MAITENA BURUNDARENA nasceu em Buenos Aires em maio de 1962.

Há anos possui uma página de humor semanal na revista Argentina Para Ti, que atualmente reproduz vários suplementos para os periódicos Le Figaro (França), El País ; (Espanha), La Stampa (Itália), Publico (Portugal), El Mercúrio (Chile), El Nacional (Venezuela) e El País (Uruguai), entre outros. Publicou tiras eróticas em diferentes mídias da França, Espanha e Itália e, no começo de sua carreira, trabalhou como ilustradora para jornais e revistas da Argentina e para várias editoras (Planeta, Santillana, Troquei, Atlántida). Foi, também, roteirista de televisão. A seu primeiro livro de tiras, Fio, seguiu-se a série de grande sucesso Mulheres alteradas. Maitena é casada e tem três filhos.

MAITENA
MULHERES ALTERADAS 2

Tradução de Ryta Vinagre Rio de Janeiro – 2003

“Alterar” De acordo com o dicionário, aleterar é mudar, variar, fazer uma coisa de forma diferente ou colocá-la em uma posição diferente.

Uma mulher alterada não é louca. Partindo do princípio de que as mulheres também são consideradas pessoas, uma mulher alterada é uma pessoa que está mudando. E acho que não foi Borges que disse que só quem não muda são os idiotas e os mortos. Embora seja verdade que uma coisa é sofrer uma mudança e outra muito diferente é fazer com que os outros a sofram, convenhamos que alguém muda quando não suporta mais o que lhe acontece, por mais que aos outros seja difícil suportar a mudança. Assim, aquela que até ontem esperava por você acordada, agora fecha a cara, a que esperava dormindo compra uma cinta-liga, a que via sete novelas na TV se matricula em sete cursos, a que administrava uma empresa quer viver em um camping, aquela que cuidava da sogra como a sua própria mãe interna as duas em um asilo, a magra vira uma vaca de gorda e a gorda perde vinte quilos. Enquanto isso, são tratadas como "piradas", insatisfeitas, histéricas, ciclotímicas, imaturas, egoístas e, é claro, o pior dos insultos, feministas. Mas nem tudo é preto como a caneta que foi parar na máquina de lavar, deixando cinco quilos de roupa cinza. Muitas mudanças nossas são recebidas com grande alegria por aqueles que nos cercam, como... nosso novo marido ou nosso velho analista. E não foi fácil para as mulheres descobrirem que tinham o direito de mudar. Por muito tempo pensamos que seria melhor ser outra pessoa. Hoje, que sabemos que até a mais resolvida das mulheres rói as unhas, estamos mais satisfeitas conosco. Mudamos o que não nos agrada, e não só as fraldas ou o batom. Conseguimos. Nestes últimos anos, as mulheres mudaram muito. Antes, só estávamos obcecadas para conseguir um marido. Agora também estamos estressadas por exigirmos conquistas profissionais, transtornadas pela culpa provocada pela maternidade e desesperadas para combater a celulite! Alterada? Ah, sim, e com muito orgulho!

ALTERAÇÕES PARTICULARES

Alguns desencontros típicos entre os homens e as mulheres à espera

Algumas diferenças entre os príncipes encantados e os homens

Os homens nunca têm culpa de nada!

Os homens preferem as jovens

Seis regras muito fáceis para enfrentar uma discussão difícil

Algumas coisas que os homens não conseguem compreender

Na hora de dar presentes, os homens se dividem em seis grupos...

Seis coisas que não podemos pedir a um homem

Seis situações clássicas na hora dos pais escolherem o nome do filho

Os seis estados civis previsíveis dos homens depois dos quarenta anos...

As coisas que as mulheres dizem quando não querem dizer o que está errado...

Aquelas diferenças clássicas de comportamento entre casais de divorciados

Os seis segredos do casamento perfeito

ALTERAÇÕES INTERIORES

Seis dicas infalíveis para saber se você age movida pela culpa...

