Você está na página 1de 1

Vozes do céu

Por Joaquim Letria

http://sorumbatico.blogspot.com/2010/01/vozes-do-ceu.html

INDEPENDENTEMENTE do que creio, gosto de percorrer diversos templos, de


diferentes credos, e observar o modo como sacerdotes e crentes se
interrelacionam, de modo a que uns se aliviam e outros se responsabilizam, todos
nas mãos de Deus. Talvez aqueles que mais me impressionam sejam os ortodoxos,
com os seus coros, vozes de baixo sentidas e música igualmente profunda.

Em Moscovo, amigos meus devem ter ficado com a impressão de que eu seria
profundamente religioso, por estar sempre a perguntar as horas dos serviços
religiosos que depois acompanhava. Ignoravam eles que era pela beleza do rito que
diariamente seguia aquela liturgia que um dia me fora recomendada por Melo
Antunes em Sofia, numa visita oficial à Bulgária, onde me nasceu este apego ao
ritual ortodoxo.

Aqui há tempos, a mesma curiosidade levou-me à abadia de Westminster onde


pude ouvir o arcebispo de Cantuária falar com a sua voz modulada de homem,
dizendo frases normais, sem lugares comuns nem palavras vãs.

A voz dos sacerdotes anglicanos soa a voz de maridos com formação de homens,
no que muito diferem do tom de flauta rachada, e impessoal, da maioria dos
clérigos portugueses. Terão eles de falar assim?!

«24 horas» de 12 de Janeiro de 2010