenas 10 + 10 + 10 + 10 = 40 = 4 dezenas 10 + !O + !O + la + 10 = 50 = 5 dezenas 10 + 10 + 10 + la + 10 + la = 60 = 6 dezenas 10 + 10 + 10 + 10 + !O + 10 + 10 = 70 = 7 dezenas 10 + !O + !O + !O + 10 + 10 + 10 + 10 = 80 = 8 dezenas 10 + la + 10 + 10 + !O + 10 + la + 10 + !O = 90 = 9 dezenas 10 + la + 10 + 10 + la + la + 10 + 10 + 10 + 10 = 100 = 10 dezenas
J

I (centena

=

100 unidades

=

IO dezen~s

/

2

3

As centenas e os milhares
Dez dezenas formam uma centena

Algumas

regras

para ler e escrever núrneros inteiros
- A primeira coisa que devemos fazer para ler um número é dividi-lo em grupos de três algarismos, da direita para a esquerda.
\
100+100+100=300=3 centenas centenas centenas centenas centenas centenas centenas = 10 cent.

100+ 100=200=2

centenas

- O último grupo da esquerda pode ficar com qualquer número de algarismos. -- Cada um destes grupos representa uma classe: a primeira classe é a das unidades,. a segunda é a dos milhares. -- Em qualquer número inteiro, o último algarismo da direita é o das unidades. - Cada classe tem de ser formada por três algarismos, excepto a última, da esquerda, que pode ter dois ou um. - Se os algarismos não chegarem para formar os grupos de três ( classes) , escrevemos zeros nos lugares vazios.
'"

100+ 100+ 100-!-- 00=400=4 1

/

100 + 100+ 100+ 100+ 100=500=5

100+ 100+ 100-!-- 00+ 100+ 100=600=6 1

100+ 100+100+ 100+100+ 100+100=700=7

100+ 100+ 100+ 100+100+ 100+ 100+100=800=8

100+ 100+ 100+100+ 100+ 100+ 100+ 100+ 100=900=9 loo+100+100-!--100+100-!--100-!--loo-!--100+100+1oo=1000

Dez centenas

formam

um milhar

~~:S-- ~ ~ '- ~~:S" t: ....• ~ <::..1:5 ..........• ..... uE:QESE:

g6~~"g6

~

'"

'" t::
....

'"
:::

1: ....
ÇJ

~ N
Q
<.>

<.> '1:::!

'"

~
:3

1000 unidades

= 100

dezenas

= 10 centenas = 1 milhar ri

274
Classe dos milhares

586
Classe das unidades

4

5

Adição

Provas da adição
PROVA
dos nove

T
fi ais Para

I

A operação que serve para juntar, somar, reunir, aumentar, adicionar, para saber a soma ou o total, é a adição. O sinal mais (+) indica a adição. somar II1 escrevem-se unidades sÓ se podem espécie sempre adicionar unidades debaixo de

PROVA
pela operação inversa

PROVA
pela mesma operação
inverDepois parcelas, baixo, de somadas de cima a

Para

tirar

a prova vamosl

unidades da mesma
dos nove, adicionando todos vamos

A

operação

sa da adição

é a sub-I as para

2+1= 2+2= 2+3= 2+4= 2+5= 2+6=
2
/2

2+9=11

+ +

7
8

= =

3 4 5 6 7 8
9
10

3+1= 3+2= 3+3= 3+4= 3+5= 3+6= 3+7=10 3+8=11
3

4 5 6 7 8 9
12

4+1= 4+2= 4+3= 4+4= 4+5= 4+6=10 4+7=11
4 4

5 6 7 8 9
12 13

o valor de tracção. e Para se tirar separa-se e esta uma

I

tornam de baixo

os algarismos tirando

I somar-se
I para
cima.

nove,

sempre que chegarmos

I prova, a I parcela

somam-se

Se o resultado

for

+

9

=

+ +

8 9

=

=

este número - nas parcelas. Depois fazemos o mesmo, Quando do na soma.

as outras. Su b t r a i- s e soma da outra tínhamos trarmos

I igual, a conta e s t a estar certa.
que já

deve

5 5

+ + + [) +
5

5+1= 5+2= 5+3= 5+4= 5+5=10
6

6 7 8 9
11

6+1= 6+2= 6+3= 6+4=10
6 6 6 6

7 8 9
11 12 13 14

7 8
9

= = =
=

12 13
14

6

+ + + + +

5 6 7 8

9

= = = = =
=

7+1= 7+2= 7+3=10 7+4=11
7 7

8 9
12 13

o resultanas

e, se encona parcela a que conta

encontrado for igual

7
7

15

7

+ + + + +

5 6

7
8

9

= = = = =

parcelas resultado

ao separámos, está certa.