Seis boas razões para ser uma mulher fútil

Alguns sintomas típicos do vírus da primavera

Preferia ter ficado em casa

Tem certeza mesmo de que as mulheres não são machistas?

As seis opções clássicas para as férias

As coisas que nós, as ressentidas, gostamos de ouvir quando não podemos sair de férias

O desespero de esperar um telefonema

Seis bons sintomas de que alguém anda muito mal

Alguns clássicos da visita ao ginecologista

Seis motivos para passar mais um sábado à noite deprimida

Seis boas razões para detestar o Natal e o Reveillon

ALTERAÇÕES PÚBLICAS

Pequenas grandes tragédias na vida de uma mulher

Esse estranho hábito de não perceber que ficamos mais velhas

Algumas maravilhas das mulheres e seus cabelos

Das mulheres e sua inevitável relação com a depilação

As três "antidietas" clássicas do verão

Seis possíveis descobertas na hora de vestir o maio

Temporada primavera-verão: os delírios que o calor produz na moda!

Chocolate! Bombom! Sorvete! Apresentamos as tendências da moda que são um sucesso de bilheteria!

Os progressos da medicina deixaram muitas coisas para trás!

Dize-me que idade tens e te direi que médico visitas

O que é a beleza para uma mulher?

1

ALTERAÇÕES DOMÉSTICAS

Algumas coisas encantadoras para fazer um dia depois das festas de fim de ano

Dize-me que idade tem teu filho, e eu te direi aonde não ir nas férias...

A vida na praia é igual, só que de maio

As coisas que nunca teríamos respondido a nossos pais quando nos diziam aquelas coisas que juramos não repetir para nossos filhos

Alguns dos "não tenho" mais freqüentes

Seis típicos comentários femininos no meio de um jogo

Que bom! Começou a Copa do Mundo!

Ah, como é bom as crianças terem um cachorro!

No que se refere à paternidade, os homens mudaram tanto!

De como os piolhos modelam o caráter de uma mãe

Seis situações típicas do início das aulas das crianças

Essas sensações injustas que os filhos "dele" produzem em nós

Como transformar seu filho em um machão

ALTERAÇÕES DIVERSAS

Algumas delicias proporcionadas pelo telefone sem fio

Seis típicas situações da secretária eletrônica

Seis bons motivos para sentir vergonha dos outros

Essa sensações baratas que as liquidações nos provocam

Esses comportamentos compulsivos das leitoras de horóscopo

Os animais que o horóscopo chinês esqueceu de registrar

Os amigos se dividem em seis grupos

Esses terríveis esquecimentos inesquecíveis

Seis frases clássicas quando querem que você cuide de um bebê

Essas típicas soluções geniais que sempre dão em nada

Aqueles malditos momentos em que a chuva resolve cair

Dize-me o que estudas e te direi como me incomodas

Os seis piores vizinhos em um hotel-fazenda

Seis coisas típicas dos recém-chegados de férias...

Esses momentos insuportáveis proporcionados por uma estúpida caixa de fósforos...

Algumas sensações gélidas proporcionadas pela geladeira

TESTE
PARA MEDIR SEU N í V E L DE ALTERAÇÃO
Muitas vezes damos alguns gritos - desses que fazem o prédio tremer – e imediatamente nos arrependemos. Porque nos sentimos culpadas, porque temos que aturar os olhares assassinos da vizinha do 401, ou porque forçamos a garganta justamente no dia em que tínhamos de ensaiar no coral do bairro. Depois, algumas de nós descem escondidas pelo elevador de serviço, outras pedem desculpas e outras ainda tomam um copo de leite com mel e seis uísques. Mas todas, invariavelmente, nos perguntamos se estamos um pouco alteradas. Deixe a culpa de lado. Livre-se da desculpa do caráter ou dos genes da vovó. ( Não atropele com seu carro quem a trata como louca. Trate, simplesmente, de se conhecer melhor. Pegue um lápis e marque sua resposta para cada uma das perguntas do teste a seguir. Tome outra xícara de chá, some os pontos e verifique seu nível de alteração. E não se esqueça... Alterada, tudo bem. Mas louca, jamais!

