Você está na página 1de 92

TTTTTOLEDOOLEDOOLEDOOLEDOOLEDO

9097

INDICADOR DIGITAL TOLEDO

MANUAL DE OPERAÇÃO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

9097 INDICADOR DIGITAL TOLEDO MANUAL DE OPERAÇÃO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO
9097 INDICADOR DIGITAL TOLEDO MANUAL DE OPERAÇÃO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

TOLEDO DO BRASIL

BELÉM, PA

TEL. (91) 3182-8900 FAX (91) 3182-8950

MARINGÁ, PR

TEL. (44) 3306-8400 FAX (44) 3306-8450

BELOHORIZONTE,MG

TEL. (31)

3326-9700

RECIFE, PE

TEL. (81) 3878-8300

FAX (31) 3326-9750

FAX (81) 3878-8350

CAMPO GRANDE, MS

TEL. (67)

3303-9600

RIBEIRÃOPRETO,SP

TEL. (16) 3968-4800

CANOAS, RS

FAX (67) 3303-9650 TEL. (51) 3406-7500

RIO DE JANEIRO, RJ

FAX (16) 3968-4850 TEL. (21) 3544-7700

CHAPECÓ, SC

FAX (51) 3406-7550 TEL. (49) 3312-8800 FAX (49) 3312-8850

SANTOS, SP

FAX (21) 3544-7750 TEL. (13) 2202-7900 FAX (13) 2202-7950

CUIABÁ, MT

TEL. (65) 3928-9400

S.

B. DO CAMPO, SP

TEL. (11)

4356-9000

FAX (65) 3928-9450

 

FAX (11) 4356-9465

CURITIBA, PR

TEL. (41) 3521-8500

S.

J. DOS CAMPOS, SP

TEL. (12)

3203-8700

FORTALEZA, CE

FAX (41) 3521-8550 TEL. (85) 3391-8100

UBERLÂNDIA

FAX (12) 3203-8750 TEL. (34) 3303-9500

GOIÂNIA, GO

FAX (85) 3391-8150 TEL. (62) 3612-8200 FAX (62) 3612-8250

VALINHOS, SP

FAX. (34) 3303-9550 TEL. (19) 3829-5800 FAX (19) 3829-5810

LAURO DE FREITAS, BA .TEL. (71)

3505-9800

VITÓRIA, ES

TEL. (27) 3182-9900

MANAUS, AM

FAX (71) 3505-9850 TEL. (92) 3212-8600 FAX (92) 3212-8650

FAX.

(27) 3182-9950

TOLEDO é uma marca registrada da Mettler-Toledo, Inc., de Columbus, Ohio, USA.

R. MANOEL CREMONESI, 01, JD. BELITA - TEL (11) 4356-9000 - CEP 09851-900 - S. BERNARDO DO CAMPO - SP - BRASIL

site: www.toledobrasil.com.br

e-mail: com@toledobrasil.com.br

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Índice

01. Descrição Geral

06. Roteiro de Calibração

A. Composição Externa

01-01/02

A. Acesso ao Equipamento

06-01/04

B. Principais Características

01-02/02

B. Composição Interna

06-01/04

 

C. Ajustes

06-01/04

02.

Funcionamento

A. Princípio de Funcionamento

02-01/08

07. Roteiro de Análise / Correção de Defeitos

B. Funções Internas e Intertravamentos

02-04/08

A. Procedimento Preliminar

07-01/06

 

B. Mensagens e Códigos de Erro

07-01/06

03.

Roteiro de Instalação

C. Interconexões (Vs. Standard)

07-02/06

A. Inspeção Preliminar

03-01/10

D. Interconexões (Vs. I/O's - USB - Loop)

07-03/06

B. Preparação do Local de Instalação

03-01/10

E. Interconexões (Vs. I/O's - Ethernet))

07-04/06

C. Abertura do Terminal de Pesagem

03-03/10

F. Interconexões (Vs. 4-20mA - USB - Loop) 07-05/06

D. Ajuste da Tensão de Alimentação

03-03/10

G. Interconexões (Vs. 4-20mA - Ethernet)

07-06/06

E. Conexão à Célula de Carga Analógica

03-03/10

F. Interligações

03-05/10

08.

Roteiro de Manutenção Preventiva

 

A. Contato Inicial

08-01/04

04.

Roteiro de Operação

B. Inspeção Externa

08-01/04

A. Identificação dos Controles

04-01/30

C. Inspeção Interna

08-02/04

B. Preparação para Operação

04-02/30

D. Limpeza Externa

08-03/04

C. Acerto de Data e Hora

04-03/30

E. Aferição e Calibração

08-03/04

D. Operações com o uso de Tara

04-03/30

F. Verificação do Funcionamento

08-03/04

E. Entrada de Código

04-05/30

G. Lacre

08-03/04

F. Visualização de Peso Acumulado

04-05/30

H. Liberação para Uso

08-03/04

G. Visualização do Número de Ciclos

04-06/30

H. Visualização de fluxo de Carga

04-07/30

09. Especificações

09-01/02

I. Programação de Turnos de Pesagem

04-07/30

J. Modo de Operação das I/O's Digitais

04-08/30

10. Lista de Peças

10-01/02

K. Interface de Comunicação Ethernet

04-20/30

05.

Roteiro de Programação

A. Jumpers

05-01/20

B. Modo Programação

05-01/20

C. Programação dos Parâmetros

05-03/20

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Introdução

Este Manual consiste de um guia de trabalho para Técnicos treinados no CENTRO DE TREINAMENTO TÉCNICO - C.T.T., fornecendo informações necessárias para ajudá-los na OPERAÇÃO, INSTALAÇÃO e MANUTENÇÃO do INDICADOR DIGITAL 9097 TOLEDO.

As informações contidas neste MANUAL são de propriedade exclusiva da TOLEDO DO BRASIL INDÚSTRIA DE BALANÇAS LTDA., e não devem ser reproduzidas ou transmitidas a terceiros sem autorização prévia por escrito.

Solicitações de informações relativas a Treinamento Técnico, feitas por Clientes e cópias adicionais deste MANUAL, serão atendidas através do seguinte endereço:

TOLEDO DO BRASIL INDÚSTRIA DE BALANÇAS LTDA. CENTRO DE TREINAMENTO TÉCNICO Rua Manoel Cremonesi, 01 - Jd. Belita CEP. 09851-900 - S. Bernardo do Campo - SP Telefone: (11) 4356-9178 Fax: (11) 4356-9465 e-mail:ctt@toledobrasil.com.br

4356-9178 Fax: (11) 4356-9465 e-mail:ctt@toledobrasil.com.br ATENÇÃO DESCONECTAR A BALANÇA DA REDE ANTES DE EFETUAR
4356-9178 Fax: (11) 4356-9465 e-mail:ctt@toledobrasil.com.br ATENÇÃO DESCONECTAR A BALANÇA DA REDE ANTES DE EFETUAR

ATENÇÃO

DESCONECTAR A BALANÇA DA REDE ANTES DE EFETUAR QUALQUER TROCA OU MANUTENÇÃO.

ADVERTÊNCIA

OBSERVAR AS PRECAUÇÕES PARA O MANUSEIO DE EQUIPAMENTOS SENSÍVEIS À ELETRICIDADE ESTÁTICA.

 

CONTROLE DE REVISÕES

 

SEÇÃO 1

SEÇÃO 2

SEÇÃO 3

SEÇÃO 4

SEÇÃO 5

SEÇÃO 6

SEÇÃO 7

SEÇÃO 8

SEÇÃO 9

SEÇÃO 10

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

01-06-09

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

STANDARDANALÓGICA

VS.I/O'S

VS. SAÍDAVS.

DIGITAIS

01

Descrição Geral

Os modelos 9097 e 9097 Tanque são Terminais de Pesa- gem destinados especialmente à aplicações industriais. Programáveis via teclado, podem ser utilizados isolada- mente ou em conjunto com impressoras, microcomputa- dores, etc.

Podem trabalhar com diversas combinações de capaci- dades, número de incrementos e com diversas plataformas de pesagem.

A. COMPOSIÇÃO EXTERNA

Possuem um display de LED's, que dispõe de sinalizadores luminosos, cuja finalidade é informar as condições de operação do indicador e possuem também um teclado do tipo membrana.

Disponível nas versões: Standard, Saída Analógica (4- 20mA ou 2-10V) e I/O's (4 entradas e 4 saídas digitais para Set Points) - esta não disponível para Vs. Tanque.

para Set Points) - esta não disponível para Vs. Tanque. Mostrador Digital Teclado Mostrador Digital Teclado
para Set Points) - esta não disponível para Vs. Tanque. Mostrador Digital Teclado Mostrador Digital Teclado
para Set Points) - esta não disponível para Vs. Tanque. Mostrador Digital Teclado Mostrador Digital Teclado

Mostrador

Digital

Teclado

Mostrador

Digital

Teclado

Mostrador

Digital

Teclado

Indicação

Luminosa de

Entradas e

Saídas

Digitais

Ligação da Alimentação Elétrica e Célula de Carga Saída RS-232 Ligação da Alimentação Elétrica e
Ligação da
Alimentação
Elétrica e Célula
de Carga
Saída
RS-232
Ligação da
Alimentação
Elétrica e Célula
de Carga
Saída
RS-232
Saída
Analógica
Ligação da
Alimentação
Elétrica e Célula
de Carga
Saída
RS-232
Entradas
Saídas
E1
E2
E3
E4
S1
S2
S3
S4
Saídas
Digitais
Entradas
Digitais
DIGITAISI/O'SVS.
ANALÓGICASAÍDAVS.
STANDARDVS.
TRASEIRAVISTA
TRASEIRAVISTA
TRASEIRAVISTA
F2
F2
F2
F1
F1
F1
PE
PE
PE
x .c
-
.cxE
E-
.cx
E-
S-
.ne
S-
.ne
.ne
S-
+Si .n
i .n+S
+Si .n
S- i .n
S-
i .n
inS-
.
+S ne .
+S
.ne
+S ne .
cx+E
.
+E
.cx
x+E
.c
dnG
oI
tu
dnG
V
tuo
nG d
dnG
G
dn
R 1x
1xR
R
1x
1Tx
1Tx
1Tx
dnG
dnG
dnG
0xR
xR 0
0xR
0Tx
T 0x
0Tx

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

B. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

O Terminal de Pesagem 9097 possui as seguintes carac- terísticas gerais:

Mostrador digital constituído por display de Led com 6 dígitos na cor vermelho.Pesagem 9097 possui as seguintes carac- terísticas gerais: Teclado de Filme de Policarbonato com 6 teclas,

Teclado de Filme de Policarbonato com 6 teclas, à prova de água e de fácil digitação.por display de Led com 6 dígitos na cor vermelho. Tecnologia utilizada proporciona fácil operação e

Tecnologia utilizada proporciona fácil operação e atendi- mento às necessidades específicas de cada cliente, através de programação total via teclado.com 6 teclas, à prova de água e de fácil digitação. Função de segurança alerta o

Função de segurança alerta o operador através de men- sagens no display, se houver falhas ou erros na operação.cada cliente, através de programação total via teclado. Resolução interna permite excelente exatidão, alta

Resolução interna permite excelente exatidão, alta veloci- dade de resposta nas pesagens e contagens, e possibi- lidade de programação de até 10.000 incrementos.sagens no display, se houver falhas ou erros na operação. Detector de movimento na plataforma assegura

Detector de movimento na plataforma assegura que as operações com tara, zeramento, comando de impressãopossibi- lidade de programação de até 10.000 incrementos. e início de contagem só sejam realizadas com

e início de contagem só sejam realizadas com a indicação do peso estável, garantindo a exatidão das operações.