encontrado

14
15

16

esta prova na soma, a conta deve I bémA é costume estar certa. mar-se prova real.

tamcha-

8+1= 8+2=10
8 8 8 8 8 8

9
11 12 13 14 15 16

8+9=17

+ + + + + +

3 4 5 6 7 8

= = = = = =

9+1=10 9+2=11
9 9 9

9
9
9 9

+ + + + + +

235
12 13 14

3 4 5

6
7
8 9

+

= = = = = =

42
130

l' arcclus

4 3
2

15
16
17 18

6
413
!-rTotaI ou Soma

+ + +

5 6
7

9
9 9 9

3
2 6 4

8+1

+ + + +

4
5

7 7

4

7
3 7

+ 5 + 6 + 1 +

4 3 2
7

8 8 8

5+
3 2
1

6

8

+ + +

3 4
5

6 6 6

escrevem-se 484(-) I indica a unidades unidades da mesma espécie 185 -+ I dlm~~endo só ara - - sinal podem 299 -+dlmi~~lIdor subtracção. subtrair se menos subtrair I debaixo de uni-+ O dades enos 1 irar, diminuir ou subtrair, para saber o resto

IIIIIIIIIII

9=8 7=6 6=5 7=4 » 15 16 14 14 fi 2faz-se 3subtractlvo = 1 13 =77 6 fifi 12 =13 = 7resto 11 =15falta, 66 9=5 9=4 8=4 8=3 7=3 8=2 7=2 6=2 8=7 9=6 8=6 8=5 7=5 5=4 6=3 5=3 4=3 2 5=2 3 4=2 6 3=2 9 umaou 6 16 8 17 4 9=2 9=3 9=7 6=4 85 » 6 10 » 115= 8. 33 ,) 5 a 52 8 diferença 8~ -6 onÚmeromaiorquanto sobra pre por cima 5 para 2 para 7 saber escreve-se sem ou quanto 8 adltivo 3 9 ou diferença,para 4 =
»» »» .> ,> .> » »

»

subtracção.

subtracção

7

A

Provas da subtracção
PROVA
dos nove

PROVA
pela operação inversa

PROVA
pela mesma operação
Depois de feita a conta, subtrai-se o

Para tirar a prova dos nove, adiciona-se o valor de todos os alga-I A rismos do dimlnuendo, I da

o

contrário

de

somar _~é operação

subtrair.

inversa resto do dlminuendo. Se o resultado for subtracção é a Igual ao diminuidor, conta está certa.

tirando chegue sempre adição. Para tirar esta I a que se nove a este prova, adiciona-se o número. Depois faz-o res to ao d' 1mnUI oro 'd -se a mesma coisa no Se o total desta opediminuidor junta-

I

i

mente

com o resto. ração for igual ao dla conta

Quando os dois re- minuendo, sultados, noves, a certa. conta tirados forem deve os está certa.

iguais,

Esta prova também real.

estar pode éhamar-se prova

8-4=4 6-2=4 9-5=4 7-3=4

12- 5 = 7 13- 6 =-5 99-3=6 7-2=5= 7 8-3=5 9-2=7 7-1=6 - 3 6-1=5 10- 4 10-4=6 8-2=6

8

9

T Á.BUA
lo

A multiplicação

r 1 1I 1

para ad icionar 25 6 8 16 5 15 li 1.5 9 18 10 10 9; 7 -12 12 12 1'1 11 13 19 11 17 143 12 5 ')' 13 '1 ,.. lO .211 14 14 13 ,4 20 18 14 16 4 111 8-0 (

ou su btrai r

X
.
vezes

A números que se multiplicam mais • Os multiplicação i1Jdica-nos vezes chamam-se factores e o resultado da operação chama-se produto. O sinal da multiplicação é o sinal vezes( x).

, Para multiplicar

III -

os factores podem escrever-se por qualquer ordem -qualquer que seja a ordem dos factores, o resultado é sempre o mesmo

8 x 2 x 10 5 x 5 X 8 8x x X 2 8 x82xlO=20= 50 8 5 x

X 8 x 10 = 80

7'= 36 81 21 64 9xlO=90 54 5 348 6 X 7-? Factores 7 416 3 6· 710 9 36 4xlO=40 1 20 14 4 2 3 3= 56 7 2= 45 12 4= 35 4 1= 72 25 28 18 14/ x 49 40 42 27 9 32 2 10224=963 _·9 Ix 3xlO=30= 70 x 86= 654 Produto 6xlO=60 6 24 15 10: 9 30 -? i\ x ~10

852 28~fl 1704

,
Esta TÁBUA indica subtracção até 20. As setas ajudarão
T110S

os resultados

da adição

ou da

a entender

a utilidade

da TÁBUA.

