Você está na página 1de 25

1 O Captião Fracasso | Capítulo 32

O Capitão Fracasso

Novela de
Evana Ribeiro

Livremente baseada em
Le Capitaine Fracasse, The Fortunes and Misfortunes of the Famous Moll Flanders
e Arlequim, il servitore di due patroni

Capítulo 32
2 O Captião Fracasso | Capítulo 32
CENA 01. ESCRITÓRIO. INT. DIA

CONTINUAÇÃO DO FINAL DO CAPÍTULO ANTERIOR. SÍLVIO LEVA


CLARICE PELA MÃO ATÉ UMA POLTRONA E A FAZ SENTAR. AJOELHA-SE
JUNTO DELA.

SÍLVIO - Me fala o que aconteceu.


CLARICE - Eu vou... [respira fundo] Eu vou me casar com
Guilherme.
SÍLVIO - [rindo] Clarice, pode falar sério agora.

ELA OLHA BEM SÉRIA PARA ELE, COMEÇA A CHORAR EM SILÊNCIO,


TIRA A ALIANÇA E A FECHA EM SUA MÃO DIREITA. SÓ ENTÃO SÍLVIO
PARECE ENTENDER O QUE ACONTECE E SE DESCONTROLA.

SÍLVIO - Você não está fazendo isso comigo. Não está! [T] O que foi
que ele te disse?
CLARICE - [hesitante e chorosa] Nada.
SÍLVIO - Ah, é? Então foi só ele aparecer no seu quarto, não dizer
nem meia dúzia de palavras e a mocinha já caiu aos pés dele? E o
nosso compromisso, onde fica?
CLARICE - [chorando] Sílvio, me perdoa...
SÍLVIO - [tentando segurar o choro] Não, deixa eu refazer a pergunta.
E o nosso amor, onde fica? Como é que fica?
CLARICE - Eu te amo!
SÍLVIO - E vai casar com outro? Ora, faz-me rir!
CLARICE - Tenho um bom motivo para fazer isso.
SÍLVIO - Qual?
3 O Captião Fracasso | Capítulo 32
CLARICE - Não posso falar agora, mas você vai entender depois.
SÍLVIO - Por que não pode falar?
CLARICE - Guilherme pediu.
SÍLVIO - Essa é boa! Até ontem você não queria nem ouvir o nome do
infeliz e agora está até guardando segredinhos? Acho que eu sou um
idiota mesmo.
CLARICE - Meu amor, eu/
SÍLVIO - [grita] Nunca mais me chama assim!

ELES FICAM EM SILÊNCIO ABSOLUTO POR UM LONGO INSTANTE, SE


OLHANDO. ELA CHORANDO COPIOSAMENTE; ELE SÉRIO, MAS COM OS
OLHOS CHEIOS DE LÁGRIMAS.

CLARICE - Não queria te magoar.


SÍLVIO - Não parece.
CLARICE - Um dia você vai entender porque eu fiz isso.
SÍLVIO - Eu não quero te ver nunca mais.
CLARICE - Eu te amo!
SÍLVIO - Sai, Clarice! Desaparece da minha vida, vai casar com o teu
primo, esquece que um dia me conheceu!

CLARICE SAI CORRENDO E CHORANDO MUITO; BATE A PORTA AO SAIR.


NO MESMO INSTANTE, SÍLVIO DESABA EM LÁGRIMAS. FICA POR
ALGUNS INSTANTES PARADO JUNTO DA PORTA, CHORANDO
CONVULSIVAMENTE. DEPOIS, COMEÇA A ESPALHAR OS PAPEIS QUE
ESTAVAM SOBRE SUA ESCRIVANINHA E QUEBRAR ALGUNS OBJETOS
QUE ESTÃO POR PERTO. SONOPLASTIA: Love story – Taylor Swift.

CORTA PARA
4 O Captião Fracasso | Capítulo 32

CENA 02. RUA. EXT. DIA

CLARICE CORRE, CHORANDO MUITO. ATRAVESSA A RUA SEM OLHAR E


UM CARRO FREIA BEM EM CIMA DELA. HORÁCIO E ESMERALDA
DESCEM DO CARRO E VÃO AMPARÁ-LA.

ESMERALDA - Clarice! O que aconteceu com você, minha amiga?


