Você está na página 1de 37
ALBERTO CARLOS ALMEIDA A cabega do eleitor Estratégia de campanha, pesquisa e vitoria eleitoral 38 EDIGAO. sumario ‘agradecimentos prefécio Imrodugso capitulo 1 ‘Acpnio pie ensna: hi lies posses de sre veriés, cutasimosses (omareting nS fax més) ~ quem mands 60 eto capitulo 2 (canidato em busca de um manda. ler em busca de alga ‘uefa o que el precisa, amo as das coisas se combina cepitulo3 Pasuisa dopo, ingrensae pla capitulo 4 ‘Aamosva capitulo 5 Oquestansio capitulo 8 Owatalno de campo capitulo? Aandie do restodos ” 6 19 17 17 ma capitulos Ove och or ove saber para vai ma pesquisa de oii anexo Poss do Dato Posguisa do OataUtt exis do Vox opt Psuisa do tone Po agradecimentos |AMINHA TRAJETORIA COM ANALISES DE PESQUISAS ELEITORAIS, CONDL: fo de penquisas de opinito © parlpaso Junto ao comando de campanhas letras comesou em 1996, com o eno veretdor Comte Bitencourtem Ni ‘ex (R)-A le, primeir agradecimento. De nto aprend mit com at ‘nas diversas psoas envolvidas com apollice:aadémicos, ox priprios pl cm, jomalisas, alunos, penou interna por polica«penpicaze quanto | 0 fancionamento de uma campanha eletor. Albeo Suonenberg ener ‘mult de polite de govern, venhoaprendendo muito com cle dee 1998, Lule Henigue Bahia fi mea profesor na gus, ums pewoa xremamen- ‘te pelea quando ao funconamento da polica Agradejo ao meu peimelo lente de prquss qualia, o ent deputado Sega Cabral, que depois de petcorrer um longo cainho fo eto governador do Rio de Jno em 2006, Viti dienes me dram a oportinidede de aprender sobre opinio p= ‘ica ¢compreender or principals ftores que lnflunclam uma elegios Wa Singron Reis, Saudade Brag, Nein Borner, Aparecids Panne, Alsit ‘Correa, Janda Fephall, Palo Mello, Roseele Brasil, Sandro Matos, Rober- to Pee, fis Resende, Akon Via, Déio Le ongsinagt da midi pare tldos politicos, Agradego a eles ao apenas pela chance de entender melhor a ‘aber do lett, mas também pelo fato de cerem cedid viiosbancos de dads utlzadosexlustvaente em sus carpankas cleioris para que ete liv fose prepara. ‘Virlosacadémicoscontiburam para que eu paste» compreender mehor a opinito piblica: Jaro Nicola, Fablano Santos, Cliforl Young, ZalroB. Chebub e Gilucio Dillon Soares so alguns que ndo deri deixar ‘de mencionr. capitulo A} “Eu nunca ful entrevietado em uma pesquis de opiniso” NAS DECADAS DE 198 E90, UM DOS POLITICOS MAIS IMPORTANTES DO. Puls noperfodo, Leonel Brizol, cca pblicamente, ¢ com fren, a emis de ope poten, perguando ae eecres ve es via ido ‘urevisados em alguma pesquisa dese ipo, Como as pesquisa se baslam em tours, pena um percental mute pequeno dot eores enteviado, Por Iso, a resposa mals comum dpergunts de Brzola ea “nt. Vejamos um cal simples. Se, no muniipo de Sto Paulo, fo eizado um ttl de 100 pes- uss, cada uma com mil ences, es nenbum eer responder dus ou sls pesqulsas, enté serio entrevstados 100 mil eetores. 0 eetorado do ‘municipio de Sto Paulo em 2000 er de sproximadarente7 mites de eeto- ‘es, Asim, a probabldae de alguém ser entevsado em urna da 100 pesgui- ssrcradespena 4 Brizola portant demonstrou que coahei os prncpios tion Em epi, praetor cenlosorendor, tans os domietos nls ‘eden que tena popula dene, esorln-ee un cers mero de d= clos nos quae oF enreviadores eo que ral nevis (Cae rua que, até exe ei de soreo, nose flou em pesos ou In- vidos, mas em unidades terrors ou scat muniiplos, stores censtros ‘ domicios. Numa amosra por conglomerado, o entevistador,chepindo 20 Amici tem que seguir uma regs par slecionara peso a er entrevista, importante slentar que nfo compete 20 entrevsador decidir que peson deve er etrevistads ele deve apenas seguir 2 repr de eleyo ft definida pla ‘crondenagio da pega. Uma maneia de faze eles ror os mori ores de eda domicliosrtado pela data de natcimentoe entevisar aque cuja data ever mai pedsima da data de ino da peg. Asegurese, asm, ‘alestoredade no sotto do