Você está na página 1de 48

DIA DOS NAMORADOS

Lenços de namorados ou lenços de pedidos
Lenços de namorados
ou
lenços de pedidos

14 de fevereiro de 2012

lenços de namorados

O lenço dos namorados é um lenço fabricado a partir de um pano de linho fino ou de lenço de algodão, bordado com motivos variados. É uma peça de artesanato e vestuário típico do Minho, sendo usado por mulheres com idade de casar.

Era hábito a rapariga apaixonada bordar o seu lenço e entregá-lo ao seu amado quando este se fosse ausentar. Nos lenços poderiam ter bordados versos, para além de vários desenhos, alguns padronizados, tendo simbologias próprias.

Era usado como ritual de conquista. Depois de confecionado, o lenço acabaria por chegar à posse do homem amado, que o passaria a usar em público como modo de mostrar que tinha dado início a uma relação. Se o namorado (também chamado de conversado) não usasse o lenço publicamente era sinal que tinha decidido não dar início a ligação amorosa.

É provável que a origem dos "Lenços de Namorados", também conhecidos por "Lenços de Pedidos" esteja intimamente ligada aos lenços senhoris dos séculos XVII - XVIII, que posteriormente foram adaptados pelas mulheres do povo, adquirindo os mesmos, consequentemente, um aspeto mais popular.

in Wikipédia

Os nossos lenços de namorados

Na nossa sala de aula criámos dois poemas de amor para escrever em dois lenços de namorados de papel. Um lenço com o modelo de desenho já feito para treinar e um lenço que tivemos de criar desde o início.

treinar e um lenço que tivemos de criar desde o início. No lenço com modelo de
treinar e um lenço que tivemos de criar desde o início. No lenço com modelo de
treinar e um lenço que tivemos de criar desde o início. No lenço com modelo de

No lenço com modelo de desenho, escrevemos o nosso poema de tema livre e no lenço que desenhámos ao nosso gosto escrevemos o nosso poema que tinha de começar por “o amor é

Virem a pá gina se quiserem ler os nossos poemas e ver os lenços que cri á mos. “Clica” nos nomes dos criadores.

LENÇOS MINHOTOS

Originais da Turma 3º ano C desenhos, pintura e poemas

Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  
Alice   Ana Carolina Ana Rita   Bruna Carolina David   Frederico Gabriel  

Alice

 

Ana Carolina

Ana Rita

 

Bruna

Carolina

David

 

Frederico

  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo
  Bruna Carolina David   Frederico Gabriel   Gonçalo   Jéssica   Jo

Gabriel

 

Gonçalo

 

Jéssica

 

Jo ã o Francisco

Leandro

Linete

 

Margarida

   
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo
Leandro Linete   Margarida     M ó nica   N á dia Pedro   Rodrigo

Mó nica

 

N

á dia

Pedro

 

Rodrigo

Tiago

Tom á s

 

Vladyslava

2011 - 2012

LENÇOS MINHOTOS

 

desenhos modelo Pintura e poemas do 3º ano C

 
 
 
 
 
 
 
 

Alice

 

Ana Carolina

Ana Rita

 

Bruna

Carolina

David

 

Frederico

   
       
       
   
       

Gabriel

 

Gonçalo

 

Jéssica

 

Jo ã o Francisco

Leandro

Linete

 

Margarida

   
   
   
   
   
 
   
 

Mó nica

 

N

á dia

Pedro

 

Rodrigo

 

Tiago

Tomá s

 

Vladyslava

   

14 de fevereiro

Lenços e poemas da Alice

O amor é O amor é uma vida só nossa. O amor é um coração
O amor é
O
amor é uma vida só nossa.
O
amor é um coração gigante.
O
amor é uma pessoa amorosa.
O
amor é um rapaz
com palavras amantes.
Alice Videira

Regressar ao índice

gigante. O amor é uma pessoa amorosa. O amor é um rapaz com palavras amantes. Alice

Lenços e poemas da Alice

Meu amor Meu amor, Tão giro que tu és! Dá-me o teu humor. Vamos ser
Meu amor
Meu amor,
Tão giro que tu és!
Dá-me o teu humor.
Vamos ser felizes
como tu.
Alice Videira
Meu amor, Tão giro que tu és! Dá-me o teu humor. Vamos ser felizes como tu.