CLARICE - [chorando] Acabou! Acabou tudo!

ELA ABRE A MÃO DIREITA E DEIXA CAIR A ALIANÇA QUE SEGURAVA.

HORÁCIO - Meu Deus... Como eu temia.


ESMERALDA - Temia o que?
HORÁCIO - Eu não disse nada.
ESMERALDA - Você e Sílvio brigaram?

CLARICE CONFIRMA TRISTEMENTE, COM UM ACENO DE CABEÇA.

ESMERALDA - Ah, mas ele vai se haver comigo! [vai saindo]


CLARICE - Não, a culpa não é dele! Fui eu...
ESMERALDA - Como assim?
CLARICE - Vou casar com Guilherme agora.

EM ESMERALDA, SURPRESA,

CORTA PARA
5 O Captião Fracasso | Capítulo 32
CENA 03. SOLAR WHITFORD. EXT. DIA

TAKE DE LOCALIZAÇÃO. SONOPLASTIA: Jogo 1 – Edu Lobo.

CORTA PARA

CENA 04. SOLAR WHITFORD. QUARTO DE OSÉIAS. INT. DIA

OSÉIAS ESTÁ SOZINHO, FOLHEANDO UM LIVRETO. CORTA PARA A CAPA


DO LIVRO: "AS AVENTURAS DO CAPITÃO MATAMOUROS." ELE
CONTINUA A LEITURA SILENCIOSA POR MAIS UM TEMPO E DEPOIS
DESSES INSTANTES, FECHA O LIVRO, O COLOCA DE LADO E COMEÇA A
ESCREVER EM UM GRANDE BLOCO DE NOTAS.
FECHA NO BLOCO EM BRANCO, COMEÇANDO A SER PREENCHIDO.
OSÉIAS ACABA DE ESCREVER O TÍTULO NO TOPO DA PRIMEIRA PÁGINA:
"AS AVENTURAS DO CAPITÃO FRACASSO."
ABRE A TELA PARA MOSTRAR OSÉIAS CONCENTRADÍSSIMO À
ESCIVANINHA, ESCREVENDO COMO SE ESTIVESSE EM UM TRANSE.

CORTA PARA

CENA 05. ALBERGUE. SAGUÃO. INT. DIA

HORÁCIO, ESMERALDA E CLARICE ACABAM DE ENTRAR. ESMERALDA


SEMPRE AMPARANDO A AMIGA.

ESMERALDA - Quer um copo com água com açúcar?


CLARICE - Quero um copo de água com veneno. Eu quero morrer!
6 O Captião Fracasso | Capítulo 32
ESMERALDA - Pára! Não diz isso! Você vai se acalmar, me contar
tudo o que aconteceu e eu vou te ajudar.
CLARICE - Ele não quer mais saber de mim, Esmeralda.
ESMERALDA - Pois eu faço ele querer.
HORÁCIO - Esmeralda, leve Clarice para o seu quarto. Eu vou...
Vou... Vou ali.

HORÁCIO, MEIO DESCONCERTADO, SOBE AS ESCADAS. ESMERALDA E


CLARICE VÃO ATRÁS.

CORTA PARA

CENA 06. SOLAR BRONKHART. SALA DE JANTAR. INT. DIA

A FAMÍLIA TOMANDO CAFÉ DA MANHÃ.

LEVI - Não consegui perguntar ontem o que foi de sua reunião com
Arthur.
SÉRGIO - Ah, sim. Foi um sucesso, ele aceitou.
LEVI - Meu Deus, você conseguiu em horas o que não consegui em
anos!
LEOPOLDINA - Está vendo, Levi? E você nem queria que Sérgio
viesse morar aqui.
LEVI - Eu nunca disse isso, Leopoldina. Eu só disse que... Agora não
importa o que eu disse. [T] Mas a sua ação foi louvável, Sérgio.
SÉRGIO - Obrigado, eu só quis ajudar. Agora só falta assinarmos um
contrato antes que ele mude de ideia.
LEVI - Podemos cuidar disso hoje mesmo.
AGUSTIN - E os trâmites para o casamento de Chiquita?
7 O Captião Fracasso | Capítulo 32
LEVI - [desanimado] Tem certeza de que quer isso, minha filha?
CHIQUITA - Absolutamente.
LEVI - Se é assim, que assim seja. Vou conversar com Sílvio sobre
isso também.