entrevista. "Notes que a craters dos indiduoe a erm entevistados— tam bm dos que compdem a populassoperqusad (00 nso cemplo, a popuasio ‘clin brasier) ~ no precisa ver conhecidas nem ates nem durante 0 po- ‘eno de seep da amorra. A Gnas informagtes necessrias referee 8 unidadesgegriica eso mais eels de ote, Waka ope ang ma enti lhl ‘tS Sona ton einen gre Seton og mca Acatng o ator ‘Amostra por cotas ‘Todas as modalidades de amowta f spreenadasperrencer 8 grande fafa as amonras probabilities. A amosta por cos, 0 contri, prence 40g po das nio-probailitias* Na relidade ela € pinlpl ip deamon nfo- probabil, endo muito utitda no Brasil na realingso de indmers ‘modalidades de pesquisa, ene as quae sedexacam at pesquisa de opinifo por bie ede incengho de voto. [Naamoutra por coras € neces divide populayo em subgrupor— como hhomem e mulher, brancoe nego, eolrdade alte eacolaiade bans, fren, adultos ¢ doses eaeularotamanhoproporcional de ada um, Em seguia, precio define o nimero total de enrevita sere eta divides de cor do com as proporgSes encontraas para cada um dos sbgrupos da popu ‘Asim, por exemplo, se na populasto ase etdada hi 59% de mulheres 47% Ade homens ete 0 niimero total de entrevias de qutrocents, entio deverio ser enrevitados 212 mulheres (53% da amos) e188 homens (479 daamor tra. A mesma logic se eplia 20s demas subgrpose também a cuzamentoe de subgrupos. Ou se, se exirem 3396 de mulheres de excolaridade bata na popula, este deve sero perental de mulheres de ecolaidade bana na most, e assim por diane nas demaiscombinagSee de ubgrupon. [Na sleso da pessoa ase entrevisada entrevinador deve excheraquela ‘qe preencher as craters da coapredterminadse que el tek que cum- pric quando esiver oletando or dados. Pr exemplo, um enteeistador pode et ‘que enrevistar cinco mulheres de exoaridade bea e quatro de xsaridade ta. Néo importa que pewoa seri eclhida prada a entrevista, Basta que t= nha as craters defini na cota, No final da colt de dado, 0s oma ‘trabalho de todos os entrevisadores, a amostra tert as mesma propor: de populasto no que tange Bs varies excolhdas pra defini a ots, SS ae ‘Siteoe pe ctl one ep Eas ‘Uma das anges da penguin por cota ¢ aio cut liad rapide Hi, pest, dus dervantgens importantes: Uns dear que ented ona ‘enreviado,o qu pode reular em vis Par que io cor, apes decum- rida coreamente as cots da moss baa que verge o spit: aver ‘oa arateria da popula que no spare da cos, mar qu tj corte ncaa com a informasio que se deja ober: eb) que o entrevistadores te maicamenteentrevstem mal eas com ex cacti. Por exemple 4 cor no fie pare da cot, mas apenas a, ade eecoadade, 6 0 bron ‘ure deforma bem diferente dos egos, muito promvelmente 0 resultado da quis presenta vise rdos or entevisado fore nepos (ou bens). ‘A outa desvanagem & que, come o enrevinadorvemptecumpre a cota, sende a haver uma subzepresentagso na amos das pesos dics de er en- contrat. Notese que ea ils pode corte at mesmo numa amosta prob bile, desde que um determinado némero de nidadessorendat no sje fcimeneencontado eno se insists em entrevista evs poe, ‘Tamanho da amostra, margem do erro intervale de confianga ‘Una da informer maisciseinadas wb peu deopinio €a mano de ‘me Com menot Vlad do que mage dee, prvavelente porque ‘eendmeno menor inno, intra de confi também ua nfo uit ivy, Todava, em ambos or cus, o concumiores de penguie © 6 ‘gande iblico de modo pr compreendem sens pclmente ds noe. “Marge de ero" e"incervalo de confang” so ds noghesconeta Por iso, precsam ser exlicadase comprcndids er conjunt. Vjamos de ‘mancra breve as du defies + Margom deer: dix 0 guso ero a erate da amos cl ou ex em selagto a parimeno da populaio, * Inert de confange: ia que percental de todas a8 amos poses satin a margem de eo ‘Acsone taor ‘Assn, quando vain que a margem deer & de rts ponts percents para cima par bisa e que intra de conned 95%, ee femando (que, se na amosta um