Impressão automática permite que o comando de impres- são ocorra automaticamente, sem intervenção do opera- dor, sempre que o peso se estabilizar.do peso estável, garantindo a exatidão das operações. Captura automática do zero possibilita zerar a indicação

Captura automática do zero possibilita zerar a indicação de peso sempre que ligado inicialmente na rede elétrica, ficando pronto para qualquer operação.do opera- dor, sempre que o peso se estabilizar. Relógio interno permite a exibição e a

Relógio interno permite a exibição e a associação de data

hora na impressão dos dados referentes à operação de pesagem.interno permite a exibição e a associação de data e Permite associar à impressão dos dados

e

Permite associar à impressão dos dados referentes a cada pesagem ou contagem um código numérico de até 12 dígitos, identificando produtos ou peças.impressão dos dados referentes à operação de pesagem. e Filtro digital em 15 níveis para controle

Filtro digital em 15 níveis para controle do tempo de esta- bilização das pesagens em ambientes sujeitos a vibra- ções, permitindo uma indicação estável e sem flutuações.de até 12 dígitos, identificando produtos ou peças. Recebe comandos de entrada do tipo: Imprimir, Tarar

Recebe comandos de entrada do tipo: Imprimir, Tarar e Zerar a balança.permitindo uma indicação estável e sem flutuações. Possui interfaces de comunicação: Standard 2 x RS-232

Possui interfaces de comunicação: Standard 2 x RS-232 (canal 1 + canal 2), e opcionais Rs-485, Loop de corrente, USB ou Ethernet.de entrada do tipo: Imprimir, Tarar e Zerar a balança. Poder ser conectado as impressoras 351,

Poder ser conectado as impressoras 351, 451 industrial, 8861 e matriciais homologadas pela Toledo, microcompu- tadores e rede Ethernet.2), e opcionais Rs-485, Loop de corrente, USB ou Ethernet. Possui relógio em tempo real para

Possui relógio em tempo real para trabalhar com Data / Hora.pela Toledo, microcompu- tadores e rede Ethernet. Disponibiliza uma página Web que pode ser acessada através

Disponibiliza uma página Web que pode ser acessada através de um browser.relógio em tempo real para trabalhar com Data / Hora. Disponível em três versões distintas: Vs.

Disponível em três versões distintas: Vs. Standard, Vs. com Saída Analógica de 4-20mA ou 2-10V e Vs. I/O com entradas e saídas digitais para configuração de Set Points, sendo esta última não disponível para Vs. Tanque.Disponibiliza uma página Web que pode ser acessada através de um browser. Revisão 01 - 06

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

02

Funcionamento

A. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

O Terminal de Pesagem 9097 consiste dos blocos princi- pais a seguir:

- Mecanismo de Pesagem

- PCI da Lógica (Principal)

- PCI do Display

- Alimentação Elétrica

- Teclado

- Interface USB

- Interface RS-232C

- Interface RS-485

- Interface Ethernet

- Interface Loop 20mA

- Saída Analógica de Dados

- Saída I/O

Diagrama de Blocos Simplificado

SAÍDA USB ETHERNET CÉLULA PCI SAÍDA ANALÓGICA PCI DO DISPLAY SAÍDA USB LOOP 20mA RS-485
SAÍDA USB
ETHERNET
CÉLULA
PCI SAÍDA
ANALÓGICA
PCI DO
DISPLAY
SAÍDA USB
LOOP 20mA
RS-485
TECLADO
SAÍDA USB
PCI PRINCIPAL
ETHERNET
REDE
ELÉTRICA
PCI I/O’S
SAÍDA
DIGITAIS
RS-232C
SAÍDA USB
LOOP 20mA
RS-485

1. Mecanismo de Pesagem

Embora o Mecanismo de Pesagem seja considerado um dos blocos do 9097, ele faz parte da base ou plataforma em que o 9097 está interligado. Basicamente, o peso do produto colocado sobre a plataforma é transferido a um transdutor elétrico localizado na base.

O transdutor elétrico opera segundo o princípio de exten-

sômetros de resistência elétrica, configurados na forma

de Ponte de Wheatstone, convertendo o peso aplicado

sobre a plataforma de pesagem em um sinal elétrico ana- lógico. Este sinal analógico varia proporcionalmente à força peso aplicada sobre a plataforma de pesagem.

Quando a base possuir somente uma célula de carga, esse sinal analógico é enviado diretamente ao 9097. Quando a base possuir mais que uma célula de carga, será usada uma Caixa de Junção para interligar as células de carga e para efetuar a conexão com o cabo que conduzirá o sinal analógico até o 9097.

2. PCI da Lógica (Pricipal)

A PCI da Lógica é constituída basicamente por um Micro-

controlador W78E365P, saídas RS-232, um circuito para alimentar e controlar a célula de carga, um circuito controlador de display e o elemento display, um circuito controlador do teclado e uma fonte regulada para alimentação dos circuitos.

Sua função básica é a de amplificar o sinal analógico pro- veniente da(s) célula(s) de carga, filtrá-lo e convertê-lo na forma digital para poder ser enviado ao Microcontrolador.

O Microcontrolador executa o processamento da in-

formação digitalizada do peso com as informações grava- das na memória de programa, informações introduzidas

pelo teclado e envia o resultado para um circuito controlador

do display, o qual decodificará esta informação digital e

fornecerá corrente aos segmentos do elemento display para a indicação do peso, tara e peso líquido.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

3.

Display

O

9097 permite selecionar o modo que a informação de

 

peso será transmitida, conforme abaixo:

O

Display possui 6 dígitos com 14,3 mm de altura por

8 mm de largura, e dispõe também de indicadores de legenda redondos com 4 mm de diâmetro, dispostos logo abaixo de cada dígito. Estes indicadores de legenda indi- cam ao consumidor as condições de operação do 9097.

4.

Teclado

O

Teclado é apresentado na parte frontal com 6 teclas.

Possui teclas do tipo contato momentâneo, revestida externamente com múltiplas camadas de material plástico

e constitui uma unidade selada capaz de aceitar limpeza com pano úmido e sabão neutro.

O revestimento externo possui impressão de modo indelével com as legendas correspondentes a cada função.

5.

Alimentação Elétrica

O

9097 não possui uma PCI fonte de alimentação nem

uma fonte externa, a alimentação é ligada diretamente na

PCI principal do terminal de pesagem, onde na mesma possui um circuito retificador que regula a tensão de entrada e alimenta os demais circuitos do terminal.

A tensão de entrada deve estar compreendida entre os

valores indicados na tabela abaixo:

LIMITES PARA ALIMENTAÇÃO MÍNIMA

MÁXIMA

TENSÃO (VCA)

93,5

264

FREQUÊNCIA (Hz)

50

60

6.

Interface RS-232C

O

9097 pode receber e transmitir dados através de uma

Interface RS-232C, para a comunicação com impressoras térmicas ou com qualquer outro dispositi-vo que opere no mesmo padrão de comunicação.

A configuração de um byte transmitido pelo Port Serial

232 pode ser de:

- 1 ou 2 start bit,

- 7 ou 8 bits de dados,

- Paridade: Par, Ímpar, Zero ou Nenhuma,

- 1 ou 2 stop bits,

- código ASCII.

- Se a transmissão contínua estiver desabilitada, o Modo Demanda será selecionado e o comando para o início da

transmissão dos dados deverá ser feito pela tecla

.
.

- Se a transmissão contínua estiver habilitada, o Modo Contínuo será selecionado e a transmissão dos dados será feita continuamente sem intervenção do operador ou de qualquer comando.

7. Interface Loop 20mA

Opcionalmente, o 9097 pode ser interligado à um equipamento externo através de uma interface Loop de corrente 20mA.

A interface Loop de Corrente 20mA unidirecional, possui

isolação óptica, para comunicaçãocom impressoras To- ledo ou para ligação com qualquer equipamento

eletricamente compatível.

A configuração de um byte transmitido pelo Port SerialLoop de Corrente 20mA é de:

- 1 start bit,

- 7 bits de dados,

- paridade par,

- 2 stop bits.

O código utilizado no pacote de dados é ASCII. O Check-

sum e a velocidade de transmissão são selecionáveis por

programação.

8.

Interface RS-485

O

9097 opcionalmente, pode receber e transmitir dados

no padrão RS-485.

A configuração de um byte transmitido pelo Port Serial

485 é de:

- 1 start bit,

- 8 bits de dados,

- paridade par,

- 1 stop bit.

- código ASCII.

A velocidade de transmissão é de até 19200 baud.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

9. Interface USB

O terminal de pesagem possui opcionalmente uma inter-

face USB do tipo Device, que pode ser conectada a uma outra interface USB do tipo Host ou On-The-Go.

Um caso típico de interligação seria com um computador para a leitura de peso da balança. A inteface USB é equipada com o Chip FT232B da FTDI que permite uma fácil integração entre o terminal 9097 e aplicações de terceiros.

Os protocolos de comunicação para a interface USB são

exatamente os mesmos protocolos disponíveis para o canal serial 2. As configurações devem ser feitas no bloco

4 dos parâmetros de configuração.

10. Comunicação Ethernet

Opcionalmente, o 9097 pode ser interligado numa rede de computadores através de uma Interface de Comunicação

do tipo Ethernet 10base-T que proporciona uma conexão

de até 10 Mbps, com protocolo TCP/IP. O terminal trabalha no modo Servidor com IP fixo, podendo receber

uma única conexão, onde será acionada através de uma LAN (intranet) ou uma WAN (internet + intranet).

A comunicação é criptografada entre a placa de

comunicação Ethernet e o PC através de uma DLL. Deve-

se programar uma mesma chave de criptografia de ambos

os lados, o que irá proporcionar segurança para a comunicação, mesmo quando a rede for do tipo WAN, que envolve internet.

A comunicação através da interface Ethernet é estabelecida

de três formas. Observe:

- Web Server:

Nesse caso, será utilizada uma página na internet onde são disponibilizadas as informações do terminal 9097, como por exemplo o peso aplicado na plataforma, con- figurações dos parâmetros do módulo, configuração de e-mails, entre outras.

- MGB Módulo Gerenciador de Balanças:

Nesse caso, todas as informações disponibilizadas no Web Server são mantidas com o acréscimo de algumas

novasfunções.Entreelas,podemoscitarogerenciamen-

to das informações de acumulados e de pesagens indi- viduais, geração de relatórios, entre outras.

-

Easylink:

Este aplicativo é composto por um conjunto de DLLs de comunicação, que permitem a criação de uma interface entre o 9097 e um microcomputador para o desenvolvi- mento de novos aplicativos.

Utilizando essas possibilidades de interfaceamento, é possível realizar o controle de todas as operações do ter- minal em um microcomputador. Poderão ser centralizadas as informações de acumulados de todos os operadores e de todas as pesagens realizadas, além da possibilidade de configuração remota, atualização de data e hora, pro- gramação de e-mails de alerta entre outras funções.

Um recurso bastante útil e importante do 9097 com interface Ethernet é a geração de e-mail de alerta:

- E-mail de Sobrecarga:

Esse tipo de e-mail será enviado toda vez que o terminal acusar uma sobrecarga na plataforma de pesagem. Além desses dados serem registrados numa memória não- volátil, o indicador vai avisar a ocorrência da sobrecarga através de um e-mail de alerta.

- E-mail de Tolerância na Captura de Zero:

Esse tipo de e-mail é enviado sempre que o terminal realizar a captura de zero acima do limite configurado no parâmetro C1.5 (consulte seção 5 deste mesmo MOIM para maiores informações). Esse e-mail permite saber qual a real necessidade de manutenção na balança, antes que essa captura ultrapasse +/- 10% e impossibilite a captura de zero para a operação normal da balança.

- E-mail de Corte dos Setpoints:

Os e-mails de corte dos setpoints atuarão somente nos modos Coincidência ou Propósito Geral, e serão enviados quando o peso ultrapassar ou retornar abaixo do valor programado no setpoint em questão.

No assunto do e-mail será indicado se o peso ultrapassou o setpoint ou retornou abaixo do valor do setpoint. Existem e-mails independentes para cada setpoint, possibilitando um total de 4 e-mails distintos.

Os e-mails podem ser enviados para até 2 destinatários.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

11. Saída Analógica de Dados

Possui ainda, opcionalmente, uma Saída Analógica de Dados que permite transmitir a informação indicada em

display, bruto ou líquido, na forma analógica. Esta informação pode ser utilizada para alimentar um sistema

de aquisição de dados, registrar gráfico, indicador do tipo

Bargraph ( Gráfico de Barras ), etc.

A PCI de Saída Analógica apresenta dois modos inde-

pendentes de saída, selecionáveis por jumpers:

- SAÍDA EM TENSÃO : 2V a 10VCC

- SAÍDA EM CORRENTE : 4mA a 20mA

A resolução de conversão D/A é de 16 bits ou 65536 incre-

mentos.

Além dos jumpers, a saída analógica é configurada atra- vés do bloco de parâmetros C5.

12. Entradas e Saídas Digitais

O indicador dispõe opcionalmente de 4 entradas e 4

saídas digitais de potência, sendo aplicável como um

módulo de cortes (Setpoints) integrado e operando em diversos modos.

- TENSÃO DE ENTRADA : 93,5 a 264 VCA.

- TENSÃO DE SAÍDA : 24 a 264 VCA / 1 A (Máxima).

As entradas e saídas digitais são configuradas através do

bloco de parâmetros C6.

B.FUNÇÕES INTERNAS E INTERTRAVAMENTOS

1. Ligando o Terminal 9097

Ao ligar o 9097 será exibida uma rotina de partida com os

seguintes eventos, onde o display deve:

- Acender todos os dígitos do display.

888888
888888

- Dar início à uma contagem progressiva de 0 a 9.

000000 999999
000000
999999

- Apagar todos os dígitos do display.

0 a 9. 000000 999999 - Apagar todos os dígitos do display. - Aguardar estabilização da

- Aguardar estabilização da plataforma de pesagem.

- 0000 .
- 0000
.

- Em seguida a indicação de peso do display será zerada.

- Em seguida a indicação de peso do display será zerada. 0000 . NOTA Quando o
0000 . NOTA Quando o indicador é ligado através da tecla será exibida a contagem
0000
.
NOTA
Quando o indicador é ligado através da tecla
será exibida a contagem progressiva de 0 à 9.
, não

2.

Unidades de Medida

O

terminal de pesagem 9097 opera unicamente em kg.

3.

Capacidade de Pesagem

O

9097 pode ser selecionado para diversas capacidades

de pesagem. Para tanto, deverá obedecer a seleção de número de incrementos, ponto decimal e tamanho do incremento mostrados a seguir.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

4.

Tamanho do Incremento / Ponto Decimal

Tão logo o movimento aumente, saindo da faixa seleciona- da, se estabelece uma condição de movimento e, as teclas mencionadas e suas funções serão desativadas. A condição de NÃO MOVIMENTO se reestabelecerá quan-

O

9097 possibilita a escolha de três tipos de tamanho de

incremento, com os seguintes pontos decimais:

0,0001; 0,0002; 0,0005; 0,001; 0,002; 0,005; 0,01; 0,02; 0,05; 0,1; 0,2; 0,5; 1; 2; 5; 10; 20; 50.

do se complete a prova dos 0,5 segundos de leituras

sucessivas com movimento dentro da faixa selecionada.

5.

Número de Incrementos

10.

Filtro Digital

O

9097 possibilita a escolha de diversos tipos de números

O

Filtro Digital possibilita filtrar uma vibração ou um

de incrementos. Os números variam de 1000 a 10000 como segue:

1000; 1500; 2000; 2500; 3000; 4000; 5000; 6000; 7500; 8000; 10000.

6. Manutenção Automática de Zero - M A Z -

A manutenção automática do zero, MAZ, permite com-

pensar pequenas variações da indicação de zero, quando não existe peso aplicado na plataforma de pesagem, mesmo que fatores como a variação de temperatura

estejam influindo para o deslocamento do zero.

7. Captura Automática do Zero ao Ligar

Ao ligar o 9097, este colocará automaticamente a indica- ção em zero para qualquer peso que estiver dentro da faixa de captura do zero.

8.

Zeragem pelo Teclado

O

acionamento contínuo da tecla por um tempo

acionamento contínuo da tecla por um tempo

mínimo de 3 segundos sob a condição de não movimento

e plataforma de pesagem vazia, permite o zeramento do

display de peso numa faixa limitada à +/- 2% da capaci- dade da balança.

9. Sensor de Movimentos

Esta função controla as variações de peso na balança e determina se estão dentro de uma faixa selecionada para NÃO MOVIMENTO. Se o movimento permanece estável dentro da faixa selecionada, durante aproximadamente 0,5 segundo de leituras pesadas sucessivamente, se realiza uma condição de NÃO MOVIMENTO, atualizando

o

peso indicado no display e ativando-se as teclas ,

o peso indicado no display e ativando-se as teclas , e e suas funções. movimento gerado
o peso indicado no display e ativando-se as teclas , e e suas funções. movimento gerado

e

o peso indicado no display e ativando-se as teclas , e e suas funções. movimento gerado

e suas funções.

movimento gerado pela superfície onde a balança está instalada. O resultado ideal é uma indicação estável (sem

flutuações). Quanto mais intensa for a filtragem, mais lentamente o display será atualizado.

Possui ainda o Filtro Digital com Duplo Estágio para balanças de Tendal. Neste modo de operação, o primeiro estágio atuará no início da pesagem, enquanto que o segundo estágio atuará no final da pesagem, permitindo maior rapidez nas pesagens e uma melhor estabilidade de cargas em movimento.

11. Registro de Sobrecarga

Essa função permite que sejam registradas sobrecargas

ocorridas na plataforma de pesagem. Pode ser visualizado

o peso máximo atingido na(s) sobrecarga(s) além do número de sobrecargas ocorridas.

12. Tara

O indicador deverá estar com a indicação estável, na

condição de NÃO MOVIMENTO, para a ativação da tara; podendo ser introduzida tara sobre tara. A capacidade de tara está limitada a capacidade máxima de pesagem selecionada. Observe os tipos de tara disponíveis no 9097:

Tara Semi-automática: Modo Normal

O peso bruto, desde que positivo, existente na plataforma

de pesagem, na condição de NÃO MOVIMENTO, será

aceito como tara através do acionamento da tecla

.
.

Se

o peso da tara for removido, o display indicará o peso

da

tara precedido de um sinal negativo.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Tara Semi-automática: Modo Sucessivo

Permite memorizar tara sobre tara. O peso bruto ou líquido, desde que positivo, existente na plataforma de pesagem, na condição de NÃO MOVIMENTO, será aceito

. Se o

como tara através do acionamento da tecla

peso da tara for removido, o display indicará o peso da tara precedido de um sinal negativo.

indicará o peso da tara precedido de um sinal negativo. Tara Pré-Determinada (Manual) Para entrar no

Tara Pré-Determinada (Manual)

Para entrar no modo de inserção da tara pré-determinada

(manual), selecionar a função F3 por meio da tecla

,
,
em seguida pressionar a tecla . Neste ponto, deve-se utilizar a tecla para mudar o
em seguida pressionar a tecla
.
Neste ponto, deve-se utilizar a tecla
para mudar o

valor do dígito que estiver piscando, a tecla

parapara mudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla para piscar o dígito à

paramudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla para piscar o dígito à esquerda

piscar o dígito à esquerda do anterior e a tecla

aceitar o valor inserido como tara pré-determinada.