ELES CONTINUAM COMENDO.

CORTA PARA

CENA 07. SOLAR BRONKHART. QUARTO DE LEVI E LEOPOLDINA. INT.


DIA

SONOPLASTIA: Picadeiro – Ângela Jobim.


DEPOIS DO CAFÉ DA MANHÃ, LEVI ENTRA NO QUARTO; ABRE UMA
GAVETA E TIRA DELA UMA PASTA CHEIA DE PAPEIS. FICA PARADO, COM
O OLHAR MEIO PERDIDO E TRISTE. LEOPOLDINA ENTRA, PASSA
APARENTEMENTE SEM PRESTAR ATENÇÃO AO MARIDO. PEGA UM
CHAPÉU E QUANDO VAI SAINDO, REPARA QUE ELE ESTÁ ALI, PARADO.

LEOPOLDINA - O que deu em você?


LEVI - Nada, só estava aqui pensando.
LEOPOLDINA - Em que?
LEVI - Essa história de Chiquita casar...
LEOPOLDINA - Não foi ela quem escolheu que fosse assim? Então
não se martirize.
LEVI - Você não entende. Primeiro ela chega e completa a lacuna que
a falta de um filho deixou; e agora ela vai embora? Não tive nem
tempo de ser pai...
8 O Captião Fracasso | Capítulo 32
LEOPOLDINA - Agora vai ter tempo de ser avô, meu querido! Não
fica feliz?

LEVI SAI SEM RESPONDER A LEOPOLDINA.

CORTA PARA

CENA 08. CASA DO DR. LOMBARDI. QUARTO DELE. INT. DIA

DANIELA AINDA ESTÁ DORMINDO. DR. LOMBARDI ENTRA COM UMA


BANDEJA DE CAFÉ DA MANHÃ REPLETA DE GULOSEIMAS E UMA FLOR.
COLOCA A BANDEJA SOBRE O CRIADO MUDO.

DR. LOMBARDI - [carinhoso] Clarissa... Acorde!


DANIELA - [sonolenta] O que houve? O que...
DR. LOMBARDI - Veja o que trouxe para você.

ELA SENTA NA CAMA, AINDA UM POUCO SONOLENTA, ESFREGA OS


OLHOS. OLHA PARA O LADO E VÊ A BANDEJA DE CAFÉ DA MANHÃ.

DANIELA - Obrigada, mas não precisava. Eu podia ir comer na


cozinha mesmo.
DR. LOMBARDI - Nada disso. Uma mulher como você merece
tratamento mais que especial. Vamos, experimente as torradas.

DANIELA PASSA UM POUCO DE GELEIA EM UMA DAS TORRADAS E


COME.

DANIELA - Hm, damasco! Minha geleia preferida.


9 O Captião Fracasso | Capítulo 32
DR. LOMBARDI - Quer dizer que adivinhei seu gosto? Bom sinal.
DANIELA - Espero que isso não tenha segundas intenções.
DR. LOMBARDI - Garanto que minhas intenções são as melhores.
DANIELA - Eu ouvi sua conversa com seu filho.
DR. LOMBARDI - Ouviu? Achei que estivesse dormindo e...
DANIELA - Não sei se eu devia.
DR. LOMBARDI - Devia o que?
DANIELA - Ser sua mulher. Toda vez que eu me caso acontece
alguma desgraça...
DR. LOMBARDI - Eu assumo o risco. Mas antes da desgraça
acontecer, posso encontrar a felicidade ao seu lado?

DANIELA DÁ UM SORRISO.

DR. LOMBARDI - Seu sorriso é tão lindo. Posso considerá-lo um


sim?
DANIELA - [suspira] Pode.

SORRINDO, DR. LOMBARDI BEIJA A MÃO DIREITA DE DANIELA. OUVE-SE


O SOM DE PORTA BATENDO; ELE LARGA A MÃO DA MOÇA
IMEDIATAMENTE.

DANIELA - O que foi isso?


DR. LOMBARDI - Deve ter sido o vento.
DANIELA - Se fosse o vento batendo a porta desse jeito, toda a casa
teria caído. Vai ver o que é, por favor...
DR. LOMBARDI - Já vou. Fique aí quietinha tomando seu café.