candidat ter 30% das intenger de voto (mbes ‘ene nero € «ett amos, na populago ee candidat deve te nte 27% 33% das intents de vor. Além dio, como o intra de conan ¢ ‘4 959%, uma em ca vine penguis fas com a mesma metodclogi poste- ‘mentee apreentar um reslado fra da margem deer. Em outa pala ferro de uma peaqus,ente vot reladat (io € uma probabildade) sed ‘maior do que ut ontoepecencsis para cima ou par alo ‘Camp chamar a tengo pan sguns elementos serantes deve exemplo, Primico, oer amestal enteral de coafanga so os Instruments que Fe rmtem fer una eimatva. O exemplo anterior € uma eximativa do parimeto «4s poplaso sedan eratiia amos, Nios deve enqucer que opare- ‘wo € sempre um valor deconhecidaSé ar pequs eet podem se cone das (er un medio validada, no jrgo tno) mediante compres com oF revlados da eg; e, mesmo asim, apenas as pequas de boca de urna ou ‘quel eta imediatamene anes do peo. a chamada valdao externa Segundo, sexta de ineraos de confinga (que podem ser alors ou menos, masse extiro}) é2admisso de que acléncla pode fare de (que « probabildade de ocortoca dems faha pode ser nimada. A rigor. oi terval deconfianga €a mance enlca de fae aseguinteafirmagio: mesmo realizando-se peut totalmente cones, coordenadas por pesos absolut mente hones equliicada do ponto de visa telco, cnda asim a peu pode apresentarum ruled sigifiativamente endo A probabildade de iso scontecer¢pequena, mas exe eefetivamenteocorte "Texecom elisha que exam tando pena doer amo. Eeo- smu que idadior figural inasets com os esos de pqs pro- ponham o aumento do amano da amos vendo a edz amarge dee. Ta propos ncompleaseinalentes, posto que rediiam apenas o eo amor trl jtamente a margem de eno que sebamor de defi, Ocore que oe nk ttl (tad ns cps 364) pode lear a esas muito mai disants do pute da popuaeo do que o ar amour E nbn que wn eo ied ma dil de ser desta conto, Em sums, 0 eo amoral éspens pare oer da peng ~ muita wee parte menos grave © meno problemi, ‘utras manciras dose dara mesma inlormacio [No exemplo dado antsormente, no qual pegs uns marge de ‘er de tts pomos perennial de confans de 959% eo andiato tem 30% das imtenger de veto it mesma informasto pode ser dada de iat mancine + Em 9596 de var as amonma poe «eats amostal sumed ‘alors em um nero de mat menos tits pono erent do pr ame ds pops. + Apesgi tm uma marge de eo de mat ou menor ts pontot pr cea 95% de confags, + Com 95% de confana«proporto de todos os detors que ito Your ‘no candidat encontrese no inter exaitico de 0.30 o— 0.03, [A margem de ctr 0 Intra de confanga de wma penguin so, em gran- depart, fangs do tamanho da amonts Se farm intro de config ‘en 95% eaumeacarmos 6 tamanho da amor, a margem dee diminulré (ego deve. Ma fitarmos a margem de ro em ts pontos percents sumentarmos o tamanho da amosta, 9 interval de confings amen (algo também deve. Abela mow, para ts diferentes Intervals de confan- £5 (999, 9586 € 90%), as respetvas margens de eo, de aordo com o tame ‘ho da amos O grifico 1 apresenta os dados da abel, com a vantage de toenat mals ineulivos os gas margnasdecrecenter ns redusio da margem ecrzo em fangs do aumento da amos, Acsbepe date Tabola 1 Tamanho da amosta, Intervalo de conflangs © margem de erro Gratco 1 ‘Temanho da amostra, interval de confianga e margem de ero Pode-epereber questo expreivos os ganhor em temos de redusto da smargem de ero de uma amosta de tamanho 100 até umn amertt de ama sho 750, para qualsquer dos iatervalos de confangsapresentados. A pati e750, ees ganhos so bem menores. Into sugere que, consderando-se © sumento de castor asciado a0 aumento do nimere de entevitas, hi um ‘eteminado tamanho de amosta panic do qual debs de er provetouo ‘contnuar aumentando, Osnimerosctados tab dea claro que € posse er dfrentes co binages de marpem de ero intervals de confines pra um mesmo nimero de carevitas.Tomemos uma amosra de amanho 400, Neste civ, o eto pars 9996 de