Você está na página 1de 32
Apresentação de Resultados do 4T14 e do ano de 2014 11 de março de 2015

Apresentação de Resultados do 4T14

e do ano de 2014

Apresentação de Resultados do 4T14 e do ano de 2014 11 de março de 2015

11 de março de 2015

Apresentação de Resultados do 4T14 e do ano de 2014 11 de março de 2015

Desempenho Financeiro 1

Em R$ milhões

213,0 210,1 207,8 51,7% 49,7% 48,7% 191,5 191,5 181,9 41,3% 34,8% 107,5 105,9 102,4 30,6%
213,0
210,1
207,8 51,7%
49,7%
48,7%
191,5
191,5
181,9
41,3%
34,8%
107,5
105,9
102,4
30,6%
79,0
66,7
55,6
45,6
33,9
33,4
14,1%
13,8%
12,3%
11,3
9,9%
9,4% 3,2
6,6%
4T13
1T14
2T14
3T14
3T14³
4T14 -6,2
Receita Líquida
EBITDA
Lucro Líquido

832,3

-6,2 Receita Líquida EBITDA Lucro Líquido 8 3 2 , 3 794,2 794,2 50,9% 47,0% 48,4%
794,2 794,2 50,9% 47,0% 48,4% 665,5 44,1% 42,3% 462,8 403,1 350,2 339,0 335,7 217,4 14,1%
794,2
794,2
50,9%
47,0%
48,4%
665,5
44,1%
42,3%
462,8
403,1
350,2
339,0
335,7
217,4
14,1%
14,7%
12,3%
172,6
151,5
6,6%
6,6%
92,2
81,7
64,3
2011
2012
2013
2014
2014³
Margem EBITDA (%)
ROIC²

4T14/4T13

4T14/3T14 3

2014 3 /2013

CAGR 11-14 3

Receita Líquida

-13%

-5%

-5%

20%

EBITDA

-46%

-30%

-13%

17%

Lucro Líquido

-114%

-155%

-53%

-4%

1 Reclassificado excluindo a unidade de negócio Serviços Industriais, para efeito de comparação. ² ROIC: Retorno sobre o Capital Investido. 3 Excluindo itens não recorrentes de R$ 21,7 milhões do lucro líquido e R$ 14,5 milhões do EBITDA no ano de 2014, dos quais R$ 12,3 milhões no 3T14.

2 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

do EBITDA no ano de 2014, dos quais R$ 12,3 milhões no 3T14. 2 Apresentação de

Receita líquida total de R$ 181,9 milhões no 4T14

Rental

46%

Por unidade de negócio Infraestrutura 29% Edificações
Por unidade de negócio
Infraestrutura
29%
Edificações

25%

Por tipo de serviço Vendas 10% Outros 7% Assistência técnica 1% Locação 82%
Por tipo de serviço
Vendas
10%
Outros
7%
Assistência
técnica
1%
Locação
82%
Vendas 10% Outros 7% Assistência técnica 1% Locação 82% 3 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

3 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Vendas 10% Outros 7% Assistência técnica 1% Locação 82% 3 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

Temos uma ampla base de clientes

Temos uma ampla base de clientes Indicadores Infraestrutura Edificações Rental Mills % Receita 2014

Indicadores

Infraestrutura

Edificações

Rental

Mills

% Receita 2014

29%

25%

46%

100%

# Clientes

377

2.065

4.083

5.798

Top 10 Clientes (% receita)

38%

20%

12%

16%

4 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

5.798 Top 10 Clientes (% receita) 38% 20% 12% 16% 4 Apresentação de Resultados 4T14 –

Redução de R$ 11 milhões do EBITDA entre trimestres

Redução de R$ 11 milhões do EBITDA entre trimestres Evolução EBITDA Em R$ milhões 90 80

Evolução EBITDA

Em R$ milhões

90

80

70

60

50

40

30

20

10

0

79 3,6 8,4 0,3 4,6 8,9 3,0 55,6 1,1 2,3
79
3,6
8,4
0,3
4,6
8,9
3,0
55,6
1,1
2,3
60 50 40 30 20 10 0 79 3,6 8,4 0,3 4,6 8,9 3,0 55,6 1,1

