Você está na página 1de 41
Arvore da Vida e 0 Livre do Ari Introdugao Vivemos num mundo onde o crime nao é roubar, mas ser pego. Tudo bem, estou sen- do muito sarcdstico; ndo somos todos ladrdes, mas vivemos numa sociedade em que os valo- res morais 18m mudado completamente. Alguns de nés, realmente, so honestos, mas é muito dificil permanecer honesto. Algumas vezes somas forgados, nfo propriamente a rou- bar, mas a fazermos alguns truques, algumas artimanhas €, com o tempo, a nossa conscién- cia nao fica muito clara, Se continuarmos com a consciéneia destes tltimos 2.000 anos da Era de Peixes, ndo sé ndo mudaremos como ainda podemos piorar. Temos, no entanto, uma oportunidade para mudar através do conhecimento da Arvore da Vida. Nao apenas 0 conhecimento de uma vida de 30 ou 60 anos, mas 0 acumulado por milhares de anos, Além de ajudar a superar as limitagdes de tempo ¢ espago, este conheci- mento pode nos dat a forga ¢ a coragem para fazermos as mudangas apropriadas no mundo. Nao somos mais aquela geragao de nossos pais e nossos avés, da qual sempre ouvi- mos falar em toda a parte, que chegaram ao pais sem dinheiro, trabalharam duro por dezenas de anos ¢ construiram um império, Somos a geragdo que nasceu com tudo; nfio precisamos comegar do zero. Mesmo assim, queremos seguir nossos pais e avés. E como uma obsessiio de sermos herdis a0 nosso modo. Mas nao é preciso. Nao precisamos construir qualquer coi- sa.a mais. Devemos entender como aleangar um novo impétio — o Impétio Césmico, o impé- rio de nossa mente — e, s6 assim, sermos capazes de viver 0 Agora. Somos chamados de Nova Geragao, mas, na yerdade, vivemos no passado. Somente se tivermos 0 entendimento espiritual sobre 0 que o Agora significa, poderemos realmente ser chamados de a Nova Geragao. Quando comegou a Era de Aquatic? Posso dar mais ou menos uma data, mas vou explicar: quando uma era termina, uma nova era comega, mas existe um perioda de superpo- sigdo. A mudanga no se da de um momento para o outro. E a parte mais critica da mudanga é justamente esta superposigao de eras. E como uma pessoa que est’ mudando de casa, No inicio, ela esta tranqiila ¢ descansada na sua casa e, para mudar, tudo se transforma numa grande confusio, numa bagunga. S6 quando estiver na nova casa e tudo estiver arrumado € no lugar, ai sim ela poder descansar novamente. Este periodo de superposigao é muito critico, E um periodo de muitas guerras, muitas mudangas, um periodo de agitagao. isto € 0 que estamos sentindo agora. Toda a humanidade estremece, nao existe ordem, tudo é caos, algumas pessoas pensam que isto é a vida, mas a Cabala diz que nao. Diz que existe um propésito. Se nossa mente continuar num caos, a nova era eventualmente entraté ¢ nds poderemos continuar com a nossa mente no caos. Por que tudo se encontra na mente. A Cabalé nos ensina a ordem e também nos ensina a nos preparar para o que esta por v A era de Aquario comegou mais ou menos hé 400 anos, De acordo com os célculos cabalisticos, o final deste periodo de superposigao dar-se-4 em torno do ano 2000. Por que dizemos que a Era de Aquario comecou mais ou menos hé 400 anos? Porque, naquela épo- ca, uma nova alma veio ao mundo, Era chamada de Ari, que em hebraico significa Ledo. Seu nome era Rabi Isaac Luria Asquenazi e Ledo Sagrado foi como ficou conhecida Quando a alma vem a este mundo, ela traz consigo muita energia. Muiitas pessoas vém vazias a este mundo e dele saem vazias, porque ndo sabem se conectar com a energia espiritual, Todavia, de vez em quando, chegam a este mundo almas como a do Ari, que es- tio, desde o nascimento, continuamente conectadas com toda a inteligéncia césmica. Aos de seis anos de idade, 0 Ari possuia todo 0 conhecimento da Terra e, a partir dai, comecou a compreender a sabedoria ¢ 0 conhecimento de todo o Universo. Com 13 para 14 anos, eta uma pessoa completamente iluminada. Quando falamos a respeito de uma pessoa iluminada, queremos nos referir a uma pessoa que foi capaz de compreender a escuridao da energia da Morte. Porque, quando nos confrontamos com a morte, nao entendemos mais o que esth acontecendo, No entanto, de vez em quando, pessoas como o Ari vém ao mundo com o pro- pésito de nos ajudar a alcangar a Vida Eterna e eliminar a morte da Terra. Estas pessoas, que nos ajudam a alcangar a sabedoria eterna, so chamadas de iluminadas. A chegada do Ari ao mundo abriu a nova Era de Aquério, que também ¢ conhecida como Era da Huminagao. Nao apenas a iluminagao de uma, duas ou dez pessoas de uma ge- tagdo, mas a iluminago de todas as pessoas do mundo. E esta luz foi trazida ao mundo pelo Ari, Isto porque ele escreveu um livro chamado Arvore da Vida. Por 400 anos, esse livro permaneceu escrito apenas em hebraico ¢, em todo o mundo, apenas algumas pessoas eram capazes de compreender 9s scus segredos, Mas, no nosso século, temos 0 privilégio de ter esse livro traduzido cm muitas linguas com 0 propésito de preparar a humanidade para as mudangas da nova era e, obviamente, para revelar a Juz do Messias. Porque, de acordo com a lei da reencaragio, és somos as mesmas almas que viveram ha 6.000, 4.000. 2.000 anos € estamos aqui novamente para usar nossa sabedoria como experiéncia, para fazer as mu- dangas que o Universo inteiro esté esperando. Desperdigamos a maior patte de nossas vidas de 80 ¢ 90 anos procurando acumular bens materiais € nao ha nenhuma pessoa que tenka subido carregando seus bens nas costas, seu carro, sua casa, suas jdias. A Cabal € a ciéncia do Universo. Aprendemos a construir casas, mas nao aprendemos como construir nosso préprio Paraiso. Aprendendo a engenharia da Arvore da Vida, aprenderemos a construir nosso Paraiso. No Paraiso, deveremos apren- der como viver eternamente com felicidade, porque nesta vida onde existe dor e softimento niio ha sentido em se viver eternamente. Nés queremos aprender como construir nosso pré- prio paraiso aqui na Terra Norario Césmico Sabemos 0 que é cientificamente comprovado hoje, mas ainda néo conhecemos 0 que ser cientificamente comprovado amanha. Para se falar da estrutura da Arvore da Vida precisamos entender as dimensdes. Co- shecemos trés dimens6es. Nao podemos desenhar numa tela as trés dimensées porque a tela <6 tem duas dimensoes. A terceira é a profundidade. Existe uma quarta dimensio que ¢ co- shecida como tempo. Esta nos da 0 movimento. Sem o tempo, estariamos parados € nao nos movendo. Tempo é a diferenga entre uma agdo de movimento e outra agao. que nos da a dimensio da vida ¢ 0 movimento, a agdo e tudo 0 que conhecemos ao redor de nds. O nosso conceito de tempo & em geral, bastante limitado, Nos nao possuimos todo 0 conceito de tempo continuamente, mas temos win conceito de tempo em pedagos. Por exemplo: quando movimento minha mao de uma posigo para outra, nao vejo todos trilhdes de movimentos que meu braco faz, mas concentramo-nos no primeira € sto tiltimo movi~ mento. O que acontece conosco na vida? Nés nao concebemos todos os trilhdes de detalhes do que ocorre conosco. Temos apenas © conceito do comego, do meio — que talvez seja 0 ponto alto de uma existéncia — e do fim. E com isso nos satisfazemos. ‘Aqui, ao estudarmos a Arvore da Vida, queremos entender todo 0 pracesso, 0 que nao 6 facil, mas muito necessétio. Nos, da geragaio do aqui € agora, nao gostamos de cozi- har, por exempio. Queremos comida instantanea, Nao estamos interessados no processo de desenvolver ou criar arte, mas sim no resultado imediato, no gartho imediato. Esta € a gera- gio do Agora. E a geragao do instantaneo. E como uma pessoa que esta viajando de férias. Sai de um ponto para outro, mas sé esta interessado em chegar na praia ow no hotel, ndo se interessando pelo caminho por onde passa. Nao admira a paisagem. Sera que este caminho niio é importante? Fle também € parte do processo, é parte das férias. E também importante que tenhamos condigées de ter satisfagao na jornada Muitas vezes, quando colocamos um objetivo & nossa frente e, por 10, 20 a 30 anos, trabalhamos para atingir esse objetivo, em geral, passamos por softimentos, trabalhamos € perdemos varias coisas nesse percurso. A forga que nos move € 0 desejo de atingir esse ob- jetivo, No entanto, quando conseguimos, muitas vezes nfo ficamos felizes. Agimos como se tivéssemos perdido este tempo e, entio, precisdssemos planejar a volta. Ha pessoas que, quando chegam na praia, j4 comegam a pensar no caminho de volta. Estamos procurando superar esta nossa natureza e passar a compreender 0 proceso. £ importante que tenhamos prazer no caminho da vida, no s6 uo seu objetivo. E também que estamos tentando compreender sobre a dimensao do tempo. Tempo é a nossa vida — isto €, 50, 60 ou 100 anos — e, de acordo com a Arvore da Vida, € também o processo de com- preensao de todo o tempo da civilizagao. Na Introdugiio, falou-se sobre as varias eras que a Humanidade e a civilizagtio tém atravessado. Ao compreendermos as eras, que duram mais ou menos 2.000 anos, estamos procutando entender o proceso de civilizagio e, ao mesmo tempo, nosso proprio proceso. O tempo esia a Irente da visao e intelizencia humanas. Hoje, a ciéncia diz que o tamanho do Universo € de, provavelmente, trithdes de anos, mas anos-luz, Um ano-luz é a dist@acia que a fuz percorte durante um ano a estonteante ve- locidade de 300 mil km por segundo. Como podemos conceber a distancia e 0 espago per- corrido pela luz a 300 mil km por segundo durante um ano? E dificil, mas é a tmica forma de comegar a entender o nosso universo. De acordo com a Cabala, a luz que nds podemos medir através da nossa limitada consciéncia é apenas uma pequena parte da luz espiritual, que ¢ infinita. E como, por exem- plo, o uso da energia em casa. A energia que passa pelos cabos fora da casa ¢ inuito forte, mas a que usamos dentro de casa, adaptada A nossa capacidade, & apenas uma pequena por- ao dessa energia. Dessa forma, talvez a velocidade da luz, como diz a Cabalé, seja infinita € 0 que percebemos da luz seja apenas aquilo que nossa capacidade permite. A capacidade de nossa mente, € portanto de nossa compreensio, € de apenas 5% de nosso potencial. Se com 5% podemos ver que a luz. viaja a 300 mil km por segundo, com 100% poderfamos per- ceber que a velocidade da luz é infinita. E sobre isso que fala a Cabala, Este € 0 comego da compreensio da Arvore da Vida, gue diz que o tempo é eventualmente uma ilusio; tudo é aqui e agora, mas nfio de acordo com a limitag%o de 5% e sim com 0 potencial de 100%, Se eu, agora, posso entender 6.000 anos de civilizago em meia hora, isto quer dizer que estou vivendo 6.000 anos em meia hora € é isso que queremos fazer. Ent&o, quando falamos da era de 2.000 anos, estamos tentando expandir a nossa capacidade de compreensio e procurando transcender a nossa limitagao de visio de tempo de meia hora e atingir 6.000 anos. Comegamos a contar as eras ha 6.000 anos e podemos dizer que comegamos do ano zero até 0 ano 2.000, quando a humanidade passou por alguma coisa, Esse “algo” fez com que o homem se desenvolvesse, O que foi esse “algo”, apenas a natureza, a mutagio? A Ca- bala diz que nao. Todas as eras sao medidas em 2.000 anos. Trata-se de uma camada da in- teligéncia césmica que desceu para a Terra e entrou em nosso corpo e em nossa mente. Desta maneira, 0 homem descnvolvcu-se nio apenas fisicamente, mas também mentalmente. Agora, queremos acrescentar um novo tépico, que € a dimensio espiritual. Quanto mais es- pirituais nos tornamos, mais livres seremos da limitago das ilusio do tempo. Porque 0 tem- po é uma dimensio que afeta nossa mente, nosso corpo, humores e emogées. Por isso, mui- tas vezes ha periodos em que nés simplesmente nao temos tempo para nada e outros em que 0 tempo sobra. De acordo com 0 nosso relégio, todos os dias tém 24 horas. Entio, 0 que significa que, As vezes, eu tenha tempo e, de repente, ndo tenha mais? Quando nao tenho tempo, & porque o tempo esta se fechando sobre mim e & muito estreito. A minha vida também se es- treita, tenho muitas coisas para fazer e 0 tempo esta muito concentrado, limitado, Quando tenho tempo, a vida se torna mais expandida, maior. Meu coragao e minha mente tornam-se também mais livres. Querer que a vida fique mais folgada & 0 que procuramos dizer sobre a eternidade Ao viver uma hora fisica, apenas uma hora, queremos transcender esta hora, este momento, e atingir, talvez, 2.000, 6.000, 10.000 anos, o infinito, o tempo infinito. Assim, podemos prolongar nossa vida, que se torna mais longa. Ai podemos experimentar a vida como a Arvore da Vida. Estar além do tempo. Um exemplo mais pratico: em quanto tempo posso aprender Cabala? Um ano? 30 anos? Minha capacidade ¢ muito limitada, mas se eu puder conectar com a sabedoria de todos os cabalistas que viveram durante 6.000 anos, em um ano posso aprender 6.000 anos de sabedoria. Num exemplo ainda mais simples, um pes- quisador pode passar 10 anos na Amaz6nia, pesquisando € escrevendo um livro, Quanto tempo levo para ler esse livro? Um dia? Uma semana? Em uma semana, posso receber 0 conhecimento que esta pessoa levou 10 anos para pesquisar. Através desse evento, verificamos que o tempo é algo muito flexivel. Se eu pego um livro de Cabal, 0 que ha nesse livro é tempo concentrado. O que levou, talvez, 100 anos para que dez cabalistas conhecessem, posso ler numas poucas horas. Se eu permanego na minha experiéncia limitada de tempo, no posso apreciar 0 tempo concentrado, mas, se eu transcendo a minha consciéncia para a Arvore da Vida, imediatamente recebo 100 anos numa hora. Este é 0 nosso passo para a compreensio da Arvore da Vida. O que podemos aprender aqui em seis meses de Cabal, por exemplo, ¢ a mesma coisa que 0s cabalistas de ha 500 anos aprenderam em 50 anos. Aprender Cabala hoje é mais facil do que antes, pois ha um acimulo de sabedoria ¢ conhecimento. Esse conhecimento pode ser absorvido por nés de uma maneira mais facil do que antigamente ¢ desejamos acelerar ainda mais esse processo. Ao invés de levarmos seis meses aprendendo o que outros aprenderam em 50 anos, podemos receber 0 mesmo em uma semana ou em meia hora, se soubermos como Mas, vamos continuar a historia das eras da Humanidade: astrologicamente falando, 0 ano zero foi a Era de Touro (0 a 2000), seguida da Fra de Aries (2000 a 4000), da Era de Peixes (4000 a 6000) e, agora, da Era de Aquario (6,000 - 222), Do ano 2000 ao ano 4000, toda a nossa cultura estava centrada em coisas mundanas, Durante a Era de Aries, 0 homem voltou-se para o seu préprio eu e comegamos a construir cidades ¢ muros ao redor delas ¢ iniciamos também a exploragao de novos horizontes, visi- tando outras nagoes. Por volta do ano 4000, entramos na era de Peixes, na qual a Humanidade tornou-se introvertida ¢ exps muitos dos scus medos. Por isso, a teligido tomou 0 controle de nossa consciéncia e passamos a ter medo de Deus. Agora, estamos vivendo a ante-sala da Era de Aquario, libertando-nos de 2.000 anos de medos e de mente e visao estrcitas. Podemos perguntar por que 6.000 anos e nao 10.000, um milhao ou um trilhdo? De- vemos entao voltar ao Génesis, capitulos 1 ¢ 2, quando é desorita uma passagem sobre Adio © Eva vivendo num ambiente muito estranho, o Paraiso, Existem ld duas arvores: uma € a Arvore do Conhecimento e a outra, a Arvore da Vida. Ha animais, entre os quais a cobra, ¢ toda historia da maya, do pecado, da sedugao e, finalmente, da expulsio de Addo, Eva, a cobra e 0s animais do Paraiso. F. finalmente, do grande castigo da morte para o homem € da Espada Giratéria. Qual o significado de tudo isso? Por que essa espada que