P. 1
MODELO Plano de Ação

MODELO Plano de Ação

|Views: 14.802|Likes:
Publicado porVanessadelta

More info:

Published by: Vanessadelta on Jan 21, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

PLANO DE AÇÃO

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, empossada no dia 20 de agosto próximo passado através da Portaria nº. 190/GR, vem nesta oportunidade apresentar a Reitoria, seu Plano de Gestão e Trabalho para o período 2008/2009. A CIPA tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador (NR5). Compreendendo a importância desta comissão, na instituição de ensino, essa gestão tem como objetivo a integração dos funcionários docentes, administrativos, terceirizados e dos discentes com o enfoque no processo de ações educativas, na tentativa de minimizar situações que prejudicam a saúde e/ou limitam a qualidade de vida. Escolhemos como lema “Conscientizando a Segurança” e contamos com o apoio da Reitoria para viabilizar ações. 1 - Objetivos Gerais - Continuar às propostas feitas pela gestão anterior, implementando aos objetivos da gestão atual; - Integrar os planos de ação de todos os Campus da UCG, instituindo apenas um Plano de Ação no intuito de integralizar as ações da CIPA Gestão 2008/2009; - Educar, integrar e motivar na UCG, a parceria dos docentes, discentes, administrativos e terceirizados, das CIPAs da UCG dos Campus 1, 2, 3 e 5 no combate ao risco de acidentes no trabalho e em aulas. - Realizar reuniões integradas com a CIPA de todos os Campus, para o compartilhamento de vivencias e realidades de cada Campus e assim agregar informações; - Promover atividades de sensibibilização junto a comunidade institucional, quanto a prevenção de acidentes e doenças do trabalho; 2- Objetivos Específicos - Apresentar a NR5, os cipeiros, a missão e as conquistas da CIPA-UCG/C-2 à comunidade UCG; -Criar mecanismos de segurança, através de normas internas, inspeções de segurança, novos mapas de riscos ambientais, criação e atualização de material didático de prevenção de acidentes, etc.; - Sugerir a criação de um link “DIALOGANDO COM A CIPA”, no freme principal para vinculação de notícias, informações sobre a prevenção de acidentes e saúde do trabalhador, divulgação de atividades relativas à comissão;

- Divulgar de um endereço eletrônico das CIPAs, onde todos os funcionários poderão encaminhar sugestões para a gestão. A divulgação do e-mail será feita pela Assessoria de Comunicação da UCG; - Fazer contato com os Centros Acadêmicos, propondo parcerias no que se refere à conscientização dos discentes em relação à segurança e ao combate ao vandalismo na instituição; - Agendar participação da CIPA nas Reuniões de Congregação; - Incentivar a participação dos membros da CIPA em seminários, simpósios, eventos externos que enfoquem assuntos do interesse da comissão; - Criar campanhas contra o uso incorreto/vandalismo dos Equipamentos de Proteção Coletiva (extintores de incêndio), em parceria com os alunos do curso de Publicidade; - Ampliar materiais de divulgação (cartilhas ou gibis), que trate de assuntos pertinentes à prevenção de acidentes e saúde do trabalhador. Este projeto será encaminhado com professores do curso de Design e Publicidade com o objetivo de envolver alunos dos cursos; - Subsidiar dados atualizados para a elaboração do mapa de riscos de todos os Campus. Contando com a parceria contínua com o SESMT; - Solicitar estudos e planejamento para se viabilizar os ambulatórios médicos nos Campus que ainda não possuem; - Realizar vistorias contínuas nos ambientes de trabalho, especialmente nos locais de maior risco, como por exemplo: marcenaria, serralheria, gráfica, LAS, DSG, entre outros, a fim de identificar novos riscos dos ambientes de forma geral; - Emitir relatórios de inspeções, enviando-os aos departamentos vistoriados; - Elaborar mapas de riscos e afixá-los no ato das vistorias; - Buscar meios de se conquistar o "cantinho do descanso", para que o trabalhador tenha um local de repouso após as refeições; - Planejamento, organização e promoção da SIPAT, que deverá acontecer em maio de 2009, em parceria com o SESMT e em conjunto com as CIPAS de todos os Campus; - Organizar a eleição da próxima gestão da CIPA. METODOLOGIA: 1) Comprometimento dos atuais membros com a união e participação no trabalho proposto; 2) Reconhecimento e motivação dos membros, através da divulgação das tarefas por eles cumpridas; 3) Disponibilidade para presidentes e alguns membros de 4 horas semanais, para juntos buscarem apoio financeiro e administrativo da UCG, na execução do Plano de Ação integrado das CIPAs-UCG; 4) Treinamento dos componentes das CIPAs dos Campus 1 e 2 no procedimento técnico para reuniões ordinárias, para vistorias de segurança, para a elaboração de relatórios e mapas de riscos ambientais;

