P. 1
Letras e Livranças

Letras e Livranças

|Views: 3.660|Likes:
Publicado porlimamonica
Mónica Lima N.º 20070373 Direito Comercial Docente: Doutora Ana Roque 16 de Dezembro de 2009

Regime Jurídico
Convenção de Genebra de 7 de Junho de

1930
Lei Uniforme sobre Letras e Livranças (LULL) DL N.º 23.721 de 29/3/1934

SA Q

AC E IT

UE

E

O NT E AM G PA

Portaria n.º 28/2000 de 27 de Janeiro (Anexo IV).

Requisitos formais (Art. 1.º LULL)
Menções obrigatórias
A palavra “letra” inserida

Menções facultativas
 Época do pagamento – letra pagável à
Mónica Lima N.º 20070373 Direito Comercial Docente: Doutora Ana Roque 16 de Dezembro de 2009

Regime Jurídico
Convenção de Genebra de 7 de Junho de

1930
Lei Uniforme sobre Letras e Livranças (LULL) DL N.º 23.721 de 29/3/1934

SA Q

AC E IT

UE

E

O NT E AM G PA

Portaria n.º 28/2000 de 27 de Janeiro (Anexo IV).

Requisitos formais (Art. 1.º LULL)
Menções obrigatórias
A palavra “letra” inserida

Menções facultativas
 Época do pagamento – letra pagável à

More info:

Categories:Types, Business/Law
Published by: limamonica on Jan 15, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/04/2013

pdf

text

original

Mónica Lima N.

º 20070373 Direito Comercial Docente: Doutora Ana Roque 16 de Dezembro de 2009

Regime Jurídico
Convenção de Genebra de 7 de Junho de

1930
Lei Uniforme sobre Letras e Livranças (LULL) DL N.º 23.721 de 29/3/1934

SA Q

AC E IT

UE

E

O NT E AM G PA

Portaria n.º 28/2000 de 27 de Janeiro (Anexo IV).

Requisitos formais (Art. 1.º LULL)
Menções obrigatórias
A palavra “letra” inserida

Menções facultativas
 Época do pagamento – letra pagável à vista  Lugar do pagamento  Lugar da emissão

no texto do título Mandato puro e simples de pagar uma quantia determinada Nome do sacado Nome da pessoa a quem deve ser paga Data da emissão Assinatura do sacador.

Para que o documento -Conversão noutro negócio produza efeitos293.º CCiv.) jurídico? (Art. como letra, o saque tem de respeitar requisitos de - Poderá ainda valer como forma. executivo? (Art. 46.º, título (Art. 2.º LULL) n.º 1, al. c) CPCiv.)

Acção executiva
Tem por finalidade a reparação material coactiva de um

direito violado (o do exequente). « (…) tem por base um título (…)» Art. 45.º/1 CPCiv

Enquanto título executivo, a letra legitima o seu titular ao

exercício de acção executiva pela quantia pecuniária contra quem nela figura como devedor.

Posição intermédia (Lebre de Freitas): Será um título

executivo desde que o exequente alegue que o negócio causal subjacente tem uma natureza não formal.

Letra em branco (Art. 10.º LULL)
Documento que, apesar de não conter todas as menções

obrigatórias (Art. 1.º LULL), possui a assinatura de um dos signatários cambiários. Requisitos:
Do documento já consta a palavra “letra”; Contém a assinatura de um dos signatários cambiários; O signatário firmou com o portador um acordo que fixa os

termos do preenchimento futuro das menções em falta.

Só produz efeitos enquanto letra quando dela constarem

todos os requisitos legais essenciais.

Negócios JurídicoCambiários
Saque Aceite Endosso Aval

SAQUE
É a ordem de pagamento em que a letra

essencialmente consiste.
Promessa implícita de que o sacado assumirá a

obrigação cambiária principal (pelo aceite) e pagará a dívida no vencimento.
Se não o fizer, o sacador está obrigado a pagá-

la.

Modalidades de Saque (art. 3.º LULL)
Em regra, o tomador é um terceiro. Saque à ordem do próprio sacador Saque sobre o próprio sacador – transferências de

fundos Saque por ordem e conta de terceiro – contrato de comissão (art. 266.º ss C. Comercial) Saque por procuração – art. 8.º LULL Saque plural

ACEITE
É a declaração de vontade pela qual o sacado assume a

obrigação cambiária principal (art. 28.º LULL). Requisitos do Aceite:
Puro e simples (art. 26.º LULL) – pode ser parcial. Escrito e assinado pelo sacado na letra (art. 25.º LULL)

Palavra “aceite” ou,  Apenas a assinatura do sacado.