Se o dígito menos significativo do valor inserido for diferente do tamanho do incremento, o valor de tara será arredondado;

Se já houver uma tara semi-automática inserida, não será possível inserir uma tara pré-determinada, sendo que para isso é necessário primeiro retirar a tara semi-automática;

13. Intertravamentos de Tara

CONDIÇÃO

RESULTADO

C2.1

C2.3

C2.4

 

ddd

 

Destara em qualquer ponto via teclado.

 

dLd

 

Só destara em 0 verdadeiro via teclado.

 

Ldd

 

Destara em qualquer ponto via teclado ou automático no 0 verdadeiro.

 

LLd

 

Só destara em 0 verdadeiro automático ou via teclado.

 

ddL

 

Só destara se o peso líquido = 0 kg ou no 0 verdadeiro via teclado. Se o peso for diferente de 0 kg, o valor será tarado.

 

dLL

 

Só destara em 0 verdadeiro via teclado e tara sucessivamente.

 

LdL

 

Só destara se o peso líquido = 0 kg via teclado ou no 0 verdadeiro automático ou via teclado. Se o peso líquido for diferente de 0 kg, o valor será tarado (tara sucessiva).

 

LLL

 

Só destara em 0 verdadeiro automático ou via teclado e tara sucessivamente.

14. Limpeza de Tara

A tara poderá ser limpa manualmente ou automaticamen-

te mediante correto ajuste dos parâmetros de programa- ção.

Limpeza Manual

A tara será limpa pelo acionamento da tecla

Limpeza Automática

.
.

Esta função permite a limpeza automática do peso da tara armazenado, fazendo o 9097 passar do modo líquido para

o modo bruto, depois de:

- Estabilizar numa condição de não movimento em algum peso maior que 10 incrementos, acima do zero líquido e retornar ao zero bruto.

- Toda carga, incluindo o peso da tara, tenha sido retira- da da plataforma de pesagem.

15. Impressão Automática

Esta função permitirá ao 9097 imprimir automaticamente depois que exista uma condição de NÃO MOVIMENTO na plataforma de pesagem.

16. Impressão Normal

Esta transmissão de impressão normal ou de rotina, ocorrerá sempre que se peça uma impressão. Este

rotina, ocorrerá sempre que se peça uma impressão. Este pedido pode ser através da tecla do

pedido pode ser através da tecla do 9097.

 
  ATENÇÃO

ATENÇÃO

Antes de ocorrer a impressão no MODO DE DEMANDA,

devem ser cumpridos todos os requisitos de transmissão de impressão.

O

9097 não lembrará um pedido de impressão se este for

solicitado durante a condição de movimento ou se o peso

é

inferior aos mínimos incrementos para impressão.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

17. Formato de Impressão

Seleção de programação permite determinar como será transmitido o campo de peso do 9097. As opções são:

- Somente o peso líquido ou bruto será impresso.

- Serão impressos os pesos Bruto, Líquido e Tara em uma única linha.

- Serão impressos os pesos Bruto, Líquido e Tara em várias linhas.

18. Impressão Expandida

Permite que se tenha o envio do caracter SO - Shift Out para a porta serial de forma a se obter etiquetas impressas com caracteres em largura dupla em alguns campos dessa etiqueta.

19. Impressão de Data e Hora

Permite o envio de data / hora no protocolo de impressão.

20. Código Numérico

O 9097 permite a introdução de um número (de até 12

caracteres) que pode ser usado para identificar transações específicas, notas fiscais, códigos de produtos, etc.

21. Baud Rate

O 9097 possui seleção de velocidade de comunicação

(Baud Rate).

Velocidade selecionável entre: 300 a 57600 bauds.

22. Paridade

O 9097 possui seleção de paridade do protocolo de comu-

nicação.

Paridade selecionável em: Par, Ímpar, Sempre Zero e Sem Paridade.

23. Checksum

O 9097 permite a transmissão de um caracter de confe-

rência de soma. O checksum é definido como a soma do complemento de 2 da soma de todos os bytes recebidos ou soma binária de todos os caracteres que precedem o caracter de checksum incluindo os caracteres <STX> e <CR>. O cálculo do checksum para linhas múltiplas de dados inclui o caracter <LF> da linha anterior de dados.

24. Stop Bit's

O 9097 permite selecionar entre um ou dois Stop Bits para

usá-los como final de um caracter de dados transmitidos ou recebidos.

25. Bits de Dados

O 9097 permite selecionar entre sete ou oito Bits de

Dados para usá-los como final de um caracter de dados transmitidos ou recebidos.

26. Interfaces de Comunicação

- Interface RS-232C

- Interface RS-485

- Interface Loop 20mA

- Interface Ethernet

- Interface USB

- Interface I/O

- Interface Analógica de Dados

27. Data e Hora ao Ligar

Seleção de programação permite a exibição e o ajuste da data e da hora, ao ligar o 9097.

A data tem o formato DDMMAA, onde:

DD

= Dia ( 02 DÍGITOS )

MM

= Mês ( 02 DÍGITOS )

AA

= Ano ( 02 DÍGITOS )

A hora tem o formato HHMM, onde:

HH

MM

= Hora ( 02 DÍGITOS )

= Minutos ( 02 DÍGITOS )

As informações de data e hora poderão ser impressas mediante seleção via programação.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

O relógio é feito totalmente por software, ou seja, quem

comanda suas funções é o próprio microcontrolador. O cristal oscilador de frequência é de 11,059200 Mhz, no- minal, gerando uma base de tempo de 50ms através de

um timer interno do microcontrolador e, a cada vez que há

o estouro do timer, é gerada uma interrupção no

microcontrolador. A cada 20 interrupções sofridas tem-se 1 segundo e assim por diante.

28. Setpoints

O terminal 9097 permite a programação de até 2 ou 4

setpoints em diferentes modos de operação.

O indicador permite também a programação de 4 diferentes

tolerâncias (zero e peso) para os setpoints programados no modo de operação determinado.

29. Parâmetros Default

Esta função permite que todos os estados dos parâme- tros do terminal 9097sejam trocados pelos estados ajustados inicialmente em Fábrica.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

03 Roteiro de Instalação

A. INSPEÇÃO PRELIMINAR

Verifique, ao desembalar, se o terminal de pesagem 9097 está em perfeitas condições, certificando-se de que não houve nenhuma avaria gerada pelo transporte.

Caso seja constatada qualquer irregularidade, comuni- que imediatamente o seu imediato na Toledo para que este tome as devidas providências.

B. PREPARAÇÃO DO LOCAL DE INSTALAÇÃO

Condições Elétricas

Antes de instalar o 9097, é obrigatório verificar se a tensão elétrica disponível e a configuração dos terminais e tomadas estão compatíveis com as instruções abaixo:

-

Recomenda-se que a linha de alimentação do terminal seja em circuito separado da linha de energia destinada

alimentar máquinas elétricas, tais como: refrigeradores, motores, cortadores, etc.

a

Se a tensão do estabelecimento apresentar oscilações mas estiver dentro dos limites para a alimentação do mó- dulo conforme tabela abaixo, não será necessário a utili- zação de estabilizador de tensão pois o módulo é alimenta- do por fonte chaveada que compensa tais flutuações da re- de elétrica.

Veja Especificações Técnicas, seção 9, deste Manual.

   

LIMITES PARA ALIMENTAÇÃO

   

MÍNIMA

MÁXIMA

 

TENSÃO (VCA)

93,5

264

 

FREQUÊNCIA (Hz)

50

60

-

A

tomada que alimentará o módulo deve ser do tipo Tri-

polar Universal, possuir fase, neutro e uma linha de ter- ra de boa qualidade, independente de outros circuitos.

ter- ra de boa qualidade, independente de outros circuitos. TERRA FASE NEUTRO TERRA FASE NEUTRO Deverá
TERRA FASE
TERRA
FASE

NEUTRO

TERRA FASE NEUTRO
TERRA
FASE
NEUTRO

Deverá estar de acordo com as tensões indicadas nas configurações do quadro abaixo:

 
 
 

CASO

1

 

2

CASO

1

FASE/NEUTRO

110

VCA

220

VCA

FASE/FASE

220

VCA

FASE/TERRA

110

VCA

220

VCA

FASE/TERRA

127

VCA

NEUTRO/TERRA

5 VCA

5 VCA

   

- Nunca permita a utilização de extensões ou conectores tipo T ( benjamins ). Isso pode ocasionar sobrecarga na instalação elétrica do Cliente.

ocasionar sobrecarga na instalação elétrica do Cliente. - Internamente a tomada, o terminal neutro não pode

- Internamente a tomada, o terminal neutro não pode es- tar ligado ao terminal terra.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Embora o neutro seja aterrado na conexão secundária do transformador, nos circuitos de distribuição o neu- tro e o terra assumem referências de tensões distintas, devido ao desiquilíbrio de cargas ligadas entre fase e neutro. Assim, eles devem ser considerados como cir- cuitos distintos.

- tensão entre o neutro e o terra não deve ser superior

A

a

5 volts.

- Nos sistemas utilizados pelas concessionárias de energia elétrica e pelas indústrias, podem ser encontrados os valores de baixa tensão indicados no quadro abaixo.

os valores de baixa tensão indicados no quadro abaixo. - Constatando-se qualquer irregularidade com relação as

- Constatando-se qualquer irregularidade com relação as condições expostas, não se deve proceder, em NENHUMA HIPÓTESE, qualquer atividade que envolva

a energização do módulo, até que se tenha a instalação elétrica regularizada.

ADVERTÊNCIA Não cabe à TOLEDO a regularização das instalações elétricas dos seus Clientes e tampouco

ADVERTÊNCIA

Não cabe à TOLEDO a regularização das instalações elétricas dos seus Clientes e tampouco a

Não cabe à TOLEDO a regularização das instalações elétricas dos seus Clientes e tampouco a responsabili- dade por danos causados ao equipamento, em decor- rência da desobediência a estas instruções. Fica ainda o equipamento sujeito a perda de garantia.