Regressar ao índice

Meu amor, Tão giro que tu és! Dá-me o teu humor. Vamos ser felizes como tu.

Lenços e poemas da Ana Carolina

Lenços e poemas da Ana Carolina O amor é O amor é uma rosa a dançar.
O amor é O amor é uma rosa a dançar. O amor é a cor
O
amor é
O
amor é uma rosa
a dançar.
O amor é a cor vermelha
a pintar.
Ana Carolina Silva

Regressar ao índice

O amor é O amor é uma rosa a dançar. O amor é a cor vermelha

Lenços e poemas da Ana Carolina

Meu caro amigo, Tu pões-me sempre a rir quando tu te ris sinto-me feliz. Ana
Meu caro amigo,
Tu pões-me sempre a rir
quando tu te ris
sinto-me feliz.
Ana Carolina Silva
Meu caro amigo, Tu pões-me sempre a rir quando tu te ris sinto-me feliz. Ana Carolina

Regressar ao índice

Meu caro amigo, Tu pões-me sempre a rir quando tu te ris sinto-me feliz. Ana Carolina

Lenços e poemas da Ana Rita

O amor é O amor é gostar de uma pessoa. O amor é a família
O amor é
O
amor é gostar de uma pessoa.
O
amor é a família estar unida.
O
amor é sentir o nosso coração.
O
amor é sentir
que estamos a começar
a gostar de uma pessoa.
Ana Rita Nunes

Regressar ao índice

nosso coração. O amor é sentir que estamos a começar a gostar de uma pessoa. Ana

Lenços e poemas da Ana Rita

Olá, minha flor bem cheirosa. Tu és belo És como uma rosa, que é sempre
Olá,
minha flor bem cheirosa.
Tu és belo
És como uma rosa,
que é sempre amorosa.
Cheiras bem
como um caramelo.
Ana Rita Nunes

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

caramelo. Ana Rita Nunes * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado. Regressar

Lenços e poemas da Bruna

Lenços e poemas da Bruna O amor é O amor é um campo de bolachas, com
O amor é O amor é um campo de bolachas, com bolas grandonas. O amor
O
amor é
O
amor é um campo
de bolachas,
com bolas grandonas.
O amor é como rosas,
muito bonitonas!
Bruna Costa

Regressar ao índice

é um campo de bolachas, com bolas grandonas. O amor é como rosas, muito bonitonas! Bruna

Lenços e poemas da Bruna

O Poema O meu amigo gosta de “legos” e de bolachas gigantes e até de
O
Poema
O
meu amigo
gosta de “legos”
e
de bolachas gigantes
e
até de bonecos dançantes.
Bruna Costa

Regressar ao índice

meu amigo gosta de “legos” e de bolachas gigantes e até de bonecos dançantes. Bruna Costa

Lenços e poemas da Carolina

O amor é O amor é um coração gigante, que bate com emoção. O amor
O
amor é
O
amor é um coração gigante,
que bate com emoção.
O amor é os teus olhos
e o meu coração.
Carolina Carreira

Regressar ao índice

gigante, que bate com emoção. O amor é os teus olhos e o meu coração. Carolina

Lenços e poemas da Carolina

Amor Explorador Tu és o meu amor, O meu explorador. Não há ninguém igual A
Amor Explorador
Tu és o meu amor,
O meu explorador.
Não há ninguém igual
A ti, meu pardal!
Carolina Carreira
Regressar ao índice
Regressar ao índice

Lenços e poemas do David

O amor é O amor é uma menina de cabelos dourados. O amor é uma
O
amor é
O
amor é uma menina
de cabelos dourados.
O amor é uma menina
bonita.
O
amor é uma menina
de
olhos esverdeados.
O
amor é uma menina
de
cor de rosa.
David Coelho
Regressar ao índice

Lenços e poemas do David

Dia de S. Valentim O dia de S. Valentim É o dia dos namorados Vamos
Dia de S. Valentim
O dia de S. Valentim
É o dia dos namorados
Vamos todos namorar!
vamos jantar lado a lado.
David Coelho

Regressar ao índice

de S. Valentim É o dia dos namorados Vamos todos namorar! vamos jantar lado a lado.