Até ao vencimento da letra (art. 21.º LULL)

Endosso
Nova ordem de pagamento, dada por um endossante ao

sacado para que pague a letra, no vencimento, ao portador. Endosso em branco – a letra circula ao portador, limitando-se à assinatura do endossante (art. 13.º/II LULL). Efeitos
 Legitima o endossado/portador para o exercício do direito

cambiário (art. 16.º/I LULL)  Transmissão da propriedade do título, como coisa (art. 16.º/II, LULL)  Endossante assume obrigação de garantia do aceite e pagamento da letra pelo sacado para com o endossado e portadores posteriores (art. 15.º/I LULL)

Letra não à ordem
Aposta pelo sacador A letra será transmitida pela forma (art. 583.º CCiv) e com os efeitos (art. 585.º, 587.º CCiv) de uma cessão ordinária de créditos (art. 11.º/II LULL) Aposta pelo endossante «não garante o pagamento» aos endossados posteriores (Art. 15º/II LULL, art. 587.º CCiv)

Aval
«Acto pelo qual um terceiro ou um signatário da

letra garante o pagamento dela por parte de um dos seus subscritores.» (Art. 30º LULL) «O aval é uma garantia da obrigação do avalizado.» Ferrer Correia
O avalista responde solidariamente com o avalista

(Art. 32º LULL) e demais subscritores (art. 47º LULL)

Forma do Aval (art. 31º LULL)
Aval completo “Bom para aval” “dou o meu aval” “por aval” “por garantia” “por caução” “para segurança”, etc. Aval incompleto ou em branco – exprime-se

apenas pela assinatura do dador, aposta na face anterior da letra (não sendo ela do sacado nem do sacador)

Vencimento e Pagamento
Data em que o portador da letra pode exigir o seu

pagamento (art. 33.º LULL) Modalidades de vencimento (taxativas)

 À vista – vence-se na data da respectiva apresentação ao

sacado (art. 34.º LULL)  A certo termo de vista – vence-se decorrido o prazo nelas previsto, contado sobre o aceite ou o protesto por falta de aceite (art. 35º LULL)  A certo termo de data – vence-se decorrido o prazo nelas previsto, contado a partir da data da sua emissão.  Em data fixa – vence-se no dia nela estipulado.

O pagamento pode ser parcial (art. 39.º /II,III LULL.) e

deve ser mencionado na letra. O sacado pode exigir quitação/recibo. (ver também Art. 786º e 787º CCiv.)

Protesto
 É um acto jurídico declarativo, praticado perante um notário,

que visa comprovar e dar conhecimento aos intervenientes na cambiária da...  Falta de aceite
 Feito contra o sacador, no prazo para apresentação a aceite (art.

44.º/I LULL). Art. 121.º e 122.º C.Notariado.  Dispensa o protesto por falta de pagamento (art. 44º/IV)

 Falta de pagamento  Feito contra o sacado.  Nas letras pagáveis em data fixa ou a certo termo de data, é feito nos dois dias úteis seguintes à data em que o pagamento deveria ter lugar (art. 44º/III LULL, art. 121º e 122º C.Notariado)  O portador deve avisar o sacador e o seu endossante. Cada um

dos endossantes avisa o seu endossante. Art. 45.º LULL.

Acções Cambiárias
 Acção cambiária directa – portador vs. Sacado  Acção de regresso – portador vs. endossantes, sacador e

avalistas (art. 43.º LULL):
  

 Por recusa de pagamento no vencimento  Mesmo antes do vencimento

houve recusa total ou parcial do aceite; nos casos de insolvência, suspensão de pagamentos ou execução sem resultado dos bens do sacado; nos casos de insolvência do sacador de uma letra não aceitável

 Os subscritores da letra são solidariamente responsáveis

pelo seu pagamento ao portador, que poderá accionar todos ou algum ou alguns deles, por qualquer ordem, sem prejuízo de poder vir a accionar os restantes (art. 47º LULL)

Excepções Cambiárias
O subscritor da letra que haja sido objecto de uma

acção judicial cambiária pode invocar factos impeditivos ou extintivos que tornem improcedente a pretensão do autor/portador da letra. Categorias:
Excepções absolutas – oponíveis por qualquer

devedor cambiário ao portador da letra. Ex.: falta de menções obrigatórias legais, decurso do prazo prescricional (art. 70º), extinção por cumprimento. Excepções relativas – opostas apenas por determinados devedores. Art. 53º LULL.

Extinção

Letras e Livranças
Letra de câmbio Livrança
E QU SA E

NT ME A AG O P

PROMESSA PAGAMENTO

AC

T EI

Portaria n.º 28/2000 de 27 de Janeiro (Anexo VI).

Diferenças
Letra
Ordem de pagamento Sujeitos: sacador,

Livrança
Promessa de pagamento Sujeitos: subscritor e

sacado, tomador
Aceite

tomador

Não tem aceite

Bibliografia
CORREIA, Miguel J. A. Pupo – Direito Comercial: Direito

da Empresa. Lisboa: Ediforum, 2009. ANTUNES, José A. Engrácia – Os Títulos de Crédito: Uma Introdução. Coimbra: Coimbra Editora, 2009.
CORREIA, A. Ferrer – Lições de Direito Comercial.

Lisboa: Lex, 1994. GOMES, Maria João – Guia prático das Letras e Livranças. Porto: Legis Editora, 2007.
Lei Uniforme das Letras e Livranças Código Civil Código de Processo Civil

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->