ATENÇÃO

ATENÇÃO

A instalação do fio terra é obrigatória, por uma questão de segurança.

CUIDADO ! O fio terra não deve ser ligado ao fio neutro da rede elétrica, canos de água, balcões metálicos, estruturas metálicas, etc.

Condições do Local

É muito importante escolher adequadamente o local certo para a instalação do terminal de pesagem, a fim de propi- ciar condições fundamentais ao seu perfeito funcionamento ao longo do tempo.

.

Evitar lugares já congestionados com equipamentos ou produtos;

.

Posicionar o terminal de tal forma que facilite o manuseio pelo operador;

.

Apoiar o terminal em superfície nivelada e firme, que não gere trepidações ou vibrações ou fixá-lo na parede;

.

Evitar lugares sujeitos a incidência direta de raios sola- res e umidade excessiva;

.

Possíveis fontes de interferência eletromagnética tais como, motores elétricos, reatores de iluminação, rádio- comunicadores e outros, devem ser afastados do termi- nal;

.

Considerar as limitações de temperatura e umidade re- lativa do ar na escolha do local de instalação:

Temperatura de Operação: De -10 o C a +40 o C

Umidade Relativa do Ar:

10% a 95% sem conden- sação.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

C. ABERTURA DO TERMINAL DE PESAGEM

O painel frontal do terminal de pesagem 9097 está parafusado por quatro parafusos e por cima desses parafusos está colado o painel e teclado, por isso os mesmos não podem ser soltos.

Para ter acesso à PCI Principal para ligações internas e parâmetros de programação, você deve separar a parte traseira do gabinete.

Portanto para abrir o terminal de pesagem 9097 devemos retirar os quatro parafusos que estão localizados na parte traseira do mesmo.

Siga os passos a seguir para abrir o terminal de pesa- gem:

- Corte e retire o arame de lacre localizado na parte tra- seira do terminal.

- Com isso retire os parafusos do lacre e os que fixam a parte traseira do terminal.

- Após retirar da parte traseira os parafusos, puxe leve- mente a parte traseira do terminal até que se solte do gabinete.

- Depois de retirar a parte traseira do terminal, o acesso à PCI principal e as demais placas estará livre.

Parafusos de Fixação Parafusos do Lacre PCI Tampa Principal Traseira
Parafusos de
Fixação
Parafusos
do Lacre
PCI
Tampa
Principal
Traseira

D. AJUSTE DA TENSÃO DE ALIMENTAÇÃO

O 9097 possui uma fonte linear com tensão de entrada

que pode variar entre 93,5 à 264 VCA, disponível em seu interior, sendo assim o 9097, não necessita de ajuste de tensão.

A tensão de entrada não deve ultrapassar os limites

especificados (93,5 à 264 VCA) e deve possuir uma fre-

quência de 50 ou 60 hz.

E. CONEXÃO À CÉLULA DE CARGA ANALÓGICA

de 50 ou 60 hz. E. CONEXÃO À CÉLULA DE CARGA ANALÓGICA A T E N

A T E N Ç Ã O

DESCONECTAR A BALANÇA DA REDE ANTES DE EFETUAR QUALQUER TROCA OU MANUTENÇÃO

DA REDE ANTES DE EFETUAR QUALQUER TROCA OU MANUTENÇÃO A D V E R T Ê

A D V E R T Ê N C I A!

OBSERVAR AS PRECAUÇÕES PARA O MANUSEIO DE EQUIPAMENTOS SENSÍVEIS À ELETRICIDADEESTÁTICA.

Precauções na Instalação

A correta conexão do 9097 com a plataforma de pesagem pode determinar o sucesso ou não do sistema de pesagem.

Veja algumas recomendações básicas para instalação do cabo, que devem ser seguidas.

a. Sempre ligar a blindagem do cabo nos terminais de ter- ra do 9097.

b. Nunca emendar o cabo da célula de carga. Em caso de cabo partido, substitua o cabo completo. Caso for necessário aumentar o comprimento do cabo, utilize Caixa de Passagem código 8000436, para efetuar as emendas.

c. Nunca utilize cabos de má qualidade ou sem malha de blindagem.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

O 9097 é na realidade um milivoltímetro com fundo de

escala igual a 20 milivolt. Numa escala de 10.000 incrementos, cada incremento de peso indicado corresponde a 2 milivolt no máximo e pode chegar a 0,2 milivolt no mínimo. Nesta condição um ruído com ampli- tude igual a 2 milivolt produz uma oscilação na indicação de peso igual a 10 incrementos.

Deve-se manter em mente que o 9097 é um instrumento

extremamente sensível e que para obter-se uma indicação

de peso estável e correta, é INDISPENSÁVEL que o sinal

elétrico proveniente da célula de carga chegue ao 9097

sem distorções e livre de ruído.

Configuração da Saída para Célula de Carga

O Terminal de Pesagem 9097 deverá ser interligado a

plataforma de pesagem ou à uma célula de carga através da saída proveniente do próprio 9097. A seguir segue a configuração dessa saída.

Configuração dos Pinos

F2 F1 PE -Exc -Sen +Sin -Sin +Sen +Exc Gnd Rx1 Tx1 Gnd Rx0 Tx0
F2
F1
PE
-Exc
-Sen
+Sin
-Sin
+Sen
+Exc
Gnd
Rx1
Tx1
Gnd
Rx0
Tx0

Essa interligação pode ser feita através das seguintes

formas:

- Interligação Terminal 9097 à plataforma 2180

Para interligar o terminal de pesagem 9097 à plataforma 2180, utilize o cabo código 6203692, descrito a seguir:

TERMINAL 9097 CONECTOR FRANZ J5 BINDER FÊMEA + EXC (BO) J5-6 3 + SEN (AO)
TERMINAL 9097
CONECTOR FRANZ
J5
BINDER FÊMEA
+ EXC (BO)
J5-6
3
+ SEN (AO)
J5-5
5
- SIN (PO)
J5-4
2
+ SIN (VE)
J5-3
1
- SEN (VO)
J5-2
6
- EXC (AL)
J5-1
4
MALHA
N.C.
7

- Interligação Terminal 9097 à Caixa de Junção

Para interligar o terminal de pesagem 9097 à caixa de junção, utilize o cabo código 6203693, descrito a seguir:

TERMINAL 9097 CAIXA DE JUNÇÃO J5 + EXC (BO) J5-6 + EXC + SEN (AO)
TERMINAL 9097
CAIXA DE JUNÇÃO
J5
+ EXC (BO)
J5-6
+ EXC
+ SEN (AO)
J5-5
+ SEN
- SIN (PO)
J5-4
- SIN
+ SIN (VE)
J5-3
+ SIN
- SEN (VO)
J5-2
- SEN
- EXC (AL)
J5-1
- EXC
MALHA
N.C.
SHIELD

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

F. INTERLIGAÇÕES

Ligação a Impressora 351

a. Conexão a Impressora 351

O 9097 necessita adicionalmente de um cabo específico para conexão a impressora 351, código 6203694.

TERMINAL 9097 (CANAL 1) IMPRESSORA 351 DB-9 MACHO PO Tx1 2-RxD VE GND 5-GND
TERMINAL
9097 (CANAL 1)
IMPRESSORA 351
DB-9 MACHO
PO
Tx1
2-RxD
VE
GND
5-GND

b. Configuração Básica do 9097

Parâmetro

Função

Estado

C3.0

Protocolo de comunicação

P01

   

300 ou

C3.1

Baud Rate

4800

C3.5

Envio do Checksum

*

C3.7

Impressão automática

d

C3.11

Impressão em linha única

L

C3.12

Impressão em caracter expandido

d

* Para velocidade de300 bauds, o Checksum deve ser desabilitado, para velociade de 4800 bauds o Checksum deve ser habilitado.

Essa seleção garante as seguintes condições:

- Envio de Dados: Em linha única

- Checksum: Desabilitado para 300 baud e habilitado para 4800 baud

- Velocidade de Comunicação: 300 ou 4800 bauds

- Protocolo de Comunicação: P01

- Transmissão Contínua: Desabilitada

Comunicação : P01 - Transmissão Contínua : Desabilitada ATENÇÃO Este protocolo está disponível somente no canal

ATENÇÃO

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

c. Configuração da Impressora

APCIRS-232CdeveráserinterligadaàPCIPrincipalatravés

do cabo de interligação, código 6072061, conforme abaixo:

PCI PRINCIPAL PCI RS-232C J4 J2 1 1 2 2 3 3 NC. NC. 4
PCI PRINCIPAL
PCI RS-232C
J4
J2
1
1
2
2
3
3
NC.
NC.
4
4
5
5
+5V
J6-1
J1-1
TXD
J6-2
J1-2
RXD
J6-3
J1-3
J6-4
POL.
NC.
J1-4
GND
J6-5
J1-5

As conexões da impressora à balança é feita através do cabo da própria impressora.

Configuração Elétrica do Cabo de Interligação

351

SAÍDA RS-232C

PCI RS-232C DB-9 FÊMEA
PCI RS-232C
DB-9 FÊMEA

J3-3

DB-2

J3-4

 

DB-5

 

J3-2

POL.

d. Programação

Para ligação da Impressora 351 no indicador 9097, devem

ser configurados os jumpers e as dip-switches localizadas na PCI principal da 351. Observe:

DIP Switch

Ajuste em 300 Baud

Ajuste em 4800 Baud

DSW1 - 1 DSW1 - 2 DSW1 - 3 DSW1 - 4

ON

ON

ON

OFF

OFF

OFF

OFF

OFF

Estas Dip Switches deverão ser programadas de acordo com a velocidade de transmissão ajustada no 9097. As demais Dip Switches deverão ser programadas de acordo com o funcionamento desejado para o impressor. Para maiores detalhes sobre as mesmas consulte o MOIM da impressora 351.

PCI RS-232

JUMPER

POSIÇÃO

W1 1

e

2

W2 2

e

3

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Ligação a Impressora 451 Industrial

a. Conexão a Impressora 451 Industrial

O 9097 necessita adicionalmente de um cabo específico

paraconexãoaimpressora451Industrial,código6203695.