1 – Você fica sabendo que seu parceiro a engana. Você: A. Não acredita de jeito nenhum; ele sempre lhe conta tudo. B. Conversa com ele. -■ C. Queima todas as camisas dele e quebra uma cadeira em sua cabeça. 2 - Você descobre o progresso da celulite em suas coxas. A, Como não dói, você não dá a mínima. B. Troca a praia pela neve, o álcool pela água mineral e o analista pela academia. C Nunca mais sai de casa.

3 - Você tem um problema que não a deixa dormir. Você: A. Conversa com o porteiro do seu prédio. B. Liga para uma amiga. C. Fala com seu cão. 4 - Na pressa, você esquece a bolsa em um táxi A. Só percebe três dias depois. B. Chora desesperadamente e conta para todo mundo. C. Rouba a primeira bolsa largada que encontra. 5 - Você conhece um homem que a impressiona. Você: A. Esquece-o em cinco minutos. B. Tenta seduzi-lo. C. Pede o telefone dele e liga a cada quinze minutos. 6 - Você marca um encontro às cegas com um homem. Você: A. Esquece do encontro e dá o cano. B. Vai com uma amiga. C. Apresenta o homem a seus pais. 7- Você vai ao cabeleireiro e fazem um desastre. Você: A. Compra um chapéu. B. Tenta matar o cabeleireiro. C. Se suicida. 8 - Você é convidada para uma festa espetacular e não tem nada para vestir. A. Você não vai a festas. B. Pede uma roupa emprestada a uma amiga. C. Vende a geladeira e compra um vestido impressionante. 9 - Você mora sozinha. E noite de sábado. Você fica sem telefone. A. Pouco importa, pode muito bem matar o tempo com a TV. B. Procura desesperada um telefone público e liga para todos os conhecidos para avisar que está sem telefone. C. Muda de casa. 10 - Você é como um relógio. Sua menstruação atrasa. Você: A. Marca hora com o ginecologista para o mês que vem. B. Sóbe a escada de três em três degraus quarenta e seis vezes. C. Tem um acesso de riso. 11 - Você consulta seu horóscopo em uma revista. A primera coisa que lê é... A. Saúde. B. Amor. C. O da pessoa que mais odeia. 12 - Seu parceiro marca um encontro em uma esquina em uma determinada hora. Você chega pontualmente, mas ele não está. A. Espera por ele uns cinco minutos. B. Meia hora depois telefona só para insultá-lo. C Procura nos hospitais e nas delegacias.

13 - Você se separa e seu ex se casa com uma amiga sua. A. Como conhece o gosto dos dois, manda um presente maravilhoso. B. Você fala com cada um deles em separado para contar todas as coisas terríveis que um não sabe do outro. C. Você dá em cima do pai dela. 14 - Você ganha um concurso cujo prêmio é uma cirurgia plástica. Você: A. Aproveita para corrigir o joanete. B. Sem pestanejar, coloca um par de peitos. C. Fica com a cara do Michael Jackson. 15 - Você se sente sozinha. Decide fazer alguma coisa que lhe permita conhecer gente. Você: A. Se matricula em um curso de ikebana. B. Afilia-se a um partido político ou movimento ecológico. C. Se junta à torcida organizada do Flamengo. 16 - Voce caminha por uma rua escura. Um homem a está seguindo... A. Você pergunta se ele precisa de alguma coisa. B. Se apressa e procura a lixa de unha na bolsa para usá-la como arma caso ele a ataque. C. Sem esperar que mostre suas intenções, se atira sobre ele, arranha e morde o pervertido. 17 - Seu marido comenta que você parece ter engordado uns quilos. Você: A. Concorda plenamente com ele. B. Faz com que ele veja que tem uma barriga descomunal. C. Arma uma cena porque ele não a quer mais. 18 - Você acaba de se casar e descobre que ele é muito bagunceiro. Você: A. Pede desculpas por arrumar tudo. B. Pede uma empregada. C Pede o divórcio. 19 - A paixão entre você e seu parceiro esfriou. Para atiçá-la, você decide: A. Se depilar. B. Provocar ciúmes nele. C. Perguntar se ele é homossexual ou impotente. 20 - No meio de uma discussão difícil, você fica sem ter o que dizer. Então você: A. Escreve. B. Chora. C. Morde. 21 - Se pudesse ser homem por um dia, o.que você faria? A. A barba. B. Xixi em pé. C. Dar uns murros em alguém.