conanea& 6.5 poncos percents, 49) para 95% de confanga 41 par. 50% de confine, Asi, um coondenadar de penis nccrupulowo pode dopa as seus objeivos, para um némero fxo de env, « marge de cero que melhor lhe conver ~ceremente aqua que lhe permit afrmar que sua pesquisa fcou dentro da margem dee Vale notar qu, nas moses grande, a dferenar entre st marge et pa cada icra de confanga no menores do que nas moses poquenss Meso assim, « margem de eo de uma prqsss com Interval de confines smuloe (99%, por exemple), pars o mesmo tamanko de amowtra sect sempre ‘maor do ques margem deere de ums pesquisa com um interval de confi menor (95%, por exemple) Para conclu, conwéo seers um ponto important. As mrgens de eo ov inervalos de confanga ql apresentador so vidoe pra a amos probabi lia simples Para ours tpor de amosta probably, & com ser nese sto covigie as margens de ero (pars os mesmor intervals de configs ‘spreentada) em Fangio do ee do dseao ds amon (dein ef). Ean moss ndo-probabliaiss, no pore calcula margens de oles los de confanga,podese apenas einarempsicamente os seus vale cag tar ies pra entender as afirmagbes sobre ‘margom de eo e greu de conianga + Asconchise acres da margm de eo edo inter de confiang ap cams sempre popula, jamais aos. + Asi send, a conchae acre da populgso nunca sto rrlmente cea, nunca ete absolut, ‘A imprenn contr diva apenas 2 marge de eo. Quando io scontce, mpc um itera de conan de 95%. + Quando desu uma margem de ero menor om © mesmo intrvao de conbangs, deve-e aumento tamanho da amos. Quando se que 9% deinrerla de confangs deve cea uma mar gm de cro malor do que ullnds pas 959% de confange HA uma ‘compensa ente margem de ero ele de confine. ‘Amostras na prética ‘Vejamos agora, paso paso, abort de duas amostrs (plo Daa par dus penquls difrentes, A piel 6a amos pars © municipio do Rlo de Jeneiro que o DataU waliou mas psquss de pinto politica e intensio de ‘vot formed ars Jorna do Braille Ameria Olive no ano 2000. E uma {mostra por cots portant, nto-probablistica. A segunda amosta probable tia, de sbrangtncla edu fol eaborad pra uma psqust aeadémica wobre ‘eles aii contatda pelo Centro de Esredore Apo i Populages Mar inaindas (Corp nancads pola Fundato Ford ‘Amostra por cotas Come je vn amon por cots no-probebitc. me 40 po vtlindo or todos or grande incite de pq par rain pexquas clitoral At th opi as Yrs etre x dean nmetns de ad nai se ta for utlzada em apenas uma etapa da sel dos eatrevsados, if to se pode ‘masa em asa probabiliic Primero vamos arolar todas 8 eapas a erm cumprids para caborsio de amowra. Em agua, cada apa sec eratada de modo mais detalhad, Para ‘bce uma amos por cas, devs dros egunts pasos 1, Define que vv so elevates paso extudo plana; elas forme Ho as ots. No caso de pesqulsas letras as vases elevants S20 sex, idadeeecolaridade,além de local de moradiaemuieiploem que dlr worn. 2, Obteros dos cenision com ot ximerosabsoltos efeenes varie ‘es eolhidan Em ge cos dado so proddos plo TEGE. 3, Calealr as proporses as varies par a populaso. No iso das pe ims eer, a populsfo perquinds sf o eletores de um muni lo, de um edo odo pal 4, Defiir amanho da amos, 5. Malpliaz as poportes de cada vive obra ou ocuzameno desas pelo (amet dh nvr Bn ohn © mor detent pr ci. Passo 1: Dein as vridvels elevantes pare o esti parejada sto els que fo (© pesqutador deve sempre buscar uma amosra que sj epreenatva da, popula que ele quer pesqulssr: Asim, como a popula & 9 elezorado do ‘municipio do Rio de Jncr, para que ums amos sj epresentativa dese _eltorado cla tem de sprvencar at mesma propor; de sexo, fia eka ni ‘el de exclaridadeextente a popula. Alm dio, cu proporges deve Act estar ser desaregadss por unkdadergeogrifcas. No cto dena amarta la eo of Aitcto da cidade, que tém o nome de eis administra, segundo a Pre- fecur do Rio de Jane. Se, por exemplo, orem reazadas entrevista n0 die tego de Copacabana (tengo, dissto