TERMINAL 9097 (CANAL 1) CONECTOR DB9 MACHO PO Tx1 3-TxD VO Rx1 2-RxD VE GND
TERMINAL
9097 (CANAL 1)
CONECTOR DB9
MACHO
PO
Tx1
3-TxD
VO
Rx1
2-RxD
VE
GND
5-GND

b. Configuração Básica do 9097

Parâmetro

Função

Estado

C3.0

Protocolo de Comunicação

P02A

C3.1

Baud Rate

4800

C3.2

Bits de dados

7

bits

C3.3

Paridade

 

Par

C3.4

Stop bits

2

Stop

C3.5

Checksum

 

d

C3.11

Impressão em linha única

 

L

Essa seleção garante as seguintes condições:

- Envio de Dados: Em linha única

- Checksum: Desabilitado

- Velocidade de Comunicação: 4800 bauds

- Protocolo de Comunicação: P02A

- Transmissão Contínua: Desabilitada

- Impressão de Código: Habilitada

ATENÇÃO Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

ATENÇÃO

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

c. Configuração Básica do 451 Industrial

A impressora 451 Industrial não necessita de configurações

especiais para comunicação com o terminal 9097.

A ligação é feita através do cabo proveniente da própria

impressora, conforme mostrado a seguir:

451 SAÍDA RS-232C PCI PRINCIPAL - J6 DB-9 FÊMEA RxD VE TxD J6-2 DB-3 TxD
451
SAÍDA RS-232C
PCI PRINCIPAL - J6
DB-9 FÊMEA
RxD
VE
TxD
J6-2
DB-3
TxD
VO
RxD
J6-3
DB-2
GND
PO
GND
J6-8
DB-5
J6-7
POL.

Consulte o MOIM da impressora 451 Industrial para detalhes sobre as possíveis configurações dos tipos de informações a serem impressas pelo 451.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Ligação a Impressora LX-300

c. Configuração Básica da Impressora LX-300

a.

Conexão a Impressora LX-300

 

Programação da LX-300

 

Character Spacing

12 cpi

O 9097 necessita adicionalmente de um cabo específico para conexão a impressora LX-300, código 6203697.

Shape of zero

0

Skip-over-perforation

On

TERMINAL 9097 (CANAL 1)

CONECTOR DB25

Characetr Tabel

PC 860

 

MACHO

Auto Line Feed

Off

Page Length 11 inches

Page Length

11 inches

Auto tear off

On

 

Tractor

Single

Tx1

 

PO

3-TxD

Interface

Serial

VO

Rx1

 

2-RxD

   
     

GND

 

VE

7-GND

Bit Rate

4800 bps

 
 

Parity

Even

Data lenght

7 bit

b.

Configuração Básica do 9097

 

ETX / ACK

On

 

Software

IBM 2380

Parâmetro

Função

Estado

Auto CR

On

 

C3.0

Protocolo de Comunicação

P04

 
 

C3.1

Baud Rate

4800

 

C3.2

Bits de Dados

7 bits

 

C3.3

Paridade

Par

 

C3.4

Stop Bits

2 Stop Bits

Essa seleção garante as seguintes condições:

- Velocidade de Comunicação: 4800 bauds

- Protocolo de Comunicação: P04

- Número de Bits de Dados: 7 bits

- Paridade: Par

- Número de Stop Bits: 2 stop bits

ATENÇÃO Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

ATENÇÃO

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Ligação a Impressora LX-300+ Plus

a. Conexão a Impressora LX-300+ Plus

O 9097 necessita adicionalmente de um cabo específico

paraconexãoaimpressoraLX-300+Plus,código6203697.

TERMINAL 9097 (CANAL 1) CONECTOR DB25 MACHO PO Tx1 3-TxD VO Rx1 2-RxD VE GND
TERMINAL
9097 (CANAL 1)
CONECTOR DB25
MACHO
PO
Tx1
3-TxD
VO
Rx1
2-RxD
VE
GND
7-GND

b. Configuração Básica do 9097

Parâmetro

Função

Estado

C3.0

Protocolo de Comunicação

P04

C3.1

Baud Rate

4800

C3.2

Bits de Dados

8 bits

C3.3

Paridade

Par

C3.4

Stop Bits

1 Stop Bits

Essa seleção garante as seguintes condições:

- Velocidade de Comunicação: 4800 bauds

- Protocolo de Comunicação: P04

- Número de Bits de Dados: 8 bits

- Paridade: Par

- Número de Stop Bits: 1 stop bits

ATENÇÃO Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

ATENÇÃO

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

Este protocolo está disponível somente no canal serial 1.

c. Configuração Básica da Impressora LX-300 + Plus

Programação da LX-300

Page lenght for tractor

11 inch

Skip-over-perforation

Off

Auto tear off

Off

Auto Line Feed

Off

Print direction

Bi-D

Software

ESC / P

0 Slash

0

High Speed Draft

On

I/F model

Serial

Auto I/F wait time

10 seconds

Baud Rate

4800 bps

Parity

Even

Parallel I/F bidirectional mode

Off

Packet mode

Auto

Character tabc

ISO 8859 15

Internat. char. set for italic table

italic U.S.A.

Manual Feed wait time

1,5 seconds

Buzzer

On

Auto CR (IBM 2380 Plus)

Off

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Ligação a Rede Ethernet

O 9097 pode ser interligado numa rede de computadores

através de uma interface de comunicação Ethernet 10base-

T que proporciona uma conexão de até 10 Mbps, com

protocolo TCP/IP. O terminal trabalha no modo Servidor com IP fixo, podendo receber uma única conexão, onde

será acionada através de uma LAN (intranet) ou uma WAN (internet + intranet).

O Indicador necessita adicionalmente de uma PCI Adaptadora + PCI Ethernet código 6201837 e um cabo de conexão a rede.

Ligação ao Display Remoto DR500

a.

Conexão ao Display Remoto

O

9097 necessita adicionalmente de um cabo específico

para conexão ao Display Remoto DR-500, código 6203699.

O mesmo é descrito a seguir:

DISPLAY REMOTO DR-500 TERMINAL 9097 LOOP 20mA - J3 VO / LOOP + VO Loop
DISPLAY REMOTO
DR-500
TERMINAL 9097
LOOP 20mA - J3
VO / LOOP +
VO
Loop +
BO / LOOP -
BO
Loop -

b. Configuração Básica do 9097

Parâmetro

Função

Estado

C3.0

Protocolo de Comunicação

P03

C3.1

Baud Rate

4800

C3.2

Bits de Dados

8 bits

C3.3

Paridade

Par

C3.4

Stop Bits

2 Stop Bits

C3.5

Checksum

L

C3.6

Transmissão Contínua

L

Essa seleção garante as seguintes condições:

- Checksum: Habilitado

- Velocidade de Comunicação: 4800 bauds

- Protocolo de Comunicação: P03

- Transmissão Contínua: Habilitado

- Número de Bits de Dados: 8 bits

- Paridade: Par

- Número de Stop Bits: 2 stop bits

c. Configuração Básica do Display Remoto DR-500

O Display Remoto DR-500 não possui nenhuma configu- ração adicional, sendo o mesmo fixo em:

- Checksum: Habilitado

- Velocidade de Comunicação: 4800 bauds

- STX: Habilitado

- Transmissão Contínua: Habilitado

- Número de Bits de Dados: 8 bits

- Paridade: Par

- Número de Stop Bits: 2 stop bits

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

PARA SUAS ANOTAÇÕES

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

04 Roteiro de Operação

A. IDENTIFICAÇÃO DOS CONTROLES

1. Mostrador Digital

888888
888888

. Display

Display de 6 dígitos, Vácum fluorescente com filtro ver- melho.

Indica ao operador os dados referentes à pesagem, peso bruto ou líquido. Exibe mensagens de erro e guia o usuá- rio durante a programação.

. Indicador "Kg"

Indica que a unidade do peso indicado é o quilograma e que o peso está na condição de NÃO MOVIMENTO. Caso haja movimento na plataforma de pesagem, ficará apagado até que o movimento cesse.

. Indicador "Líquido"

Indica que uma tara foi memorizada e que o indicador está operando no Modo Peso Líquido.

. Indicador "Zero"

Indica que o terminal de pesagem está em zero e que o peso indicado é líquido (zero verdadeiro).

2. Teclado

888888
888888

É apresentado na parte frontal com 6 teclas. Possui

teclas do tipo toque momentâneo, revestida externamen-

te com múltiplas camadas de material plástico e constitui

uma unidade selada capaz de aceitar limpeza com pano

úmido e sabão neutro.

O revestimento externo possui impressão de modo inde-

lével com as legendas correspondentes a cada função.

Liga ou desliga o display do 9097. Esta tecla é usada no modo programação para entrar nos blocos de programação e alterar Esta tecla é usada no modo programação para entrar nos blocos de programação e alterar o es- tado de um parâmetro.

Zera a indicação do display dentro da faixa de 2% da capacidade programada, desde que não haja movimento na plataforma e tara memorizada. da capacidade programada, desde que não haja movimento na plataforma e tara memorizada.

Volta ao modo pesagem, quando estiver no modo seleção de função. seleção de função.

Inicia a transmissão de dados para o equipamento de impressão e / ou para rede RS-485 ou para o canal serial RS-232C, desde que esteja na con- dição de não movimento.haja movimento na plataforma e tara memorizada. Volta ao modo pesagem, quando estiver no modo seleção

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

Seleciona e acessa as seguintes funções no mo- do pesagem:TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO 9097 F1- Programação do Usuário; F2- Ajuste da Data e Hora; F3- Inserção de Tara

F1- Programação do Usuário; F2- Ajuste da Data e Hora; F3- Inserção de Tara Pré-determinada; F4- Programação dos Set points; F5- Visualização de Peso acumulado; F6- Visualização de Números de ciclos; F7- Visualização de Fluxo de carga; F8- Programação de Turnos de pesagem; F9- Programação de Código numérico;

Permite memorizar o valor de uma tara, desde que diferente de zero, positivo e estável. É utilizada também no modo programação como retorno ao passo anterior. também no modo programação como retorno ao passo anterior.

B. PREPARAÇÃO PARA OPERAÇÃO

Antes de realizar qualquer operação com o 9097, é im- portante observar todas as instruções de instalação e re- comendações contidas na Seção 3.