ELE SAI.
10 O Captião Fracasso | Capítulo 32

CORTA PARA

CENA 09. RUA. EXT. DIA

O CARRO DE LEVI SE APROXIMA DO ESCRITÓRIO DE SÍLVIO E


ESTACIONA. LEVI E SÉRGIO DESCEM DO VEÍCULO, O RAPAZ BATE
ALGUMAS VEZES NA PORTA, TOCA UMA SINETA, MAS NÃO OBTÉM
RESPOSTA.

SÉRGIO - Acho que ele não está.


LEVI - Mas tínhamos combinado a reunião aqui, como pode?
SÉRGIO - Talvez tenha acontecido algum problema, vamos esperar
um pouco.

CORTA PARA

CENA 10. CASA DO DR. LOMBARDI. QUARTO DE SÍLVIO. INT. DIA

SÍLVIO ESTÁ ENCOLHIDO EM SUA CAMA, TOTALMENTE ENTREGUE À


DOR QUE ESTÁ SENTINDO. DR. LOMBARDI ENTRA SEM BATER.

DR. LOMBARDI - O que deu em você?


SÍLVIO - [sem olhar para ele] Eu quero ficar sozinho, pai.
DR. LOMBARDI - Chorando desse jeito? Olha pra mim e conta logo
o que aconteceu!
SÍLVIO - Ela me deixou! Agora eu sou um noivo abandonado antes do
altar! Satisfeito, pai? Posso sofrer até a morte agora?
DR. LOMBARDI - Mas... Eu não entendo.
11 O Captião Fracasso | Capítulo 32
SÍLVIO - Estava tudo bem, mas aquele maldito tinha que voltar do
inferno ou sei lá de onde diabos ele veio! Ela me trocou, me enganou,
fez pouco caso dos meus sentimentos, pai.

ELE OLHA PARA A MÃO DIREITA, A ALIANÇA AINDA ESTÁ LÁ. A TIRA E
JOGA LONGE.

SÍLVIO - Maldito o dia em que eu amei Clarice. Maldito o dia em que


deixei Londres!

E SÍLVIO COMEÇA A CHORAR MAIS FORTE. DR. LOMBARDI, SEM SABER


DIREITO O QUE DIZER, APENAS ABRAÇA O FILHO. SONOPLASTIA: Hole in
my soul – Aerosmith.

CORTA PARA

CENA 11. RUA. EXT. DIA

ALICE, ISABELLE E SIMONE SAEM DE UMA LOJA, CARREGANDO


SACOLAS. CONVERSA INICIADA.

ALICE - Você comentou algo com ele?


ISABELLE - Ainda não, porque não tenho certeza. Não quero deixar
Arthur ansioso agora...
SIMONE - Imagina como ele ia ficar feliz com a notícia! Ele quer
muito um filho, não é?
ISABELLE - Pois é. Assim que eu tiver certeza de que estou grávida,
contarei.
12 O Captião Fracasso | Capítulo 32

ELAS CONTINUAM O PASSEIO E PASSAM PERTO DO ESCRITÓRIO DE


SÍLVIO. LEVI E SÉRGIO AINDA ESTÃO LÁ, ESPERANDO; ACENAM PARA
AS MOÇAS. ISABELLE FINGE QUE NÃO VIU, MAS SIMONE SORRI PARA
LEVI. SONOPLASTIA: Meu homem – Jane Duboc.

SIMONE - Volto logo. [vai se afastando]


ALICE - Simone, cuidado...
SIMONE - Não vou fazer nada que não devo, Alice. Só vou trocar
duas palavras com Levi!

DIZENDO ISSO, ELA SE AFASTA MAIS E VAI AO ENCONTRO DE LEVI. ELE


FAZ O MESMO E O CASAL SE ENCONTRA PRATICAMENTE NO MEIO DA
RUA. DÃO-SE AS MÃOS.

LEVI - Que bom vê-la tão cedo!


SIMONE - Digo o mesmo. Mas você parece um pouco abatido...
LEVI - É minha filha. Vai casar.
SIMONE - Eu soube.
LEVI - Não sei, eu não queria que ela casasse com aquele homem. Eu
tinha outros planos, Chiquita é jovem demais.
SIMONE - Bem, não há muito o que se possa fazer, se ela quis
assim... Mas tudo vai ficar bem.
LEVI - Queria ter sua esperança.
SIMONE - Posso te dar um pouco dela se quiser.