gira sobre si mesma fica na porta do Paraiso? Onde é 0 Paraiso? Quando tudo isso aconteceu? De acordo com a Tradigao, aconteceu ha 6.000 anos, no ano zero. Mas todos nés sa- bemos que o homem ja estava vivo milhares de anos antes disso. A Cabala explica que este ndo é um evento historico. A espada giratéria nao é um fendmeno fisico e o Paraiso € aqui e agora, mas nao nesta dimensio, e sim na dimensdo da eternidade. Para passarmos de uma dimensao 4 outra, temos de entrar pelo portéo do Paraiso e ai esta a Espada Giratéria, ‘Transcender de uma dimensao a outra é passar por esta espada giratéria que devé estar guar- dando a porta do Paraiso. O que significa a espada que gira? Significa que esta espada pode ser uma passagem estreita, mas, mesmo assim, uma passagem para o Paraiso. Mas, para muitos, esta espada pode ser uma barreira Depois de 6.000 anos de desenvolvimento e, em particular, milhares de anos de estu- do de Cabalé, a Sabedoria esti aberta ao piiblico. Todos os seus segredos, seus livros — como 0 Zohar ¢ outros ~ estao A disposigao de todos. H4 quem diga que € proibido conhecer © Zohar e a Cabal, mas eles esto abertos a todos. Mas, por que? Porque atingimos uma idade em que nés podemos ver a espada de uma maneira muito clara. As portas do paraiso esto abertas ¢, na Era de Aquario, toda a luz do Paraiso é revelada. Mas, esta espada, obvi- amente, esta na nossa mente. Somos nds que nos bloqueamos.ou nos abrimos aos seus se- gredos e 4 sua luz, Ha 300 anos, foi anunciada uma profecia, prenunciando que haveria um dia em que a Cabalé seria vendida nos mercados. Quando as coisas slo ficeis demais, & como dar jéias de graga. Algumas pessoas dirdo: “Se esta jéia é gratis, entiio deve ser falsa”” Mas haverd quem diga: “Esta jéia pode ser de graga, mas assim mesmo continua sendo uma joia”. Nao é 0 dinheiro que transforma uma jéia em jéia e sim seu valor como preciosida- de E € isto que esta aconiecendo com a Cabala. As portas esto se abrindo para todos, mas a espada esta girando e aqueles que nao apreciam a luz do Paraiso vao dizer que nfo é possivel que se possa entrar de maneira tio facil, que nfo pode ser verdade. Mas, aqueles que esto mesmo inieressados ¢ querendo entrar no Paraiso, que apreciam a sua luz e nao 0 que se paga por ela, esses verdo que a espada néo esta apenas impedindo, mas sobretudo protegendo a sua entrada no Paraiso Compreendendo o relégio césmico Sao sete os dias da ct Cada dia equivale a mil anos. O que a Cabali e a ciéneia das eras esta explicando nao € o que a ciéncia fala do tempo; € sobre o reldgio césmico des- crito na Biblia, Porque a Biblia também esta contando uma historia. A Biblia fala sobre o relégio césmico da Arvore da Vida e quando falamos do momento zero, trata-se do mo- mento em que Adio ¢ Eva cometeram o pecado e foram expulsos do Paraiso Dos dias da semana descritos:no Génese, em qual deles Adao pecou? Ele pecou na sexta-feira, seis horas antes do pér do Sol. Pecou, portanto, ao meio-dia de sexta-feira. Nes- se momento, o relégio césmico da Arvore da Vida parou. Fomos jogados para fora do Parai- so € para uma dimensao diferente de tempo, onde o tempo nos ¢ dado como vida, mas de uma maneira limitada. Temos somente um tempo limitado para viver e esta € a nossa reali- dade fisica que comegou no ano zero. Mesmo assim, esse novo relégio trabalhou até o ins- tante em que nés, novamente, chegamos ao momento do pecado de Adio, ou seja, o meio- dia de sexta-feira De acordo com a Cabala, comegamos a contar 0 dia ao pér do Sol do dia anterior ¢ nao A meia-noite. Quando o Sol se poe, na quinta-feira, ja € sexta-feira. Cada seis horas equivalem a 250 anos, pois dividimos os 1.000 anos de um dia por quatro (seis horas so um quarto do dia). Assim, o primeiro dia (Domingo) durou até o ano 1000 da contagem dos ju- deus; o segundo (segunda-feira), até 0 ano 2000; a terga-feira, até o ano 3000; a quarta-feira, até 0 ano 4000; a quinta, até o ano 5000 e a sexta durard até 0 ano 6000, Estamos agora no ano 5759. Entao, de acordo com a nossa contagem de tempo, quando ocorreu o pecado de Adio? Se cada dia da criagdo equivale a 1.000 anos e cada seis horas sio 250 anos, esse instante aconteceu no ano 5750, O ano 5000 foi o pér do Sol de quinta-feira. Assim, a meia- noite de sexta-feira foi 3250, seis da manha de sexta foi 5500 e o meio-dia de sexta-feira, 0 momento do pecado de Adio, foi 5750 ou, de acordo com o calendério gregoriano, 0 ano de 1990. Este foi exato instante do encontro do nosso relégio com o relégio da Arvore da Vida. E agora, 0 que esté acontecendo? Continuamos com 0 encontro dos relégios: a Arvo- re da Vida e a do Conhecimento estao conectadas, hora apés hora, entrando no sétimo dia da criagao (a partir do ano 6000), o Shabat, que representa o Paraiso. Este periodo de dez anos (de 1990 a 2000) é mais ou menos a primeira hora, entre 0 meio-dia ¢ 13 horas de sexta-feira. 1} o primeiro passo da Humanidade voltando ao Paraiso, cujas portas esto se abrindo vagarosamente. No entanto, existem pessoas que sentem o tempo cada vez mais curto, ficam cada vez mais tensas, sem dinheiro bastante porque nao esto em harmonia com esses dois relégios. E por isso que elas néo tém tempo. Porque 0 tempo de estarmos ligados ao relégio fisico esta acabando e agora estamos entrando numa nova dimensio de tempo, o tempo da Arvore da Vida. Aqueles que dedicarem seu tempo a0 conhecimento espiritual vao receber mais tempo e a vida sera mais e mais longa. E isto vai nos ajudar a atingir a cternidade novamente, quando nao havera mais morte ¢ toda a historia da expulsio de Adio do Paraiso chegara ao fim, com © nosso retorno ao Paraiso. Nao sera, porém, um retorno fisico. Sera, sim, uma mudanga espiritual da mentalidade sobre nds mesmos O Império Celestial Quando falamos a respeito da Biblia, no falamos apenas da histéria fisiea do ser humano em 6,000 anos. Falamos do efeito espiritual ocorrido numa dimensao além da que conhecemos. Tentamos traduzir esta dimensdo para 0 nosso tempo, para o nosso reldgio, para a nossa hora com a intengao de entender os eventos césmicos que ocorreram. Assim, podemos também entender os processos pelos quais passaremos no futuro, De acordo com 0 calculo que fizemos no altimo capitulo, vimos que o ano secular de 1990 correspondeu ao instante do pecado de Adio, a0 meio-dia do sexto dia da criagao. Agora, este processo diferente ¢ intenso est transformando a espécie humana e Ado e Eva, que coletam toda a consciéncia césmica dos seres humanos, esto voltando ao’ Jardim do iden Se o meio dia de sexta-feira € 0 ano de 5750 (1990), entéo 5750 mais 250 anos cor- responder ao acréscimo das seis horas que faltam para 0 sétimo dia. Assim, 0 ano 6000 (2240) equivaleré ao hordrio de 18 horas de sexta-feira, a chegada do sétimo milénio, ow seja, o Shabat, que representa a consciéncia do Jardim do Eden. E preciso dizer que a humanidade teve tempo para comegar a compreender o proces- so do 1ikun (corregao). Tivemos 5750 anos para fazer esse ‘ikun. E como se alguém desse uma missio para ser cumprida até as 22 horas e, no fim do prazo, a missio ainda nao tivesse sido concluida. Mais cinco horas seriam dadas e, as 3 horas da.manhé, o trabalho que deve- tia estar pronto as dez da noite seria concluido, Este é 0 problema com a dimensto do tem- po. Tempo nao é apenas o tique-taque do relégio. E também a missdio que temos que cum- prir dentro de um prazo determinado. Isto € 0 fikun. Por isso, se temos que cumprir um de- terminado sikun num determinado ano e nao o cumprimos dentro do prazo, é criado um pro- blema que tera de ser solucionado, Como vamos solucionar é outra questo. Mas temos de entender que 0 tempo que nos é dado para este projeto nao podera ser desperdigado. Foi dado aos seres humanos 5.750 anos para compreender 0 que foi o pecado de ‘Adio ¢ fazer o tikun desse pecado. Por volta de 1990, os seres humanos ja deveriam ter atingido a consciéncia do verdadeiro significado do pecado de Adio e ter feito a sua corre- do. Agora, 0 problema é diferente. Apenas aquelas pessoas que compreenderem 0 pecado de Adio e puderem fazer o tikun dele continuaréo para um segundo estégio, retornando ao Jardim do Eden. O que acontecera com as almas daquelas pessoas que ndo atingirem o se~ ‘gundo estigio? E uma questao a descobrir, mas pelo menos sabemos 0 que o relégio da Ar- vore da Vida esta nos dizendo. Esta escrito na Biblia que Deus criou o homem, Adio, € 0 colocou no Jardim do Eden para que ele trabalhasse ¢ para que o protegesse também. Mas 0 que significa 0 traba- Iho no Jardim do Eden? O que € esse trabalho e essa protegao? Adao ¢ Eva foram expulsos do Paraiso, Portanto, ndo somos mais capazes de traba- Ihar no Jardim do Eden. Aqui na Terra, todos trabalhamos, ganhamos nosso dinheiro, no entanto, o mundo nao € 0 Jardim do Eden. Mas, agora, como estamos voltando para 0 Parai- So, queremos compreender o que significa esse trabalho. Qual ¢ 0 seu propésito? De acordo com a Cabal, a histéria da criagao na Biblia é um evento bastante tardio no Cosmos. As coisas aconteceram muito antes daquilo que lemos no Bereshit (Génesis). Mesmo que possamos pensar, como esta escrito, que, “no inicio, Deus ctiou 0 Céu e a Ter- 10 ra”, isso nao é 0 comego. O Zohar fala a respeito do mundo da criagdo muito antes da cria- 40 da Biblia. ‘Todos nds aprendemos a respeito da Luz e do Receptor. A Luz é a consciéncia do In- finito. No Infinito, existe apenas a espiritualidade, nenhuma consciéncia fisica. Esta foi a primeira criagiio: a Luz criow o Receptor. O Receptor também era apenas espiritual, sem nenhuma aparéncia fisica. Mais tarde, por causa do Pio da Vergonha, Big-Bang (zimtzum) ocorreu ¢ o mundo material apareceu. Além de alguma aparéncia fisica, apés 0 Big-Bang, tudo comegou a ficar cada vez menor. Um Receptor menor e uma Luz menor até atingirmos 0 homem com 0 corpo como 0 concebemos e com a alma como a concebemos. O corpo evoluiu desde o Receptor Infinito ¢ a alma, desde a Luz Infinita. Existe uma conextio entre as fases evolutivas, tanto da Luz quanto do Receptor. O corpo tornou-se cada vez mais condensado, mais restrito, ¢ a nossa alma ¢ uma evolugdo da Luz, que também se tornou mais condensada. Deus recebeu varios nomes. No entanto, Ele ndo possui tantos nomes assim, A Ca- bala explica que cada nome de Deus corresponde a um nivel de inteligé Quantos niveis de recipientes, de receptores ou de inteligéncias existem? Fala-se em dez, as chamadas dez Sephiro! do mundo das dez emanagoes. 1. Keter Coroa Adam Kadmon 2. Chochntath Sabedoria Emanagiio 3. Binah Compreensio Criagao Chesed Misericérdia Guevurah Julgamento 4. Tiferet Beleza Formagao Netzah Vitoria / Eternidade Hod Gloria Yessod Fundagao 5. Malehut Reino / Mundo Agiio Este € 0 Império Césmico que estamos tentando penetrar. E 0 império da mente; nao 0 império fisico, Enquanto estamos Iutando neste império fisico, 0 verdadeiro Império est a stossa espera. O Império Espiritual possui lugar para todos, no ha necessidade de luta; nao é preciso vender ou comprar terras porque cle esta dentro de nés, na nossa mente. Nao sé nao podemos vender um pedago de nossa mente como também ninguém quer comprar um peda- go dela Essas dez Sephirot estaio divididas em cinco. Ha seis Sephirot (de Chesed a Yessod) relacionadas a uma dimensfo, ou seja, a um mundo, Até agora, falamos principalmente so- bre um mundo, mas a Cabaki diz que existem cinco mundos. O que é um mundo? A melhor maneira de explicar a Cabali ¢ através do hebraico u A palavra mundo, em hebraico, ¢ (olam). A origem da palavra olam € desaparecer (clam). Or Lam & desaparecimento da luz. Em cada nivel (mundo), a luz desaparece um pouco até aleangar o nosso mundo, o mundo fisico, onde a luz, praticamente, desaparece, pois no nosso mundo existe a escuridao, Quando falamos a respeito de mundos, falamos sobre niveis de desaparecimento da luz. Para a psicologia, existem niveis de consciéncia: mente consciente, mente subconsciente e mente supraconsciente. De acordo com a Cabalé. estes trés niveis de consciéncia sio também trés mundos, O mundo que equivale a Keier € chamado de Adam Kadmon, que significa Homem Primordial. Esta € a semente da inteli- géncia humana e ainda esté conectada 4 consciéncia do Infinito. No entanto, pertence j & seqiiéncia da evolugaio, Chochmah € 0 mundo da Emanagao e Binah, o da criagio, em he- braico, Briah. O quarto mundo seria 0 mundo da formagiio, ou Yetzirah. O quinto mundo, de Malchut, € 0 mundo da Agao, em hebraico, Assiyah. Como sabemos, comegamos de cima para baixo e esta é a seqiiéncia da evolugiio do mundo: do Infinito até a nossa realidade. Porém, do nosso ponto de vista, olhamos de baixo para cima. Vamos no sentido oposto, conectando de baixo para cima, Vamos entio tentar entender um pouco mais a respeito do mundo da Agao, que se re- fere 4 nossa mente consciente, & nossa existéncia fisica, o comer, trabalhar, etc. O mundo da Formagao tem mais correlagao com as nossas habilidades espirituais ou com a nossa inspi- ragio, por exemplo. Como quando imaginamos algo ou claboramos novas idéias, quando criamos pinturas e desenhos artisticos, De acordo com a Cabali, isto est relacionado com 0 mundo da Formagao, com o subconsciente. Qual a diferenga entre 0 mundo da Ago e 0 mundo da Formagio? No mundo da Agao, o bem e o mal representa, cada um, 50%. Poderiamos dizer que, por causa de tanta coisa ruim que o homem tem feito, ha mais mal do que bem no mun- do da Ago, hoje. Porém, em potencial, ha um equilibrio de 50 a 50 e isto se deve & impor- tncia do livre arbitrio para este mundo. Se, desde o inicio, houvesse mais bem do que mal no mundo da Ago, nao existitia livre arbitrio. No mundo da Formagao, porém, ha mais bem do que mal. Por isso, quanto mais subimos, mais bem e menos mal encontramos, O mundo da Agao & muito duro, mas neste mundo da Agdo que existe a entrada para o mundo de Malchut, 0 Reino Celestial. Mas, como pode haver bem e mal empatados no Reinado Celestial? Trata-se apenas de um processo. Podemos dizer que, no mundo da Criagdo, onde, de acordo com a Biblia, Deus criou 0 Céu ea Terra, existe apenas o bem. Porém, antes do mundo da Criagao, havia dois mun- dos ¢ a Biblia no fala a respeito dos mundos da Emanagiio e de Adam Kadmon. Mas, na verdade, a Biblia fala desses mundos, s6 que de forma muito secreta € apenas com 0 auxilio do Zohar e da Cabala podemos compreender 0 mundo da Emanagio e 0 mundo de Adam Kadmon Qual 0 verdadeiro significado da histéria da criagiio do mundo que esti na Biblia? Toda a historia do Jardim do Eden acontece na Sephirah de Binah, que € 0 mundo da Cria- 40. Pelo menos, j4 sabemos onde se passa a historia, enquanto muitos esto a procura de 2 um Paraiso, Alguns pensam que € a Amaz6nia ou, talvez, a Mesopotimia, mas assim estari- amos procurando um Paraiso fisico ¢ a Cabald diz. que 0 Paraiso esti no nivel de Binah, compreensio. Entdo, quando comegarmos a compreender 0 pecado de Adio, nés nos co- nectaremos com o Paraiso, com o mundo da Criago. Como podemos fazer isto? Estamos aqui em Maicind tentando entrar no Paraiso. Vamos ver o que diz 0 Zohar a respeito da passagem da ctiagao na Biblia, Esta escrito em hebraico: “Rereshit Rarah Flo- him”: No inicio, Deus criou o Céu e a Terma, Mas, nds jé vimos que a Biblia nao fala de uma eriagao fisica. Entao, do que a Biblia esta falando? Sera que a palavra barah realmente si- gnifica criagao no passado? Rarah é uma palavra aramaica que significa manifestar © no ctiar. E esté no presente. Quer dizer que Deus poe para fora os Céus e a Terra. Entdo, nio