Agora some sua pontuação. Cada resposta A vale 1 ponto. Cada resposta B vale 2 pontos. Cada resposta C vale 3 pontos.

De 0 a 20 pontos: Você não está alterada, está morta De 21 a 30 pontos:
Sua tendência a negar a realidade, somada a uma crescente desvalorização pessoal, a mantém muito tranqüila. Poderíamos dizer que, por seu nível de alteração, você não é uma pessoa perigosa. Mas também não é nada divertida.

De 31 a 40 pontos:
Você está alterada, sim, mas o normal para nossos tempos. Certamente, se encontrasse o homem da sua vida, se ganhasse na loteria e perdesse sete quilos, poderia enfrentar a vida alegre como o borbulhar de champanhe.

De 41 a 50 pontos:
Você está mesmo muito alterada. Seu sistema nervoso governa todos os seus atos, e não muito democraticamente. Calma, tente terminar de ler isso sem rasgar a página. Pense em atitudes intermediárias. Você tende a não ficar nem a favor nem contra, muito pelo contrário.

De 51 a 60 pontos: Você está à beira de uma internação.

SUMÁRIO
04 Palavras da autora 05 ALTERAÇÕES PARTICULARES 06 Alguns desencontros típicos entre os homens e as mulheres à espera 07 Algumas diferenças entre os príncipes encantados e os homens 08 Os homens nunca têm culpa de nada! 09 Os homens preferem as jovens 10 Seis regras muito fáceis para enfrentar uma discussão difícil 11 Algumas coisas que os homens não conseguem compreender 12 Na hora de dar presentes, os homens se dividem em seis grupos... 13 Seis coisas que não podemos pedir a um homem 14 Seis situações clássicas na hora dos pais escolherem o nome do filho 15 Os seis estados civis previsíveis dos homens depois dos quarenta anos... 16 As coisas que as mulheres dizem quando não querem dizer o que está errado... 17 Aquelas diferenças clássicas de comportamento entre casais de divorciados 18 Os seis segredos do casamento perfeito 19ALTERAÇÕES INTERIORES 20 Seis dicas infalíveis para saber se você age movida pela culpa 21 Seis boas razões para ser uma mulher fútil 22 Alguns sintomas típicos do vírus da primavera 23 Tem certeza mesmo de que as mulheres não são machistas? 24 As seis opções clássicas para as férias 25 As coisas que nós, as ressentidas, gostamos de ouvir quando não podemos sair de férias. 26 O desespero de esperar um telefonema 27 Seis bons sintomas de que alguém anda muito mal 28 Alguns clássicos da visita ao ginecologista 29 Seis motivos para passar mais um sábado à noite deprimida 30 Seis boas -razões para detestar o Natal e o Reveillon 31 ALTERAÇÕES PÚBLICAS 32 Pequenas grandes tragédias na vida de uma mulher 33 Esse estranho hábito de não perceber que ficamos mais velhas 34 Algumas maravilhas das mulheres e seus cabelos 35 Das mulheres e sua inevitável relação com a depilação 36 As três "antidietas" clássicas do verão 37 Seis possíveis descobertas na hora de vestir o maio 38 Temporada primavera-verão: os delírios que o calor produz tia moda! 39 Chocolate! Bombom! Sorvete! Apresentamos as tendências da moda que são um sucesso de bilheteria! 40 Os progressos da medicina deixaram muita coisa para trás 41 Dize-me que idade tens e te direi que médico visitas.. 42 O que é a beleza para uma mulher? 43 ALTERAÇÕES DOMÉSTICAS 44 Algumas coisas encantadoras para fazer um dia depois das festas de fim de ano 45 Dize-me que idade tem teu filho e eu te direi aonde não ir nas férias...