SIMONE DÁ UM BEIJO RÁPIDO EM LEVI, QUE PARECE FICAR SURPRESO


COM O GESTO.
13 O Captião Fracasso | Capítulo 32
SIMONE - O que houve? Não posso mais beijar você?
LEVI - Só não esperava que fizesse isso na frente de todo mundo...
SIMONE - Já sei; porque você é casado e eu sou sua amante. Mas eu
não me importo que as pessoas falem. Só quero que você saiba que eu
te amo muito.

ELE FAZ UM CARINHO NO ROSTO DELA E SORRI.

LEVI - Posso vê-la hoje à noite?

ELA, SORRINDO, ACENA AFIRMATIVAMENTE COM A CABEÇA. ENTÃO


ELES SOLTAM AS MÃOS E SIMONE VOLTA PARA JUNTO DE ALICE E
ISABELLE; ENQUANTO LEVI VOLTA PARA PERTO DE SÉRGIO, QUE O
OLHA COM ESPANTO.

SÉRGIO - Vi demais ou o senhor realmente se deixou beijar daquele


jeito no meio da rua?
LEVI - Viu perfeitamente. [T] Ela gosta mesmo de mim; e eu gosto
cada vez mais dela...
SÉRGIO - É engraçado ouvi-lo falar desse jeito. Até parece que vai
trocar um casamento de prestígio por uma mulher dessas.

LEVI NÃO RESPONDE, APENAS OLHA PARA SÉRGIO E ESBOÇA UM


SORRISO.

CORTA PARA

CENA 12. ALBERGUE. QUARTO DE BEATRIZ. INT. TARDE


14 O Captião Fracasso | Capítulo 32
BEATRIZ SENTADA NA CAMA E HORÁCIO EM PÉ, NA FRENTE DELA. ELA
MUITO ABATIDA, MAS TENTANDO NÃO CHORAR; ELE A OLHANDO
MUITO SÉRIO.

HORÁCIO - Satisfeita agora?


BEATRIZ - Eu não queria fazer Clarice tão infeliz assim, você sabe!
HORÁCIO - Mas está fazendo. E filha, eu temo pelo que pode
acontecer com você quando descobrirem tudo.
BEATRIZ - Não vão descobrir. Se eu cheguei até aqui e ninguém
desconfiou de nada...
HORÁCIO - Beatriz, me ouça, desista dessa história e suma!
BEATRIZ - Mas/
HORÁCIO - Seu problema é dinheiro? Eu dou dinheiro a você, mas
não cometa mais uma loucura. Suma e mande dizer que Guilherme
morreu!

OUVEM-SE BATIDAS FORTES E RÁPIDAS NA PORTA. BEATRIZ OLHA COM


ESPANTO NA DIREÇÃO DA PORTA, E HORÁCIO VAI ABRIR.

HORÁCIO - Tenha calma, deve ser algum criado me procurando.

ELE ABRE A PORTA E NO MESMO INSTANTE ESMERALDA PULA PARA


DENTRO DO QUARTO, ESTAPEANDO BEATRIZ, QUE TENTA SE
DEFENDER. HORÁCIO SEGURA A MENINA E A AFASTA DE BEATRIZ, QUE
CONTINUA SE DEBATENDO.

HORÁCIO - O que deu em você, Esmeralda?


ESMERALDA - Me deixa acabar com a vida desse amaldiçoado! Ele
destruiu a vida da minha amiga, me deixa acabar com ele também!
15 O Captião Fracasso | Capítulo 32
HORÁCIO - Pára, Esmeralda! Pára, se aquieta.

BEATRIZ SAI CORRENDO, ASSUSTADA E QUASE CHORANDO. HORÁCIO


FINALMENTE SOLTA ESMERALDA, QUE AINDA ESTÁ MUITO NERVOSA.

ESMERALDA - Por que o senhor me segurou?


HORÁCIO - Porque isso não é comportamento que se apresente,
mocinha.