Com todas as recomendações atendidas, conecte o plu- gue de alimentação à tomada. Será executada uma rotina de inicialização com os seguintes eventos:

- Acender todos os dígitos do display.

888888
888888

- Dar início à uma contagem progressiva de 0 a 9.

000000 999999
000000
999999

- Apagar todos os dígitos do display.

0 a 9. 000000 999999 - Apagar todos os dígitos do display. - Aguardar estabilização da

- Aguardar estabilização da plataforma de pesagem.

- 0000 .
- 0000
.

- Em seguida a indicação de peso do display será zerada.

0000 .
0000
.

NOTA 1

indicação de peso do display será zerada. 0000 . NOTA 1 Quando o indicador é ligado

Quando o indicador é ligado através da tecla

será exibida a contagem progressiva de 0 à 9.

, não

NOTA 2

[ dAtA ]

[ 180107 ]

[

HOrA ]

[

10-25 ]

Estas mensagens são referentes a memorização de data e hora. Serão omitidas se o parâmetro C1.8 esti- ver desligado, [ C1.8 d ].

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

C. ACERTO DE DATA E HORA

D. OPERAÇÕES COM O USO DE TARA

a. Tecle

DE DATA E HORA D. OPERAÇÕES COM O USO DE TARA a. Tecle duas vezes, o

duas vezes, o display exibirá [ F2 ], em

MEMORIZAÇÃO DE TARA

.
.

As operações com tara, desde que C2.0 = L (tara ativa),

seguida tecle

Será exibida, por aproximadamente 1 segundo, a men- sagem [ dAtA ] e, em seguida, a data previamente introduzida.

podem ser de duas maneiras: semi-automática o pré- determinada (manual).

Entrada de Tara Semi-automática

b. Acerte a data como segue:

a. Coloque o recipiente vazio sobre a plataforma e

com a indicação de peso estável teclesegue: a. Coloque o recipiente vazio sobre a plataforma e - Para aceitar a data exibida

- Para aceitar a data exibida tecle

- Para mudar a data mantenha pressionada a tecla

.
.

por aproximadamente 2 segundos. O campotecle - Para mudar a data mantenha pressionada a tecla . selecionado (dia, mês ou ano)

selecionado (dia, mês ou ano) ficará piscando, ajus- te o campo selecionado incrementando o seu valor

ajus- te o campo selecionado incrementando o seu valor através da tecla . Para alternar entre

através da tecla . Para alternar entre os campos

tecle

Para confirmar a data alterada e seguiratravés da tecla . Para alternar entre os campos tecle O display será zerado e os

O display será zerado e os indicadores das legendas

[ Líquido ] e [ kg ] acenderão.

b. Coloque o produto dentro do recipiente. O peso líquido

do produto será indicado.

c. Anote o valor do peso ou tecle

produto será indicado. c. Anote o valor do peso ou tecle , caso o 9097 este-

, caso o 9097 este-

ja conectado a um impressor opcional.

para o ajuste da hora tecle

.
.

Será exibida a mensagem [ HOrA ], por aproximada- mente 1 segundo e, em seguida, a hora previamente introduzida.

d. Retire o produto e consulte o item limpeza de tara para retirar a tara memorizada.

c. Acerte a hora como segue:

.
.

- Para aceitar a hora exibida tecle

- Para mudar a hora mantenha pressionada a tecla

por aproximadamente 2 segundos. O campotecle - Para mudar a hora mantenha pressionada a tecla selecionado (hora ou minuto) ficará piscando,

selecionado (hora ou minuto) ficará piscando, ajus- te o campo selecionado incrementando o seu valor

ajus- te o campo selecionado incrementando o seu valor através da tecla . Para alternar entre

através da tecla . Para alternar entre os campos

tecle

Para confirmar a hora tecleatravés da tecla . Para alternar entre os campos tecle . O 9097 voltará a indicação

.
.

O 9097 voltará a indicação de peso e a data e hora já estarão memorizadas.

Entrada de Tara Manual

 
  ADVERTÊNCIA

ADVERTÊNCIA

.

Para operações com uso de Tara Manual, os parâmetros C2.0 e C2.2 devem estar ativados:

[ C2.0 = L ] e [ C2.2 = L ], respectivamente.

.

A Tara Manual está limitada a 5 dígitos.

.

Para operações com uso de Tara Manual, não é necessá- rio que o display esteja zerado. Ao se memorizar o valor de tara, este será automaticamente subtraído da indi- cação do display e, o resultado será o peso líquido do produto em questão.

.

Na entrada de tara manual, se o dígito menos significati- vo da tara não corresponder ao tamanho do incremento selecionado, este será arredondado segundo a seguinte tabela:

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

DÍGITO MENOS

TAMANHO DO INCREMENTO

SIGNIFICATIVO

x1

x2

x5

0

0

0

0

1

1

2

0

2

2

2

0

3

3

4

5

4

4

4

5

5

5

6

5

6

6

6

5

7

7

8

10

8

8

8

10

9

9

10

10

a. Selecione a função F3 por meio da tecla

seguida, pressione a tecla

.
.
a função F3 por meio da tecla seguida, pressione a tecla . e, em O display

e, em

O display exibirá, [ 00000 ] ou o valor da tara previamente

introduzida, com o dígito à direita piscando.

b. Neste ponto deve-se utilizar a tecla

para mudardireita piscando. b. Neste ponto deve-se utilizar a tecla o valor do dígito que estiver piscando,

o valor do dígito que estiver piscando, a tecla

para mudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla pa- ra piscar o dígito

pa-

mudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla pa- ra piscar o dígito à

ra piscar o dígito à esquerda do anterior, a tecla

para aceitar o valor do dígito que estiver piscando e

tecla para aceitar o valor do dígito que estiver piscando e pular para o próximo dígito

pular para o próximo dígito e a tecla para aceitar

e pular para o próximo dígito e a tecla para aceitar o valor de tara e

o valor de tara e voltar ao modo pesagem. A tecla

aborta e sai sem salvar o valor de tara pré-determinada.

Com isso, digite usando até 5 dígitos, o valor da tara desejada.

O valor digitado será exibido no display, seguido de um

sinal negativo.

DICAS

.

.

Para abandonar a operação de Tara Manual basta teclar

.
.

Caso haja erro de digitação, tecle

valor.

basta teclar . Caso haja erro de digitação, tecle valor. e digite o novo LIMPEZA DE

e digite o novo

LIMPEZA DE TARA

Limpeza Manual de Tara

Para limpar um valor de tara manualmente, tecle

.
.

Limpeza Automática de Tara

ADVERTÊNCIA Para operação da Limpeza Automática da tara, o parâmetro C2.1, que ativa a Limpeza

ADVERTÊNCIA

Para operação da Limpeza Automática da tara, o parâmetro C2.1, que ativa a Limpeza Automática

Para operação da Limpeza Automática da tara, o parâmetro C2.1, que ativa a Limpeza Automática da tara, DEVE estar ativado, [ C2.1 = L ].

Para limpar automaticamente uma tara memorizada, basta retirar o recipiente, juntamente com o produto, da plataforma de pesagem.

DICA

Caso o peso do produto, colocado dentro do recipiente, seja inferior à 9 incrementos, ao se retirar o recipiente e o produto da plataforma, o valor da tara permanecerá armazenado e, neste caso, para limpar a tara memorizada é necessário utilizar o procedimento manual de limpeza de tara.

Intertravamentos na Limpeza da Tara

É importante verificar o estado dos parâmetros C2.1, que ativa a Limpeza Automática, o C2.3 que ativa o Intertravamento de Tara e o C2.4 que habilita a tara sucessiva. A combinação destes parâmetros resultará nos seguintes intertravamentos:

 

Condição

Resultado

C2.1

C2.3

C2.4

 

ddd

 

Destara em qualquer ponto via teclado.

 

dLd

 

Só destara em zero verdadeiro via teclado.

 

Ldd

 

Destara em qualquer ponto via teclado ou automático no zero verdadeiro.

 

LLd

 

Só destara em zero verdadeiro automático ou via teclado.

 

ddL

 

Só destara se o peso líquido = 0 kg ou no zero verdadeiro via teclado.

 

dLL

 

Só destara em zero verdadeiro via teclado e tara sucessivamente.

 

LdL

 

Só destara se o peso líquido = 0 kg via teclado ou no zero verdadeiro automático ou via teclado.

 

LLL

 

Só destara em zero verdadeiro automático ou via teclado e tara sucessivamente.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

E. ENTRADA DE CÓDIGO

VISUALIZAÇÃO DO PESO ACUMULADO

PARCIAL E TOTAL

Esta opção de operação permite associar um código de 12 caracteres númericos a cada pesagem.

um código de 12 caracteres númericos a cada pesagem. Este recurso é acessado pela tecla e

Este recurso é acessado pela tecla

e está disponível

na função F5. Conforme o modo de operação selecionado

O Código pode ser memorizado com ou sem peso sobre a plataforma, no início ou no fim da operação, sem invia- bilizar a operação em uso.

Para associar um código, siga os seguintes passos:

a. Selecione a função F9, pressionando a tecla

passos: a. Selecione a função F9, pressionando a tecla e em seguida tecle . O display

e

passos: a. Selecione a função F9, pressionando a tecla e em seguida tecle . O display

em seguida tecle . O display indicará [ 000000 ]

que são os seis números menos significativos do códi- go com o dígito à direita piscando.

Em qualquer etapa abaixo a tecla

a seleção do novo código.

irá abandonar

abaixo a tecla a seleção do novo código. irá abandonar b. Neste ponto deve-se utilizar a

b. Neste ponto deve-se utilizar a tecla

para mudarirá abandonar b. Neste ponto deve-se utilizar a tecla o valor do dígito que estiver piscando,

o valor do dígito que estiver piscando, a tecla

para mudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla pa- ra piscar o dígito

pa-

mudar o valor do dígito que estiver piscando, a tecla pa- ra piscar o dígito à

ra piscar o dígito à esquerda do anterior, a tecla

para aceitar o valor do dígito que estiver piscando e pu-

lar para o próximo dígito, a tecla

zera o valor do

e pu- lar para o próximo dígito, a tecla zera o valor do para confir- mar

para confir-e pu- lar para o próximo dígito, a tecla zera o valor do mar a programação

mar a programação do código e retornar ao modo pesa- gem.

dígito que estiver piscando e a tecla

F. VISUALIZAÇÃO DE PESO ACUMULADO

O terminal de pesagem 9097, possui um recurso de visualização de peso acumulado parcial e total, para operação com as PCA’s de Entradas / Saídas digitais quando operam em modos de dosagem.