se trata de uma historia, nao significa algo criado e sim que Deus exterioriza os Céus ea Terra, Quem é esse Deus? Falamos sobre a criagdo da luz, do criador, do infinite, mas nao existe nenhum nome. Falamos de /‘lohim, mas nao falamos sobre a luz. Sobre 0 que estamos falando? Falamos do nivel de inteligéncia de Afalchut, que é chamado de Elohim. Todo o homem foi criado imagem de Deus, a imagem de //ohin, Existe um verso escrito pelo Rei Salomio que diz que /ohim criou um contra 0 outro. Por que? O Zohar decodifica este segredo dizendo que nao significa que Deus criou um contra o outro, mas que Elohim fez, nao criou. Fazer quer dizer mundo da Agao ¢ no 0 mundo da Criagao. En- 140, no mundo da Acao existe um contra o outro. Nao estamos mais falando de histéria e sim do Agora, do presente, do mundo de Malchut ligado a0 mundo da Ago e que, através de nossas ages ¢ com a nossa imagem de Elohim, fazemos um contra 0 outro. Mas como? O que quer que fagamos, ha sempre o lado bom e @ lado mau, Este € 0 mundo da Ago, Queremtos mudar isso; queremos contatar o mundo da Criagdo para revelar 0 novo mundo da Agao, onde nao existe apenas 50% de bem, pois nfo pode existir um Im- pério Celestial onde bem e mal representem cada umm 50%. Somente elevando a consciéncia de Matchut para Binah e conectando com 0 mundo da Criago, podemos fazer 0 que Adio foi incumbido de fazer. Somente clevando a consciéncia de Malchu para Rinah, iniciaremos 0 tikun de Malchut com o nivel de consciéncia de Binah, porque 0 nosso Jardim do Eden sera quando Binah e Maichut tornarem-se um, quando esses dois mundos, da Criag&o e da Agi, forem unificados, Nessa ocasidio, comegaremos a trabalhar. © trabatho ¢ fazer o tikun de Malehut com a nivet de consciéncia de Binah, 0 mundo da Criagio. fo” Quando Malchu alcangar 0 nivel de Binah, podemos conec- tar 0 que est dito na Biblia, quando Elohim criou Céus e Terra. Porque o Zohar explica que a palavra Céus apenas um cédigo que representa 0 mundo da Formacao e @ Terra, o mun do da Agao. Entio, nao estamos falando do mundo fisico da terra e dos céus e sim de uma nova revelagdo onde nés, investidos do poder de Elohim e apés trabalharmos ¢ fazermos 0 tikun de Malchut no nivel de consciéncia de Binah, novamente revelaremos Malchut, em paz, no raundo da Agio, mas apenas com o bem, sem qualquer mal, © que acontece. en Isto & 0 que deverfamos estar fazendo agora, nestes 250 anos até 0 ano 6000. Quando elevamos nossa consciéncia de Malchut para Binah, temos a compreensio do pecado de 3 Adio ¢ isto corresponde ao ano de 1990, quando “ocorreu” este pecado. Agora, estamos trabalhanido, fazendo 0 sikun de Adio. Por quanto tempo? Por mais 250 anos. Este € 0 pro- ximo estagio: 250 anos de consciéncia de Binah. Trata-se de uma volta, mas nao queremos voltar. Queremos ficar aqui e este é 0 problema. Desejamos manter a nossa casa, nosso ban- co, nosso dinheiro, nosso carro, nossos negécios. Mas teraos de voltar, no ha outra manei- 1a. Ento, os préximos 250 anos so 0 caminho de volta que equivalem as seis horas que separam o pecado de Adao da chegada do Shabat, quando teremos de ferminar 0 tikun de Adio e entrar no Paraiso. O gue significa entrar no Paraiso? Significa que, apos fazer 0 tikun de Malchet, Malchut sera novamente revelado no mundo da Agio, porém, nao mais com 50% de bem e 50% de mal. Apenas com bem. Como jé foi dito, 0 que é mais dificil de compreender ¢ 2 dintensdo do tempo. Esta- mos to acostumados com a consciéncia robética de tempo que é muito dificil mudarmos a nossa concepgao do tempo. Mas, isto nfo pode ser entendido de forma literal ¢ & por isso que scannear 9 Zohar € tao importante, Somente recorrendo ao Zohar poderemos nos livrar da nossa consciéncia rabdtica de tempo, que significa a morte. Somente depois de scamne- armos durante meses, anos € anos, poderemos nos livrar dessa consciéncia de tempo que significa a morte. Ai entdo, conectaremos com um nivel € uma consciéneia de tempo dife- rentes, Mas nfo pense que os 250 anos que aqui falamos significam 250 anos a mais, pois 0 tempo robstico por si sé nao faz qualquer Hikwrt. Apenas a consciéncia espiritual faz 0 pro- cesso de tikun Daqui para a frente, o mando espiritual vai se tornando cada vez mais exigente. As pessoas que colocarem todos os seus esforgos ou 0 seu trabalho no murido material nfo te- rao chance. A dinica chance que temos é apremtder a profissfio do futuro, ou seja, sermos uma forga espiritual, entrarmos no mundo do Reinado e elevarmos o poder da criago que existe dentro de nds com o objetivo de cumprir a ctiagdo que existe no mundo fisico, que, obvia~ mente, seré um mundo fisico sem fikun, As Quatro Fases da Evolucio Césmica No capitulo anterior, falamos sobre 0 reinado Césmico, tentando entender que o ver- dadeiro império nao esté na Terra, mas nos Céus. Mas, os Céus nao significa que esta entre as nuvens. Estamos falando do Inpério que existe na mente coletiva, no inconsciente coleti- vo das nossas vidas e a imica maneira de entrar nesse mundo césmico é através da nossa mente. Também falamos dos ciclos cosmicos que estamos atravessando. Isto explica a des- cendéncia de Malehut para nivel de Binah e, novamente, de Binal para Malchut. O Ari, 500 anos atras, abriu 0s portdes para a compreensio deste fato para 0 Universo. Podemos dizer que os elementos de construgao do Universo so as Sephirot. Apenas compreendendo o que aconiece com as Sephirot, podemos compreender o que se passa em torno de nés. Quando falamos a respeito do reinado Césmico, falamos da Sephirah de Malchut, que significa Reino. Falamos também da Espada Giratéria, que se encontra um pouco antes de Malchut. Malchut € este Reinado Césmico no qual queremos entrar e podemos encontri- Jo em qualquer lugar que estivermos. Mas, precisamos saber como, Uma vez que a nossa mente esteja conectada com este reinado, nada no mundo fisico tera efeito sobre nds. Mas, a Espada Giratoria continua 14 para escolher as pessoas certas. Este é 0 motivo ‘pelo qual a Cabala esta aberta a todos. Porque todos nés estamos caminhando de acordo com o relgio Césmico, retornado ao Jardim do Eden - 0 Reinado Césmico que todos nés estamos procu- rando ~, um estado mental que poderiamos descrever como Nirvana em que sabemos tudo 0 que esta acontecendo com 100% de certeza. Isso nada tem a ver com a fé cega, mas com o conhecimento completo. Por exemplo: pode-se dizer que 0 Rabino Shimon Bar Yochai, que escreveu o Zohar, era uma pessoa com nivel de consciéncia avangada e bastante justo, que poderia entrar no jardim do Eden, mas ele nao pensava dessa maneira. Ele nao confiava cegamente no seu direito. O que ele fez? Ele saiu de onde ele estava ¢ levou sua alma para esse lugar, para o Jardim do Eden, para se certificar de sua posigdo la. Nao estando ainda seguro, voltou para 0 mundo fisico e conti- nuou a fazer o trabalho correto com propésito de fazer o seu Iugar no Jardim do Eden completamente seguro e eterno e, somente apds receber a certeza, ele disse que tinha chega- do a hora de deixar 0 mundo fisico. Estamos aqui, mas nfio percebemos completamente o sentido de estar aqui. Queremos tentar, mas devemos entender que tudo se encontra dentro de nés e, quando dizemos isso, referimo-nos as dez Sephirot. Agora, tudo esta aberto. A Espada Giratéria nfio € uma espada fisica. E a abertura na nossa vida. Um exemplo disso & a propria Cabalé. Por 2 mil anos, as. pessoas acreditaram que fosse algo muito dificil de se compreender. Mas, nés dizemos que a Cabala € 0 conhecimento mais simples que existe e que até uma crianga de cinco ou seis anos ja pode entender. Com a Espada Giratéria na nossa mente, se formos justos, abrem-se 0s portdes dentro de nés. Mas, se nao formos justos, a Espada fecha esses portoes. Hoje, a Cabald esta aberta a todos, mas muitos ainda dizem que nao é tao simples as- sim, Dizem que isso nao ¢ a verdadeira Cabala: “Cabala para todo mundo? Mesmo para os que nao so rabinos? Entéo, nao pode ser Cabala verdadeira.” Como se apenas os justos ¢ os grandes sabios tivessem direito a ter contato com a Cabalé. Como se somente eles tivessem direito ao Jardim do Eden De acordo com o Zohar € com a Cabali, todos nés temos o direito ao Paraiso. E 0 Zohar abre os portées do Paraiso para todos. Mas, apenas aqueles que apreciarem o Jardim do Eden encontrarao o Paraiso dentro de si mesmos. Aqueles que nao apreciarem o Jardim do Eden, esses nunca 0 encontrarao. O modo de ultrapassar esta Espada Giratéria € através desse “apreciar”. O contrario de apreciagao ¢ abuso, Nés descobrimos que o Jardim do Eden esté ao nosso redor, Embora nao seja tao simples, alcangar esse estagio € dificil. A habilidade de apreciar é dificil porque temos difi- culdade de avaliar o que falta em nossas vidas. Mesmo a Cabalé sendo algo tio simples, ainda continua sendo dificil. Mas, quando conseguirmos superar essas dificuldades, veremos que tudo est aberto, é muito simples, esté tudo claro. Enquanto isso, estamos tentando en- tender como entrar nesse reinado ¢ qual 0 propésito disso. Vamos agora voltar a histéria de Adao e Eva, quando eles foram criados no Jardim do Eden com 0 propésito de trabalhar e protegé-lo. Que tipo de trabalho existe no Jardim do Eden? Afinal, ¢ o Paraiso. Trabalhar no Paraiso? O trabalho a fazer no Paraiso é compre- ender como completar o trabalho da eriagao, porque, de acordo com a Cabala, a criagaio fisica nao esté completa. Nés, seres humanos, temos que completar a criagdo fisica. Este de fato, 0 complemento do Universo. E nés chamamos a isso 0 final da corregio, ou seja, 0 final do tikun. J4 que, pelo relégio Césmico, j4 estamos vivendo as tltimas seis horas da sexta-feira da criagao, nds simulamos a entrada de Addo e Eva no Paraiso e esta ¢ a profis- sao do presente ¢ do futuro. Uma vez conseguida a compreensao da construgéo do Universo expressa nas dez Sephirot, entio comegaremos a compreender essa profisso césmica que Adio e Eva foram incumbidos de praticar. E esta profissdo que estamos querendo aprender. Ha um verso na Biblia, no comego do Génesis, que diz que Deus criou os Céus e a Terra: “Bereshit Sarah llohim™. A Cabala, no entanto, adverte-nos para tomar cuidado, Nao. & exatamente isto que esta escrito. Nao estamos falando de Deus criando o mundo hé 6 mil anos. Estamos falando da profissio do futuro: como completar a criagiio no futuro, nfo no passado. Na verdade, o Zohar explica que 0 verbo Rarah n&o esté no passado e significa colocar para fora, Esta € a nova compreensao desse verso. Significa que estamcs falando de algo presente, que € continuo. E Elohim nao se refere 4 consciéncia eterna da Luz, mas ao poder criativo que existe em nds proprios. Criativo no sentido de criador e nfo no sentido artistico do termo. Quando entramos no reinado de Malchut, temos de elevar a consciéncia de Malchut, que & chamada de /ohim, e transformé-la, elevando-a A consciéncia de Binah. Por que? Porque aqui no reinado mundano existe a batalha entre o bem e 0 mal. Esta batalha acontece quando alguém faz algo de mau e cria anjos e deménios, que so diferentes tipos de deuses. Quando uma pessoa tem um pensamento, ela cria entidades boas ou mas, como se fossem diferentes deuses, de acordo com a qualidade do pensamento, se bom ou mau. Na verdade, todos nés interferimos no Universo, nao apenas os bons e sibios, As ve- zes, quando falo a respeito de pessoa justa, nao quero apenas falar de uma pessoa estudiosa, falo a respeito de todas as pessoas. Cada pessoa simples que tenha alguma atitude ma cria outros deuses, cria Mohn Maherim, ou seja, forgas da escuriddo que criam guerras, doen- as e morte em tomo de nds. E a nossa batalha ¢ entrar no reino césmico e criar um novo Elohim, um novo Deus. Por exemplo: todos sabemos que 0 ateismo significa? Talvez, para vocés, signifique uma nova maneira, um novo comego. Por dois mil anos, nés conhecemos um certo Deus, um Deus que. se vocé nao fosse uma pessoa boa, te mataria; um Deus que mandaria as pessoas para o inferno se elas nfo obedecessem as suas ordens. Ou seja, um Deus que abalharia com a justiya completa, mas nao seriamos capazes de compreender Sua Grande Justiga. Uma pessoa que nfo acreditasse nesse Deus, dizendo que ele seria inaceit’- vel. era considerada um ateu, Entio, ser ateu é metade do trabalho. O que diz. um ateu? Diz: “Nao quero adorar, venerar estes deuses. Sao deuses para trazer a destruigdo; deuses que 16 trazem a punigdo, que trabalham no Universo mas nao me permitem compreendé-los”. Nao posso compreender e aceitar a existéncia desse Deus da negatividade. Na verdade, nfo aceito Hlohim Maherim porque sao as forgas da escuridao. Esse processo de criar um novo Deus expressaré um novo mundo de uma maneira nova. E com a ajuda do homem, porque é 0 homem que cria /:lohim, tanto para o bem como para o mal. Nés criamos 0 Deus que trouxe tanto édio, tanto assassinato, tanta destruicao, tanta morte. Criamos esse Deus neste mundo com a nossa mente, nossas atitudes fisicas. Temos que tomar a responsabilidade da criag&o desse Deus. Podemos dizer que a religidio criou esse Deus, tanto consciente como inconscientemente, Somente juntos poderemos des- criar esse Deus €, entao, criar um novo Deus. Cada simples pessoa que esteja vivendo essas iltimas centenas de anos tem respon- sabilidade de descriar esse Deus que criamos ha dois mil ou cinco mil anos e comegar a criar um novo Deus. Um Deus que possamos respeitar, ouvir, entender e aceitar seu julga- mento; um Deus com o qual possamos viver e ser felizes; um Deus que tenhamos perto de nds, que no pega que nos matemos por ele ou que nos comportemos como mértires; um Deus que goste que vivamos por ele e nao que morramos por ele. O Deus negativo nao existe apenas na religifo, Existe também na democracia, na nossa patria, em todo o conceito em que vivemos, talvez na nossa conta bancéria. Mas, a0 criarmos um novo tipo de Deus, devemos também pensar a respeito dessas coisas. Queremos um Deus que nos dé dinheiro de uma boa maneira, sem que precisemos destruir, queimar nossas vidas € nossa satide. Um Deus que nos dé dinheiro em boas condigdes para que pos- samos apreciar nossa vida, nossa casa, nosso governo, porque procuramos por este Deus ha milhares de anos e nao o encontramos. Esta na hora de cria-Lo. Este Deus est em #inah e é chamado de consciéncia de Hinah. um Deus apenas de bondade, no um Deus do plano animal. E um Deus eterno. Poderiamos dizer que é um Deus de eterna bondade, mas sé poderemos revelar este Deus se nos manifestarmos. Este Deus est dentro de nés, exatamente como existe 0 Deus mau e 0 Deus bom anteriores. Isto € 0 que chamariamos de a Nova Era da Iluminagao, onde o homem permitiria que esta bon- dade de Deus se manifestasse. Também esta € a profissio do presente e do futuro, revelar € criar Paraiso. Para manifestar a criagdo desse Deus, temos de viajar algumas vezes para cima e para baixo. Nao gostamos deste tipo de trabalho, pois ansiamos por estabilidade no somos afeitos a mudangas ¢ a mudanga mais dificil para o nosso ego é a mudanga espi- ritual. Depois de trés ou quatro anos de um trabalho de sucesso, devemos deixar esse traba- Iho, deixar essa aquisigao ¢ comegar um novo processo? Se uma pessoa abre um negécio, comega a trabalhar nele, tem sucesso ¢ ganha dinheiro, esta pessoa fechard 0 negécio c co- megara outro? Nao, claro. Esta & apenas uma maneira simples de mostrar 0 que estamos fa- lando. Precisamos ser capaves de, no auge do nosso relacionamento, do nosso sucesso e ne- gécio, compreender que, na verdade, ele nao vem de nés e que, apés