Por exemplo: para sabermos quanto será 5 4y seguia coluna horizontal de 5 e a coluna vertical de 4. O ponto de encontro das duas indica o resultado: 9. Por outro lado, se a 9 tirarmos 5, temos 4; se a 9 tirarmos 4, temos 5; encontramos estes resultados, seguindo as colunas em sentido contrário. ~

+

lO

PROVA
dos

. A8 : 8 = Provas da multiplicação: 2 = •2
I PROVA PROVA
nove Ipela operação inversa
Dividir trârio de é o con-

45 50:5=10 18 16 10 5 20:2=10:=: == =16: 888=40 : 8 30 24 2: :88 8= 48 : : =9= 20 :64 = 8 72 25 56 40 80:8=10 35 32 15 12 14 4 6 8

I=

Dividir 6é = 40:4=10 distribuir . Quoeientt> : 7 = que se 7 = 10 14 6 18 54 90:9=10 35pelo repartir, divide chama-se dividendo; aquele 28 21 56 72 30 48 6 30 60:6=10 43 32 28 17 4 79 O.17 9 qual70 9 206 244 49 42 63 32 45 24 27 15 12 16 8 3 tnúmero 81 é t9 5 : 5 Dividendo:: 4 Divisarterá:: divide10 é o divisor; o resultado da =122 3 = Resto 3 t 365 :472'o :resto se de ser sempre menor ,ur'= .13. :1:35 9 I 9 o o dividir O sinal édedivisor. é este que sobra é o resto. do que e divisão quociente; o : a dividir Para dividir

Divisão
:._~~ww~!

11

III

pela mesma operação
Qualquer a ordem que seja

Tiram-se ao

os noves

m u It i P li c a n do.

multiplicar;

dos factores, é sempre o

Depois, tiram-se os por isso, a divisão noves ao multiplioperação inversa cador. plicamos •.. numero pelo Agora, o multiprimeiro multiplicação. Para prova, tirar

é a o produto da mesmo. esta

. Por isso, esta prova tira-se fazendo a mula

encontrado tirando

diVide-se o pro-

seg~ndo,

duto pelo multiplicando para encontrar plicador, o multi-

tiplicação

invertendo

os noves se o número achado for maior do que

ordem dos factores. Se o produto a conta for estã

ou o produto

nove. Por fim, tiram-se pelo multiplicador para igual, os noves ao produto da encontrar o multiplicerta. cando. Se a divisão for operação. Quando número igual o último exacta, isto é, se não

encontrado

for der resto, a conta estã a certa. Esta prova também se chama prova real.

ao penúltimo,

conta certa.

deve esta r

2

X

5 = 10

2 X 8 = 14 7 9 8 X 7 = 24 4 9 5 5 4x6=24= 16 3 2 6 4 18 8x3=24 20

\

12

13

Provas da divisão
PROVA
dos nove
Tiram-se os noves ao divisor; depois tiram-se os noves 4~ ao quociente. Agora, multiplicam-se os números encontrados e tiram-se os naves; adiciona-se este resultado ao resto e tiram-se ainda os naves. Por fim tiram-se os noves ao dividendo. Se este último número for

QUADRO
I
"'""'"

PROVA

$ 10 9 8

,

:z3 o

pela operação inversa
contrário de dividir é mul-

:l

da multiplicação 54 :lO 30 .5 90 60 16 6()f) 63 45 28 49 28 21 48 60 15 12 !J 66 8 1:0 4S 12 21 14 lO 18 56 9# 30 18 70 '/2 48 35 81 63 24 25 64-4Z 20 10 18 10 12 1 Z4 3 27 42 80 32 32 ti 6 36 50 20 iZ 16 80 l40 Jl 14\1'6 21124

"

e da divisão

tiplicar; a multiplicação é a operação inversa da divisão. Para tirar esta prova, multiplica-se o quociente pelo divisor e, depois, junta-se o resto ao produto. Se o número encontrado for igual ao dividendo, a conta está certa. A esta prova também chamar-se prova real. pode

igual ao encontrado depois de tirados os noves ao resto, a conta deve estar certa.

PROVA
pela 1.o caso
o
ciente. Divide-se o dividendo pelo quociente; o resultado deve ser igual ao divisar; o resto será o mesmo. resto é menor que o quo-

mesma

operação
2. o caso

o
ciente.

resto é maior

que o quoEste QUADRO dá os resultados da multiplicação e da divisão de números inteiros até 100. Se seguirmos a direcção da esquerda para a direita e de cima para baixo, encontramos os produtos. Se, pejo contrário, seguirmos de dentro do quadro para cima e pàra a esquerda, encontramos os divisares e os quocientes. O produto é o resultado da multiplicação. O quociente é o resultado da divisão.

Subtrai-se primeiro o resto do dividendo. Depois, divide-se o número encontrado pelo quociente. No lugar deste deve aparecer o divisar. A operação será exacta.

\ \

\

\

14 -------------------------

------------------------

15

Números

decimais

Operações com números decimais
Adição
Para adicionar ou subtrair escrever sempre unidades debaíxo de vírgulas.

Urna décima pode escrever-se assim: 0,1 Neste número, empregamos uma vírgula para nos indicar o algarismo que representa unidades. Neste caso é o zero, porque não chegamos a ter uma unidade inteira.

Subtracção
números decimais, devemos debaixo de unidades, isto é, ~'irgtllas

Regras práticas
- A vírgula fica à direita do algarismo das unidades. - Nos números inteiros, o último algarismo da direita é o das unidades. - Nos números decimais, o algarismo das unidades é o que tem a vírgula à direita. - A vírgula serve para separar a parte inteira da parte decimal dum número. - Quando um número é só decimal, no lugar das unidades está um zero. - Quando se trabalha com números decimais, é necessário todo o cuidado com a vírgula. Uma falta de atenção é o bastante para um grande erro.
'" '" '"
t::::

3,14 + 215 = 345,75

+

124,6

+ 3,01
6

46,137 -

29,46

= 15,677
3 3

3,14 215 124,6

46,137 29,46 16,677 6

3,01
345,75

Multiplicação í:ara multiplicar números

Divisão
Para dividir nÚmeros deci-

decimais, procede-se como se os números fossem inteiros .. No fim, separam-se no produto tantas ordens decimais quantas forem as do multiplicando mais as do multiplica dor.

mais, faz-se a operação como se os números fossem inteiros. Depois, tantas forem marcam-se ordens rIO qu.ociente qlwntas menos as tantas menos

decimais

as do dividendo

~~ ~~ 6 ~~:S ~~::: 0- o_ ;::~..t::~~S ~ ~._ U E2) E:3 E

g

'"
<::I

'" 1:: '"
C,)

s::

~
t::::

'" '"

'"
t::::

'"
t::::

'"
t::::

E:

s::
<u

Q

~

::::

E:

~
1:: '"
C,)

E

~

s::

3j
Q

768 945 , 312 ~----------~---------~
Parte inteira Este número lê-se: setecentas e sessenta e oito mil, e quarenta e cinco unidades e trezentas e doze milésimas.

~ ~

.;;;

do divisor; no resio, como no dividendo. Se o dividendo ordens decimais tiver

34,25 x 4,3 34,25 4,3
1

= 147,275
os

do que o diviao dividendo para que
dlê-

sar, acrescentam-se 518 zeros precisos

Parte decimal novecentas

°

275

137 00 147,275

7Ts-

fique com tantas ordens cimais como o divisor.

17
16

Regras para multiplicar rapidamente

ou dividir

o dinheiro
o

,..

portugues

um número por 10,
DIVIDIR Números inteiros
1$00 NOTAS 1000$00 I 5$00 20$00 5000$00$50 I 500$00 50$00 100$00 As notas NIOEDAS são de papel de

ESCUDO

por 100 ou por 1000
MULTIPLICAR Números inteiros
Acrescenta-se um

é a unidade do dinheiro

português

Marca-se para a esquerda, zero para 25$00 2$50 10$00 comdiversos metais a virgula, uma ordem deciAs moedas são feitas o multiplicar por 10; dois zeros mal para o dividir por 10; duas para o multiplicar por 100; três zeros

para

o multiplicar

!