5 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

60 50 40 30 20 10 0 79 3,6 8,4 0,3 4,6 8,9 3,0 55,6 1,1

Média histórica de PDD da Mills é 2,3% da receita líquida

Média histórica de PDD da Mills é 2,3% da receita líquida 6,0% Evolução Provisão para Pagadores
6,0% Evolução Provisão para Pagadores Duvidosos Em % sobre receita líquida 5,3% 5,0% 4,2% 4,0%
6,0%
Evolução Provisão para Pagadores Duvidosos
Em % sobre receita líquida
5,3%
5,0%
4,2%
4,0%
Ex rebaixamento
de crédito
3,0%
Média 2010-2014
2,1%
2,0%
1,7%
2,0%
1,0%
0,3%
0,0%
2010
2011
2012
2013
2014

6 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

2,0% 1,7% 2,0% 1,0% 0,3% 0,0% 2010 2011 2012 2013 2014 6 Apresentação de Resultados 4T14

Fluxo de caixa positivo de R$ 116 milhões em 2014, dos quais R$ 119 milhões no 2S14

Fluxo de caixa livre 1

dos quais R$ 119 milhões no 2S14 Fluxo de caixa livre 1 200 116 100 74
200 116 100 74 45 11 - 2010 2011 2012 2013 1T14 2T14 3T14 4T14
200
116
100
74
45
11
-
2010
2011
2012
2013
1T14
2T14
3T14
4T14
2014
(31)
(13)
(100)
(154)
(200)
(219)
(300)
(340)
(400)

7 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

1 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais menos caixa líquido aplicado nas atividades de investimentos

A Mills investiu R$ 172 milhões em equipamentos para locação em 2014, dos quais R$ 17 milhões no 4T14

para locação em 2014, dos quais R$ 17 milhões no 4T14 Capex ¹ Em R$ milhões

Capex ¹

Em R$ milhões

499 36 413 18 324 267 15 163 292 20 131 199 161 27 90
499
36
413
18
324
267
15
163
292
20
131
199
161
27
90
185
104
105
60
19
106
74
47
51
48
2010
2011
2012
2013
2014

Rental60 19 106 74 47 51 48 2010 2011 2012 2013 2014 Edificações Infraestrutura 8 Apresentação

Edificações19 106 74 47 51 48 2010 2011 2012 2013 2014 Rental Infraestrutura 8 Apresentação de

Infraestrutura51 48 2010 2011 2012 2013 2014 Rental Edificações 8 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

8 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

¹ Reclassificado, excluindo unidade de negócio Serviços Industriais, para efeito de comparação.

Perfil da dívida

Endividamento 1

em R$ milhões

745

194 552
194 552
194 552
194 552
194
194
194 552
194 552

552

194 552
194 552

Dívida bruta

Caixa

Dívida líquida

745 194 552 Dívida bruta Caixa Dívida líquida Cronograma de amortização da dívida 1 em R$

Cronograma de amortização da dívida 1

em R$ milhões

231 206 194 184 144 137 134 174 150 106 106 65 38 72 57
231
206
194
184
144
137
134
174
150
106
106
65
38
72
57
38
34
31
27
Caixa
2015
2016
2017
2018
2019
2020
Juros
Principal

Linhas de crédito disponíveis¹ ,2

Utilizado

R$ 64,5 milhões

Não utilizada

R$ 505,6 milhões

9 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

¹Em 31 de Dezembro de 2014 2 Empréstimos em descoberto + Linhas de crédito bancário assegurado

Indicadores de dívida

Indicadores de dívida EBITDA/Resultado financeiro 8,9x 8,0x 7,1x 6,1x 5,2x 4Q13 1Q14 2Q14 3Q14 4Q14 Dívida

EBITDA/Resultado financeiro

8,9x 8,0x 7,1x 6,1x 5,2x 4Q13 1Q14 2Q14 3Q14 4Q14
8,9x
8,0x
7,1x
6,1x
5,2x
4Q13
1Q14
2Q14
3Q14
4Q14

Dívida líquida/EBITDA

1,6x

1,5x 1,5x 1,5x 1,5x 4Q13 1Q14 2Q14 3Q14 4Q14
1,5x
1,5x
1,5x
1,5x
4Q13
1Q14
2Q14
3Q14
4Q14

Covenants da debêntures:

(1) EBITDA/resultado financeiro maior ou igual a dois; e (2) Dívida líquida/EBITDA menor ou igual a três.