algum tempo de suces- So, sempre caimos. O sucesso representa 0 nosso ego. Quando 0 negécio nfo da certo e va- 0 mos & faléncia, sempre existe um culpado. Ou é o governo, nosso pai, nossa mulher, enfim, sempre existe alguém em quem por a culpa. © que queremos dizer & que, quando atingimos 0 auge de nosso sucesso, este ¢ 0 momento de deixar tudo ¢ dizer que nao foi nosso mérito alcangar esse estigio. A unica ma neira de compensar isso € desapegar-se e compartilhar com as pessoas capazes de receber “Mas, eu comecei esse negécio, com meu ego, e atingi o sucesso. Como posso abandonar tudo agora?”, perguntaria alguém. Contudo, a vida nos ensina que mesmo a pessoa mais rica da Terra, um dia, tera de deixar tudo. “Por que Deus quer que eu morta e deixe todas as mi- nhas propriedades?”, indagaria um outro. Porque este é o Deus que nés criamos, Mas, que- remos criar um novo. E criar um novo Deus significa deixar tudo para trds e comegar de novo. “Como seremos capazes, realmente, de deixar este Deus mau”, perguntam. Sao os ateus realmente atcus? Na verdade, existem muitos ateus que so fandticos por religido. Religiosos no sentido de uma mente bastante fechada. Devemos abrir nossa mente espiritual e tentar compreender como a estrutura do Universo funciona. Isso significa elevar nossa consciéncia de Malehut até Binh e voltar para Malchut outra vez, ¢ novamente de Malchut para Binah e de Rinha para Malchut, enfim, este circulo de trabalho, na verdade, significa deixar um Deus e construir outro. E, para compreender esse processo, temos de passar por ele, © processo tem quatro fases: Fase |- O primeiro mundo é a semente passiva; Fase II - O receptor torna-se ativo; Fase Ill - O receptor torna-se passivo; Fase IV - O receptor torna-se ativo. Essas quatro fases também sao conhecidas como os quatro mundos. Se compreen- dermos as quatro fases, entao, entenderemos tudo pelo qual passamos, porque tudo no Uni- ‘verso passa por quatro fases, A primeira fase ou mundo € também chamada de “Semente da Alma”. Na verdade, nao € propriamente uma fase porque ela é uma semente. Por exemplo, 0 mundo de Adam Kadmon, 0 mais alto, é uma semente, nao uma fase. Uma fase significa uma transformagao de um nivel para ou outro que esta acontecendo no Universo, na verdade, € 0 relacionamento entre a Luz ¢ 1n6s, os receptores, Podemos chamar a Luz de um novo Deus que estamos criando. Esta & a bondade que estamos buscando. Temos de criar 0 novo sentido da manifestayo e vamos entender como esta luz é criada por nos, Na fase L, existe © Receptor e existe a Luz e, nesta fase, o receptor é completamente passivo. A tinica forga que trabalha nesta fase ¢ 0 elemento da Luz ¢ o Receptor é passivo. Na fase Il, algo diferente acontece. 0 Receptor torna-se ativo. Podemos dizer que a Luz se toma passiva. Ela se retira e permite ao Receptor expressar-se. O Receptor quer expressar-se Is € 0 poder da Luz dentro dele quer compartilhar. Quando o Receptor compartilha, a Luz se retira. Entao, 0 receptor entra no estagio onde nfo existe a Luz, ou seja, na fase III. Nesta fase, 0 Receptor torna-se novamente passivo, mas a Luz nao esté 14, Ent&o, na fase IV, 0 Receptor torna-se ativo novamente com 0 prapésito de revelar a Luz completamente. Como essa revelagao da Luz é feita? Numa situagaio em que a pessoa nasce saudavel, por acaso ela acorda toda a manh’ e para cinco ou seis horas apreciando o fato de ser saudé- vel? Nao, Normalmente, nao, pois temos a salide como um bem garantido. Esta é a fase |. O receptor esta vivendo com a Luz, mas ele tem isso como certo, como se estivesse 0 tempo todo com a Luz. Mas, algo acontece com o receptor. Ele recebe o desejo de compartilhar com a Luz e ele se torna ativo. Isto ¢ compartihar. Quando aprendemos Cabal, comegamos a aprender a compartilhar. “Mas, como compartilhar se tenho apertas cinco reais no bolso? Nao vou dividir isso. Nao é natural”, pode dizer alguém. O propésito & compartilhar? Nao. Entao, porque dizem isso? O propési- to, na verdade, é revelar nosso desejo de receber. E como uma pessoa que atinge o auge do seu sucesso na vida e dizemos a ela para deixar tudo. Por que? Isto é loucura! Esta pessoa trabalhou muito, 50, 60 anos, para construir algo grandioso, S6 que este no é propriamente um desejo de receber. Como é que ele revela este desejo de receber? Mais ou menos, per- dendo 0 que ele tem. A iimica maneira de apreciar 0 que temos — nossa casa, dinheiro, carro, cxengas, familia — & perdendo tudo isso espontaneamente, de livre vontade. A vida nos ensi- na que, se nda abdicarmos destas coisas pela nossa propria vontade, a natureza, o Deus mau, tirara tudo isso de nds. Mesmo se scgurarmos muito tudo isso, de nada adiantaré. Nada po deremos fazer, a menos que tentemos resolver problema, E entio que vem 0 processo Césmico. No momento que tivermos alguma coisa como garantida, este é 0 momento exato que temos que comegar a compastilhar. Por exemplo, se mudo minha inteligéncia para fazer o bem, ter isso como garantido, esse é 0 momento exato para comegar a compartilhar esta minha inteligéncia. Minha habilidade para fazer dinheiro, por exemplo, pode se transformar num desejo de compartilhar esse dinheiro. Obviamente, ficaria com menos dinheiro se compartilhasse minha inteligéncia de fazer dinheiro com os outros. Paderiamos achar que todo o dinheiro ou toda a habilidade de fazer dinheiro tem de ficar comigo e nao com os outros. Esta é a natureza. Mas, devemos lembrar que Deus que criamos esti esperando por nos, Entio, vamos resolver esse problema, entender, para passar da fase I para a fase Il, devemos comegar a compartilhar, tornando-nos ativos. Exatamente no momento em que nds temos aquele elemento como garantido, chega- mos a fase III, onde nos tornamos passivos novamente, pois, ap6s compartilhar ¢ comparti- Thar, tornamo-nos vazios, Pode ser um vazio de inteligéncia, dinheiro, expectativa, amor. Entao, no completo vazio, iniciamos o estigio IV, onde revelamos qual ¢ 0 nosso verdadeiro desejo. Meu coragao esta cheio de amor ¢ eu compartilho muito amor. Somente quando meu coragdo e minha mente estiverem completamente vazios de amor, eu perceberei que, na ver- dade, 0 que cu quero € scr famoso e nao que alguém me ame porque eu amo, Ha pessoas que se unem a gnapos ou seitas e percebem que querem abandonar suas casas, scus negécios, seus bens e posigées na vida porque atingiram seu verdadeiro desejo. 19 Quando ouvimos isso, dizemos que essas pessoas esto completamente loucas. Nao dé para compreender como alguém que trabalhou por 50 anos para construir um império possa de- sistir de tudo. Nao afirmamos que todos devam fazer isso, mas podemos dizer que esta pes- soa esta uns dois ou trés estigios nossa frente, enquanto nés estamos na fase I, passivos, tendo tudo como garantido, ou seja, nada A pessoa que atingiu a fase TV percebe que o que ela tem nao é exatamente o que ela quer e, apenas desistindo do que ela tem, pode realmente receber aquilo que ela quer para dar. Ai, entao, els estara completamente vazia; vazia para receber uma satisfagio, 0 preen- chimento verdadeiro. Essas quatro fases so todas as que passamos na vida. Podemos ter amor, dinheiro, fama, mas, para cada um desses valores, passaremos pelas quatro fases: uma fase de que pode durar, por exemplo, cinco anos; uma fase de dinheiro que pode ocorrer em 30 anos, ¢ uma fase da fama que pode durar 50 anos. E assim que vivemos as diferentes fases. Cada fase tem velocidades diferentes. Um ciclo de cinco anos, outro de 30, etc. A maioria de nds esta muito confusa porque essas fases vao uma de encontro @ outra. A fase do amor vai de encontro a fase do dinheiro; a fase da fama vai contra a do amor; a fase do dinheiro vai em diregao a da fama, nossa vida vira uma confustio completa. Temos que organizar nossos pensamentos corretamente e entendermos que a fase de cada assunto se organiza de modo individual, Entdo, podemos identificar em que fase estamos, Por exemplo: © amor est na fase II, 0 dinheiro na fase I, a fama na fase de semente ¢ assim por diante. Deste modo, podemos organizar nossa vida corretamente. Se eu estiver na fase | do dinheiro significa que eu tenho o dinheiro como garantido. Este € 0 tempo de comegar a compartilhar, Primeiro, com 0 objetivo de nao cair na situagao de ter o dinheito e ele nao ser meu e, segundo, revelar meu verdadeiro desejo em relagio a0 dinheiro. Por exemplo: tenho wm negécio com o qual fago 50 mil délares por més ¢ isto é muito facil para mim, Sou um homem muito importante nos negécios, falo com o gerente do banco todos os dias, tenho contato permanente com ministros, governadores, etc. Na verda- de, posso fazer 500 mil délares por més, mas como posso atingir esse estgio? Comegando a ser ativo e compartilhar (fase I). Obviamente, vou atingit o estigio II, onde fico muito pobre e ai eu percebo que, quando liberar minha mente do conceito de 50 mil délares por més, abro o mew verdadeiro desejo de fazer 500 mil dolares por més. Este é 0 meu desejo verdadeiro € que apenas posso revelar na fase IV. Fsta é a profissio clo presente e do futuro, seja com relago ao dinheiro, relacionamentos amorosos, saiide, em tudo, porque, apenas quando alcangarmos a fase 1V — que é a fase do verdadeiro desejo de receber —, iremos nos conectar com a consciéncia eter- na ¢ revelar a eterna consciéncia desse novo Deus através dessas quatro fases, Passando por essas quatro fases, queremos etiar um novo Deus, uma nova conscién- cia dentro de nds, com a qual possamos trazer para nossa vida dinheiro, saiide, felicidade, tudo de bom para dentro de nds e que possamos controlar isso. 20 A Gnica maneira de controlarmos nossa satide, dinheiro e felicidade € através das quatro fases, sabendo em que fase estamos e 0 que fazer para passar para a proxima fase com 0 propésito de chegar a fase IV ¢ completar a Criagdo na sua forma eterna, E, uma vez atingido o meu eterno desejo de receber, este desejo nunca morrera e nunca perderei o que quer que seja — amor, poder, dinheiro, tudo 0 que eu quiser ~ porque, como dissemos antes, (0 mundo espiritual ¢ © mundo fisico tornam-se UM. O mundo espiritual e © mundo fisico sao UM. i Quebrando o recipiente A Cabala trata de como 0 Universo como um todo foi construido. A vida e 0 universo tm o seu proprio dinamismo, os seus proprios processos, mas nés queremos que as coisas acontegam antes que elas estejam prontas para acontecer. As vezes, elas acontecem e nds nos recusamos a aceitar o modo como aconteceram. Este é, na verdade, 0 nosso relégio pes- soal que nem sempre esta de acordo com o reldgio césmico e este € 0 segredo para se en- contrar 0 equilibrio. Viver em equilibrio nao € acordar sempre numa determinada hora e ingerir determinados alimentos. Porque 0 universo ¢ a vida mudam dia apés dia. como nor- malmente vivemos trancados em nossas casas, nos carros, nos escritérios, estamos desco- nectados de cursos naturais. E claro que, sem esses confortos, serfamos incapazes de levar uma vida normal e, muito cmbora 0 nosso corpo tenha se mantido trancado ern ambientes fechados, ainda assim a nossa mente passa por processos espirituais e este é 0 motive por- que duas pessoas podem estar sentadas no mesmo local, a0 mesmo tempo, € passarem por diferentes processos em diferentes etapas. Isto é visto como normal. Afinal, somos pessoas diferentes. Mas, por que somos diferentes? Somos diferentes porque cada pessoa se encontra num processo diferente do seu pr prio processo. Quando nos encontramos uns com os outros é porque estamos no mesmo pro- cesso da vida, Assim, entendemo-nos € concordamos em nossas opinides. Se pegarmos o processo inteiro do Universo. alcangaremos 0s quatro estagios. Esses quatro processos acontecem em tudo 0 que cxiste. Por exemplo: temos as fases A, B, C ¢ D. Digamos que a fase A levasse mais ou menos cinco anos; a fase B, uns oito anos; a C, mais uns quatro, ¢ a D, uns 12 anos. O que isso significa? Vamos considerar 0 negécio como um aspecto da vida de uma pessoa. Suponhamos que esta pessoa, de zero a 29 anos, tenha que aprender alguma coisa no ramo do negacio, como por exemplo, a lealdade. O processo césmico para a pessoa chegar neste nivel levaria 29 anos. Mas, o que acontece, geralmente, nesses casos? A fase A, designada para levar cinco anos, custa a esta pessoa, por exemplo, 10 anos, porque, talvez, a pessoa nao seja espiritualizada e cada vez que algo aconteca a ela, esta pessoa se desconecte do mundo espiritual pelo desejo de receber apenas para si propria Cada vez que essa pessoa € ceoista, ela se desconecta do processo espiritual. Vamos supor que ela se desconecte por dois anos e, apds dois anos, ela se acalme novamente ¢ entao rei- nicie o proceso espiritual de novo. Ai, ela colocaria o seu relogio pessoal ligado ao relégio a1 césmico novamente, se desconectando um ano depois, reconectando dali a um ano, até fi- nalmente terminar 0 estagio A. Assim, ao invés dos cinco anos, essa pessoa leva o dobro de tempo para atingir 0 mesmo objetivo, cumprir 0 mesmo tempo césmico. Geralmente, € isto que nos acontece e nao sabemos pelo que estamos passando. E como uma pessoa que comepa a fazer uma mesa e, de repente, ela desiste ¢, por trés anos, comega a estudar filosoffa, Entio, quando ela retorna para continuar a mesa, olfa para ela e nao entende 0 que aquilo significa. Mas, entéo, depois de retomar a mesa, resolve parar no- vamente ¢ ir @ China por cinco anos. [: isso que ocorre também com os nossos pensamentos, © que chamariamos de uma linha de pensamento. Esta linha é cortada, assim como quem da uma palestra e € interrompido, perdendo 0 fio da meada. Este tempo € desperdigado. Conos- Co acontece a mesma coisa ¢ 0 nosso ego é responsavel por muitas inferrupgdes que nos ti- ram do nosso processo, atrapalhando o cumprimento de nossa tarefa, a tarefa que trouxe nossa alma aqui. Entio, ao invés de cinco anos, levamos 10. Este é um exemplo muito simples, mas, as vezes, a situago é bem pior, com um pro- cesso de 50 anos interrompido por dez anos. E reiniciar um processo do ponto onde se parou depois de dez anos interrompido € quase impossivel. Quanto maior for a nossa atividade espiritual, menos tempo perdemos. Até o ponto em que se cria um fluxo constante, até o final do nosso processo. Esta é a melhor maneira, Por este motivo, meditamos com a intengdo de afastar o Satan, ou seja, fechar todas as portas que possam interromper 0 nosso processo, porque retomar um processo de 29 anos nao € tao dificil, mas se dissermos que existem processos de 90 anos, perder 20 ou 50 anos significaria ter de viver, quem sabe, 140 anos para atingir 0 objetivo. Agora, vamos tentar entender 0 processo de quebra do recipiente e também o verda- deiro significado do pecado de Adio. Vamos relacionar isto ao Tetragrama sagrado do nome de Deus, que sabemos ser a esséncia da estrutura do Universo. A primeira ponta do yud significa Keter, mas o yud inteiro significa Chochmah; 0 primeiro he esta relacionado com Binah; o vay significa Zeir-Anpim, e 0 segundo he & Malchut, Quando falamos a respeito de arrependimento, perguntamos o que signifiea arrepen- dimento. O quer dizer arrepender-se perante Deus? Em hebraico, arrepender-se significa teshuvah, A palayra vem de duas outras: fa shev = 0 rei retornara. Mas, que rei deve retor- nar? E para onde? Estamos falando do he mais baixo do Tetragrama, Malchut, que volta para o ie de cima, Binah. O propésito disso é livrar-nos de todos os outros deuses que cria- mos durante muitos periodos de tempo e, com o nivel de consciéncia de Rinah, criar outro Deus, Um novo Deus nao significa criar uma nova luz, mas criar novas inteligéncias, novos recipientes para a luz. Porque, quando conseguirmos criar esses novos recipientes para rece- ber a luz de forma correta, entao terminaremos 0 processo de corregao. E isto que estamos vivendo agora ¢ nao outros problemas. O que significa o pecado de Ado? Quando ocorreu o pecado de Adio? Ele ocorreu na semana da Criagdo, na sexta-feira, ao meio-dia. Pelo relogio terrestre, isso aconteceu em 1990, ano que representa o meio-dia de sexta-feira do Génesis, Mas, qual foi o pecado de 2 Adio? E dito que ele comeu da Arvore do Conhecimento do Bem e do Mal. A Cabalé expli- ca: Novamente estamos falando de dois tempos césmicos. Um é 0 tempo em que deveria ter sido feito € 0 outro no qual foi de fato feito. Por exemplo: se, de acordo com o relégio c6s- mico, eu devesse receber um milhao de délares na préxima semana, mas eu 0 quisesse ago- ra, isto poderia causar muitos problemas em mim. Os miliondrios, que sto feitos de carne e osso como nés, vivern exatamente esse problema, a nao ser que s¢jam pessoas espiritualiza- das, Se um milionario estiver & espera de um contrato biliondrio, pode-se imaginar quanta tensio ele vai estar vivendo. Sabe-se la por qual processo estar este miliondrio passando? Isto pode até levar a loucura. E por que? Porque ndo temos a habilidade de lidar com tama- nha tensao. Um exemplo: um pai constr6i, por 50 anos, um império e, subitamente, falece. Seu filho, de 22 anos, tem de Tidar, de uma hora para a outra, com esse enorme império. E ai, dizemos: “Puxa! Que sorte deste rapaz que teve um pai to rico!”