Você está na página 1de 1

O MENINO POETA

Jayme Caetano Braun


Este menino poeta
De leno, bombacha e bota
Que dentro da idia brota
A poesia mais baguala
No ombro penduro o pala
E saio a procurar a festa
Quebro meu chapu na testa
E entro pra dentro da sala.
Essas pilchas que hoje eu uso
Meu pai me deu de presente
ta que eu fiquei contente
Quase chorei de alegria
Eu senti naquele dia
No meu corao menino
Brotar no pampa sulino
Minhas Rimas, versos e poesias.
por isso que hoje eu falo
Mais nesse Rio Grande adorado
que as coisas do passado
Que dentro do peito sai
E as coisas que hoje vai
Olho no verde pampa
Notem bem em minha estampa
Puxei por meu velho pai.
Este menino poeta
Este poeta menino
Hei de seguir o meu destino
At o fim de minha existncia
E se um dia eu sentir ausncia
Do pago que amo tanto
Hei de dizer em cada canto
Como te amo, querncia.