10 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

igual a dois; e (2) Dívida líquida/EBITDA menor ou igual a três. 10 Apresentação de Resultados

A nova estrutura organizacional visa aumento da eficiência

operacional e de sinergias entre as unidades de negócio

Infraestrutura e Edificações

Nova estrutura organizacional

Infraestrutura e Edificações Nova estrutura organizacional CEO Comercial Comercial Operações Engenharia Rental
CEO Comercial Comercial Operações Engenharia Rental Infraestrutura Edificações Manutenção Projetos
CEO
Comercial
Comercial
Operações
Engenharia
Rental
Infraestrutura
Edificações
Manutenção
Projetos
Movimentação
e controle de
estoque
Operação de
Campo

11 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Movimentação e controle de estoque Operação de Campo 11 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

Ações para mitigar risco com as empresas que estão

atualmente sob investigações

com as empresas que estão atualmente sob investigações • Ser mais seletivo nos contratos de locação

Ser mais seletivo nos contratos de locação de equipamento

Priorizar obras com menor risco de paralisação

Diminuir ou manter exposição de risco de crédito de clientes

Diversificação de carteira de clientes

Fortalecer relacionamento com empresas de porte médio no mercado de

Infraestrutura

Ampliar participação no mercado não construção na Rental

Preservação de caixa e redução de despesas que não comprometam a

operação

12 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

de caixa e redução de despesas que não comprometam a operação 12 Apresentação de Resultados 4T14

Rental Desempenho financeiro

Em R$ milhões

60,1% 57,7% 55,8% 54,9% 98,6 97,2 97,3 91,0 83,9 39,6% 58,4 56,0 55,1 50,0 18,2%
60,1%
57,7%
55,8%
54,9%
98,6
97,2
97,3
91,0
83,9
39,6%
58,4
56,0
55,1
50,0
18,2%
17,8%
16,2%
14,5%
11,5%
33,2
4T13
1T14
2T14
3T14
4T14
Receita Líquida
EBITDA
33,2 4T13 1T14 2T14 3T14 4T14 Receita Líquida EBITDA 56,3% 55,7% 370,8 53,4% 357,3 53,0% 253,5
56,3% 55,7% 370,8 53,4% 357,3 53,0% 253,5 201,2 196,7 175,4 141,2 18,2% 18,2% 16,5% 11,5%
56,3%
55,7%
370,8
53,4%
357,3
53,0%
253,5
201,2
196,7
175,4
141,2
18,2%
18,2%
16,5%
11,5%
93,6
2011
2012
2013
2014
Margem EBITDA (%)
ROIC¹

4T14/4T13

4T14/3T14

2014/2013

CAGR 11-14

Receita Líquida

-14%

-8%

4%

28%

EBITDA

-41%

-34%

-2%

28%

1 ROIC: Retorno sobre o Capital Investido.

13 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

-34% -2% 28% 1 ROIC: Retorno sobre o Capital Investido. 13 Apresentação de Resultados 4T14 –

Taxa de utilização aumentou em detrimento de preço no 4T14

Taxa de utilização aumentou em detrimento de preço no 4T14 100 90 80 70 60 50

100

90

80

70

60

50

40

30

20

10

0

Evolução da Receita

em R$ milhões

3,8 11,7 0,8 91 83,9 Receita Volume Preço e Outras Receita 3T14 locado mix receitas
3,8
11,7
0,8
91
83,9
Receita
Volume
Preço e
Outras
Receita
3T14
locado
mix
receitas
4T14

14 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

100%

80%

60%

40%

20%

0%

Taxa de Utilização

Em %

Média 2014 = 63%
Média 2014 = 63%
de Resultados 4T14 – 11/03/2015 100% 80% 60% 40% 20% 0% Taxa de Utilização Em %

Fonte: Mills

Reconhecimento do nosso trabalho: fomos novamente

indicados para IAPA Awards

nosso trabalho: fomos novamente indicados para IAPA Awards 2015: Entre os três finalistas para o prêmio