. Mas, na verdade, ele niio esti apreciando a situagdo. De fato, ele tem muito dinheiro, mas também tem um medo gi- gantesco de ter de lidar com tanta coisa O que se quer dizer € que & muito importante recebermos a coisa certa no momento certo, Se nao tivermos o recipiente para receber um milhdo de délares, é melhor que nao tivéssemos recebido, para nao termos de sofrer um ataque cardiaco. Voltemos agora para Adao. Se olharmos para a Arvore das Sephirot, vemos que Zeir- Anpim contém seis Sephirot. Sabemos que o Jardim do Eden encontra-se no nivel de Binah, que € chamado de Arvore da Vida. Malchut é chamado de Arvore do Conhecimento do Bem e do Mal. O nivel de consciéncia do Jardim do Eden é alcangado ao meio-dia de sexta-feira e Adio deveria esperar mais seis horas para, s6 entdo, comer do fruto da Arvore do Conhe- cimento do Bem ¢ do Mal. Mas, 0 que aconteceu? Adao foi impaciente e niio quis esperar essas seis horas. A Cabala explica que Adao deveria ter esperado 0 Shabat antes de ter uma Telag&o sexual com sua esposa Eva. Mas, 0 que aconteceu foi que ele manteve relagdes ao meio-dia, seis horas antes do horario certo. O que significa 0 tempo certo? Sabemos que Eva representa Malchut, porque Malchut & 0 aspecto feminino e Adio deveria ter esperado que 0 recipiente espiritual de Ma/chut estivesse completo ¢ esse é 0 motivo pelo qual 0 Shabat é 0 sétimo dia, apds os seis dias de Zeir Anpim. Adio teve relagdes com Eva quando o recipiente espiritual dela ainda nao estava completo. Isto provocou a quebra do recipiente e tornou todas as forgas da escuridiio muito fortes, Todas essas forgas siio representadas pela serpente, que & apenas uma forma figurati- va. E como um homem que trabalhe com muita paciéncia por um propésito durante cinco ou dez anos. E, quanto mais perto ele chega, mais impaciente ele fica e, faltando dez ou cinco minutos antes do momento certo para ele alcangar o seu objetivo, ele deseje antecipar esse momento. f até possivel reccher antes 0 que almejamos, mas nao é 0 tempo correto e isto pode destruir todo o esforgo dos iiltimos dez anos Um exemplo muito simples é o da fruta. Depois de dois ou trés anos que esperamos para uma arvore dar frutos. podemos perder a paciéncia e retirar o fruto do pé um ou dois dias antes e até comer a fruta azeda. Esta experiéncia explica muito pelo que passamos em nossa vida. Esta é uma expressiv continua do pecado de Adio. propésito é fazer a corregao da quebra do recipiente de Malchut e eleva-lo para Bi- nat, porque apenas com a consciéncia de Binah, antes do pecado de Adio, podemos con- sertar 0 recipiente quebrado e ent&o traze-lo para Malchut de modo que ele possa receber a luz de Zeir-Anpim novamente, no tempo certo e com a luz certa, Essas coisas serio feitas como num dia de festa, quando os portées sao abertos para os convidados. Durante essa festa, 0 portéo espiritual estara aberto. O que isso significa? E como se todos nés estivés- semos elevando 0 nosso recipiente para o nivel de Binah. Este 6 © tempo para a corregao espiritual, para consertar 0 recipiente quebrado. Com a intengao de entender © que o recipiente quebrado significa, temos que enten- der que a maioria de nds nao vive sem um desejo verdadeiro, Normalmente, vivemos os de~ sejos de outras pessoas. Lssas pessoas podem ser nossos pais, nossos amigos ou nossos ir- maos, mas existem muito poucas pessoas que trabalham com seus préprios recipientes. Por que? Porque nosso recipiente est quebrado. Entdo, deveriamos ter nosso desejo completa, sem precisarmos dos recipientes de outras pessoas, pois temos 0 nosso proprio recipiente. Essa, na verdade, é a mensagem. Como podemos saber se estamos de acordo com 0 relégio césmice? Isso é algo que a Cabala nos ensina a descobrir, Também temos aquilo que chamamos de calendatio. Por exemplo, dizemos que 0 Pessecch comega no 15° dia de Nissan. Entéo, vocé planeja na sua mente 0 que vai fazer no dia 15 de Nissan. Vamos supor que vocé planeje uma viagem ao Caribe para ficar lé por duas semanas vivendo como um rei. Mas a Cabal diz. ndo. Diz que vacé deve sentar numa mesa com a sua familia... Nao € facil. Por que isso acontece dessa maneira? Obviamente, a Cabala néo nos obriga a sentar com a sogra naquela noite; € apenas uma questao de sincronia. € como sabermos que 0 noticiario comega as 20 horas ¢ consul- tarmos 0 reldgio para sabermos se chegaremos a tempo de assistit. Da mesma maneira, 0 reldgio césmico diz-nos que. no 15” dia de Nissan, devemos regular o nosso recipiente para teceber a energia desse dia, sintonizando 0 nosso relégio pessoal com o reldgio césmico. No 15° dia de Nissan, 0 relogio césmico diz que vocé ndo deve fazer guerra. Vocé deve reduzir a zero 0 poder de Marte. Entio, estaremos sem nenhuma energia de Marte, a: sim como o relégio césmico. [; desta mancira que nos sincronizamos. Este € apenas um exemplo, que diz respeito a Pessach, mas existem outros ciclos, outros hordrios com os quais nas devemos sincronizar, Nao devemos apenas conhecer esses “horarios”, mas tam- bém saber como axir para estar em sincronia com o relagio césmico. Entender as limitagdes da barreira do tempo. Esta é a ultima missdo da espécie hu- mana. Nés entendemos tudo, A tinica coisa que nfo entendemos € 0 misticismo do tempo Uma vez que entendamos isso, teremos o segredo da ressurreigdo e da motte em nossas vi- das. E teremos de compreender isso até 0 ano 1999. De acordo com o Rabino Avraham Azulai, este tempo om que vivemos seria o tempo de grandes mudangas na humanidade e, sobre isso, temos @ ressurreigio dos mortos. Se acham que estamos falando de algo fantast co, a ciéncia jé mostrou que o homem tem a capacidade de viver eternamente. Porém, so- 24 fremos por causa da politica, do dinheiro e dos interesses que regem tudo o que é feito na ciéncia. Nosso destino como seres humanos nao est sendo regido, nem por cientistas nem por politicos, mas por interesses inconfessaveis. Se, aqui no Brasil, tomamos uma aspirina € porque existe um jogo de interesses que determina que tipo de pilula devemos tomar. Nao tem nada a ver com a satide, nem com o nosso poder de compra. Nao temos qualquer con- trole sobre essa decisio, A Cabala esta tentando nos livrar desses elementos, a nos tornar independentes deles e podermos nos conectar com a forga da luz. Porque, muito antes da cigncia revelar os segredos da eternidade dos nossos corpos, os nossos sdbios ¢ justos jé ha- viam, ha muito, conseguido superar o Anjo da Motte. Sabemos que essas palavras dificilmente so ouvidas no mundo, mas a Cabala tem a sabedoria da Verdade e nos permitimos dizer algumas palavras dessa Verdade, de vez em quando. Assim, conseguimos compreender que significa a realidade, 0 que significa 0 mundo da ilusio. Queda dos anjos - Luz e Escurid&o Falaremos aqui sobre a luz ¢ a escuriddo e a respeito da descida dos anjos. A questo €: qual o segredo por tras dessa hist6ria? Quando falamos de luz e escuriddo, estamos falan- do sobre compartilhar o que é a luz ¢ esta & a esséncia de propésito da Criagao: compartilhar © bem em abundancia, infinitamente, Quando falamos a respeito de restrigdo, tentamos ex- plicar que, no momento da restrig&o do recipiente pelo desejo de receber, a luz desapareceu € © recipiente permaneceu na escuridio. Este foi o grande problema para o recipiente, por- que 0 propésito da restrigéo ¢ que niio se pode permanecer na escuridtio. O propésito do recipiente ao optar pela restrigiio foi absorver a kuz da Criag&io do Criador. Transformando- se também em criador, 0 recipiente pode receber a luz sem 0 Pao da Vergonha, porque, en- tao, 0 recipicrite pode assemelhar-se ao Criador. Mas, quando a restrigio ocorreu, subita- mente, 0 recipiente ficou na escuridao, Como, entao, solucionar esse problema? Como al- cangar e cumprir o verdadeiro propésito da restrigaio de revelar a luz e néio apenas ficar na escuridao? Como foi dito. no momento da restrigao, a luz desapareceu € esta escuridie pode ser expressa na nossa escuridio fisica, Mas, no nivel espiritual, 2 escuridio pode também ser chamada de luz. Como? Todos nés sabemos que existe o problema das drogas. Quando a pessoa usa drogas, ela se sente clevada. Esse sentimento de elevagao é fruto do recebimento de muita energia. Para quem consome drogas, isso é um recebimento de luz, mas saberros que, na verdade, isso é uma grande escuridao para ele. Entio, para entender: 0 que chamamos de luz pode ser uma ilusio. E preciso compre- ender que a luz fisica e a escuridao fisica sfio, ambas, escuridio. Quando nossa alma entra nesse mundo, ela vem do mundo da luz e entra no mundo fisico, no mundo da escuridao. O 25 mundo da escuridao possui luz e escuridao, mas, comparado ao mundo da luz, onde a alma se encontrava, tanto a luz como a escuridao s&o escuridao. Novamente, ¢ como uma pessoa viciada em drogas. Quando esta na escuridao, esta deprimida, sente-se na escuriddo e nés perceberios que ela esta na escurid’io. Mas, quando esta drogada e est “alta”, nés sabemos que ela esta em outro plano, mas que ainda est na escuridao. Tudo € relativo. Comparando com 0 grav de consciéneia de nossa alma, mesmo a luz fisica’ também é escuriddo, Estamos falando de uma concepgao fisica do que ¢ escuridio ¢ luz. Mas, na Ca- bala, quando falamos de luz ¢ escuridao, queremos dizer algo diferente: a escuridio & a fonte da destruigao e da morte no mundo, Quando o recipiente percebeu que estava na escuridio, ele nfo sentiu de imediato a negatividade. Mas, gradativamente, a escuridao foi se tornando ruim. O processo pelo qual a escuridao se tornou a fonte do mal deu-se da sguinte maneira: Na restrigdo, a luz desapare- ceu, 0 recipiente ficou sem luz ¢ a escuridao permaneceu em nosso mundo, Nao falamos de algo fisico, mas de algo espititual, que vai além da mente. Ao fazer a restrigio, o recipiente queria revelar a luz, mas a restrigao tornou-se escuridao. A partir do momento que 0 reci ente ficou conectado com a escuridio, criaram-se forgas da escuridao. No inicio, estas for- gas nao eram mas ¢ havia anjos para manifestar esta escuridao. Os anjos so canais que ma- nifestam o poder dos pensamentos € os pensamentos dos recipientes eram: fazer a restrigao. Esta foi a dimenso em que a escuridao foi criada e, enttio, o recipiente quis solucio- nar o problema de ter criado a escuridao ao tentar revelar a luz. Como solucionar este para- doxo? A solugio encontrada foi criar 0 homem. Adio, entéo, seria capaz de libertar o reci- piente das forgas negativas. F, gradualmente, o recipiente evoluiu de Kefer para (‘hochmat: de Chochmah para Binah; de Binah pata Zeir Anpim, e de Zeir Anpim para Malchut. Evolu- gio, aqui, significa que o recipiente continua evoluindo e fazendo a restrigao. A idéia que temos de evolugo no plano fisico nao € a mesma em termos cabalisticos. A evolugdo &, na verdade, a degradagao do recipiente. Transformagao & que é a evolugao positiva do recipi- ente, que € quando Malchuf vai para o nivel de Bina. A ciéncia fala muito sobre evolucio; a Cabalé fala a respeito da Transformagao do homem. A ciéncia, com a evolugao, vai para 0 passado; a Cabala, através da transformagio, vai para 0 futuro. Se, em nossa mente, estiver- mos conectados com passado. iremos para tras. Quando a nossa mente estiver conectada com a transformagao, iremos para o futuro. Adao ¢ Eva foram criados no estagio de Binah. E por isso que se diz que, quando Elohim quis criar 0 homem, os anjos da escuridae vieram preveni-lo e disseram a Elohim “Por que quereis Vos criar © homem. Ele decerto pecaré diante de Vés”. Mas, Deus, afinal, nao sabe 0 que fazer? Deus, por acaso, precisa de conselhos dos anjos? $6 que nao era bem isso que Ele estava ordenando. O recipiente que tinha um problema por estar na escuridio & chamado Hiohim. Ele quer criar o homer para que © homem o ajude a sair da escuridao. Adio é 0 homem com nivel de consciéneia de Bina. mas também existe o homem com nivel de consciéncia de Malchut. Adio foi criado no nivel de Binah para que ele também participasse da evolugao 26 dom recipiente e ajudasse /lohim a se desenvolver corretamente até Malchut e sai da escu- ridao. Mas, 0s anjos do nivel de Rinah falaram para o recipiente do nivel de Binah: “Porque quereis Vés criar 0 homem? Ele decerto pecaré diante de V6s”. O que significa “pecara di- ante de Vés"? Significa que o homem alcangaria o nivel deste mundo fisico e conectar-se-ia com a escuridao, ou seja, pecaria. © que quer dizer que entrar no mundo da escuridao é pe- car. Na yerdade, os anjos estavam apenas expressando os pensamentos de Johim, 0 que foi o propésito da criagao do homem. /ohim criou 0 homem com a finalidade de entrar no mundo da escuridao, manifestado completamente em Malchut. A idéia é libertar Elohim da escuridao e ajudar /:lohim em todo o recipiente espiritual para receber a luz do Criador. Uma vez que a pessoa faz. a restrigao, ela se conecta imediatamente com o nivel do recipiente onde ela fez a restrigaio ¢ foi revelada a escuridao. E ai ela percebe a luz ¢ a escu- ridao neste mundo, Assim, compreendemos o que significa pecado. Porque, quando temos conhecimento de que o pecado nao é agradavel, mentir no € uma coisa recomendavel. Mas, € a respeito de pecar? As religides usam os o nome de Deus para nos dizer que nao devemos pecar, roubar, etc. Mas, ¢ se dissermos que Deus nao se importa se eu mentir, se eu roubar ou seu eu matar? Se eu pecar ou mentir, vou fazer Deus ficar zangado? Se eu roubar, devo perder dinheiro? Nao tem nada a ver com 0 nosso conceito deturpado sobre o assunto. Parece nao haver outra solugdo para o problema da escuridao ¢, por isso, o recipiente do nivel de Binah resolveu criar 0 homem. Somente chegando ao nivel de Malchut, a cons- ciéncia da escuridao & completamente manifestada. O que se quer dizer com consciéncia da escuridao? Posso viver num quarto escuro, mas me sinto muito bem. Todos vivemos na Ter- ra, mas néo sentimos 0 espirito