Você está na página 1de 2

FAO TUDO BEM?

Descrio
Podemos afirmar que um conflito, como quando duas pessoas se
chateiam, nunca culpa apenas de uma das partes. Pode ser que
uma tenha mais culpa do que a outra, mas em muito poucos casos
apenas uma que tem toda a responsabilidade.
Aceitar a responsabilidade no conflito ajuda a pessoa a crescer
emocionalmente.
Vais de seguida ler vrios exemplos de conflitos. Vejamos se
consegues identificar a quota-parte de responsabilidade de cada um
dos intervenientes.
Exemplo 1
A Maria pede por favor ao irmo que lhe empreste o seu leitor de cd,
e o Jorge, o irmo, responde que no. Cinco minutos depois, o Jorge
sai com um amigo, a Maria pega no leitor de cd dele e utiliza-o.
Quando o Jorge chega, encontra um cd de msica da Maria dentro do
aparelho. D-se ento conta de que a irm utilizou o aparelho e fica
muito aborrecido com ela.
Pensa no seguinte
A culpa toda da Maria, por utilizar o leitor de cd sem
permisso?
Porque que o Jorge no lho emprestou, j que no necessitava
do aparelho naquele momento?
Exemplo 2
O Anglico pede ao amigo que lhe guarde a capa porque quer ir jogar
um pouco de futebol. Quando o jogo termina vo para casa, mas o
amigo do Anglico esquece-se de lhe devolver a capa e ele fica sem
poder fazer os trabalhos de casa. No dia seguinte, repreendido pela
professora por no trazer os trabalhos feitos. Em consequncia disso,
fica muito chateado com o amigo por no lhe ter devolvido a capa.
Pensa no seguinte
A culpa toda do amigo do Anglico, por se ter esquecido de
lhe devolver a capa?
De quem era a capa? Quem que quis ir jogar futebol?
Exemplo 3
Este exemplo fala dos pais.

H quinze dias, a Marta e o Carlos foram ao mdico porque o Carlos


andava com dores nas costas. O mdico marcou-lhes um dia e uma
hora para fazer um determinado exame. O Carlos pediu Marta para
apontar a data e a hora na agenda, e ela assim o fez, mas enganouse no dia. Quando apareceram para a consulta no mdico, a
enfermeira disse-lhes que no tinham marcao para aquele dia, e
eles deram-se conta do engano. A marcao j tinha passado.
Reflecte sobre as seguintes perguntas
A culpa toda da Marta, por se ter enganado a apontar a data?
No podia ter sido o Carlos a apontar e a hora? A quem que
di as costas?
LEMBRA-TE
Nos conflitos do quotidiano, a culpa nunca de uma pessoa s, sendo
necessrio reconhec-lo para no nos aborrecermos. No caso de nos
termos chateado, admitir a nossa quota-parte de responsabilidade
tambm nos ajuda a fazer as pazes.