1

I

por 1000.
Exemplos:

ordens decimais para o dividir por 100; três ordens decimais para o dividir por 1000.
Exemplos:

7 7 7

X :<

X

10 = 70 100 = 700 1000 = 7000

2857 : 10 = 285,7 2857 : 100 = 28,57 2857 : 1000 = 2,857

Números decimais
Marca-se uma ordem decimal para a direita para o multiplicar por 10; duas ordens decimais para o multiplicar por 100; três ordens decimais para o multiplicar por 1000.
Exemplos:

Números decimais
Procede-se como se os números fossem inteiros, começando a contar do lugar em que estiver a vírgula. Se for preciso, acrescentam-se zeros.
Exemplos:

O sinal que indica

escudos é o cifrão:

$

!
f

-

-

do cifrão escrevem-se os escudos. À direita do cifrão escrevem-se os centavos.
À esquerda

À direita do cifrão só podem ficar dois algarismos. Para adicionar
cifrão.

ou subtrair

dinheiro, escreve-se cifrão debaixo de

O troco ou a demasia é a diferença entre o dinheiro que se entrega para pagamento e o valor daquilo que se compra. Para multiplicar ou dividir por 10, por 100 ou por 1000 números que representam dinheiro seguem-se, com o cifrão, as mesmas regras que se seguiram com a vírgula nos números decimais.

8,1245 X 10 = 81,245 8,1245 X 100'= 812,45 8,1245 x 1000 = 8124,5

625,87 : 10 = 62,587 625,87 : 100 = 6,2587 625,87 : 1000 = 0,625 87

18

19

FRACÇÕES
Uma fracção é um número iguais da unidade. Se dividirmos, por exemplo, uma delas é a quinta parte ou um 1 -. O 5 indica que dividimos a que representa uma parte ou partes uma unidade em 5 partes iguais, cada quinto da unidade e escreve-se assim: unidade em 5 partes iguais; o 1 indica

A hora tem 60 minutos O minuto tem 60 segundos dia tem

Medidas po tem de

o

24 horas

5

uma dessas partes. O número que fica por cima do traço chama-se numeradar; o que fica por baixo é o denominador. O mês tem 30 dias ... O século tem 100 anos A década tem 10 anos O lustro tem 5 anos O ano tem 12 meses 2 16
"I

Fracções decimais
Se o denominador da fracção

Fracções ordinárias
Se o denominador da fracção Abril Setembro Maio Fevereiro Agostp julho junho é qualquer outro número, a fracção é ordinária.
25
iOOO

janeiro

- 31 dias 30 dias

- 30 ou Outubro 28 Março dias 29 dias

é 1 seguido de um ou mais zeros, a fracção é decimal.

3
10

4 100

4

5

200

O semestre tem 6 meses O quadrimestre tem 4 meses

Urna fracção ordinária é equivalente a um número decimal. Praticamente, obtém-se esta equivalência dividindo o num erador da fracção pelo denominador ~

O trimestre tem 3 meses A semana tem 7 dias O ano tem 52 semanas

5

I~00
4,0 0,8

4

5=0,8

Novembro Dezembro

-

30 dias 31 dias

Uma fracção de um número é uma parte desse número. Na prática, calcula-se a fracção dum número multiplicando-o pelo numerador da fracção e dividindo o produto obtido pelo denominador. Cálculo de -

3 8

de 240$00:

240$00 X 3

= 720$00

720$00: 8

= 90$00
pelo sinal
%,

Quando o mês de Fevereiro tem 28 dias, o ano é comum,. quando Fevereiro tem 29 dias, o ano é bissexto. Há um ano bissexto de 4 em 4 anos. Para sabermos por 4. se um ano é comum ou bissexto, dividimos o

<,Tantos por cmto» ou percentagens representam-se uma fracção ou por um número decimal: 5% 15/00 de 48$00 15%

por

= -tOo

5

seu número

Se a divisão for exacta, o ano é bissexto.

=

0,05.

1981 : 4 1980 : 4

=

0,15

48$00 X 0,15

=

7$20

= 495 = 495

(Resto: (Resto:

1) -+ Ano comum O) -+ Ano bissexto

20

21

Numeração
usa nos

romana
mostradores
romana 0,001 m 100 m m 10m 0,01 ...

Unidades
ainda se
-->-

lineares
mm dam hm cm Múltiplos Submúltiplos

A numeração

Unidade principal

m

Milímetro. . Hectómetro Decâmetro Centímetro de METRO alguns

1000 m ..

I

Quilómetro

relógios I e nas datas 0,1 m Dodm"m. monumentos. Com escrever
sete Le t r a s

dm } } km

de

alguns

podemos

qualquer

número.

I 50 C 500 D I iOO 5 10 La 1000
vale vale valevale vale
Mudança

Estas

medidas

estão na razão de

1

para

10

de unidade

Reduzimos tando-lhe
um

um número
zero

a uma

medida a vírgula

menor
para

acrescena direita

ou

mudando

ALGUMAS
para I.a a escrita

REGRAS
da numeração 3.a As romana letras do mesmo a seo

uma

casa decimaL para

cada unidade.