da escuridéo, onde vivemos. Nao sentimos 0 pecado no qual vivemos porque pecar nao é somente praticar 0 ato, mas fazé-lo com consciéncia. E 0 senti- mento do “eu pequei”. “Se eu menti, cometi um pecado”, mas isso nao € 0 pecado. A essén- cia do pecado € perceber que se esti vivendo na escuridao e, entio, iniciar 0 processo de tikun, de corregao ¢ de transformagao e, durante este meio tempo, estaremos evoluindo, Na esséncia, evoluir significa progredir. Mas, progredir nos sentido de compreender 0 que esta errado, Somente quando compreendermos 0 que esta errado, ou seja, quando for revelada a consciéncia da escuridao. iniciaremos 0 processo da transformagio, isto é a corregao eo desenvolvimento espiritual Aqui recordamos as quatro fases. Comegamos de um determinado ponto ¢ desenvol- vemos. Apenas quando alingimos 0 nivel de Malchut, que & a revelagio das quatro fases, aprendemos o que realmente temos de aprender. Por exemplo: uma pessoa quer comprar uma casa. Ela tem o pensamento de comprar qualquer casa, 0 que seria o nivel de Kerer, a semente, Entio, ele comega a pensar: “Que casa?” E enti, ela comega a construir a casa na sua mente: “Quero uina casa de trés andares, com telliado pontiagudo, janelas grandes ¢ lo- calizada na montanha”. Ela comega a construir a casa na mente e, assim, vai para a terceira fase, que € a riistica, a do trabalho duro para manifestar a sua idéia. Porém, somente na quarta fase, quando a casa estiver completamente pronta é que ela vera o que realmente al- 27 cangou de bom € de mau, € assim por diante. $6 entéo, a pessoa pode compreender 0 que cla tinha em mente ¢ pode comegar a corregdo: “Vou quebrar aquela parede, vou abrir outra janela, enfim, farei uma reforma, uma transformagao” Somente quando compreendemos o sentido pleno da escuridéo de Malchut, compre- endemos realmente o que significa pecado, que nao é roubar, nao é mentir, Isto nio € peca- do. Pecado é algo totalmente diferente. Ha uma histéria na Biblia a respeito dos filhos de Elohim (benei Elohim) que desce- ram € comegaram a se encontrar com as filhas do homem e deste relacionamento nasceram muitas nagdes e povos. Embora nao prerturbe muito a cabeca das pessoas, é uma histéria muito estranha, Quem so esses filhos de ///ohim? Seriam filhos de Deus? E Deus tinha fi- Ihos? Nos pegamos a pequena parte da Biblia que pensamos entender e fazemos uma religi 40 com isso. E sobre o restante? “Nao, isto eu nao entendo; isto ndo é para nds. Se nao po- demos fazer dinheito e poder com isso, nao nos interessa.” A Cabalé diz: a Biblia inteira tem de ser entendida. Quem sto esses filhos de Llohim? O Zohar explica que, nesta passa- gem, se fala dos anjos que, no nivel de consciéncia de Binah, disseram a Elohim que Adio pecaria diante dele. © que isso significa? Fizeram um encontro do Cét com a Terra € os anjos discutiam: “Faremas o fromem com orelhas grandes? nariz pequeno? Cabega grande € corpo pequeno? Louros ou pretos? E Deus teria recebido as sugestdes e, como um dese- nhista, feito um esbogo, Pode ter sido assim, nao se sabe. Mas, a Cabalé fala sobre inteligéncia: os anjos representam os pensamentos do reci- piente no nivel de Binah, nivel onde o homem foi criado com o propésito de pecar. O que significa “que ele deveria pecar™? E que o homem, no nivel de Malchut, sentiria 0 pecado, sentiria a consciéncia do pecado da escuriddo e o Zohar exptica a continuagao dessa histé- ria: Deus, Hloim, ficou muito furioso com esses anjos, que tém nomes - ¢ vamos cité-los apenas uma vez pois, no momento que pronunciamos esses nomes, chamamos esses anjos para descer € no temos nenhuma intengao de chamé-los. Como € pelo bem do estudo, esses sdo os nomes: Uza e Azael, Sao esses os anjos que vieram no nivel de Binah. Quando uma pessoa critica a outta, é porque ela se acha melhor do que ela. No mo- mento em que os anjos criticaram os pensamentos de Deus, Elohim thes disse: “Se vocés dois acham que so melhores do que homem, ea os mandarei para baixo, na Terra, e quero ver como vocés vao viver nesse mundo da escuridao”, Escuridao significa ser escravo da nossa propria luxiiria, desejo sexual egoista. Esses anjos desceram ¢ sentiram desejo sexual pelas fithas do homem. Entao, consumaram 0 ato com as filhas do homem, num nivel muito egoista ¢, por isso, as nagdes nascidas «tessa unido eram muito mas. Esta é a historia da Bi blia Mas, nés nos perguntamos: “Como isso se relaciona conosco? Existe citime entre os anjos? Eles estavam enciumades com a criagéio do homem? Havia criticas entre os anjos sobre se Deus deveria criat 9 homem?”, Nao, ndo.¢ isso, O que quetemos dizer € que o ho- mem, no nivel de Malchut, vive na escuridio e isto é algo pior do que o pecado, ja que, no momento em que percebemos que estamos vivendo no pecado, podemas fazer a corregao. S6 gue o problema € que & iaioria das pessoas pensa que tudo é normal 28 De onde vém os pensamentos da nossa mente? Ns somos a evolugao de Adtio. Que- remos ser feitos com a conscigneia da corregdo. Porém, existe algo no meio do caminho que interrompe 0 processo e esse algo so os anjos, os pensamentos que bloqueiam a nossa consciéncia de sentir a escuriddo. Os anjos comegam a fazer com que as energias se mistu- rem na nossa mente, fazendo-a eserava da luxiiria, dos desejos sexuais e egoistas, sem com- preender o significado da escuridao em torno de nés. Quando aconteceu esse relacionamento dos filhos de Elohim com as filhas do ho- mem, hd muitos milhares de anos, ¢ estes anjos comegaram a promover destruigdes na Ter~ ra, a consciéneia de Binah nao queria isso. Entio, essa consciéncia jogou aqueles dois anjos na montanha da escuridao e os acorrentou, Desta maneira, eles nao voltariam para nds no- vamente. Mas, havia grandes feiticeiros, no passado, capazes de ir até essa montanha da es- curidao e aprender a bruxaria desses anjos. Bilam e Balac, por exemplo, fizeram isso. Estes dois foram grandes feiticeiros capazes de se conectar com aqueles anjos e receber as suas informagdes sobre a escuriddo. Esse conhecimento era capaz de bloquear a percepgiio das pessoas sobre a escuridao. Esta ¢ a histéria da descida dos anjos. A questio €: 0 que significa o Mal? Existe uma atitude muito estranha entre as pesso- as. Por exemplo: alguém faz. algo de errado, nds dizemos isso a ela, mas ela responde que n&o sabia, Esta € a desculpa que se dé quando queremos nos livrar da responsabilidade. Acontece com todo mundo. Mas, a pior coisa no mundo espiritual & nao saber. Como se dis- se anteriormente, nds tinhamos que descer para o mundo da escuridio, mas, quando chega- mos aqui, nao sabemos que estamos no mundo da escuridiio. Porém, nao saber nao nos aju- da e esse é 0 mal: 6 0 bloqueio que nao nos permite saber. Os anjos nao tém livre arbitrio; anjos no tém desejo sexual. O que aconteceu foi que ‘0s anjos se misturaram com os desejos dos homens e ai usaram esses desejos, esses instin- tos, para os objetivos do homem, criando, assim, criangas que tinham a percepco bloqueada com relagdo a consciéncia da escuridio, o que as iria destruir. E por isso que o nivel de consciéncia de Binah recebeu o pensamento desses anjos agindo em Malchut ¢ foi preciso acorrenté-los na montanha da escuridao. Tikun - Conceito das Cortinas No capitulo anterior, falamos da queda dos anjos, entendemos a evolugiio das forgas negativas. Agora, vamos estudar 0 mundo do fikum e entender de forma mais acurada que, apés a destruigao do recipiente, quando a luz desapareceu, a escuridio aconteceu imediata- mente. No principio, esta escuridao nfo era tio forte, mas, ao longo da evolucao do recipi- ente até este mundo e, obviamente, com o pecado de Adio no Jardim do Eden, a escuridao tornou-se uma forga independent se alimentando das nossas agGes negativas. Por agdes ne- gativas podemos entender aquelas atitudes que tomamos para revelar a luz sem fazer restri- gio. » Tentaremos agora entender 0 mundo do tikun, da corregio, ou como cortigit coisas que aconteceram. Assim, cemos de comegar de cima e, novamente, falamos das dez Sephi- rot Keter Chochmah Binah Zeir Anpim - - (cartina} Malehut Deve-se dizer que o homem esta logo abaixo de Malcht. Mas, como nos relaciona- mos com as Sephiro’? Quando usamos 9 nosso desejo de receber - 0 nosso recipiente - es- tamos relacionados a Malchut, que é 0 recipiente césmico, ¢ também o recipiente especifico de cada pessoa. Entio, a luz desce através de todas as Sephirot até atingir Malchut. E ai, estamos falando do Pio da Vergonha No nosso mundo, deve haver uma restri¢ao, Nés somos seres humanos € nao deveri- amos permitir que a luz entrasse em nos de maneira direta. Provocasiamos, assim, a destrui= ao do recipiente de Malchut, porque, no mundo espiritual, j existe uma restrig&io imedia- tamente antes de Malchwé, chainada cabalisticamente de “cortina”. Num quarto eseuro, onde nfo ha janelas, apenas paredes, a luz nfio poderia entrar Com uma janela, a luz entraria, mas, 0 mais indicado seria, além da janela, urua cortina para regular a luz que vem de fora. Com excesso de luz, podemos fechar a cortina e, com falta de luz, podemos feché-la. Este é 0 segredo da cortina antes de Malchuu No entanto, a cortina é algo que muda de pessoa para pessoa. Compreendendo o livre arbitrio, podemos entender como essa cortina funciona em cada um. O recipiente que usa- mos pata receber a luz infinita nao pode ser usado porque se usamos o recipiente da luz in- finita, estaremos alimentando 0 Pio da Vergonha. Trata-se do recipiente do sistema de tikun, do desejo de receber para si proprio No Infinito, o recipiente s6 quer receber. Esta € a sua natureza, Porém, este recipiente contém 0 Pao da Vergonha, As pessoas que esto ligadas apenas ao desejo de receber so chamadas de pessoas mas. Nao porque estejam matando ou roubando todos os dias, mas porgue esto conectadas apenas com o desejo de receber para si proprio, Essa é a maldade. Isso pode acontecer com qualquer pessoa, no apenas com aquelas que identificamos como mas, Isso porque, est certos cabalisticos, o maf € quando se impede que a luz seja revelada, 0 Unico caminho para revelar a luz é transformar o desejo de receber em desejo de compar- tilhar, Esse é 0 motivo pelo qual as pessoas que estio conectadas apenas com o recipiente de Malchut sio chamadas de pessoas mas. Porque eles estéo valtados apenas para 0 desejo de receber €, neste caso, a resirigiio traz escuridao € a escuridao traz, todas as forcas a ela liga- das. 30 Entdo, devemos procurar por outro recipiente. Um secipiente que possa nos ajudar a trabalhar no sistema puro. E, novamente, esse é 0 segredo da descida da luz. Se vivemos numa casa com paredes apenas, sem janelas, viveremos na escuridao, A tinica maneira de receber a luz é ter janclas, colocar cortinas e abri-las quando necessirio. O que a cortina faz? Qual o significado da cortina? Como a cortina afeta a nossa vida? E qual a diferenga entre as pessoas justas e as pessoas mas? Como dissemos, as pessoas mas estiio conectadas a Malchut e as pessoas boas estiio conectadas a cortina. ; A cortina dé-nos a habilidade do livre-arbitrio. Se a luz estiver forte demais, podemos fechar a cortina; se estiver muito fraca, podemos abrir a cortina. Esse ¢ o livre-arbitrio que a pessoa justa possui ¢ ela trabalha com a conscigneia da cortina e nfo com a consciéncia de Malchut. Por isso, o justo coloca de lado 0 seu proprio desejo de receber e trabalha com 0 novo recipiente. Como funciona esse novo recipiente? Quando a luz passa através de Keter, Chochmah, Binah e Zeir Anpim, ela atinge a cortina ¢, ent&o, a cortina empurra a luz de volta para cima e, desta forma, a luz infinita nao penetra em Malchur, Se sentizmos a luz infinita atingindo Malchut, imediatamente, podemos fazer 2 restrigdio com a cortina e, entdo, através dela, mandar a luz infinita de volta para cima. A primeira luz que desce diretamente de cima é chamada de luz direta ¢ a luz que vai de baixo para cima é chamada de luz indireta. Temos, entio, dois tipos de luz. A luz primeira que continuamente vem do Infinito € a nova luz criada pelo recipiente ou, mais corretamente, erfada pela cortina. Esta nova luz que a cortina empurra para cima cria outras novas dez Sephirot, os novos recipientes que podemos usar no sistema de pureza. As primeiras dez. Sephiror que vém da luz direta vem do sistema de impureza e, agora, temos outras dez Sephirot através da luz indireta, que so os recipientes do sistema da pureza. Os justos utilizam esses recipientes. Todos nés nascemos com o desejo natural de receber e isto que nos motiva durante nossas vidas: queremos receber amor, dinheiro, sucesso, recompensa, etc. A medida que a pessoa envelhece, seus cabelos tornam-se brancos, porque branco é a cor do desejo de com- partilhar. A explicacdo é que, com a idade, a pessoa muda o seu recipiente, aumenta 0 seu desejo de compartilhar, ¢ a natureza nos mostra isso. Envelhecer, portanto, nao significa necessariamente ficar doente, fraco e perder a meméria; cabalisticamente, envelhecer signi- fica trabalhar espiritualmente © conectar o recipiente da pureza para alcangar a clevagéo através da luz indireta A cortina permite que 0s raios do So} penetrem o ambiente, porque ela nao afasta toda a luz, como a parede, por exemplo. A cortina afasta 70% da luz e permite que 30% en- trem em Malchut. Mas, podemos regular a cortina. Este é 0 nosso livre-arbitrio. Quanto mais rejeitamos a luz, mais teremos capacidade de recebé-la dentro de nds, Mas, 0 quanto regulamos, isso depende de nossa consciéneia e este € trabalho espiritual dos justos. Entre Zeir-Anpim e Malchut, existe um espago mais alargado. Nesse ponto, a fargura da cortina cria o que chamamos de tempo. Por exemple: uma pessoa pode ter 70 anos de “Jargura”. Assim, quando a luz direta atinge a sua cortina, essa luz € rejeitada e, com isso, a u cortina perde parte da sua largura, ficando, por exemplo, com 50 anos. Depois, a luz atinge novamente a cortina ¢ é novamente rejeitada, perdendo mais uma parte da sua largura e as- sim sucessivamente até, obviamente, chegar a zero. No momento zero, toda a luz penetra ert Maichut Enquanto vive, a pessoa tem a vida em suas mos, mas o que ela esta fazendo com a sua vida, isso é uma questdo que ela tem de responder para si mesma. Enquanto estamos vivendo e temos tempo, esse tempo significa a largura da cortina. Se, em Malchui, 0 descjo de receber estiver pronto para receber a luz, entéio estare- mos prontos para @ eternidade, porque estaremos aptos a receber a luz. infinita. Acontece que, ao longo desses 70 anos, vivemos com a cortina © queremos que a luz entre em Mal- chut. Mas Malchut nao esta preparada para receber a luz, E, quando isso acontece, o recipi- ente explode: temos a morte. Agora comegamos a compreender 0 que é a luz, e porque as pessoas morrem A morte no é uma punigZo divina. A mosie é uma questo de perda de tempo e, ca- balisticamente, o desperdicio do tempo € a no utilizagAo da cortina. O que queremos dizer & que devemos utilizar cada vez mais a cortina porque Matchut se relaciona apenas com o de- sejo de receber, enquanto as pessoas justas no utilizam Malchu! quando estio vivendo; usam o tegulador - a cortina - com a finalidade de regufar a luz e também para rejeitar parte da luz. Obviamente, quando nao existir mais a cortina, a luz entraré normalmente. Porém, sem cegar a pessoa. Mas, para aquelas pessoas que viveram toda a sua vida na escuridao de Malchut, atras de quatro pasedes, quando a luz entrar, no fim de suas vidas, ela os deixara cegos. Luz Direta e Luz Indireta - O Refinamento