Você está na página 1de 2

Histria

Surgiu no final do sculo XVII, a partir do aperfeioamento da charamela,


levado a cabo por Johann Christopher Denner, conhecido fabricante de flautas de
Niremberg. No sculo seguinte, passou a integrar a orquestra sinfnica. Por volta de
1840, atingiu sua estrutura definitiva, com a introduo do sistema de chaves de
Theobald Boehm, que j havia sido aplicado com sucesso na flauta.
Ao logo dos tempos, foram criados clarinetes de dimenses e timbres variados. H
cinco modelos ainda em uso:
-

em mi bemol - o soprano da famlia, tambm denominado requinta;

em d de timbre brilhante;

em si bemol o mais usado na atualidade;

em l de pouco uso;

clarinete-baixo em si bemol uma oitava abaixo do outro de mesma tonalidade.


Constitui-se de um tubo cilndrico dividido em 4 partes: pavilho, corpo inferior,
corpo superior e barrilete. Neste est embutida a boquilha, na qual se adapta uma
palheta simples.
Mozart foi um dos primeiros compositores a explorar o clarinete como
instrumento solista, compondo um concerto e vrias peas de cmara. A sua escrita para
o clarinete, favorecendo a beleza do registo grave do instrumento e um equilbrio e
fluncia em toda a sua ampla tessitura, faz-nos pensar na escrita vocal e no difcil
imaginar tratar-se por vezes de uma voz de soprano. O uso do clarinete obbligato como
dramatis persona em La Clemenza di Tito encontra-se na linha de uma tradio vienense
do incio do sc. XVIII, na qual se inscrevem mltiplas peras, evidenciando uma
relao
estreita
entre
a
voz
e
o
chalumeau
que,
tomado como objeto significante, associado a sentimentos especficos de carter
amoroso ou pastoral.
Criado em 1810, o clarinete-baixo ou clarone tambm utilizado na orquestra
sinfnica, embora com menor freqncia. Distingue-se do clarinete propriamente dito,
pelo pavilho recurvado e pelo diapaso mais grave.
http://www.angelfire.com/musicals/bandadevilarandelo/instrumentos.htm
Tcnica de embocadura e execuo
Tessitura

Digitao

Você também pode gostar