2015: Entre os três finalistas para o prêmio

“Pioneira de acesso motorizado”

2014: Prêmio na categoria “Centro de

treinamento IPAF do ano”

Prêmio na categoria “Centro de treinamento IPAF do ano” 2012: Prêmio na categoria “Empresa de locação
Prêmio na categoria “Centro de treinamento IPAF do ano” 2012: Prêmio na categoria “Empresa de locação

2012: Prêmio na categoria “Empresa de

locação do ano”

ano” 2012: Prêmio na categoria “Empresa de locação do ano” 15 Apresentação de Resultados 4T14 –

15 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

O setor de construção é o principal usuário de acesso

motorizado no mercado brasileiro

Receita por uso

4% 11% 17% 17% 20% 16% 19% 16% 51% 17% 73% 67% 64% 63% 45%
4%
11%
17%
17%
20%
16%
19%
16%
51%
17%
73%
67%
64%
63%
45%
Mercado
Mills
United Rentals
United Rentals
Ramirent
brasileiro
(pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC)
Ramirent brasileiro (pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC) Outros Spot Indústria Construção 16 Apresentação de

OutrosRamirent brasileiro (pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC) Spot Indústria Construção 16 Apresentação de

Spotbrasileiro (pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC) Outros Indústria Construção 16 Apresentação de Resultados

Indústriabrasileiro (pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC) Outros Spot Construção 16 Apresentação de Resultados 4T14 –

Construção(pré-fusão RSC) (pós-fusão RSC) Outros Spot Indústria 16 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

16 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Fonte: Mercado brasileiro 2014 , estimado pela Mills; Mills 2014; United Rental 2014; e Ramirent - 2014

Fonte: Mercado brasileiro – 2014 , estimado pela Mills; Mills – 2014; United Rental – 2014;

Houve o ingresso de 4 mil máquinas no mercado brasileiro

de equipamentos motorizados de acesso em 2014

brasileiro de equipamentos motorizados de acesso em 2014 40 30 20 10 0 Frota de equipamentos

40

30

20

10

0

Frota de equipamentos motorizados de acesso

em milhares de unidades

100%

34

30

80%

60%

21

45%

16 43% 11 31%
16
43%
11
31%
de unidades 100% 34 30 80% 60% 21 45% 16 43% 11 31% 38% 40% 8

38%

40%

8

100% 34 30 80% 60% 21 45% 16 43% 11 31% 38% 40% 8 20% 13%

20%

100% 34 30 80% 60% 21 45% 16 43% 11 31% 38% 40% 8 20% 13%

13%

0%

2009

2010

2011 # Máquinas
2011
# Máquinas
2012 YoY (%)
2012
YoY (%)

2013

2014

17 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

0% 2009 2010 2011 # Máquinas 2012 YoY (%) 2013 2014 17 Apresentação de Resultados 4T14

Fonte: Mills

Segurança - Vetor de crescimento do mercado motorizado de

acesso

- Vetor de crescimento do mercado motorizado de acesso Principais causas de acidentes fatais em construção

Principais causas de acidentes fatais em construção

Queda

Eletrocussão

Impacto

Esmagamento

19% 12% 10% 5% 8% 8% 4%
19%
12%
10%
5%
8%
8%
4%

35%

BrasilImpacto Esmagamento 19% 12% 10% 5% 8% 8% 4% 35% EUA 18 Apresentação de Resultados 4T14

EUAImpacto Esmagamento 19% 12% 10% 5% 8% 8% 4% 35% Brasil 18 Apresentação de Resultados 4T14

18 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Fonte: (1) EUA: Osha dados de 2010 e (2) Brasil : BOLETIM SIRENA - Análise de Acidentes de Trabalho -N° 2 - janeiro a dezembro de 2010, dados de 2010

Segurança - Vetor de crescimento do mercado motorizado de

acesso

- Vetor de crescimento do mercado motorizado de acesso Número de acidentes por tipo de equipamento

Número de acidentes por tipo de equipamento de acesso

EUA 2010-2011

1.889 403 277 233 72
1.889
403
277
233
72

Escadas móveis

Veículos com plataforma elevatória, niveladores de cais, rampas e mesas elevatórias

Andaime fixo

Andaime com rodinha

Plataforma aérea

19 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Fonte: HSE HandS-On Statistics Data Tool

Produtividade - Vetor de crescimento do mercado motorizado

de acesso

- Vetor de crescimento do mercado motorizado de acesso Preparação: montagem de andaime dura 2 dias
- Vetor de crescimento do mercado motorizado de acesso Preparação: montagem de andaime dura 2 dias

Preparação: montagem de andaime dura 2 dias

com 8 pessoas

Operação: estrutura fixa dificulta acesso a certos pontos

Operação: estrutura fixa dificulta acesso a certos pontos Preparação: em 1 minuto e meio atinge altura

Preparação: em 1 minuto e meio atinge altura de

trabalho

Operação: flexível, fácil de operar e manobrar

20 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

de trabalho Operação: flexível, fácil de operar e manobrar 20 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

Expansão geográfica - Vetor de crescimento do mercado

motorizado de acesso

- Vetor de crescimento do mercado motorizado de acesso Evolução do número de unidades da Rental

Evolução do número de unidades da Rental

30

26 17 16 14 4 4 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
26
17
16
14
4
4
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014

21 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

26 17 16 14 4 4 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2 1 Apresentação

Infraestrutura Desempenho Financeiro

Em R$ milhões

Infraestrutura – Desempenho Financeiro Em R$ milhões 58,6 49,9% 50,2% 55,5 46,2% 52,5 51,9 51,0 41,2%
58,6 49,9% 50,2% 55,5 46,2% 52,5 51,9 51,0 41,2% 31,0% 29,3 25,6 25,6 19,2% 21,4
58,6
49,9%
50,2%
55,5
46,2%
52,5
51,9
51,0
41,2%
31,0%
29,3
25,6
25,6
19,2%
21,4
17,9%
16,3%
16,3
13,3%
9,9%
4T13
1T14
2T14
3T14
4T14
Receita Líquida
EBITDA
217,0 211,0 48,5% 49,8% 43,9% 174,1 42,1% 131,6 108,1 88,9 84,3 19,2% 57,8 17,2% 9,9%
217,0
211,0
48,5%
49,8%
43,9%
174,1
42,1%
131,6
108,1
88,9
84,3
19,2%
57,8
17,2%
9,9%
12,1%
2011
2012
2013
2014
Margem EBITDA (%)
ROIC¹
 

4T14/4T13

4T14/3T14

2014/2013

CAGR 11-14

Receita Líquida

-10%

1%

-3%

17%

EBITDA

-44%

-24%

-18%

15%

1 ROIC: Retorno sobre o Capital Investido.

22 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

-24% -18% 15% 1 ROIC: Retorno sobre o Capital Investido. 22 Apresentação de Resultados 4T14 –

A redução de taxa de utilização entre trimestres foi

parcialmente compensada por efeito positivo de preço e mix

parcialmente compensada por efeito positivo de preço e mix Evolução da Receita em R$ milhões 100%

Evolução da Receita

em R$ milhões

100%

60 1,6 2,6 1,6 50 80% 40 60% 30 51,9 52,5 40% 20 20% 10
60
1,6
2,6
1,6
50
80%
40
60%
30
51,9
52,5
40%
20
20%
10
0%
0
Receita
Volume
Preço e
Outras
Receita
3T14
locado
mix
receitas
4T14

Taxa de Utilização

Em %

Média 2014 = 68%
Média 2014 = 68%

23 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

4T14 Taxa de Utilização Em % Média 2014 = 68% 23 Apresentação de Resultados 4T14 –

Fonte: Mills

Características do backlog 2015 1

Por Origem PPP 13% Público 40% Privado 46%
Por Origem
PPP
13%
Público
40%
Privado
46%

24 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

46% 24 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015 Por setor Outros 13% Indústria 32% Infraestrutura 55%
Por setor Outros 13% Indústria 32% Infraestrutura 55%
Por setor
Outros
13%
Indústria
32%
Infraestrutura
55%

