Você está na página 1de 1

1 de 1

25

Lisboa recorre ao QREN para


construir sete novas escolas e
melhorar outras 80
22.04.2008

O Plano de Expansão e Modernização das Escolas de


Lisboa, a concluir até 2012, prevê a construção de sete
novos estabelecimentos e melhoramentos nas condições
em outros 80 equipamentos, com um investimento de
43,3 milhões de euros.
O plano foi ontem apresentado nos Paços do Concelho e
abrange 91 por cento do parque escolar de Lisboa,
recorrendo a diversas fontes de financiamento,
incluindo o Quadro de Referência Estratégico Nacional
(QREN). Na sequência do diagnóstico feito pela
autarquia, 26 escolas foram identificadas como
prioritárias. Numa segunda fase serão abrangidas 54
escolas pelas obras de beneficiação, sendo que o
objectivo é ter este plano concluído em 2012. As sete
novas escolas têm um investimento estimado em 15,5
milhões de euros.
Dezenas de escolas vão beneficiar de obras parciais, de
remodelação geral, modernização das cozinhas ou
arranjos exteriores, sendo que uma parte significativa
necessita de concurso público, o que torna o processo
bastante mais moroso.
O presidente da autarquia, António Costa, afirmou que
para as sete novas escolas foi alcançada uma parceria
com o Ministério da Educação para financiar três dos
estabelecimentos e sublinhou a urgência de aprovação
em assembleia municipal da Carta Educativa do
município, para poder avançar uma candidatura ao
QREN.
"O primeiro prazo de candidatura termina em Junho,
temos de ter a Carta Educativa aprovada para podermos
entrar logo. Lusa

Achou este artigo interessante? Sim

http://jornal.publico.clix.pt/main.asp?dt=20080422&page=25&c=A