Lenços e poemas do Frederico

Lenços e poemas do Frederico O amor é o amor é rosas lilases. o amor é
O amor é o amor é rosas lilases. o amor é ver pessoas felizes. o
O amor é
o
amor é rosas lilases.
o
amor é ver pessoas felizes.
o
amor é estar apaixonado.
o amor é ver a pessoa
de quem gostamos.
Frederico Silva

Regressar ao índice

felizes. o amor é estar apaixonado. o amor é ver a pessoa de quem gostamos. Frederico

Lenços e poemas do Frederico

Donzela Ó minha donzela, Tu és muito bela. Para mim és um flor. Diz a
Donzela
Ó minha donzela,
Tu és muito bela.
Para mim és um flor.
Diz a verdade sem dor,
porque tu és o meu amor.
Frederico Silva

Regressar ao índice

bela. Para mim és um flor. Diz a verdade sem dor, porque tu és o meu

Lenços e poemas do Gabriel

O amor é O amor é estar com a pessoa que nós gostamos. O amor
O
amor é
O
amor é estar com a pessoa
que nós gostamos.
O amor é ser feliz
com a pessoa que gostamos.
Gabriel Roque

Regressar ao índice

com a pessoa que nós gostamos. O amor é ser feliz com a pessoa que gostamos.

Lenços e poemas do Gabriel

Princesinha Ó minha princesinha és uma beleza. O teu cabelo é brilhante, e os teus
Princesinha
Ó minha princesinha
és uma beleza.
O teu cabelo é brilhante,
e os teus olhos são radiantes.
O teu sorriso
é o melhor que já vi.
Gabriel Roque

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

que já vi. Gabriel Roque * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Lenços e poemas do Gonçalo

O amor é O amor é um quadro tão belo. O amor é um barco
O amor é
O
amor é um quadro tão belo.
O
amor é um barco a andar
numa onda bonita.
O amor é uma nuvem
a flutuar no ar.
O amor é uma paisagem
tão bonita.
Gonçalo Garcia
Regressar ao índice

Lenços e poemas do Gonçalo

Florzinha A minha florzinha tão bonita, é tão fofinha, é muito catita! Gonçalo Garcia
Florzinha
A minha florzinha
tão bonita,
é tão fofinha,
é muito catita!
Gonçalo Garcia

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

catita! Gonçalo Garcia * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado. Regressar ao

Lenços e poemas da Jéssica

Lenços e poemas da Jéssica O amor é O amor é um coração cheio de paixão.
O amor é O amor é um coração cheio de paixão. O amor é um
O
amor é
O
amor é um coração
cheio de paixão.
O amor é um lego
cheio de rosas.
O amor é um quarto.
cheio de segredos.
Jéssica Mendes

Regressar ao índice

O amor é um lego cheio de rosas. O amor é um quarto. cheio de segredos.

Lenços e poemas da Jéssica

O Meu Coração O meu coração é feito de bolacha com doce de amor. É
O
Meu Coração
O
meu coração
é feito de bolacha
com doce de amor.
É tão apaixonado
Tu és lindo
como um balão
em forma de coração
Jéssica Mendes

Regressar ao índice

de amor. É tão apaixonado Tu és lindo como um balão em forma de coração Jéssica

Lenços e poemas do Jo ã o Francisco

O amor é O amor é encantador. Vou para o corredor! O amor é a
O
amor é
O
amor é encantador.
Vou para o corredor!
O amor é a cor azul.
Vou para a Margem Sul.
João Francisco Guerreiro

Regressar ao índice

Vou para o corredor! O amor é a cor azul. Vou para a Margem Sul. João

Lenços e poemas do Jo ã o Francisco

Cor do amor Uma cor de gratidão e uma lágrima de emoção, é a cor
Cor do amor
Uma cor
de gratidão
e uma lágrima
de emoção,
é a cor
do amor.
João Francisco Guerreiro
Uma cor de gratidão e uma lágrima de emoção, é a cor do amor. João Francisco