1 Receitas esperadas para 2015 dos contratos já assinados até 31 de dezembro de 2014

Os investimentos de infraestrutura situaram-se entre 2,0 e

2,5% do PIB nos últimos 25 anos, abaixo do estimado como

necessário para apenas sua manutenção

do estimado como necessário para apenas sua manutenção 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 0,0 Investimentos

6,0

5,0

4,0

3,0

2,0

1,0

0,0

Investimentos de infraestrutura

em % do PIB

5,4 0,46 2,13 3,6 0,24 2,5 1,47 2,4 2,3 0,80 2,2 0,21 0,21 0,15 0,19
5,4
0,46
2,13
3,6
0,24
2,5
1,47
2,4
2,3
0,80
2,2
0,21
0,21
0,15
0,19
0,8
0,76
0,74
0,43
0,67
0,5
0,50
2,03
0,73
0,64
1,48
1,1
0,90
0,63
0,62
1971-80
1981-89
1990-2000
2001-10
2011-12
2013

Esgoto e Saneamento0,62 1971-80 1981-89 1990-2000 2001-10 2011-12 2013 Energia Telecomunicações Transportes 25 Apresentação de

Energia1990-2000 2001-10 2011-12 2013 Esgoto e Saneamento Telecomunicações Transportes 25 Apresentação de

Telecomunicações

Transportes2011-12 2013 Esgoto e Saneamento Energia Telecomunicações 25 Apresentação de Resultados 4T14 – 11/03/2015

25 Apresentação de Resultados 4T14 11/03/2015

Fonte: Relatório Credit Suisse sobre Infraestrutura no Brasil “ The Brazilian Infrastructure: It’s ‘now or never’ ” de julho/2013 e Inter.B (2013)

Investimentos em infraestrutura são prioritários o país. Entretanto, há grande incerteza em relação ao prazo de sua realização.

grande incerteza em relação ao prazo de sua realização. Exame - Balanço 2014/2015 Sobratema - 2014

Exame - Balanço 2014/2015

Sobratema - 2014 - 2019

BNDES - 2015-2018

Projeção de investimentos no Brasil

em R$ bilhões

643 1.013 830 598 1.509
643
1.013
830
598
1.509

Infraestruturano Brasil em R$ bilhões 643 1.013 830 598 1.509 Total 1.772 Fonte: BNDES – Dezembro

Totalem R$ bilhões 643 1.013 830 598 1.509 Infraestrutura 1.772 Fonte: BNDES – Dezembro 2014, Sobratema

1.772

Fonte: BNDES Dezembro 2014, Sobratema 5ª Edição 2014, Anuário Exame 2014-2015, dados de 1.565 obras

Edificações Desempenho Financeiro

Em R$ milhões

Edificações – Desempenho Financeiro Em R$ milhões 59,5 58,8 54,2 48,6 48,6 45,4 42,8% 39,4% 31,5%
59,5 58,8 54,2 48,6 48,6 45,4 42,8% 39,4% 31,5% 25,2 23,5 17,1 15,7% 13,5% 8,1%
59,5
58,8
54,2
48,6
48,6
45,4
42,8%
39,4%
31,5%
25,2
23,5
17,1
15,7%
13,5%
8,1%
7,7
6,7%
6,5%
6,1
3,8%
2,1%
0,4%
4T13
1T14
2T14
3T14
3T14¹
4T14
-9,6%
-4,7
Receita Líquida
EBITDA
258,0 238,0 47,7% 42,4% 212,4 212,4 36,4% 155,8 30,4% 23,6% 113,4 93,8 15,7% 14,3% 64,6
258,0
238,0
47,7%
42,4%
212,4
212,4
36,4%
155,8
30,4%
23,6%
113,4
93,8
15,7%
14,3%
64,6
66,0
50,1
8,1%
2,5%
0,4%
2011
2012
2013
2014
2014¹
Margem EBITDA (%)
ROIC²

4T14/4T13

4T14/3T14¹

2014/2013

CAGR 11 -14

Receita Líquida

-16%

-6%

-18%

11%

EBITDA

-64%

-20%

-47%

-9%

Taxa de utilização manteve tendência de queda no 4T14,

parcialmente compensada por efeito positivo de preço e mix

parcialmente compensada por efeito positivo de preço e mix Evolução da Receita em R$ milhões 100%

