Você está na página 1de 1

Folhas de relva Walt Whitman (excertos)

Vadie na relva comigo... solte o n da garganta,


Nada de palavras msica rima alguma... nem bons-costumes ou sermes, nem mesmo
os melhores,
S quero sua calma, o zunzum de sua voz valvulada.
Lembro da gente deitado em junho, numa transparente manh;
Voc pousou sua cabea em meus quadris e delicadamente veio pra cima de mim,
E desabotoou a camisa de meu peito, e mergulhou sua lngua em meu corao nu,
E estendeu a mo at tocar minha barba, depois at tocar meus ps.
De repente se ergueram e grassaram minha volta a paz e a sabedoria que superam toda
arte e argumento desta terra...
Walt Whitman (Folhas de Relva excerto)