égegraicamene maior do que bat), dove-o busca a segue informacio: quanta mulheres de25 34 anos extem ‘no dirt de Copacabana como proprio de todo o eletordo da cidade. © meamo se plea 4 nels de excolardade, que podem er rus ou to com sexo iade, No cua da amos agul decid, a cota de xoardade€conto- luda em separado de sexo ead, ets, sim, ¢ qu so cra, [Notes que como no Bra o voto ¢abrgetdoe universal, supde-se que a popula acima de 18 anor ja toda componta de eleores O voto a fal tavo pars analabetos, pemon de 16 © 17 ano es com mals de 70 anos. No ‘momento daentevita,perpunt-seaoenreistado sik ou do vou as le ‘hes Sea report for nko, ebviamente nto te fra eerevia Noe ples onde ‘0 voto ako ¢obrgatro, & necesroetimar a probublldade de abengio dor Aierentessegmentos do decordo. Passo? Ooterce deds coeisis com os ndmoros bsoutos oferta s vars ves ezcatids, ‘O IBGE disponibis so pblico or dador referents 2 sex, Hae esol tidade de todos or municipios do Br, desgregados por diferentes ditetos - ade, foram wslzados apenas 25 disutos, como mos 0 qua 2: important regiarar que muitos dslos tn os mess nomes de vio ‘tos mas so mai abrangentes que or bairrosquelevam 0 mesmo nome. Por ‘outro ldo, mt baltton que nfo aparece ma lista de disritos eto incldos fem slgum distro da cidade. Por exeplo, obnro Larancrs condo 90 ‘ist de Botfoge. Resumindo: toda a cidade do io de Jane est conta ses 25 dition, xcetuandose Paquth ‘arcada dst dacdae i dador absclutos de san eee de escolaridade (sir dio do manpo€ Barge em o spun pel ii por sx: or sexo faxas de dado [No woul, Bangu vm 415,70 cleores, 0 que corresponde a sproximads mente 10% do eetrado do municipio do Rio de Janeiro? Dos eer re- denver em Bangs que eno ns faa dor 25 2 34 anos de dade, 55.060, por ‘exemplo, so mulheres © 51.46 so homens. Além dee dado, necesrioob- te, pia. o mesmo distro, 0 nGmero absolto de pesos pertencentes «cada nivel de excolaridade. Taela3 ‘Noma ends do dit de Beng wicaichectinass ES oc ia Steel Sere De todos os eletores de Bangu, 37.428 nko tém ier, 205.024 remo primiro completo esti por dice. A daborasi ds amos ter ue repe- proporgies que sero obidas dos nimerotabeoluorapresetados:pro- oro de dletores por ditto, poporo por fa de vero eiade nes de ‘ecaaidade. fo paso sepunte na caborci da amos Passo 8: Caleular as propre as varies para a popula Eat paso do cileulo da amos é bastante simples edict, Obido odor ‘snes abvoluos, por dso, faa de dade cxcalaridade sexo, divider se exes nimerot peo elitorado total do municipio do Rio de Janeiro que, de scordo com ot mesmos dor ds contagem de 1996, ra de 4.003975. Ou sj se dvidmos ott de elekors de Bang pelo toa deeleitores do municipio, ‘ncontaremor 10.38%, Da mesma mans, of outoe alors abso neon teador para Bang (er, Kade ecolrdade), pat odor or dermal dation, so dviidos pelo amanho woul do eletordo. Com iso sS0 encontadas a propores para todas as vari. A tbe a segir presenta a proporser, esenn edad, eesoardade pra Bangu eas proporSes de entevisas que de- vem se reaizadasem cada drt da cdade Vale lembrr que ser preci inet para ada dito o mezmo qu se fe para Bang no ques referee rs acid ‘wis oclodemogefcs da cot, Tabolad Proporeo de eleitores do ditto de Bangy, por saxo # ida ‘como proporedo do elitorado total de Bang Acie aae Tabola 5 Proporta dare dot de ang, po nl eeclnde ‘como proporeso do slltorado total do Tabola 8 Proporgio de slitores dos 25 dietritos do municipio do Ro de Jansiro como proporet do sletaredo total de municipio Passo &: Oso tamanbo da amosta ara se defini tamanko da amosta€necesrio que o coordenador da pesquisa eipule ue margem de ero e que intrvalo de conflanga desi. [Nie hi ciclo enatistico que permita ober o tamanho da amostra no caso de amostas nio-probabiliccts, Por iso, clcul-e © tamanho para uma mostra probabilstica simples edfine-te que et sek tamanho da amos 0a por cots, Na eabela 1, eto definidos os