Evolução da Receita

em R$ milhões

100%

60 50 80% 4,8 0,1 1,7 40 60% 30 40% 48,6 45,4 20 20% 10
60
50
80%
4,8
0,1
1,7
40
60%
30
40%
48,6
45,4
20
20%
10
0%
0
Receita
Volume
Preço e
Outras
Receita
3T14
locado
mix
receitas
4T14

Taxa de Utilização

Em %

Média 2014 = 60%
Média 2014 = 60%

28 Apresentação de Resultados 4T14 10/03/2015

4T14 Taxa de Utilização Em % Média 2014 = 60% 28 Apresentação de Resultados 4T14 –

Fonte: Mills

Lançamentos e vendas recuaram em 2014, com provável

impacto negativo na atividade de construção em 2015

impacto negativo na atividade de construção em 2015 Total de lançamentos 1 em R$ bilhões 100%

Total de lançamentos 1

em R$ bilhões

100% 35,0 32,1 29,8 80% 30,0 60% 25,0 23,4 21,3 40% 19,1 20,0 20% 15,0
100%
35,0
32,1
29,8
80%
30,0
60%
25,0
23,4
21,3
40%
19,1
20,0
20%
15,0
10,1%
7,6%
0%
10,0
-20%
-18,6%
5,0
-40%
-33,7%
-60%
-
Var. (%)
Lançamentos (em R$ milhões)
Var. (%)

2010

2011

2012

2013

2014

100%

80%

60%

40%

20%

0%

-20%

-40%

-60%

29 Apresentação de Resultados 4T14 11/103/2015

Total de vendas 1

em R$ bilhões

30,0 27,9 26,6 25,0 25,0 22,7 20,0 20,0 15,0 9,8% 4,7% 10,0 -18,4% -19,9% 5,0
30,0
27,9
26,6
25,0
25,0
22,7
20,0
20,0
15,0
9,8%
4,7%
10,0
-18,4%
-19,9%
5,0
-
Vendas (em R$ milhões)

2010

2011

2012

2013

2014

1 Cyrela, Direcional, Even, Eztech Gafisa, Helbor, MRV, PDG, Rodobens e Tecnisa. Fonte: Relatórios operacionais da Companhia e Mills

Em 2015, o PIB da construção civil deverá apresentar redução semelhante à do ano anterior

deverá apresentar redução semelhante à do ano anterior 15% 10% 5% 0% -5% -10% Evolução PIB

15%

10%

5%

0%

-5%

-10%

Evolução PIB Variação anual (%) 2009 2010 2011 2012 2013 2014* 2015* PIB Total PIB
Evolução PIB
Variação anual (%)
2009
2010
2011
2012
2013
2014*
2015*
PIB Total
PIB da construção civil

30 Apresentação de Resultados 4T14 11/103/2015

Fonte: Bacen e estimativas Ibre-FGV para os dois períodos

Estágios de industrialização do processo de construção

Estágios de industrialização do processo de construção S i s t e m a Tradicional com

Sistema

Tradicional com madeira

Tradicional com aço

Tipo Deck

Mesa Voadora

com madeira Tradicional com aço Tipo Deck Mesa Voadora Ciclo entre atividades de concretagem 15 dias
com madeira Tradicional com aço Tipo Deck Mesa Voadora Ciclo entre atividades de concretagem 15 dias
com madeira Tradicional com aço Tipo Deck Mesa Voadora Ciclo entre atividades de concretagem 15 dias
com madeira Tradicional com aço Tipo Deck Mesa Voadora Ciclo entre atividades de concretagem 15 dias
Ciclo entre atividades de concretagem 15 dias 7-10 dias 6-8 dias 4-7 dias Mão-de-obra 30
Ciclo entre atividades
de concretagem
15 dias
7-10 dias
6-8 dias
4-7 dias
Mão-de-obra
30 operários
20 operários
12 operários
10 operários
necessária 1

31 Apresentação de Resultados 4T14 11/103/2015

1 Aproximadamente 800 m 2 Fonte: Téchne Magazine, Junho de 2012 e Mills

Mills - Relações com Investidores Tel.: (21) 2123-3700

E-mail: ri@mills.com.br www.mills.com.br/ri