5) Viagem dos presidentes das CIPAs-UCG à Ipameri, para Reunião Ordinária e vistoria do Campus4; 6) Em cada mês, as atividades da CIPA-UCG será em local diferente para abranger todas as áreas nos Campus, contando também, com a participação de alunos e funcionários do ambiente a ser vistoriado; 7) Sorteio em cada reunião, de um cipeiro responsável pela confecção e atualização dos relatórios de verificação de segurança e dos mapas de riscos ambientais; 8) Disponibilidade de 4 horas mensais do cipeiros sorteados para o cumprimento das tarefas; 09) Envio da documentação às chefias dos ambientes vistoriados para as providencias cabíveis e os mapas de risco ambientais para divulgação; 10) Participação na UCG com palestras em variados eventos, em reuniões de congregações, com alunos e em seus meios de comunicação; 11) Envio de convite, calendário e Plano de Ação da CIPA-UCG para os diretores dos departamentos, para as chefias, para os coordenadores, para os Centros Acadêmicos, para as empresas terceirizadas, etc., visando a participação de todos nas reuniões ordinárias e vistoria de segurança; 12) Solicitação de 15 minutos nas reuniões de congregação de cada curso, para apresentação da missão e das conquistas da CIPA-UCG e para pedir a colaboração dos docentes na confecção e atualização dos mapas de risco; 13) Promoção de mini-palestras para alunos sobre segurança nas aulas e na profissão, sendo proferidas em ocasiões como dia de campo, calourada e outros, abordando os temas NR5, normas internas, a função do mapa de riscos ambientais, sinalização de segurança, EPI, EPC, etc. ; 14) Planejamento e promoção da Semana Interna de Prevenção de Acidentes – SIPAT 2009, captando desde já, patrocínios para tal evento; 15) Providenciar divulgação nos canais de comunicação da UCG; 16) Afixar em todos os murais do Campus as Normas de Segurança da UCG: Ordem de Serviço Nº 012/98 – GR – “Agropecuária” e Ordem de Serviço Nº 013/98 – GR – “Laboratórios”; 17) Manter a parceria com Agencia EMPIRICA da UCG; 18) Recomendação e acompanhamento de medidas de bem estar no ambiente de trabalho do Campus, tais como: locais adequados para alimentação dos funcionários; práticas esportivas promovidas pelo DEFD para os funcionários nos intervalos ou após o horário de trabalho; 19) Acompanhamento das solicitações da CIPA-UCG da gestão anterior; 20) Elaboração de mascote para as CIPAs-UCG da gestão 2008/2009; 21) Orçamento para as seguintes atividades: camisetas, banners, folders, cartazes, lanches e brindes para a SIPAT, transporte para os cipeiros e funcionários em ocasiões de SIPAT e reuniões integradas, ordinárias e extraordinárias, aquisição do CD “FICHAS DE SEGURANÇA

PARA REAGENTES”, material de escritório para mapas de riscos ambientais, material gráfico para painéis em eventos, material de informática, material para filmagem.

Prazo previsto Todas as ações aqui descritas terão como meta a implementação ao longo desta gestão que se iniciou em agosto deste ano de 2008 e se finda em julho de 2009. Sendo que se por ventura alguma ação proposta não for implementada, ficará disponível para que a próxima gestão possa analisá-las e dar continuidade se concordarem com a pertinência das mesmas. Goiânia, outubro de 2008.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->