CORTA PARA

CENA 13. ALBERGUE. CORREDOR. EXT. TARDE

BEATRIZ CORRENDO, DESORIENTADA. TIRA UM LENCINHO DO BOLSO E


ENXUGA AS LÁGRIMAS, SEM PARAR DE ANDAR E SEM PRESTAR
ATENÇÃO AO QUE VEM PELA FRENTE. FERNANDO SAI DE SEU QUARTO,
OLHANDO EM VOLTA E VISIVELMENTE ABORRECIDO. BEATRIZ NÃO O
VÊ E ESBARRA NELE. OS DOIS PÁRAM E TROCAM UM OLHAR RÁPIDO.
ELA SE DETÉM OLHANDO PARA ELE, QUE SEGUE EM FRENTE.

BEATRIZ - Fernando?

ELE OLHA PARA ELA.

BEATRIZ - [baixinho] Sou eu.

EM FERNANDO, INCRÉDULO,
16 O Captião Fracasso | Capítulo 32
CORTA PARA

CENA 14. CASA DO DR. LOMBARDI. SALA. INT. TARDE

SONOPLASTIA: Medo de amar – Joyce Moreno.


DANIELA ENTRA NA SALA, DÁ ALGUMAS VOLTAS, VAI À JANELA E OLHA
UM POUCO O MOVIMENTO. SUSPIRA. DOUTOR LOMBARDI ENTRA NA
SALA E A VÊ NA JANELA.

DR. LOMBARDI - Quer sair um pouco?


DANIELA - Não, estou bem aqui.
DR. LOMBARDI - Me pareceu tão interessada olhando para a rua...
Até parecia estar procurando alguém.
DANIELA - Não tenho mais a quem procurar.

ELE SE APROXIMA UM POUCO E FICA OBSERVANDO O ROSTO DELA,


COMO SE ESTUDASSE SUAS FEIÇÕES. ELA SE AFASTA.

DANIELA - Também acha que estou mentindo?


DR. LOMBARDI - Também? Mas eu não disse nada!
DANIELA - Desculpe. Na verdade, eu só fiquei preocupada com seu
filho.
DR. LOMBARDI - Que bonito, a madrasta preocupada com o enteado
que acabou de conhecer.
DANIELA - O que houve com ele?
DR. LOMBARDI - Rompeu o noivado com Clarice Irwin, a mocinha
que mora aí em frente.
DANIELA - Puxa, que pena...
17 O Captião Fracasso | Capítulo 32
DR. LOMBARDI - Realmente, uma pena! Ainda mais agora que
estava tudo tão certo...
DANIELA - Sei que não é da minha conta, mas... Por que romperam?
DR. LOMBARDI - Ela resolveu trocá-lo por outro homem! E eu
acreditando que ela fosse ter a decência de manter a palavra...
DANIELA - É, existem muitas mulheres assim no mundo.
DR. LOMBARDI - Assim como?
DANIELA - Que não merecem nenhuma das oportunidades que a vida
coloca na sua frente. [baixinho] Eu, por exemplo.
DR. LOMBARDI - Não, você não! Dá para ver nos seus olhos que
você é uma mulher muito especial. Uma mulher que merece mais do
que a vida oferece.

DANIELA OLHA PARA DOUTOR LOMBARDI COM ESPANTO, E ELE A


BEIJA.

CORTA PARA

CENA 15. SOLAR WHITFORD. EXT. TARDE

TOMADA DE LOCALIZAÇÃO.

CORTA PARA

CENA 16. SOLAR WHITFORD. SALA. INT. TARDE

ISABELLE ESTÁ TOMANDO CHÁ COM ALICE. ARTHUR ENTRA.

ARTHUR - Ah, que bom que encontrei vocês aí!


18 O Captião Fracasso | Capítulo 32
ISABELLE - Algum problema, querido?
ARTHUR - Estou há horas procurando por Oséias e nada dele
aparecer.
ALICE - Se nós pudermos ajudar...
ARTHUR - Se ele aparecer por aqui, por favor, digam que estou o
esperando no alfaiate.

ELE SE DESPEDE DAS DUAS COM UM BEIJO E SAI. INSTANTES. OSÉIAS


DESCE, SORRIDENTE E COM UM MAÇO DE PAPEIS NA MÃO.

OSÉIAS - Olá!
ISABELLE - Onde você esteve? Arthur acabou de sair e estava
procurando por você.
OSÉIAS - Ah, estava preparando uma surpresa para vocês.
ISABELLE - Que tipo de surpresa?
OSÉIAS - Leiam isso enquanto vou atrás dele, depois conversamos.