46 A vida na praia é igual, só que de maio 47 As coisas que nunca teríamos respondido a nossos pais 48 Alguns dos "não tenho" mais freqüentes 49 Seis típicos comentários femininos no meio de um jogo 50 Que bom! Começou a Copa do Mundo! 51 Ah, como é bom as crianças terem um cachorro! 52 No que se refere à paternidade, os homens mudaram tanto! 53 De como os piolhos modelam o caráter de uma mãe 54 Seis situações típicas do início das aulas das crianças 55 Essas sensações injustas que os filhos "dele" produzem em nós 56 Como transformar seu filho em um machão 57 ALTERAÇÕES DIVERSAS 58 Algumas delícias proporcionadas pelo telefone sem fio 59 Seis típicas situações da secretária eletrônica 60 Seis bons motivos para sentir vergonha dos outros 61 Essas sensações baratas que as liquidações nos provocam 62 Esses comportamentos compulsivos das leitoras de horóscopo 63 Os animais que o horóscopo chinês esqueceu de registrar 64 Os amigos se dividem em seis grupos 65 Esses terríveis esquecimentos inesquecíveis 66 Seis frases clássicas quando querem que você cuide de um bebê 67 Essas típicas soluções geniais que sempre dão em nada 68 Aqueles malditos momentos em que a chuva resolve cair 69 Dize-me o que estudas e te direi como me incomodas 70 Os seis piores vizinhos em um hotel-fazenda 71 Seis coisas típicas dos recém-chegados de férias... 72 Esses momentos insuportáveis proporcionados por uma estúpida caixa de fósforos... 73 Algumas sensações gélidas proporcionadas pela geladeira 74 TESTE PARA MEDIR SEU NÍVE1 DE ALTERAÇÃO

Título original: MUJERES ALTERADAS 2 Copyright © Maitena Burundarena, 1995 Direitos para a língua portuguesa reservados com exclusividade para o Brasil à EDITORA ROCCO LTDA. www.rocco.com.br CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte. Sindicato Nacional dos Editores de Livros. M193m Maitena, 1962 – Mulheres alteradas 2 /Maitena: tradução de Ryta Vinagre. - Rio de Janeiro: Rocco, 2003 principalmente il. / Tradução de: Mujeres alteradas 2 ISBN: 85-325-1560-2 1. Histórias em quadrinhos. I. Título. 3.567 CDD-741.5982 CDU - 741.5(82)

Os pneuzinhos na cintura, o telefone que não toca, a meia que desfia, a sogra que se intromete, as crianças que se agarram pelos cabelos, as contas que se empilham, o sucesso que fracassa, o homem que não aparece, o que desaparece e o que parece não ser. Sem falar da depressão, das suspeitas, da angústia, da desvalorização, e, certamente,... da culpa! Este livro tem a solução para esses temas inquietantes? Não. Nem a psicanálise, o taro, a meditação transcendental, as runas, os florais de Bach, o psicodrama, os mapas astrais, a pirâmide energética... E ele é, sem dúvida, muitíssimo mais barato. Com um sorriso, você se sentirá aliviada ao descobrir que o que acontece com você é o mesmo que acontece com milhões de mulheres. E, com uma lágrima, aceitará que os homens têm razão: nós, mulheres, somos todas iguais. Ou quase. O que nos diferencia é o grau de alteração. Além disso - e esta é uma oferta imperdível - incluímos um Teste com o qual você poderá medir seu grau de alteração. O seu caso é histeria ou desespero? Angústia oral ou fome? Você é tão louca como seu marido diz? Não esqueça... Alterada, você pode ser, mas boba, jamais!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful