Você está na página 1de 1

NR 3 - EMBARGO OU INTERDIO

Publicao
Portaria GM n. 3.214, de 08 de junho de 1978
Atualizaes
Portaria SSMT n. 06, de 09 de maro de 1983
Portaria SIT n. 199, de 17 de janeiro de 2011

D.O.U.
06/07/78
D.O.U.
14/03/83
19/01/11

(Redao dada pela Portaria SIT n. 199, de 17/01/11)


3.1 Embargo e interdio so medidas de urgncia, adotadas a partir da constatao de situao de trabalho que
caracterize risco grave e iminente ao trabalhador.
3.1.1 Considera-se grave e iminente risco toda condio ou situao de trabalho que possa causar acidente ou
doena relacionada ao trabalho com leso grave integridade fsica do trabalhador.
3.2 A interdio implica a paralisao total ou parcial do estabelecimento, setor de servio, mquina ou
equipamento.
3.3 O embargo implica a paralisao total ou parcial da obra.
3.3.1 Considera-se obra todo e qualquer servio de engenharia de construo, montagem, instalao, manuteno ou
reforma.
3.4 Durante a vigncia da interdio ou do embargo, podem ser desenvolvidas atividades necessrias correo da
situao de grave e iminente risco, desde que adotadas medidas de proteo adequadas dos trabalhadores
envolvidos.
3.5 Durante a paralisao decorrente da imposio de interdio ou embargo, os empregados devem receber os
salrios como se estivessem em efetivo exerccio.