da Cortina O que significa © nosso nivel de Malchi1? Trata-se do nosso desejo de receber. Quando éentamos entender que a Biblia quer dizer com o Mal e as pessoas més, geral- mente achamos que pessoas mis so aquelas que roubam, matant € assim por diante. Mas, nem sempre a Cabal esta falando delas. Ae fatarmos de uma pessoa fisica, com seus pro prios desvjos, j4 estamos falando de uma pessoa ma, Por isso é dito que aprender Cabala ¢ espiritualidade nao € um luxo na vida. Muitas vezes, ouvimos dizer que aprender Cabala & coisa supérflua e que ninguém precisa disso. Na verdade, é a coisa mais importante da vida, A Cabala é a mais elementar base para a vida; sem espiritualidade, somos consideradas pes~ soas mas, Podemos ser pessoas muito agradiveis, bem sucedidas, bastante sociéveis e amigé veis, bons pais, boas mies, bons familiares, mas, se ndo aprendermos sobre a espiritualida- 2 de, ainda seremos pessoas mis. E isso que a Cabal esta tentando explicar: ninguém é bom demais e, aos proprios olhos, todos somos 6timas criaturas. Algumas pessoas acreditam que a vida no ¢ justa com elas ¢ atém mesmo que Deus no esta sendo justo com elas. Sem espiritualidade, somos como qualquer uma delas. Porque uma pessoa espiritualizada compreende que Deus nao tem raiva de ninguém. Pessoas espi- ritualizadas no esperam que a vida thes dé tudo aquilo que elas desejam, Elas compreen- dem 0 Pao da Vergonha. Sem o espirito de compartilhar, tendemos a nos indignar com 0 propésito da nossa vida A tinica razo pela qual estamos neste mundo € eliminar 0 Pio da Vergonha. Isso pode ser muito complicado mas, na verdade, é muito simples. Estamos falando aqui de Mal- cchut, que é a expressdo do nosso desejo de receber e que sente o Pao da Vergonha. A ques- t80 € que, se nao somos espiritualizados, nao sentimos esse Pao da Vergonha e, durante todo © tempo, traballraremos com esse desejo de receber. Mas, Malchu estara dizendo continua- mente para nds: “Vocé nao tem vergonha de estar o tempo todo pensando apenas em si mesmo?” Ser espiritualizado, entao, ¢ também estar aberto ao que nosso Malchut esta sentindo. Machut & 9 nosso desejo mais interno, As pessoas justas nao trabalham com Malchut, tra- balham com 0 novo recipiente que chamamos de cortina. O que é 2 cortina? Quando Maicfur decidiu, no infinito, cessar completamente o seu desejo de receber, percebeu, no mesmo instante, gue isso nfo iria acontecer completamente, porque restringir @ luz completamente & contra o desejo da luz. A luz. quer que o recipiente a receba. A luz é 0 Criador endo podemas ir contra o que a luz quer. EntGo, Malchut aceita que, se néo pode cancelar completamente o desejo de receber, quer entdo transformé-lo em desejo de com- partithar. [sso quer dizer que qualquer coisa que recebamos, parte € rejeitada e parte € rece- bida. Quando a Inz desce através das Sephirot e atinge Malchut, Malchnt entio rejeita parte dessa luz, que volta, entdo, para cima. A primeira luz. que vai para Malchut € chamada de luz direta. A segunda, que volta de Afalchut, é a luz indireta. Esse provesso da luz atingir Malchut e ser rejeitada para cima cria a cortina. Quando 2 luz atinge Malchu, isso é chamado “strike” ou batida, Porém, nesse momento, quando a luz bate e atinge Malchui, existe algo mais, Striking é como uma batida que provoca a sepa- ragGo do receptor e da luz e, ao mesmo tempo, a unido entre a luz e o receptor. Como isso pode ser visto na vida? Duas pessoas podem se conhecer e se gostar e, mesmo assim, uma grande discussio pode surgir entre clas. Elas comegam a gritar uma com a ontra € agem como se fossem se agredir mutuamente, Chega, porém, um momento em que eles comegam a se acalmar € as duas mentes se encontramt . entio, uma delas diz: “Ah{ Agora entendo o que vocé queria dizer”. Ou entao, marido e mulher passam 20 anos discutindo e, s6 depois disso, comegam a se entender. Logicamente, nao é preciso levar tantos anos; pode levar 20 minutos. A ques- Mo, no entanto, é que, no momento em que eles esto se agredindo, eles esto fonge um do ‘outro ¢, aos poucos, através do poder dessas brigas, dessas palavras agressivas, as mentes se 33 juntam, Poderia até ser que essas pessoas se separassem e, depois de algum tempo, se en- contrassem e admitissem que a melhor coisa que fizeram foi mesmo a separagio. No costumamos prestar atengio ao inicio dos processos nem mesmo como a vida nos empurra para eles, Nossa vida é 0 que sentimos; é 0 processo. A finalidade, no entanto, est muito distante ¢ nds no a percebemos, nao a vemos. E por isso que, enquanto estamos vivendo 0 processo, no o percebemos. Estamos envolvidos demais com os nossos argu- mentos para, finalmente, concordar com o que esta sendo feito. Existem pessoas que, aparentemente, se odeiam. A verdade, porém, € que elas se amam, Essas so apenas algumas dimensdes da vida, que so paradoxais, mas nés as vive- mos mesmo assim. A nossa parte externa pode n&o concordar e até odiar a outra pessoa, mas a nossa parte interior a esté amando. E apenas apés nos livrarmos da parte do ddio, sé entio revelaremos esse amor. Amar nao significa casar e dar beijos. De acordo com a Cabalé, ca- sar € concordar e ¢ um processo espiritual que, as vezes, leva tempo para se atingir. De vez em quando, achamos que o amor é s6 para marido e mulher ou entre amantes ¢ nada além disso. Mas, amor € energia que preenche todo o Universo. A luz atinge o recipiente por causa do seu amor pelo recipiente. $6 que existe um problema: o Pio da Vergonha. Ha um processo de repartir (s/riking), mas, finalmente —e € isto que estamos aprendendo aqui ~ a luz penetra no recipiente. Mas, como? Quando a luz desce pela primeira vez, atinge a cortina no seu nivel mais elevado (ni- vel A), € rejeitada e volta para cima. Mas ela nao volta para o Infinito, de onde veio, porque, no momento em que toca o nivel A, a luz também penetra um pouco no recipiente abaixo da cortina, fazendo com que exista uma pequena quantidade de luz no recipiente. Isso reduz a luz de retorno para o Infinito e, assim, a luz s6 retorna até Kerer. ‘Ao chegar a Kerer, a luz volta novamente e, ao descer, atinge a cortina num nivel mais baixo (nivel B). Mais uma vez, uma pequena quantidade de luz passa e outra é rejeita- da, desta vez para Chochmah. A luz, entio, vai a Chochmah, volta e atinge o nivel C da cottina, onde parte atravessa e parte volta para Binah, De Binah ela retorna e chega a cortina no nivel D. Ali, parte atravessa ¢ parte retorna para o Zeir Anpim, de onde a luz desce e atinge a cortina no nivel E, A pequena parte da luz que atravessa o nivel E ja pode chegar a Malchut, pois a cortina j4 terminou. Agora o recipiente recebe toda a luz que cle quer de uma vez. O processo de clesaparecimento da cortina é chamado de Refinamento da Cortina, A intensidade e a quantidade da luz, portanto, € reduzida a cada passagem e retorno. Somente depois que a cortina estiver completamente refinada & que Maichu poder receber a intensi- dade da luz por inteiro. Quando descobrimos algo, tendemos a tentar descobrir a sua qualidade moral. Se é bom ou se é mau. Aprendemos no inicio que receber a luz de maneira direta nfo € bom, 0 que € correto. Mas, nés queremos saber porque. Estamos aqui, em Malchut, abaixo da corti- na. O que ha de mau em querer receber a luz diretamente? Isso faré com que Deus fique 4 zangado? Isso é mau porque vai contra um processo espiritual. Estaremos indo contra um processo de leis césmicas. Mas o que ha de etrado com isso?, insistimos. O problema é que nés mesmos concordamos com isso e, ao tentar receber a luz dire- tamente, estaremos descumprindo essas regras. E um conflito, como uma pessoa que quer ir pata a frente e concorda em mover sua perna para a frente, mas, de repente, ao cantrério do seu desejo, ela se move para tris, podendo até cair ¢ se ferir. Quando dissemos qué-o recipi- ente decidia formar a cortina, estavamos falando de nés. Nés é que decidimos trabalhat com a cortina. Ao nascermos, estivamos de acordo com isso. Depois, no entanto, resolvemos fazer 0 contrario do acordado Existe uma ordem no Universo ¢ esta ordem foi plantada por nés mesmos, num nivel de consciéncia muito elevado. Quando estamos aqui, no nivel mais baixo de consciéncia, devemos esperar de nés mesmos o respeito a essas ordem. Ao discordarmos, transgredindo as leis césmicas, estamos semeando caos ne nossa vida e esse € 0 motivo pelo qual no é bom receber a Iu2 diretamente em Malchut Estamos falando aqui de uma pessoa m4, ndo alguém que nao segue os mandamentos de Deus, mas aiguém que mao segue nem mesmo as svas proprias leis. Esse é 0 motivo pelo qual a Cabala fala sobre uma pessoa que esta num nivel de ignorancia, um nivel mau, Uma pessoa ignorante de sua propria consciéncia, E esse ¢ 0 problema de 99% da humanidade. O que a Cabala revela € 0 conhecimento para que compreendamas 0 que nds mesmos planeja- mos num nivel mais elevado de consciéncia e o que teremos de fazer pata seguit esse pla- nejamento. O mais importante, porém, ¢ 0 que foi plangjado. Agora, devemos pensar que o plano pessoat ¢ 0 da consciéncia coletiva & um 6. A maioria das pessoas «ida pensa assim. Elas até concordam que a espécie humana deseja ir numa certa diregio, mas elas planejam para si proprias a adogiio de um caminho proprio: “ que cu quero é o meu nivel de consciéncia”. Isso é parte da nossa maturidade espirituat. No fim, vamos ter de pagar pelos nossos desejos € 140 gostamos muito de fazer isso. N&o que- Temos pagar por nossos desejos; queremos aprecia-los, desfruta-los. Porém, isso depende de quais so esses desejos Mas, nao vamos nos envotver muito nessa discussie moral, nesse processo de refi- namento da cortina, Vamos além disso. Devemos entender € aceitar o processo pelo qual devemos passat. De um modo geral, compreendemos que esse processo de refinamento da cortina ¢ para 0 nosso bem. Significa receber a luz € isso € bom. Mas isso nao é algo que possamos controlar, j4 est organizado, definide no mundo espiritual, Se uma pessoa quer manifestar umt desejo mas se cncontra no nivel A, apenas uma semente, ¢ essa pessoa nao tem paciéncia e quer a luz agora, ocorrera um curto circuito € o recipiente interno desse pes- soa vai explodir; ela nao vai apreciar o seu desejo plenamente, Se essa pessaa, poréin, com- preender que ha um processo de refinamento da cortina a ser seguido, entio ela vai ser ca~ paz de ter paciéncia e esperar pelas quatro fases até, finalmente, a cortina estar refinada e a Juz penetrar no seu recipiente ¢, ai sim, ela vai receber o seu prazer eternamente. A primeira situagiio seria de uma pessoa ma e a segunda, de uma pessoa justa. 35 Entio, dizemos que ser paciente nao é um atributo de bondade, mas algo que vai nos ajudar a receber a luz de uma forma eterna, a apreciar o prazer da luz eternamente, Uma vez que tenhamos a capacidade de aceitar 0 processo de refinamento da cortina, ai estaremos participando. O problema é que estamos acostumados a uma postura de a¢do. Ago no si- gnifica necessariamente estar sendo ativo, As vezes, aquilo que chamamos de passividade representa muito mais atividade do que a ago em si. Ao ser passivo em relag&o ao processo de refinamento da cortina, estou sendo muito ativo. A maioria das pessoas movinienta muito © seu corpo mas, na verdade, quase no se mexem. O que estamos aprendendo na Cabala nao € movimentar menos 0 corpo, mas sim a movimentar mais a nossa mente. Ao scannear 0 Zohar, uma pessoa pode estar calmamente sentada, mas a sua mente esté se movimentando mais do que 0 seu corpo jamais se mexeu em 20 anos. Sua mente estara crescendo muito mais do que por qualquer outro modo. Ao ser passivo num processo de crescimento, uma pessoa esta sendo muito ativa. Quando uma lagartixa se encontra numa pedra, ela nao se move. Quando a pedra se aquece, a lagartixa comega a se mexer. Isso é 0 que chamamos instinto. A Cabal chama isso de ser reativo. Nos possuimos 0 instinto da reag&o. Sem esse instinto, no somos capazes de reagir. A Cabala ensina-nos a aceitar o processo da vida, cancelando 0 nosso sistema de rea- go tomando-nos pré-ativos. Pré-ativo significa estar de acordo com esse processo de transformagdo. Ser reativo significa reagir aos elementos que se encontram no mundo fisico. ‘A atitude reativa destr6i 0 processo de refinamento da cortina, Uma vez que comecemos a perceber 0 que a vida quer de nés, ai comegamos a ser pré-ativos O tempo todo, estamos brigando, lutando contra ou a favor de alguma coisa. Brigan- do com os nossos inimigos ou pelos nossos propésitos. Esse é um processo destrutivo de reagdo. Na Cabala, aprendemos a como nos libertar desse processo, mas isso nfo é facil, porque nosso ego diz: “diga alguma coisa”. Quando paramos de brigar, aceitamos as coisas do jeito que elas sio A Cabala quer libertar 0 homem da crueldade da selva. Existem coisas além do ins- tinto selvagem de sobrevivéncia. Existe a consciéncia da sobrevivéncia eterna sobre a qual temos ainda muito o que aprender. Chamamos a isso fechar nosso sistema de reatividade. E isso sera feito através da meditag&o, aprendizado e outras formas. Seremos bem sucedidos quando aprendermos a fechar todos os nosso sistemas reativos, que querem agarrar todas as coisas. Poderemos, entao, iniciar 0 processo de transformagao. Luz Circundante Esse, certamente, é um assunto que nés vemos bastante na Cabala, A questo é, obvi- amente, 0 que é a luz circundante. Como isso afeta a nossa vida? Como foi criada a luz cit- cundante e como podemos afeta-la? 36 Geralmente, podemos desenhar algo que nos dé urta idéia do que estamos falando, A Juz circundante é algo como a luz (energia) que cireunda nosso corpo. Ha ainda a luz. inter- na. E podemos desenhar essa Juz interna como sendo um recipiente dentro da luz circun- dante. O que temos de fazer é, a0 longo de nossa vida, transformar a luz circundante na luz, interna. Isso pode durar 20, 40, 80 anos, mas a quantidade de anos que recebemos para viver a nossa vida ¢ suficiente para conrpletar nosso trabalho. A isso chamamos processo de fikwn (corregdo). Concluimos que esse trabalho ou processo de tikun corresponde a trinsformagaio de toda a luz circundante em luz interna. © tempo que isso vai durar € uma questo pessoal, Mas, quando falamos de uma pessoa justa, falamos de alguém que conseguiu completar seu tikun, 0 que significa que cla reccbeu toda a Juz que deveria receber. Esse € 0 motivo pelo qual ela no tem quafquer motivo para continuar vivendo ¢, desta forma, ela pode deixar este mundo ¢ conectar-se & Arvore da Vida. Mas, de onde a pessoa recebe essa luz circundante? E de onde a pessoa recede essa luz interna ou recipiente? Geralinente, recebemos a luz circundante de nosso pai e a luz. in- terna, geralmente, de nossa mae. Dessa maneira, € muito importante haver uma harmonia entre essas proporgdes. Por exemplo: quando ha uma grande luz circundante e pouca luz interna no recipiente, obviamente pode haver um desequilibrio na vida da pessoa, porque muita luz quer entrar num recipiente muito pequeno e nao existe espago para tanta luz. Isso pode provocar frustragdcs, negatividade, insatisfagdes internas. O contrario também pode acontecer, quando existe um grande recipiente interno pouca luz circundante. Isso pode fazer com que a pessoa seja bastante passiva, bastante des- cuidada e sem ambigdes, O ideal € que as duas luzes estejam em equilibrio. Como podemos consertar uma situagio desequilibrada? Sabemos que, antes dos 13 anos, as criangas esto sujeitas aos seus pais. Assim, até essa idade, tudo 0 que os pais fizerem