(C6.0), somente o peso acumulado total poderá ser exibido, ou poderá haver o bloqueio total do recurso por não ser aplicável ao modo operação.

Veja a seguir as teclas e suas funções no modo de visua- lização de peso acumulado parcial e total:

para piscar omodo de visua- lização de peso acumulado parcial e total: Neste modo deve-se utilizar a tecla

Neste modo deve-se utilizar a tecla

dígito à esquerda do anterior, a tecla

para deslocarutilizar a tecla dígito à esquerda do anterior, a tecla o dígito que estiver piscando para

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e
o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e

para retornar ao passo anterior e a tecla para

avançar ao próximo passo.

Para a visualização do peso acumulado, siga os passos

a

seguir:

 

a.

Tecle

Tecle 5 vezes até que seja exibido no display a

5 vezes até que seja exibido no display a

mensagem [ F5 ]. Com o display exibindo essa men-

sagem tecle

.
.
 

b.

Com isso o display indicará por aproximadamente 1 segundo a mensagem [ AC PAr ] e em seguida exibe

o

peso acumulado parcial. Após visualizado o peso

acumulado, tecle .

acumulado, tecle .

 

c.

O

display passará a indicar [ Prt d ] (Campo de impres-

são do acumulado parcial). Tecle para habilitar

são do acumulado parcial). Tecle para habilitar

ou desabilitar a impressão do acumulado parcial.

d.

Após isso tecle

Após isso tecle para imprimir ou não, e seguir

para imprimir ou não, e seguir

para o próximo passo. O display irá indicar [ AC tOt ] por aproximadamente 1 segundo e passará a indicar o peso acumulado Total. Após visualizado o peso acumu-

por aproximadamente 1 segundo e passará a indicar o peso acumulado Total. Após visualizado o peso

lado, tecle .

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

e.

O

display passará a indicar [ Prt d ] (Campo de impres-

são do acumulado total). Tecle

são do acumulado total). Tecle para habilitar

para habilitar

ou desabilitar a impressão do acumulado total. Após

isso tecle

para imprimir ou não, e seguir para o

para imprimir ou não, e seguir para o

próximo passo.

 

f.

O display indicará [ AC=0 d ] (habilita ou não o zera-

O display indicará [ AC=0 d ] (habilita ou não o zera- mento do acumulado total).

mento do acumulado total). Tecle para habilitar

ou desabilitar o zeramento do acumulado total. Logo

para zerar ou não o acumulado total

após tecle

e voltar ao modo pesagem.

não o acumulado total após tecle e voltar ao modo pesagem. G. VISUALIZAÇÃO DO NÚMERO DE

G. VISUALIZAÇÃO DO NÚMERO DE CICLOS

O terminal de pesagem 9097, possui um recurso de

visualização de números de ciclos parciais e totais, para operação com as PCA’s de Entradas / Saídas digitais quando opera em modos de dosagem.

VISUALIZAÇÃO DO NÚMERO DE CICLOS

PARCIAIS E TOTAIS

VISUALIZAÇÃO DO NÚMERO DE CICLOS PARCIAIS E TOTAIS Este recurso é acessado pela tecla e está

Este recurso é acessado pela tecla e está disponível

na função F6. Conforme o modo de operação selecionado

(C6.0), somente o numero de ciclos totais poderá ser exibido, ou poderá haver o bloqueio total do recurso por não ser aplicável ao modo operação.

Veja a seguir as teclas e suas funções no modo de visua- lização de número de ciclos parciais e totais:

Neste modo deve-se utilizar a tecla

para piscar oparciais e totais: Neste modo deve-se utilizar a tecla dígito à esquerda do anterior, a tecla

dígito à esquerda do anterior, a tecla

para deslocartecla para piscar o dígito à esquerda do anterior, a tecla o dígito que estiver piscando

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e
o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e

para retornar ao passo anterior e a tecla para

avançar ao próximo passo.

Para a visualização do número de ciclos, siga os passos a seguir:

a.

Tecle

Tecle 6 vezes até que seja exibido no display a

6 vezes até que seja exibido no display a

 

mensagem [ F6 ]. Com o display exibindo essa men-

sagem tecle

.
.

b.

Com isso o display indicará por aproximadamente 1 segundo a mensagem [ C1 PAr ] e em seguida exibe

o

número de ciclos parcial. Após visualizado o número

de ciclos, tecle .

de ciclos, tecle .

c.

O

display passará a indicar [ Prt d ] (Campo de impres-

são do número de ciclos parcial). Tecle para ha-

são do número de ciclos parcial). Tecle para ha-

bilitar ou desabilitar a impressão do número de ciclos parcial.

d.

Após isso tecle

Após isso tecle para imprimir ou não, e seguir

para imprimir ou não, e seguir

para o próximo passo. O display irá indicar [ C1 tOt ] por aproximadamente 1 segundo e passará a indicar o número de ciclos Total. Após visualizado o número de

ciclos total, tecle .

ciclos total, tecle .

e.

O

display passará a indicar [ Prt d ] (Campo de impres-

são do número de ciclos total). Tecle para ha-

são do número de ciclos total). Tecle para ha-

bilitar ou desabilitar a impressão do número de ciclos

total. Após isso tecle para imprimir ou não, e se-

total. Após isso tecle para imprimir ou não, e se-

guir para o próximo passo.

f.

O display indicará [ C1=0 d ] (habilita ou não o zera-

O display indicará [ C1=0 d ] (habilita ou não o zera- mento do número de

mento do número de ciclos total). Tecle para ha-

bilitar ou desabilitar o zeramento do acumulado total.

ha- bilitar ou desabilitar o zeramento do acumulado total. Logo após tecle para zerar ou não

Logo após tecle para zerar ou não o número de

ciclos total e voltar ao modo pesagem.

TOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDOTOLEDO

9097

H. VISUALIZAÇÃO DE FLUXO DE CARGA

I. PROGRAMAÇÃO DE TURNOS DE PESAGEM

O terminal de pesagem 9097, possui um recurso de

visualização de fluxo de carga, para operação com as PCA’s de Entradas / Saídas digitais quando opera em

O terminal de pesagem 9097, possui um recurso de

programação de turnos de pesagem, para operação com

as PCA’s de Entradas / Saídas digitais quando opera em

modos de dosagem.

e está disponível

na função F7. Conforme o modo de operação selecionado

(C6.0), poderá haver o bloqueio total do recurso por não ser aplicável ao modo de operação.

Este recurso é acessado pela tecla

ao modo de operação. Este recurso é acessado pela tecla Veja a seguir as teclas e

Veja a seguir as teclas e suas funções no modo de visualização de fluxo de carga:

Neste modo deve-se utilizar a tecla para piscar o

de carga: Neste modo deve-se utilizar a tecla para piscar o dígito à esquerda do anterior,

dígito à esquerda do anterior, a tecla

para deslocarpara piscar o dígito à esquerda do anterior, a tecla o dígito que estiver piscando para

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla

o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e
o dígito que estiver piscando para a direita, a tecla para retornar ao passo anterior e

para retornar ao passo anterior e a tecla para

avançar ao próximo passo.

Para a visualização do fluxo de carga, siga os passos a seguir:

a visualização do fluxo de carga, siga os passos a seguir: a. Tecle 7 vezes até

a. Tecle

7 vezes até que seja exibido no display a

mensagem [ F7 ]. Com o display exibindo essa men-

sagem tecle

.
.

b. Com isso o display indicará por aproximadamente 1 segundo a mensagem [ FLU ] e em seguida exibe o fluxo de carga do ciclo anterior. Após visualizado o flu-

xo de carga, tecle

.
.

c. O display passará a indicar [ Prt d ] (Campo de impres-

são do fluxo de carga). Tecle

desabilitar a impressão do fluxo de carga. Logo após

Tecle desabilitar a impressão do fluxo de carga. Logo após para habilitar ou tecle para imprimir

para habilitar ou

a impressão do fluxo de carga. Logo após para habilitar ou tecle para imprimir ou não

tecle para imprimir ou não o fluxo de carga e vol-

tar ao modo pesagem.

modos de dosagem.

e está disponível

na função F8. Conforme o modo de operação selecionado

(C6.0) e a programação dos turnos (C6.2), poderá haver o bloqueio total do recurso por não ser aplicável ao modo

de operação.

Este recurso é acessado pela tecla

ao modo de operação. Este recurso é acessado pela tecla Veja a seguir as teclas e

Veja a seguir as teclas e suas funções no modo progra- mação de turnos:

para retornar ao

Neste modo deve-se utilizar a tecla

turnos: para retornar ao Neste modo deve-se utilizar a tecla passo anterior, a tecla para avançar

passo anterior, a tecla

Neste modo deve-se utilizar a tecla passo anterior, a tecla para avançar ao próximo pas- so

para avançar ao próximo pas-

so e a tecla

a tecla para avançar ao próximo pas- so e a tecla para incrementar o campo selecionado.

para incrementar o campo selecionado.

Para a programação de turnos de pesagem, siga os pas- sos a seguir:

de turnos de pesagem, siga os pas- sos a seguir: 8 vezes até que seja exibido

8 vezes até que seja exibido no display a

mensagem [ F8 ]. Com o display exibindo essa men-

sagem tecle

b. Com isso o display indicará por aproximadamente 1 segundo a mensagem [ Tur 1 ] e em seguida exibe a hora do início do turno 1. Ajuste a hora do início do tur-

a. Tecle

.
.
do turno 1. Ajuste a hora do início do tur- a. Tecle . no 1 através
do turno 1. Ajuste a hora do início do tur- a. Tecle . no 1 através

no 1 através das teclas e .

c. Finalize a programação da hora do início do turno 1e siga para a programação da hora do turno 2. O display irá indicar [ Tur 2 ] por aproximadamente 1 segundo e depois irá exibir a hora do início do turno 2.

d. Repita os passos referentes a programação do turno 1 para os turnos 2, 3 e 4. Ao ser finalizada a programação do último turno, o terminal voltará ao modo pesagem.