I km I m

= lO hm = IOO dam = IOOO m = 10 dm = IOO cm = 1000 mm

O V, o L e o D não
se repetem.

valor, letras 4.a -

escritas

2.a -

As

outras

guir, indicam que seu valor se junta.

Outras métrico

unidades

lineares do metro)

que não pertencem e são ainda usadas:'

ao sistema

I, X, C, M - podem escrever-se até três vezes seguidas.

(o sistema Légua Milha

Quando uma letra está à esquerda de outra de valor maior, o valor da menor subtrai-se ao da maior.

-?
terrestre

cinco quilómetros 1609 metros 1852 metros

-?
-)o-

Milha marítima

22

Unidades
1 000 000 m" 10 000 mi 100 m" 0,01 mi 0,0001 mi 0,000 001 m2

de area

,

23

Unidades de volume
METRO 0,001 m3 0,000001 m3 0,000000001 CÚBICO
m3 ->-

Hectómetro quadrado hm2 Quilómetro quadrado dam" Decâmetro quadrado km2
m2 ->-

! !

Múltiplos Unidade principal Submúltiplos

Unidade

principal

Decímetro quadrado Centímetro quadrado Milímetro quadrado

m3

Centímetro cúbico. cm3 Milímetro cúbico .• mm3 Decímetro cúbico dm3}

Submúltiplos

cm"
mm2 dm2

Estas medidas estão na razão de A1udança de unidade menor, para a Para unidade vírgula
m2

1 para 1000

Estas medidas estão na razão de

1 para 100

A1udança de unidade Podemos reduzir um número a uma medida acrescentando-lhe dois zeros ou mudando a vírgula direita duas casas decimais, para cada unidade.
1 km2 1 m2

reduzirmos menor,

um

número

destas

unidades

a uma a

acrescentamos

três zeros ou

mudamos

= 100 hm2 = 10 000 dam2 = 1000000

para a direita

três casas decimais para cada unidade. I 000 000 cm3

= 100 dm2 = 10 000 cm2 = 1 000000

mm2

I m3

=

1000 dm3

=

=

I 000 000 000 mm3

Unidades

agrarlas

,.

Regra prática para medir volumes
A1ede-se o comprimento e a largura e multiplicam-se os dois números achados: o resultado desta conta é a medida quadrados. -- Depois, número da área que vem expressa em metros

As unidades agrárias também são unidades de superfície. Também estão na razão de 1 para 100. Centiare .• ma Submúltiplo ha = hm2 km" ca a m" 1 000 000ARE Miriare caha->- == dam" I caIHectare .. .. a I ->-•• Unido principal ma { Múltiplos

mede-se a altura pelo da área

e, multiplicando já achada,

este último o

encontra-se

número que é a medida do volume e que vem expresso em metros cúbicos.
II

li

Regra prática
Para o cálculo de uma superfície, multiplica-se o número da medida do comprimento pelo número da medida da largura.

V=SxA

ou

V=CxLxA

~-

--..•

24

25

Unidades
·1000 I 100 I
101

de capacidade
1 000 kg hl M ú Hiplos dai kl } 1 ->- Unidade cl
rnl di }

Unidades
100 kg

de peso ~,.,
~ kg
hOY b

Quilolitro Hectolitro Decalitro LITRO .

Tonelada Quintal
QUILOGRAMA

. .

} Múltiplos
->-

Unidade principal

principal

0,1 I 0,011 0,0011

Decilitro Centilitro Mililitro. SubmúItiplos

0,1 kg 0,01 kg 0,001 kg 0,0001 kg 0,000 01 kg 0,000001 kg

Hectograma Decagrama . Grama ... Decigrama . . Centigrama Miligrama .

dag

g
dg

Submúltiplos

cg mg

Estas medidas estão na razão de

1 para

10

I

A1udança de unidade

As unidades de peso também estão na razão de 1 para 10, excepto entre o quintal e o quilograma, em que há uma relação de 1 para 100. de unidade nestas medidas, conta-se
Mudp.nça de unidade

Para

se mudar

um algarismo ou uma casa decimal para cada unidade.
1 1

kI I

=

10

hI

=

100

daI

=

1000

I Para
um quilograma

= 10 dI = 100 c1 =

1000

mI

se mudar
para

de unidade,
cada unidade,

nestas

medidas,

conta-se e

algarismo

excepto entre quintal

em que se contam dois algarismos.