tamanhos de amosta para ‘exch combinasio de margem de ero intervalo de conan. Assim, nosso ‘remplo sed para uma amosra de 3,1 pontos percentuis de margem de trro« um interralo de conflanga de 9595, 0 que significa uma amosra de rail aos asso 5: Multipia spropargies de cada varie obi ou ocruzamento des tas, pelo taenho da amasta, Assim so btém onmer do entrovits or ot. ‘Maltplleando-o nimere de enzeitas da amosta ~ mil pels propor soba para Bang, emor o resultados apresetados na abel 7: Tabola7 Numero de entrevista no distro de Bang Taboia8 [Nomero de ontroviat no distro de por nivls do escolaridade Auabepa de dater Tabola 9 Nomero de entrevstas om cada um dos 25 disttos ‘do municipio do Rio de anciro (© mesmo precisa sr feito para todos or dirt do municlplo do Rio de Janeiro. Ao fim x0 cabo, quando frem somadas toda as entevias por fat deser eid, e por esoaridad, a propor oat coinidirio com a me ‘mas proporgesreferente 20 eleltorad derodoo municipio. “Anda come parte da amor, énezesero dsb as entrevista por one tos de coe esplhados por toda cidade. Exe 80 soreados, e cada quipé tem de realizar no minim 10 eno mismo 15 entevistas por pono. Cad di- ‘wt tem um determinado nimero de pontos de eoea (mero exe proporco- ‘al a algum nero iter ene 1015), nos quai as entrevinas 46 poderio Ser reazadas com moradors dos bio daqule sito ‘Avaments por cots apresentam vais, sobre o mesmo tema. Agande erenga ocore ett a amostin por cots ea probabliic, na qual oeatevi- ‘ado sonteado, no tendo dev enquaatem qualquer pel de sexo, Made, ‘ecolatidade, ou outa varie de iuerese. A seguir, veremos ma pri ene ‘ipo de amore, ‘Amostra probabilstica sem substtuigfo ‘Aamostaprobabilinica nunc ¢ wld em pains eleora. Mas pode er mito im peu de meade exadémica Amadeo, €a coda amor ta probable que tere de parle pra avai o demas pos de amos. Primer, veremosas etapasa rem cumpedas pars caborario da amosta sco segue, cada etapa ver tratada de forma mais devahada, Para we obter tira amour probable, deve et aos or epunts puss: 1, Deni o bjeivos da pequiso que se desea aber. Neste explo 2 moses devenhada para uma pesquisa que tem por tema 2 lags ‘his ea populagso que se dsj epresentar€ ade adultos residents no Erado do Rio de Janeiro. Tambée é preciso defini a vais de inc ree para aandive, Anti podese saber se algum segmento popu fo deve ser obre-representadoo culo da amosta 2, Divi on extentos para. o sora da amos 3, Definiro umanho da amosts. ‘4 Definir ot procedimentos de sro eri Passo: Defi os objets da pasquss—0 qu se desea saber - eos varies fe interess pra a aie (© primeiro pan ¢ dvi, mas fundamental para a eaborago da amon, © exempleclhido éo da peut reilzada plo Data para 0 Cento de ‘Apoio«Essudos das Populagbes Margnalizadas (Cea, eiancinda pela Fun ago Ford, qu eve como objetivo produ informajes sobre a opines 08 ‘aloes da populgioadulta do Exeado do Rio de Janeiro no que tange sea (es racns ~elags extents entre ae populaSes de cores diferentes. ‘Uma vez defini o objetivo da pegs, podese afrmar que a amostta teh de rpresentar a populagto adults do Estado do Rio de Janeiro. Sabese tinda que «opin de brancos, patdose negro (segundo cassia do IBGE) ¢ fundamental para a psgult.Iao pore, no caso de relaes aca, ‘Aesop aor pode heer difeensa ede ito hi ~entzo que pensam a psoas de diferen- {er cones quanto algun arpecton dat reagent eer grupos soci. Comno ‘1 populgso do Extado do Rio de Janeiro hi uma proporio bastante rose de pesoa das ts cores da clasfcaio do IBGE, uma sees alestiia dor cntevisadosprovavelmentelevria i mexmas proporsse na populass, todas las edoqundes prs «anv eed, [Note se ques, por exemplo, of brancosrepresetasem apenas 196 da por pulago do Exido, ums amosrs letra de 1200 caro ender slecionar 12 brancot. Se o objetivo Fosse fer um andine que comparase « oplaiio de trance, parse negros, certamente lo sera impostel com apenas 12 canoe, ‘Aum, os brancos