pode afetar a vida das criangas. Se tivermos um filho que possa parecer bastante passivo, inativo e sem ambigdes, podemos concluir que o recipi- ente interno dele talvez seja zrande demais para uma luz circundante nao tao grande. Ent&o, © pai, que & 0 responsavel pela luz circundante, deve fazer um trabalho espiritual a fim de dar mais desta luz ao seu filho. Pode acontecer também o contrario: que a crianca seja hipe- rativa, com uma Juz cireundante muito grande um recipiente intermo muito pequeno para comter tanta luz. Nesse caso, a mae deve compreender que ela devera fazer algo para au- mentar esse recipiente E dessa forma que a ctianga é afetada ¢ também assim pode ser mais equilibrada. A spunsedter ¢ 4s Waals Kapisiual, Wau eoLaiiny fala aul de Hada Hit Clalnsady, Teaballe espititual, nesse caso, pode ser brincar com a crianga, abrir um livro e mostrar a historia para ela, Trabalho espiritual é fazer algo dentro de nds porque nossa consciéncia é trabalho espiritual Algumas pessoas que tém problemas com o filho levam a crianga imediatamente para © psicélogo, porque acham que a crianga nao esté bem. Nao sera necessario anda disso se for feito 0 trabalho espiritual: compreender quem e qual & a causa do que est acontecendo. E, normalmente, os pais sio a causa dos problemas dos filhos. Muitos pais esto num pro- 37 cesso de reatividade. Eles reagem as suas criangas, reagem ao que acontece a volta deles isso nao ¢ trabalho espiritual Se os pais compreendessem que eles deveriam ser pri-ativos, afetariam, com isso, a luz das criangas, modificando a mente delas. Isso que € trabalho espititual. Nossa vida did- sia é a mesma coisa. Nao precisamos fechar nossa casa ou diminuir nosso trabalho para rea- lizar o trabalho espiritual. Trabatho espiritual € todo o dia, a toda a hora, a todo 6 momento. Mas isso acontece eternamente com nosso corago € nossa mente. Se a mae perceber que o seu filho ou filha ¢ hiperativa, deve procurar desenvolver esse Contato mais intimo com a crianga e ajudé-ta a desenvolver essa huz interior da melhor maneita — com mais compreensiio, possibilitando que a crianga receba a luz circundante da maneita correta, Ou, ao contrario, quando a crianga é muito passiva, muito ivativa, 0 pai deve dar mais atengdo, mais cuidado e, obviamente, mais energia, para que aumente a luz circundante que é dada a crianga € para ajuda-la a ter mais interesse, mais ambigao - sobre- tudo até os 13 anos, quando a crianga € mais influenciada. Depois, entre os 13 € os 18 anos, temos uma nova dimensio, na qual os filhos ainda esto sab o efeito dos pais, mas numa intensidade menor. Na verdade, esse efeito 56 passa aos 20 anos, quando os filhos estiio to- talmente independentes da influéncia dos pais e com 0 seu proprio tikun, seu proprio destine a cumprir, Embora a pessoa ainda esteja vinculada ao pai e & mie, estes ja nao podem mais influenciar no processo de rikun Podemos achar que temos um comportamento natural com selagdo aos filhos, mas, as vezes, ele nao é natural. Tendemos a culpar as criangas com relagao as coisas que clas fa- zem; a punir as criangas hiperativas, tentando aprisionar a sua atividade e gritando com elas, ¢ isto nao é natural. A erianga pode ser levada a um psicélogo, a um psiquiatra € pode até desenvolver outro comportamento, mas o que ela quer é brincar, desenvolver sua atividade. Um pouco mais de comprcensdo por parte dos pais pode, muitas vezes, ser vem mais eficaz Outra pergunta é: de onde vem esta luz circundante? Esse é um aspecto mais compli- cado. Voltemos as quatro fases as 10 Sephirot: Kerer representa a fonte Chochmah representa a 1 fase Binah representa a 2° fase Zeir Anpim representa a3 fase Malehut representa a4” fase E, agora, voltenos a luz, Dissemos que a luz vem descendo e passa por todas as Se- phirot até atingir a cortina, cortina evita que a luz entre diretamente até Malehut. Existem cinco niveis de cortina A primeira luz que vem do Infinito € chamada luz direta e € muito forte. Em nossa vida neste mundo, nao somos capazes de receber a luz infinita, que seria como voar a velo- 38 cidade da luz. Nada é estével neste mundo. Vivemos uma vida estavel a uma velocidade que conseguimos suportar e, mesmo assim, como nos automéveis, as vezes, perdemos 0 contro- le, passamos dos limites e acabamos sofrendo acidentes. Receber a luz infinita diretamente seria como uma explosio para nds. Assim, essa cortina, que rejeita a luz para cima, é uma protegao que previne que a luz infinita entre diretamente em Malchut. E, entio, temos a luz indireta. A luz que vem do Infinito, no primeiro estagio, é chamada de fuz. circundante de Ke- ter. Quando a cortina rejeita a luz, ela, ao voltar, nfo atinge mais o Infinito; chega apenas até Keter ¢, deste nivel, cla retorna novamente para baixo e atinge o segundo nivel da cortt na, Assim, a luz que vem de Keter é a luz circundante de Chochmah, porque essa luz desce, bate na cortiia, volta para Chochmah, Da mesma forma, a luz que desce de Chochmah é a luz circundante de Binah e assim até a luz de Zeir Anpim, que é chamada de tuz circundante de Malchut. Mas, onde esta a luz interna? A luz interna é a luz que rejeitada a cada contato com a cortina. Portanto, a {uz direta transforma-se, a cada descida, em luz circundante ¢ a luz indireta €, a cada subida, a luz interna. Todo esse proceso acontece por causa da cortina Ela cria uma nova dimensao, que permite que 0 processo do tempo entre no Universo, ja que, antes da cortina, havia apenas a dimensao da luz direta. A luz infinita desce e atinge a cortina, Isto € a luz direta ¢ € também a luz que, rejei: tada pela cortina, volta para cima e atinge Kerer. Quando a luz desce, nao quer dizer que efa est se movendo para baixo, mas que cla esta tentando entrar no tecipiente. Mas, o recipi ente diz “nao, eu nao quero receber esta luz; quero rejeité-la, quero compartilhar esta luz”. Essa é a maneira como criamos o recipiente interno. Essa rejeigio da luz. pela cortina cria 0 recipiente interno e permite a Juz circundante do infinito penetrar em Kerer. [sso pode parecer muito complicado, mas € muito simples. A questo é que estamos acostumados a um tnico conceito. Voltando uns trés capitulos, acreditamos ter realmente aquilo que possuimos. Na verdade, nés possuimos aquilo que nos falta, porque rejeitamos compartilhamos aquilo que possuimos. Este é 0 segredo da luz, interna relacionada com a cortina. Isso significa qae, quando estamos rejeitando a luz, estamos construindo nossa luz interna. Na esséncia, estamos permitindo que a luz entre em nos. Mas, como & possivel que, quando rejeitemos a luz, € que estamos permitindo que a luz entre e se revele? No nosso mundo fisico, a explicagao é simples: como vemos um ao outro? Através de um raio de luz. que alinge 0 outro, bate, volta e atinge meus olhos, reve- Iando para mim 0 corpo do outro, Se a luz passasse através da outra pessoa, eu ndo poderia vé-la, E também por esse motivo que nao vemos uma grande quantidade de seres que esto entre nos. Como eles nao tém nenhuma cortina € nao fazem qualquer rejeigao, a luz passa através deles ¢ nao podemos vé-los. © que tentamas explicar aqui é a consciéncia da rejeigiio: 0 nosso corpo rejeita a luz ¢, portato, nés nos revelamos. Revelamo-nos nas nossas atitudes, na nossa inteligéncia, na felicidade, em tudo. E, da mesma forma, também queremos revelar 2 luz, essa luz que esta » em torno de nés. O problema € que nds nao rejeitamos essa luz espiritual porque nosso reci- piente interno ¢ fraco. Quanto mais atentos estivermos 4 cortina, mas alerta estaremos a res- peito do que temos de verdade e 0 que nao temos. Mas, ento, a casa que cu tenho, na verdade, ew mo tenho? E 0 meu trabalho, eu também nfo tenho? Nao estamos aqui dizendo para eu as pessoas queimem a casa e pegam demissao dos seus empregos. O que queremos dizer é que, se nfo rejeitamos a Taz da nossa casa ou a luz do nosso trabalho, estaremos vazios, porque nao havera luz interna. Nao have- ra recipiente para receber a luz circundante. Por isso, algumas pessoas atingem a idade de 80, 90, 100 anos, sentem que a vida esta terminando, mas percebem que esto vazias. Isto porque nao existe luz interna, Existe a luz circundante, mas nao ha um recipiente para rece- bé-la e essas pessoas desperdigam suas vidas. ‘A maioria das pessoas nasce com uma luz circundante ¢ uma luz interna. O problema, na verdade, no é causado pela luz interna. O problema é que hé uma abertura na nossa luz interna e que, nessas aberturas, existem bloqueios. De acordo com a Cabal, esses bloqueios sto chamados de Alipor (em hebraico, cascas). As Alipot encontram-se em torno de todo 0 recipiente e nds acumulamos essas Alipot ao longo de nossas vidas. Na futa pela sobrevivén- cia, as vezes tornamo-nos apressivos, crugis ¢ tudo 0 mais. Todos esse elementos de agressi- vidade e crueldade impedem a luz de entrar no recipiente e esse € 0 motivo do nosso softi- mento e dor, Algumas dessas klipot podem ter sido dadas pelos nossos pais, porque eles vi- veram ou vive num ambiente muito agressivo. Ao nascermos nesse meio, recebemos essas Alipot e continuamos a criar outras ao longo de nossas vidas. Isso faz com que, quando a luz quer entrar, ela fica circulando, circulando e torna-se cada vez mais espessa. A meflior ma- neira de se livrar da escuridao é revelando a Jaz. Mas, as vezes, revelar a luz também nao € a solugao, Por exempto: se uma pessoa esta por demais coberta de klipot, ao fazer a restrigio para revelar a luz, pode haver uma queda subita de luz e isso pode destrui-la Entio, existe alguma coisa que possamos fazer durante as nossas vidas para nos livrar das Klipor? Esse € 0 primeiro passo para uma pessoa que est aprendendo espiritualidade Trata-se de um processo dificil, que raramente traz recompensas. A parte mais dificil pode exigir de uma pessoa dez anos de trabatho sem recompensa alguma. ‘A melhor maneira de se livrar das Aiport seria a mikve, o banho de imersio espiritual, mas no de uma mancira especifica. Nas grandes cidades, como Rio Sao Paulo, & costume as pessoas viajarem para repides litordineas durante os feriados prolongados. Por que? Sera que as pessoas gostam assim tanto de natagdo? Diriamos que € algo mais do que isso: no momento em que entram na agua, ha uma libesagao das Afipot que as pessoas pegam nas grandes cidades. A diferenga entre uma pessoa espiritualizada e uma nao espiritualizada é que a pessoa espiritualizada, ao entrar na gua, vai mentalizar ela mesma se libertando das Klipot, nao sé naquele dia, mas por todos os outros que se seguirdo. Uma pessoa ndo espititualizada apre- cia 0 mar, o Sol. a praia, mas, tio logo ela volte a sua metropole, até mesmo pegando o triin- sito da viagem de volta, ela ja ests carregada de klipot novamente. © trabalho espiritual é um 40. trabalho diario. Nao dizemos para as pessoas serem como padres ou freiras; a espiritualidade é para todas as pessoas, todos os dias. Se quisermos, podemos continuar nadando, jogando futebol, trabalhando todos os di- as. Podemos mesmo continuar apreciando os prazeres da vida, mas as pessoas espiritualiza~ das querem desfrutar esses prazeres por toda a vida, nao somente por cinco ou dez minutos, um dia ou um fim de semana ; Outra maneira de se livrar dav /"‘pot seria através da transpiragao, fazendo exercicios fisicos, correndo ou praticando espor'*s ou mesmo numa satina. E uma maneira de se livrar fisicamente das Alipot, mas apenas fisicamente, A atividade da crianga numa aula de artes marciais, por exemplo, tem um efeito duplo. As vezes, as criangas se sentem muito inquietas porque existe uma certa quantidade de luz que quer penetrar, mas ha uma Klipah que esta impedindo. Entio, a orianga sente uma grande quantidade de energia. Ao fazer algum tipo de esporte, ela transpira, sente-se livre da Klipah ¢ a luz pode entao entrar. Na esséncia, o que a Cabalé esta ensinando ¢ que, antes'de atingir esse estado mental de inquietude, a pessoa tem que limpar o recipiente de eventuais k/ipor e permitir que a luz penetre no seu proprio recipiente. Esta é a diferenga entre o reativo e o pré-ativo. Uma pes- soa pré-ativa pode sentir-se inquieta ¢ sair para correr, praticar esportes, 0 que € positivo. Outras, podem ter uma raiva subita, sair para roubar, consumir drogas ou provocar um aci- dente de automovel, 0 que nao é bom, Por isso, a Cabalé recomenda que, ao invés de ser reativa, a pessoa deve ser pré-ativa, livrando-se do problema antes que ele provoque algum mal, Se uma pessoa esté saudavel, ela nao vai ao médico, Mas, se ela esti doente, ela vai Natural, no? De acordo com a Cabal, nfo. Quando vocé estiver sandavel, mantenha a sus saiide, Desta forma, vocé nao a perder e nao precisara ir ao médico. Isto sim é mais natural. Da mesma forma, por que eu deveria me tornar inquieto para me livrar da energia que nao consegue atingir 0 meu recipiente? O natural € que eu me livre da klipah primeiro e, ent&o, permita que eu tenha uma vida calma ec trangiiila. Quando se fala de Alipah, precisamos falar de uma maneira fisica, de algo fisico. Fa~ zer meditagio pode ajudar; fazer psicandlise € regressiio pode ajudar a localizar a klipah Mas, para nos livrarnos dela precisamos da transpiragao fisica, porque se trata de algo fisi- co. Transpirando, pomos para fora as toxinas fisicas, mas também as Alipot, que so as toxi- nas espirituais, Falamos que existe a Agua, um instrumento que nos ajuda a nos limpar das energias negativas. Mas também ha outros métodos ~ fisicos, € claro ~ que podem ajudar espiritual- mente. Tudo o gue fazemos normalmente no plano fisico podemos transformar no mundo espiritual, sem fazer nada de extraordinario ou contra a nossa natureza, Por exemplo: se uma pessoa tem um jardin e ela vai para o jardim um pouco inquieta, nervosa, ela comega a tra~ balhar os canteiros, limpé-los e isso pode se transformar num trabalho espiritual porque o 41 ato de tirar 0 mato, as ervas daninhas da terra é como tirar as Alipot de nés mesmos. Entio, ao fazer esse trabalho de Jimpeza no jardim, devemos estar meditando, fazendo a conexio com a nossa vida espiritual, ligar 0 boto. Do contrario, seré apenas mais um ato mecénico, sem valor. Ha 100 anos, se uma pessoa estivesse abrindo um negocio, ela sabia que teria de tra- balhar e esperar dez, 10, 15, 20 anos para poder se estabelecer, formar clientes’e ter um re- toro. Hoje, as pessoas nao tém mais paciéncia alguma, Querem abrir seus negécios hoje e fazer milhdes amanha e, como isso nfo acontece, elas ficam zangadas, com raiva. Vivemos a gerago do Agora, enquanto, no plano espiritual, tudo esta se tornando instanténeo. Coin- cidéncia? Nao. Ha um motivo para isso. Estamos alcangando um tempo em que a cortina seré totalmente purificada, um tempo em que a luz infinita esta proxima de ser revelada. Aqueles de nés que tiverem preparado as suas luzes internas de ura maneira correta receberdo a luz infinita sem problemas. As pessoas que nfo prepararem corretamente a luz interna também receberto a luz infinita, s6 que elas sero queimadas. Isso também explica 0 fato de estarmos observando buracos n'a nossa atmosfera: porque a cortina esta ficando cada vez mais fina ¢ a luz infinita esta prestes a ser revelada. Mas, entio, isso vai trazer a luz in- finita para espécie humana ou vai trazer a destruigao completa? Os dois. Resta saber de que Iado vocé quer estar Curso ministrado pelo Prof. Rabino Yossef Salton Sao Paulo — 1998 Traduzido por: Laura M. Largman Revistio, Carlos Henrique Vieira e Beatriz Nagy Editoragao: KriActiv Editorapao Eletrnica