Regressar ao índice

Uma cor de gratidão e uma lágrima de emoção, é a cor do amor. João Francisco

Lenços e poemas do Leandro

O amor é O amor é os teus olhos. O amor é a minha amada,
O amor é
O
amor é os teus olhos.
O
amor é a minha amada,
com o coração
às bolinhas de todas as cores.
O
amor é a minha amada.
O
amor é os teus cabelos pretos.
Leandro Junça

Regressar ao índice

de todas as cores. O amor é a minha amada. O amor é os teus cabelos

Lenços e poemas do Leandro

Amada A minha amada é bonita! É a minha menina. É uma princesa. Tu és
Amada
A minha amada
é bonita!
É a minha menina.
É uma princesa.
Tu és o meu coração.
Leandro Junça

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

coração. Leandro Junça * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado. Regressar ao

Lenços e poemas da Linete

O amor é O amor é um balão cheio de corações. O amor é o
O
amor é
O
amor é
um balão cheio de corações.
O amor é
o que todos nós sentimos
Linete

Regressar ao índice

O amor é O amor é um balão cheio de corações. O amor é o que

Lenços e poemas da Linete

O amor O amor faz-me ser o que nunca fui. Já não sinto medo de
O
amor
O
amor faz-me ser
o que nunca fui.
Já não sinto medo de arriscar
Graças ao amor,
hoje sinto o que nunca senti.
Não posso ficar longe de ti
nem de são Valentim.
Linete

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

de são Valentim. Linete * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado. Regressar

Lenços e poemas da Margarida

Lenços e poemas da Margarida O amor é O amor é as letras juntas e unidas.
O amor é O amor é as letras juntas e unidas. O amor é um
O
amor é
O
amor é
as letras juntas e unidas.
O amor é
um coração
a palpitar com alegria.
Margarida Coelho

Regressar ao índice

é as letras juntas e unidas. O amor é um coração a palpitar com alegria. Margarida

Lenços e poemas da Margarida

Ó meu querido, parabéns te vou dar! Jogaste um grande jogo de futebol, E acabaste
Ó meu querido,
parabéns te vou dar!
Jogaste um grande jogo
de futebol,
E acabaste por ganhar!
Margarida Coelho

Regressar ao índice

parabéns te vou dar! Jogaste um grande jogo de futebol, E acabaste por ganhar! Margarida Coelho

Lenços e poemas da Mó nica

Lenços e poemas da M ó nica O amor é O amor é um “tazo” feito
O amor é O amor é um “tazo” feito de rosas. O amor é uma
O
amor é
O
amor é um “tazo”
feito de rosas.
O amor é uma flor
bem cheirosa.
Mónica Roca

Regressar ao índice

amor é O amor é um “tazo” feito de rosas. O amor é uma flor bem

Lenços e poemas da Mó nica

O meu amor tem um belo coração Podemos viajar juntos num avião. Mónica Roca
O meu amor
tem um belo coração
Podemos viajar
juntos
num avião.
Mónica Roca
da M ó nica O meu amor tem um belo coração Podemos viajar juntos num avião.

Regressar ao índice

da M ó nica O meu amor tem um belo coração Podemos viajar juntos num avião.

Lenços e poemas da N ádia

Lenços e poemas da N á dia O amor é O amor é uma balada de
O amor é O amor é uma balada de rosas. O amor é um coração
O
amor é
O
amor é
uma balada de rosas.
O amor é um coração
cheio de rosas.
O amor é o meu coração
a bater forte
O amor é o R.R.
Nádia Vaz de Montes

Regressar ao índice

cheio de rosas. O amor é o meu coração a bater forte O amor é o

Lenços e poemas da N ádia

O meu amado é um balão em forma de coração, que anda comigo pela mão!
O meu amado
é um balão
em forma de coração,
que anda comigo
pela mão!
Nádia Vaz de Montes
O meu amado é um balão em forma de coração, que anda comigo pela mão! Nádia

Regressar ao índice

O meu amado é um balão em forma de coração, que anda comigo pela mão! Nádia

Lenços e poemas do Pedro

O amor é O amor é os teus cabelos castanhos a voarem por aí. O
O
amor é
O
amor é
os teus cabelos castanhos
a voarem por aí.
O amor são
os teus olhos castanhos.
reluzentes
a brilharem no escuro
Pedro Lima de Carvalho
Regressar ao índice
O amor são os teus olhos castanhos. reluzentes a brilharem no escuro Pedro Lima de Carvalho

