Você está na página 1de 3

DELEGADO DA POLCIA CIVIL 2014

Direito Processual Penal


Prof. Ana Cristina Mendona

ESQUEMAS DE AULA
PRINCPIOS, INQURITO, AO PENAL E LIBERDADE PROVISRIA

INADMISSIBILIDADE DAS PROVAS OBTIDAS POR MEIOS ILCITOS

ARQUIVAMENTO DO INQURITO POLICIAL

www.cers.com.br

DELEGADO DA POLCIA CIVIL 2014

Direito Processual Penal


Prof. Ana Cristina Mendona

INDIVISIBILIDADE NAS AES PENAIS PRIVADAS

1. corrente: atualmente minoritria


Inqurito
Indcios
de autoria
em face
de

Queixa

Ministrio Pblico

Juiz

Oferecida
somente
em face
de A

Diante dos indcios de autoria em face de B, o MP,


como custos legis e fiscal da indivisibilidade da ao
penal privada, deve aditar a queixa para incluir o
mesmo no plo passivo da ao penal. Referido
aditamento decorre dos arts. 48 c/c 45 do CPP.

Recebe a queixa e o
aditamento,
instaurando-se
processo em face de
A e B.

A e B

2. corrente: MAJORITRIA
Inqurito
Indcios
de autoria
em face
de
A e B

Queixa

Ministrio Pblico

Juiz

Oferecida
somente
em face
de A

Verificando que existem indcios suficientes de


autoria tambm em face de B, sem que a vtima
querelante o tenha includo na queixa crime, o MP
opina pela renncia tcita em favor de B, que, na
forma do art. 49 do CPP, deve ser estendida a A.

Declara extinta a
punibilidade de A e B
pela renncia tcita.

www.cers.com.br

DELEGADO DA POLCIA CIVIL 2014

Direito Processual Penal


Prof. Ana Cristina Mendona

RELAXAMENTO DE PRISO, LIBERDADE PROVISRIA E REVOGAO DA PREVENTIVA

Medidas de Contracautela

Causa ou cautela

Efeitos

Relaxamento de Priso

Caber quando a priso for ilegal

Liberdade plena do indivduo

Liberdade Provisria

Caber quando a Priso em


Flagrante for Legal

Existe vinculao, ou seja, o


indivduo, ao sair da priso,
assina algum termo de
compromisso*

Revogao da Preventiva

Caber quando a Priso


Preventiva for Legal

Liberdade plena do indivduo*

* Hoje possvel a cumulao com as medidas cautelares no prisionais previstas no art. 319 do CPP.

www.cers.com.br