ELE ENTREGA OS PAPEIS A ISABELLE E SAI APRESSADO. ISABELLE


COMEÇA A FOLHEAR.

ISABELLE - As aventuras do Capitão Fracasso... Alice, olha!

ALICE PEGA O TEXTO E COMEÇA A LÊ-LO EM SILÊNCIO. FOLHEIA UM


POUCO E FECHA O LIVRETO, SÉRIA.

ISABELLE - Que achou?


ALICE - É muito parecido com o texto de Matamouros.
ISABELLE - A nossa melhor peça... Ia ser muito triste se desfazer
dela, não acha?
19 O Captião Fracasso | Capítulo 32
ALICE - Mas eu preferia que fosse assim a ver o que ele criou
transformado em outra coisa. Não quero voltar a encenar essa peça
sem Matamouros.

ISABELLE OLHA PARA ALICE, UM POUCO PREOCUPADA. ESTA


PERMANECE IMPASSIVA.

CORTA PARA

CENA 17. ALBERGUE. CORREDOR. INT. TARDE

BEATRIZ E FERNANDO AINDA SE OLHANDO; ELE PARECE NÃO


RECONHECÊ-LA. ELA SE APROXIMA.

BEATRIZ - Meu amor, sou eu!

ELE NÃO FALA NADA. ELA SEGURA SUA MÃO E O LEVA PARA DENTRO
DO QUARTO.

CORTA PARA

CENA 18. ALBERGUE. QUARTO DE FERNANDO. INT. TARDE

BEATRIZ E FERNANDO ENTRAM NO QUARTO; ELA TRANCA A PORTA.

BEATRIZ - Não vai falar nada?

FERNANDO CONTINUA CALADO, MAS SEU ROSTO DEMONSTRA


PROFUNDA EMOÇÃO. ELA TIRA O CHAPÉU, OS ÓCULOS, SOLTA OS
20 O Captião Fracasso | Capítulo 32
CABELOS E SE LANÇA NOS BRAÇOS DELE, CHORANDO. ELE AINDA SEM
REAÇÃO.

BEATRIZ - [chorando] Eu quase morri de desespero, meu amor! Mas


eu sabia que ia te rever, eu sabia. [T] Escuta, nós vamos fugir daqui.
Nós vamos...
FERNANDO - Beatriz.
BEATRIZ - Sim?
FERNANDO - Eu não... Eu não sei!
BEATRIZ - Não sabe o quê?
FERNANDO - Não sei mais nada. Isso parece uma mentira... Você me
abandona e de repente aparece assim?
BEATRIZ - Eu não te abandonei porque quis! Acontece que... Desde a
morte do Guilherme/
FERNANDO - Eu entendo que você tenha querido se afastar de mim,
depois da morte do seu irmão e/
BEATRIZ - Foi para te proteger que eu sumi. Me vesti de Guilherme
só para evitar que você fosse preso! Agora quem está correndo risco
sou eu.

ELES FICAM EM SILÊNCIO POR UM INSTANTE; ELA ENXUGA AS


LÁGRIMAS E RESPIRA FUNDO.

BEATRIZ - Se eu não tivesse assumido o lugar do meu irmão, só


Deus sabe o que poderia acontecer. E graças a Ele eu te encontrei
outra vez!
21 O Captião Fracasso | Capítulo 32
BEATRIZ BEIJA FERNANDO, QUE A PRINCÍPIO RESISTE, MAS LOGO CEDE.
ABRAÇAM-SE, APAIXONADOS. SONOPLASTIA: Ascendente em câncer – Filipe
Catto.

BEATRIZ - Vamos embora?


FERNANDO - Para onde?
BEATRIZ - Qualquer lugar, desde que seja bem longe daqui e logo,
antes que eu tenha de casar com minha prima.

FERNANDO LARGA BEATRIZ NO ATO.

FERNANDO - Como é?
BEATRIZ - Guilherme estava noivo de nossa prima Clarice, e parte do
disfarce era levar o compromisso até o... Você sabe.

ELE COMEÇA A RIR.

FERNANDO - Você ia casar com outra mulher?