Outras medidas de capacidade, ainda usadas:
Canada
. .11

1

t

= 10 q = 1000
1

kg
10

111 kg

= 10 hg = 100 dag = 1000 g
cg

.... •.

I

Quartilho

2 litros meio litro
1/8

Almude . Cântaro. Alqueire

25 litros 12,5 litros 20 litros

g

=

dg

=

100

=

1000

mg

Quarteirão ...
11,

de litro

Outras medidas de peso, ainda usadas:
Arroba Quintal comercial. .

O valor do almude e do alqueire podem variar de terra para terra.

quilogramas 60 quilogramas
15

~

26

27

Equivalência entre medidas de capacidade, de peso e de volume
de água pura pesa um
Um litro
I

Números complexos e números incomplexos
Os números complexos usam-se para medidas de tempo, não são
decimais, nunca podem ter virgula.

Se quisermos escrever, por exemplo - dois dias, sete horas e quarenta minutos - escrevemos assim:

2d 7h 40m
Os números que apresentem medida de arcos de circunferência medida de ângulos também são números complexos. ou

~=,quilograma
1= kg

Uma circunferência divide-se em 360 graus; cada grau divide-se em 60 minutos e cada minuto divide-se em 60 segundos. - o - 250 Para indicar araus Para indicar 'lninutos - '- 30' Para indicar segundos - " - 35" A quarta parte da circunferência mede 900 (3600 : 4 = 900). O ângulo de 900 chama-se ângulo recto. Quando, nesta espécie de números, só há uma espécie de unidades, eles chamam-se números incomplexos. Pode transformar-se um número complexo em incomplexo ou um
número incomplexo em complexo.

Um

litro

pura

de água enche uma

v a s iJ h a deu m 1-~ decímetro cúbico. 1I

= dmJ

2 d 7 h 40 m é complexo O dia tem 24 horas ->24 (h) x 2 (d)
~(h)

Juntam-se as horas

->->-

kl

=

t

= mJ

A hora tem 60 minutos Juntam-se os minutos

--s5 (h)
x 60 3300 + 40 3340

+

7 (h) (m) (m) (m) (m

I = kg = dmJ
ml =

g = cmJ

2d 7h 40m=3340m complexo incomplexo

~=

~=tfJ

92205" 160" ->322 1536' I 60' 220 336250

o
->-

minuto tem 60 segundos O grau tem 60 minutos

405
45"

36'
92205" = 250 36' 45" incomplexo complexo

Esta igualdade é verdadeira para água pura à temperatura de 4 graus.

28

29

Operações
ADIÇÃO
3 h 46 m 20 s

com complexos
+
3h 4h 2h
46 m 12 m 56 m

Operações
MULTIPLICAÇÃO

com complexos
32" 420 (2' 8" 5' 20' 128") 4 128" ~ 08"
2'

+

12 m 30 s 2 h 56 m 48 s 9 h 114 fi 98 s Oll 10 h 55 m 38 s

+4h

=

20 s 30 s 48 s (98 s) 38 s

4205'32" x 4= 168020'128" = 168022'8" 1680 Depois de multiplicarmos, uma por22' uma, as diferentes unidades, vemos que em 128" há mais do que 1'. Assim, juntamos 2' (120") aos 20' que tinhamos encontrado e ficou o resultado: 1680 22' 8"

I

Somaram-se separadamente as horas, os minutos e os segundos. O total dos segundos é 98 s ou 1 m 38 s. Aquele minuto juntou-se aos minutos somados que ficaram 115 m. Mas 115 m são 1 h 55 m. juntando 1 hora à coluna das horas, ficamos com 10 h 55 m 38 s.

+1h

.

10 h (114m)m 115 9h

±!!!2
55m

115 m I 60 m 55 m' 1 Iz

98 s 160 s 38 s 1 m 10 h 55 m 38 s

DIVISÃO
1230 3' 45" : 5 240 36' 45"
1230 23

SUBTRACÇÃO
13 h5m-9h43m=12
9 h 43 m
1165

=

m12 Iz

3 h 22 m 65 m (5 m) 43 m
22

o primeiro resto encontrado foi 30,. reduzido este a minutos (60 x 30 180'), juntamos o resultado à coluna dos minutos. Voltamos a encontrar 3' de resto (50" 'x 3' 180"). Juntamos 180" aos 45" que já havia e terminamos então a conta.

=

30

+ 180' +
183' 33
3'

3'

45"15
180" '---24-0-3-=-6~' "45-""
225" 25
O

x60'
180'

=

x 60" 180"

240

36'

45"

Como não podemos tirar 43 m de 5 m, tirámos uma hora (60 m) da coluna das horas e juntámo-la aos minutos do diminuendo: (5 m 60 m 65 m). Faz-se sempre assim, e com qualquer unidade, quando algum dos diminuendos é menor do que o seu diminuidor.