Lenços e poemas do Pedro

Tu és a mais linda És a mais bela apetece-me pintar-te numa tela. Nunca foste
Tu és a mais linda
És a mais bela
apetece-me
pintar-te numa tela.
Nunca foste a pior,
foste sempre
a melhor.
Pedro Lima de Carvalho
pintar-te numa tela. Nunca foste a pior, foste sempre a melhor. Pedro Lima de Carvalho Regressar

Regressar ao índice

pintar-te numa tela. Nunca foste a pior, foste sempre a melhor. Pedro Lima de Carvalho Regressar

Lenços e poemas do Rodrigo

Lenços e poemas do Rodrigo O amor é O amor é uma menina muito rápida como
O amor é O amor é uma menina muito rápida como o sol. Muito boa
O
amor é
O
amor é uma menina
muito rápida como o sol.
Muito boa a escrever,
todos os trabalhos
podemos ver.
Rodrigo Almeida

Regressar ao índice

muito rápida como o sol. Muito boa a escrever, todos os trabalhos podemos ver. Rodrigo Almeida

Lenços e poemas do Rodrigo

Contigo Sempre que olho para ti quero brincar, só contigo, e te quero abraçar. Rodrigo
Contigo
Sempre que olho para ti
quero brincar,
só contigo,
e te quero abraçar.
Rodrigo Almeida
Contigo Sempre que olho para ti quero brincar, só contigo, e te quero abraçar. Rodrigo Almeida

Regressar ao índice

Contigo Sempre que olho para ti quero brincar, só contigo, e te quero abraçar. Rodrigo Almeida

Lenços e poemas do Tiago

O amor é O amor é uma menina. cheia de rosas de encantar. És linda
O
amor é
O
amor é uma menina.
cheia de rosas de encantar.
És linda
e apetece-me
beijar.
Tiago Mateus

Regressar ao índice

O amor é uma menina. cheia de rosas de encantar. És linda e apetece-me beijar. Tiago

Lenços e poemas do Tiago

Amar Sempre que eu te vejo só me apetece beijar. És linda. e és de
Amar
Sempre que eu te vejo
só me apetece beijar.
És linda.
e és de amar.
Tiago Mateus

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

és de amar. Tiago Mateus * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Lenços e poemas do Tom á s

Lenços e poemas do Tom á s O amor é O amor é estar no mar
O amor é O amor é estar no mar e beber um sumo O amor
O
amor é
O
amor é estar no mar
e beber um sumo
O amor é
podermos estar juntos.
O amor é uma coisa
que mantemos até ao fim.
Tomás Malagueta

Regressar ao índice

O amor é podermos estar juntos. O amor é uma coisa que mantemos até ao fim.

Lenços e poemas do Tom á s

O meu amor O meu amor gosta de brincar. O meu amor gosta de mim.
O
meu amor
O
meu amor
gosta de brincar.
O meu amor
gosta de mim.
O meu amor
gosta de nadar.
O meu amor
gosta de estar comigo.
Tomás Malagueta

Regressar ao índice

gosta de mim. O meu amor gosta de nadar. O meu amor gosta de estar comigo.

Lenços e poemas da Vladyslava

O amor é O amor é o coração a bater e a rir com um
O
amor é
O
amor é o coração a bater
e a rir com um palhaço.
O amor é ver o pôr do sol
e ver o meu príncipe.
Vladyslava Tkachuk

Regressar ao índice

e a rir com um palhaço. O amor é ver o pôr do sol e ver

Lenços e poemas da Vladyslava

Meu amor Meu amor, Tu és o amor do meu mundo, meu coelho. Vladyslava Tkachuk
Meu amor
Meu amor,
Tu és o amor
do meu mundo,
meu coelho.
Vladyslava Tkachuk

* Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado.

Regressar ao índice

Vladyslava Tkachuk * Colocaremos, aqui, a ilustração assim que o lenço esteja finalizado. Regressar ao índice

Lenços de namorados

Lenços e Poemas de Amor

Lenços de namorados Lenços e Poemas de Amor Um trabalho da turma do 3 º ano

Um trabalho da turma do 3º ano C da EB1 Frei Luí s de Sousa

2011 - 2012