BEATRIZ - Ia. Mas agora que estamos juntos de novo, estou livre!
Vamos fugir esta noite, sim?
FERNANDO - Mas/
BEATRIZ - Nada de 'mas'. Ir embora é o melhor que nós podemos
fazer. Já fiz muito mal a Clarice. Vamos?

CORTA PARA

CENA 19. RUA. EXT. NOITE


22 O Captião Fracasso | Capítulo 32
TAKES DO COMEÇO DA NOITE NA CIDADE.

CORTA PARA

CENA 20. SOLAR WHITFORD. QUARTO DE ARTHUR. INT. NOITE

ARTHUR ENTRA NO QUARTO, SENTA NA CAMA E TIRA OS SAPATOS E AS


MEIAS. ISABELLE ENTRA.

ISABELLE - Então, o que conta da rua?


ARTHUR - Está tudo igual...
ISABELLE - Oséias falou do texto?
ARTHUR - Qual texto?
ISABELLE - Este aqui.

ELA PEGA O LIVRETO E ENTREGA A ARTHUR, QUE O FOLHEIA.

ISABELLE - Que acha?


ARTHUR - Foi ele quem fez isso?
ISABELLE - Pois é.
ARTHUR - Está bom... Apesar de ele me descrever como um palhaço.
ISABELLE - Isso fazia parte do texto original.
ARTHUR - Seria um bom texto para nossa reestreia.
ISABELLE - Foi exatamente isso o que eu pensei.

CORTA PARA

CENA 21. SOLAR WHITFORD. SALA. INT. NOITE


23 O Captião Fracasso | Capítulo 32
ALICE, LEONARDO, ARTHUR E ISABELLE REUNIDOS. CONVERSA
INICIADA.

ALICE - Eu não quero.


ARTHUR - E por que não? A peça me pareceu tão boa...
LEONARDO - A mim também.
ALICE - Mas é o mesmo texto que encenávamos com Matamouros, e
ele é insubstituível.
ISABELLE - Claro que é insubstituível. Por isso está escrito "Capitão
Fracasso" em vez de "Capitão Matamouros"!
ALICE - Mesmo assim...
ARTHUR - Vamos tentar. Afinal de contas, precisamos começar de
algum lugar, não é? Tenho certeza que Matamouros estaria feliz de ver
que não estamos deixando o legado dele morrer.
LEONARDO - Só há um problema. [T] Estamos desfalcados, não
temos mais Sarah.
ISABELLE - Havemos de dar um jeito. Pelo menos nós ainda estamos
aqui.

CORTA PARA

CENA 22. SOLAR BRONKHART. CHALÉ. QUARTO. INT. NOITE

LEVI E SIMONE ESTÃO DEITADOS NA CAMA, ABRAÇADOS SOB OS


LENÇOIS.

LEVI - Estive pensando muito no seu pedido de casamento.


SIMONE - Meu pedido?
24 O Captião Fracasso | Capítulo 32
LEVI - É. E eu cheguei à conclusão de que quero estar ao seu lado pro
resto da minha vida.
SIMONE - Quer dizer que você vai casar comigo?
LEVI - Vou. Você é especial demais para ser só uma amante.
SIMONE - Está falando sério?
LEVI - Claro. Eu nunca pensei que fosse ter coragem de desfazer tudo
o que construí até hoje, mas/

ELA CORTA A FALA DELE COM UM BEIJO.

CORTA PARA

CENA 23. MILLSHIRE. EXT. NOITE

TAKES DA CIDADE DURANTE A MADRUGADA. AMANHECE.


SONOPLASTIA: Meu homem – Jane Duboc.

CORTA PARA

CENA 24. SOLAR WHTFORD. SALA DE JANTAR. INT. DIA

TODOS TOMANDO CAFÉ DA MANHÃ. SIMONE ENTRA, RADIANTE.

SIMONE - Bom dia a todos!


ARTHUR - Bom dia! Saiu cedo ou...
ISABELLE - Passou a noite fora. E até sei onde foi.
ARTHUR - Temos uma boa notícia para você. [T] Vamos voltar aos
palcos muito em breve.
SIMONE - Que bom! [T] Levi me pediu em casamento ontem à noite.
25 O Captião Fracasso | Capítulo 32

NA REAÇÃO DE SURPRESA DE TODOS,

[Fim do capitulo]