Você está na página 1de 4

Previdncia Social

O contribuinte Individual

O que o contribuinte individual?

Em 1991 a Lei 8.222 institu a Lei Orgnica de Seguridade Social que versa sobre a
rede de proteo ao cidados nos campos da sade, da Assistncia Social e da
Previdncia Social. Esse marco legal inaugura o desenho legal e o alcance da
previdncia Social, j previstos na Constituio Federal de 1988.

A partir de 29 de novembro de 1999, com a lei 9.876, os segurados anteriormente


denominados "empresrio", "trabalhador autnomo" e "equiparado a trabalhador
autnomo", foram considerados uma nica categoria e passaram a ser chamados
de " contribuinte individual".

O contribuinte individual ao exercer atividade remunerada considerado segurado


obrigatrio perante o Regime Geral de Previdncia Social, devendo nele inscreverse.

Alguns exemplos reconhecidos como contribuintes individuais:

Aquele que presta servio de natureza urbana ou rural, em carter eventual, a uma ou
mais empresas sem relao de emprego;

A pessoa fsica que exerce, por conta prpria, atividade econmica de natureza urbana,
com fins lucrativos ou no;

O que o contribuinte individual?

Com a Medida Provisria N 83 de 12/12/2002 e a converso desta, na


Lei n 10.666 de 08 de maio de 2003 fica extinta a partir de 01 de abril
de 2003, a escala transitria de salrios-base, utilizada para fins de
enquadramento e fixao do salrio-de-contribuio dos contribuintes
individual e facultativo filiados ao Regime Geral de Previdncia Social,
estabelecida pela Lei n 9.876, de novembro de 1999.

Para o contribuinte individual(autnomo ou empresrio) que prestar


servio a uma ou mais empresas ter, descontado de sua remunerao,
o valor referente a 11% , o qual empresa ficar responsvel pelo
recolhimento, juntamente com as contribuies a seu cargo, at o dia
dois do ms seguinte ao da competncia.

Quais so os direitos do contribuinte


individual?

Os contribuintes individuais tm direito aposentadoria por idade,


aposentadoria por tempo de contribuio, aposentadoria por invalidez,
auxlio-doena, e salrio-maternidade. E os seus dependentes tm
direito penso por morte e ao auxlio-recluso.

Os contribuintes individuais no tm direito ao auxlio-acidente, ao


salrio-famlia e aposentadoria especial, com exceo neste ltimo
caso dos contribuintes filiados cooperativa de trabalho e de produo.

Cada um desses direitos atendem a requisitos de carncia e condies


especficas que iniciam a cobertura