tram de ser sobrerepesentados na amosta. ise € um cxemplo hipotico, que xagera diealdade de representa uma popula peck, mas mule comum na reaidade de uma peagisa. "No cao da pengula sabre rage cia fl necensrosobre-representat 0 inerior do Estado do io de Jani. Sea mostra fose sortenda consider dose a proposes das populates do interior soma a popula da repo ‘metropolitans, © niimero de enrevistarrezadas no interior ndo permit fine alguns ips de andl entainea dos dados. A dsribuigo ral da popu lagio€ de 30% no ntror€ 70% na Regito Meropolicana. Neamosta fram, fetor 359 de enrevistar no interior «65% na RM. Consderando-seo tema analsado —religber racials aaliou-e que a opiniso das pesca do lnelor (das et cores) dein ds opinito dos mermos grupos soci residents naca- pital ou na RM, Ps testo, fo precio enti sobresepresenar «popula (#6 do interior do Esado na amosra* Quits deciso importante fo garantie qu, na capital, 17% dos store cen- ldo sores Fosse fives (179 ds populato do muniipo do Rlo de Je- ‘cio cede em fel). Ea dsb tmouse neces porque 0s 17% cule a scl setors ens de um ttl de 35 stores mente par cap: ‘al Se tose segura exe nero de stores para fv, ens est pode ‘iam earcom meno dese um sori, que nS seria devel pura inaidade hu penguin, Apr dene procedimento, convém sublihar que onimere de en- ‘wv relia em fives ofl ufene para pei inedniseaiviea pur. popup eveads O objeto fo apenas grants ques pops das ‘el ease conrtment eprsentads ma amon como un ode. Passo 2 Dein os exrto para sorta ca amosta Defineme o estos pars osorteo da amotraconierandoe dua cot ‘a ) as variveis elevates para exper events diferenas na opnit dat psoas eb) a lformagberdsponie paras elaborasso da amos. Caso uma leas informagSeedisponivei foe uma lita com o nome de cada adultos dence no Exado do Ro de Janeiro, poder-e-simplesmenteemburalae ata de nomese sre at pesoat que seria enteitadat com bas em algum = tio que asegurase a aleatoriedade. Mat mio existe uma lita asim. Por ino, eve recorer a outros procedimentos pra osrtlo "Ni hua lia de nomex, ma exe uma ia de oie eogrdicas, mun sips, sors censrios, domi, tbe informagsssabreor stores cen tos come a xcaladade mld do chef de domi. Adema, oie pot {ue opinio das pesos aoa de dives temas 0 das relates cal apenas tum dees rade acord com algumas dem aries menconads pee QUE ‘moran em munis menos desemelvides pnsam de mani dente daque- las que ride em munkpios marcos no mesmo munkl, pessoas qu es dem embalos mal préspeos dopa diferentes ds que moran em bios, als pores €0 mesmo a aplica outa varie Seguindo esa liic, os esas escolhidos foram: replies gross do rado do Rio de Jane, muniepigcasifcados segundo um indiador de ‘ques (PIB per pte) sores censtios clasificados mbm de acordo om um indeador de riguea. As regis geogréfca do Estado (ou regis de smostrgem) defini foram: caer ear ‘+ rmuniclpio do Rio de Janeiro (spt do Estado), = mpi Metopotianes = tegito Sera e das banada Horne = ries Cento-Sul, Méio Para eda bla daha Grande, + reides Nore e Nooent 420 3: Deir 0 tamanto da amosta Define-eotamanho da amosta antes de nila o taba de campo. 0 ‘vordenador da perqulst¢ 0 re=ponsivel por iso. Quando se define o tama tho da amosra, levar-seem cont o spite fore: cust, intervalo de confiangae margem de ere da peaqulss, alm do tipo deaalite que ve dest teat, Numa situagio ineal na qual o custo no constiusse problema, {quanto malor a amostra melhor. Contudo, o orgamento disponivel para a reallzagio da pesquisa 0 pimeicocondionante, eo mas important, part ‘to sobre eulado da pexqui ~ alg nem sempre percebido com crea plo ‘gande plo, por omalitay,delsorespblios, clientes comporavose po tor uuiros de peqults Formlapfe diinas de uma pergunta com o me ‘mo conteido podem lear a eulados completamente diferentes e até mesmo poses, Vejamos como atu do govern federal pode ser aralada mediante erga corres, mas bem dns ene a: 1. Na opaiodoe (9) ogre Fernando Henigue tem do dino tem, im 0 pte? Reino W)Ruim Regular Bom rine NSINR (opyte de respona) 2, Neopia dae) (0 geno Fenando Henrique tm somo, town, rel, rl ou plsino? Owsinds aves CULT agaT ERICH ORI Nerapiot cage do ttar ‘3. Naopinitodo()s(, ogovermo federal em sido imo, bom, rulm ou pes? [A primeia pergunta nfo fornece so entevitado a opso “replat” em sox formulate, Prém, se quser responder “repula” hi no questonéro ea op- fo de respsta. Ou sj sponta regular” €csponnen Na segunda formal {os opto “epular € menconada ao enreviad en ect ekima, 28 Traliagerapresentadas cle oat mesma da primeira perguna, mas expe to povern Federal subutial“governo Fernando Henrique”. Nos ts cao, 0 (que se quer saber como a tuo do goveno€avaliada, mas €razve imag ‘ar que a rts pergunta, eas no mesmo peiodo, em pesqusts com a mess rmerodologi, podem leva resultados bastante diferentes, “ho fim dese capitulo, Rca claro pars oleitor qua frmlagio do questi dro afta os resultados de una peels que, por so, mts ves ees po dem ser "“abviados” de mancia stl. Asim, o eosumidor de pesqulss pode ter levado a acreditarem resultados que nem sempre refte a sitagSo “el” ds opinto pica no momento em que a pesqus fl rezada? Por que formular um questionério? dbvio que rod pega é ealzada paras bteriformagbes sobre um deter ‘minado tema ou questo. Todvia, pode set mals epeiicoeafirmar que un (questionrlo de pequsa tem um objetivo bem definide elzar meds de ‘aries ou concetos, Para cada vaivel existe uma perganta corespondente [que mensua. © quae | presenta, atulo de exemplo, uma lt de varées as perguntas cotespondente que podem ser utlaaas pas med Ra at ape umn ma aa pc oop om a TiESo epatpin mrergc poy eopte en demise Ro cons Down Seto pon ree onaaneet re [Notes expos, as vaives to carseat medi, simple. Mas © 56 len de mia eligi, se dear mensra nivel de eigiosiade? A questo, ae cv, € que indindores utilizar para meio nivel derlgosidade, Nos rados Unidos, por exemple, uma des prgunts uslaadas pare mei ari didade éa feqhtncadeeitara da Bibi. Exe indicador aver no sea ade- (gndo para realidade bra em Fg das diferentes rads de expresio dhs reiginidade, No Beil ao contro dos Ecados Unido, imager de sun toro de pusagens bbl (lilo, apargSs er) ais importante do que a ‘manfeseap religion exit (0 que nfo supreende,dadoro densa hi tics deeclariago entre ox ds paises). ‘Bae campo tra de mani icing, a difuldade deiner ceras mis, coma ina a ja eon, Vira medio objet de acoradasconsovdr- {is Como media doposign de um consumider par compar um determinado rode plement peruntando ale arta de ft Numata de uel pode armas qu compar, ras ma aidan eat dspos as. ‘Como menrar a facade difeuldade) de penuairas psoas a mada de Atego tar oping em rela a produto, polos ownage? Esa medio nada tem de Simple Ox exemplor de medigies dle e comple e malic. ‘Caberegintar que eter medigs mals els e mas die maine menos scuradss em alguns csoy até meamo ead. Na linguagem cet, toda medio procura ser alld confide. Modis adda €aquela que made ease mente @ que deve ser medido, Do memo modo, o instrument wtlado pare moira variével temperatura é um termémero, «nfo um barber, a pergunc, {gue mensura a vardvelincengio devo no 64 mena que mede a arte re filo. Medici confide é quel que fornace euladostmehants quando Fite fom « mesma metodologia (ou metodlogis smelhant), mas por diferentes ‘poguliadors: Quando dois instttor de perqulesefruam uma pesquisa eet- fal amoral pot mesmos dias, mas or restador diverge muito, desconisae ‘que um dees ou 01 dls ees aprezntando 0 resultado erado, Em outs prlavas, plo menos ua das mediges nfo sei clentificamente cone ar ence convém enfin que oF questions, como parte integrate de peaguisan so concebidos pars rena edies. Eas meds devem st ‘to-envciadas. Medici enveiada€ agua que favorecesematicamente de- terminadosresladon ess nogfo~ de vis - que deve orienta a cborcso