Você está na página 1de 1

SENAI e REMAN vão capacitar trabalhadores

Cem trabalhadores das áreas de caldeira, mecânica de


manutenção, instrumentista e eletricista de manutenção serão
beneficiados pelos cursos proporcionados pelo convênio assinado
ontem entre Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
(SENAI/AM) e Refinaria Isaac Sabbá (Reman).

De acordo com o convênio assinado na sede da Refinaria de


Manaus Isaac Sabbá (Distrito Industrial, Zona Sul), a Reman
repassará ao SENAI importância de R$ 149 mil que serão utilizados
para cobrir as despesas com os cursos a serem realizados entre os
meses de março e maio, no Centro de Formação Profissional
Waldemiro Lustoza, bairro da Cachoeirinha e Centro de Educação e
Tecnologia Antônio Simões (Distrito Industrial).

O convênio estabelece também que 50% dos participantes serão


indicados pela Refinaria de Manaus e 50% oriundos da
comunidade, e que todos os candidatos serão aprovados por
intermédio de processo seletivo.

Para o gerente geral da Reman, Augusto César de Carvalho, o


convênio é oportunidade para que a mão-de-obra local seja
aproveitada nos projetos de modernização e crescimento da cidade.
Assinalou também que trazer mão-de-obra de fora do Estado não é
o melhor caminho. Ele disse que é importante capacitar o
trabalhador local para que possa absorver os novos projetos que
virão. “O convênio entre as duas instituições tem o compromisso de
assumir o compromisso com o desenvolvimento da cidade”, disse.

O diretor regional do SENAI, Aldemurpe Barros, disse que a Reman


está financiando a preparação de trabalhadores para futura
certificação profissional. Para Aldemurpe, o convênio vai dar aos
trabalhadores a possibilidade de inserção no mercado de trabalho e
que todos os participantes dos cursos serão certificados pela
Associação Brasileira de Manutenção (Abraman). Segundo
Aldemurpe Barros, o SENAI qualificou e habilitou aproximadamente
26 mil alunos para o mercado de trabalho em 2009.