P. 1
MANUTENÇÃO EM ÁGUA DE PISCINA

MANUTENÇÃO EM ÁGUA DE PISCINA

|Views: 4.782|Likes:
Publicado pornatanael_m
mantenha sua piscina sempre limpa
mantenha sua piscina sempre limpa

More info:

Published by: natanael_m on Jan 12, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/01/2013

pdf

text

original

ÁGUA DE PISCINA E CLORO (HIPOCLORITO DE SÓDIO) 1 – INTRODUÇÃO: O Cloro (Hipoclorito de Sódio) contendo 10/12% de Cloro Ativo é hoje em dia

, o produto mais comumente empregado na desinfecção e esterilização de água de piscinas, por ser eficiente, econômico e de fácil aplicação, dispensando mesmo qualquer aparelhagem. Nas piscinas de água estagnada, basta espalhar o Cloro, com a possível uniformidade, sobre a superfície da água, usando-se dosagens que variarão, naturalmente, de acordo com o grau de impurezas e o teor de matérias orgânicas contidas na água a ser tratada. Nas piscinas aparelhadas com sistema de recirculação e filtragem, o Cloro pode ser adicionado à água na saída do filtro. Na maioria dos casos poderão ser empregadas as seguintes proporções médias: 2 – ORIENTAÇÃO DOSAGENS:
CAPACIDA DA PISCINA EM m3 CLORO SULFATO BARRILHA ALGICIDA ALUMÍNIO INICIAL SEMANAL 50 m3 (50.000) 1,5 Kg 1,500 Kg 800 Gr 1 Kg 250 Gr 100 m3 (100.000) 3,0 Kg 2,500 Kg 1,500 Kg 2 Kg 500 Gr 500 m3 (500.000) 15,0 Kg 15,500 Kg 7,500 Kg 10 Kg 2,500 Kg 1.000 m3 (1.000.000) 30,0 Kg 30 Kg 15 Kg 20 Kg 5 Kg

Obs: m3 equivalente a 1.000 litros de água. Calcule a capacidade de sua piscina: Piscinas Retangulares ou Quadradas: Comprimento x Largura x Profundidade Média = litros de água. Piscinas Circulares ou Ovais: raio menor x raio maior x profundidade Média x 3,14 = litros de água. Cloro deve ser aplicado cada 24 horas de preferência no fim do dia quando não houver freqüência de banhistas. As indicações acima são para os dias em que a piscina estiver sendo ocupada por grande número de pessoas, podendo ser reduzida nos dias em que a freqüência for menor. Se entretanto, a água for muito impura ou estiver elevado teor da substâncias orgânicas, pode-se aumentar a quantidade de Cloro (Hipoclorito de Sódio) até 5 quilos por metros cúbicos de água ou ainda mais dependendo das condições da água. A cloração excessiva, porém, alem de requerer um consumo maior de Cloro (Hipoclorito de Sódio) pode as vezes ocasionar a formação de sabores e odores

desagradáveis, e, assim, como meio mais prático de evitar esses inconvenientes, indica-se geralmente preliminar simples da água, que consiste no seguinte: Para cada 100 metros cúbicos: Dissolver em um balde 2 ou 3 quilos de uma mistura de 2 partes de Sulfato de Alumínio e 1 parte de Barrilha (Carbonato de Sódio), espalhando a solução obtida na superfície da água da piscina, o mais uniformemente possível. Deixar por 2 a 4 horas de repouso, após o que o “lodo” depositado no fundo da piscina deverá ser retirado por um aspirador especial para esse fim. Feito este tratamento, a cloração da água poderá ser feita de acordo com as indicações normais das acima. Para evitar a formação de algas e outros microorganismos, deve-se adicionar periodicamente um Algicida, produto formulado à base de Quaternários nas quantidades acima indicadas. A própria indicará naturalmente ao encarregado do serviço, quais as dosagens ideais de Cloro (Hipoclorito de Sódio) que deverão ser empregadas em cada caso particular. 3 – CONTROLE DE PH: A concentração de íons de Hidrogênio, ou PH, é uma medida quantitativa da acidez ou alcalinidade, comparadas em termos de íons de hidrogênio. O valor do PH varia de 0 a 14, ficando o valor 7 como o ponto neutro, os pontos inferiores a 7 correspondem em escala crescente para os ácidos e os pontos superiores a 7 numa escala crescente para os álcalis. O controle constante de PH é de grande importância, pois seu valor influi nas operações de floculação e desinfecção, como na proliferação das algas e no bem estar dos banhistas, provocando ou não ardência nos olhos e na pele. A interferência do PH na floculação prende-se em função dos seus valores, teremos melhor formação de flocos, com isto o perfeito aprisionamento das partículas em suspensão e mais do “lodo” anteriormente mencionado. Na desinfecção se os valores do PH são elevados, ou abaixo de 6, a eficiência da desinfecção pelo cloro é grandemente reduzida. Na proliferação da algas, se esta valor for superior a 8.1 permite a retenção do bióxido de carbono na água o que favorece o crescimento das algas. Em relação ao bem estar dos banhistas, se não o motivaremos na fixa de 7 a 8,4 podem resultar irritações da pele e dos olhos. Tomando-se em consideração as vantagens e desvantagens dos valores corretos do PH, sejam eles altos ou baixos, recomenda-se que eles sejam mantidos entre valores de 7,5 s 8,0 não devendo este valor alcançar a faixa inferior a 7,0. 4 – LAVA-PÉS: Deverá existir em toda a piscina, à sua volta, ou no mínimo no local de acesso a ela como passagem obrigatória dos banhistas um lava pés onde poderá ser utilizada uma solução de Cloro em concentração de 0,5 a 1,0% a qual deverá ser renovada periodicamente.

ALGICIDA – INIBIDOR DE ALGAS P/PISCINAS. A baixa tensão superficial do algicida favorece uma mistura fácil na água de sua piscina acompanhado pelo aparecimento de espuma, que, logo desaparece. Este pequeno aparecimento de espuma é completamente normal. O algicida diluído nas proporções sugeridas abaixo é absolutamente inofensivo para os banhistas, mas poderoso inibidor de algas. INSTRUÇÕES DE USO A – INICIO DO TRATAMENTO AGUAS DE PISCINAS (Inicial). 2 (dois) litros de algicidas para 100.000 litros de água ou partes correspondentes. B – CONTINUAÇÃO DO TRATAMENTO (Semanal) 0,5 (meio) litro de algicida para 100.000 litros de água ou partes correspondentes a cada 5 à 7 dias. C – ADIÇÃO APÓS AS CHUVAS (Reforço). 0,5 (meio) litro de algicida para 100.000 litros de água ou partes correspondentes. D – TRATAMENTO DE BACIA RASA – LAVA-PÉS. Para desinfecção dos Pés dos banhistas – 18 ml. De algicida por litro de água. E – DESINFECÇÃO: de vestiários – Saunas – Estrados e Bancos de Madeira. Após a limpeza normal usar uma solução de 35 ml de algicida por litro de água – não precisa enxaguar. O algicida não é corrosivo. RESTRIÇÕES E CUIDADOS. Conservar em lugar fresco – Manter fora do alcance de crianças e animais domésticos. Evitar o contato do produtos com os olhos, em caso deste contato enxaguar os olhos durante 10 à 15 minutos com água corrente. Em caso de ingestão acidental não provoca vômito, beber água ou leite em abundância procurar um médico. Não reutilizar a embalagem.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->