-9 h
3 h

(13 Iz)

7 h 2 m 33 s : 9

= 46

m 47 s

+

=

m

7h x 60 Di -420 m

2m 420 m ---422 m 62

+

33s9 480 s 46 m --513 s 63 s

+

57S

3m

O

12 h

45 m

x60 s
480 s Por vezes, aparece no dividendo um número menor do que o divisor. j\iesse caso, reduz-se o número do dividendo à unidade imediatamente inferior. ~

Noutros casos, mais simples, faz-se a subtracção como qualquer outra conta, unidade por unidade. 12 h 45 m - 7 h 30 m = 5 h 15 m

-7 h
5 h

30 m 15 m

---

30 --------------------

31

Algumas
para

regras práticas
problemas

Quando, num problema, adicionar ou de subtrair.

houver uma data, teremos de

resolver

Só podemos adicionar ou subtrair medidas iguais. Por isso, antes de somar ou subtrair, devemos reduzir os números à mesma unidade.

Se, num problema, figurarem duas datas, temos sempre de subtrair.

Pensemos nos números Quando queremos saber o preço ou o valor de uma unidade, reduzimos a essa unidade e praticamos uma divisão.

que representam

qualquer

das

medidas estudadas e lembremos que, na prática, sucede que: Um litro de água pura, à temperatura um decímetro cúbico de volume. de 4 graus, tem

Para sabermos que porção se pode comprar com certo dinheiro, divide-se o número que representa o dinheiro que se gasta pelo preço da unidade. Multiplicando quadrados. Quando sabemos o valor ou o preço da unidade e queremos saber o valor ou o preço de outra quantidade qualquer, reduzimos o número a essa unidade e multiplicamos. Dividindo metros. metros quadrados por metros, encontramos metros por metros, encontramos metros

Se temos dois números da mesma espécie e queremos conhecer um número de espécie diferente, dividir. temos sempre de

Multiplicando metros cúbicos.

metros quadrados

por metros, achamos

Dividindo metros cúbicos por metros quadrados, achamos metros.

Quando,

na operação

(multiplicação

ou divisão)

dum Dividindo metros cúbicos por metros, encontramos quadrados. metros

problema, houver um número decimal e outro que represente dinheiro, primeiro põe-se a vírgula no produto ou no quociente e depois o cifrão.

---------------------'-----------

32

'

QUESTIONÁRIO
12345678910 11 -

Qual

é a adicionar?

operação

que

serve

para

juntar,

reunir,

aumentar,

12 13 14 15 16 17 ~ 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 -

Como se chama o resultado da adição? Como se chamam os nÚmeros que se adicionam? Qual é a operação que serve para diminuir ou subtrair? Que nome se dá ao resultado da subtracção? Como se chamam os nÚmeros que se subtraem? Qual é a operação que indica vezes mais? Como se chamam os números que se multiplicam? Qual é o resultado da multiplicação? Como se chamam os nÚmeros que fazem parte da divisão 7 Qual é o resultado da divisão? Como se adicionam e subtraem nÚmeros decimais? Como se multiplicam nÚmeros decimais7 Como se dividem nÚmeros decimais7 Como se multiplica um número inteiro por 107 Como se multiplica um nÚmero decimal por 100? Como se divide um nÚmero por 10007 Qual é a unidade do dinheiro português 7 Qual é o sinal que indica escudos 7 Que moedas e notas portuguesas conheces 7 Que é uma fracção 7 Que é uma fracção decimal 7 E uma fracção ordinária} Que unidades de tempo conheces 7 Ainda se usa a numeração romana 7 Quais as letras que se usam na numeração romana? Indica as unidades lineares. Diz quais são as unidades de área. Quais são as unidades agrárias 7 Como se avalia, praticamente, a medida de uma superfície 7 Quais são as unidades de volume 7 Como se avalia, praticamente, um volume? Indica as unidades de capacidade. Em que razão estão estas medidas? Quais são as unidades de peso? Em que razão estão estas medidas? Quantos quilogramas tem o quintal comercial? Um litro de água pura, a 4 graus, que volume tem? Indica a equivalência entre unidades de capacidade, de peso e de volume. Como se chamam os nÚmeros que representam unidades de tempo 7
1987

-~

'-

BLOCO GRAFICO,

Limitada

Rua da Restauração,

387-4000

PORTO

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->