Você está na página 1de 1

O ROMANTISMO EM PORTUGAL (1825 1865)

Alguns acontecimentos preliminares:

1. A diluio do Arcadismo no primeiro quartel do sculo XIX, perodo


chamado de Pr-Romantismo;
2. Portugal espelha as mudanas trazidas pela Revoluo Francesa
(1789), que proporcionou a crise dos sistemas das monarquias
absolutistas, dando lugar ao liberalismo como corpo de doutrinas de
ndole sciopolticas e ascenso da Burguesia.
3. Transladao da corte de D. Joo VI para o Brasil, em 1808, em
decorrncia da invaso napolenica;
4. Gomes Freire articula uma conspirao de carter liberal, mas
denunciado, preso e enforcado;
5. A revoluo de 1820, tambm conhecida com Vintismo;
6. Em 1822, elabora-se a Constituio Portuguesa de acordo com o novo
credo poltico;
7. Tambm em 1822, a Independncia do Brasil proclamada;
8. Em 1825, publicao do poema Cames, de Almeida Garrett,
poema dividido em 10 cantos com versos decasslabos brancos,
marco inicial do Romantismo em Portugal;
9. Fim do Vinstismo, revolta em Vila Franca de Xira (incios de 1829),
que recebeu o nome de Vilafrancada;
10.A luta pelo poder entre D. Miguel e D. Pedro I (IV em Portugal) ocupa
os anos seguintes. Vitorioso o primeiro, o segundo arma-se na Ilha
Terceira, para depor o irmo;
11.Em princpios de 1833, o exrcito de D. Pedro I invade Portugal pelo
norte, enquanto o duque da Terceira desembarca em Algarve;
12.A conveno de voramonte, em 1834, que obriga D. Miguel a
abandonar o trono e o Pas. Essa conveno tambm da por fim as
lutas pela implantao do Liberalismo em Portugal. D. Pedro indica a
sua filha, Maria, para ocupar o trono, mas o clima de desordem
interna continua at 1847, quando se inicia o perodo conhecido
como Regenerao;
13.Em 1865, com a Questo Coimbr, se finda o Romantismo e tem
incio o Realismo em Portugal.
Origens do Romantismo: