Você está na página 1de 3

O QUE ESPERAR DE UMA CONSULTA DE HOMEOPATIA

É frequente as pessoas ficarem na dúvida, quando de uma primeira consulta de Homeopatia,


relativamente ao que devem esperar da consulta...

O que devem ou não dizer...

Que exames devem ou não levar...

Por esse motivo, julgamos importante lançar alguma luz sobre o assunto de forma a que todos
fiquem mais esclarecidos.

Explique de forma correcta e detalhada todos os seus sintomas...

Eles transmitem informações importantes acerca de si e do funcionamento geral do seu


organismo e, só assim o Homeopata poderá ficar com uma ideia correcta de como é enquanto
ser único.

Para tal, é imprescindível que observe o seu organismo com alguma atenção pois ele
transmite-lhe constantemente informaçõesimportantes.

Procure relatar todos e quaisquer sintomas, por mais peculiares que lhe pareçam...

A Homeopatia baseia-se na semelhança entre os sintomas que os pacientes manifestam e os


sintomas produzidos pelos remédios homeopáticos durante a experimentação em pessoas
saudáveis pelo que embora um determinado sintoma possa parecer estranho, mas pode
específico a determinados remédio e marcar toda a diferença na opção de tratamento.

Tenha em atenção as "modalidades" dos seus sintomas...

Ou seja, de que modo aparecem, quando melhoram ou quando pioram.

Vá fazendo um pequeno resumo antes de ir ao consultório, será assim mais fácil não se
esquecer de nenhum detalhe importante.

Aqui ficam alguns pormenores que deve ter em atenção:

Em que horário do dia ou da noite costumam surgir, piorar ou melhorar os seus sintomas?

Tenha em especial atenção a forma como reage às condições climatéricas como mudanças de
estação, alterações do estado do tempo, ao sol, ao vento, à chuva, à humidade, às correntes
de ar, etc.
Anote a relação do movimento com a melhoria ou a agravação dos seus sintomas. Eles
melhoram ou pioram com o exercício físico, no início dos movimentos, ao subir ou descer
escadas,etc.

Analise a posição em que os sintomas aparecem, melhoram ou pioram. De pé, sentado,


deitado, deitado sobre os lados, etc.

Observe como reage aos estímulos externos. O tocar, esfregar, apertar, a claridade, os
barulhos, a música, as conversa, os odores, etc.

Registe a melhoria ou agravação dos seus sintomas em relação às refeições, antes, durante, e
após; aos alimentos frios ou quentes, sólidos ou líquidos. Registe igualmente os seus desejos
ou aversões alimentares, bem como quaisquer intolerâncias a alimentos ácidos, gorduras, sal,
doces, vegetais, leite, ovos, carne, queijos, cebolas, álcool, cervejas, vinhos, café, chá, etc...

A sua sede é também fundamental. Qual a quantidade, frequência e temperatura dos líquidos
que costuma beber.

Observe também o seu sono. Tem dificuldades para dormir? Qual o tipo de sono? Que posição
prefere para dormir? Qual o seu humor ao acordar? Os sintomas melhoram ou pioram após
ter dormido?

Em relação às mulheres, há que ter em conta a menstruação, que sintomas aparecem antes,
durante, e depois; bem como as características particulares da menstruação como sejam
regularidade, duração, quantidade e aspecto do fluxo, etc.

A transpiração é também uma particularidade a ter em conta: quais os locais de maior


transpiração, os momentos em que transpira mais, o odor da transpiração, etc.

Com relação às eliminações (evacuações, micções e corrimentos) há que registar a sua


frequência, o seu aspecto e quaisquer dificuldades.

Tente recordar os sintomas na ordem cronológica dos acontecimentos.

Os sintomas mentais são de extrema importância na prescrição homeopática. Tente fazer uma
retrospecção curta da sua vida: como foi a sua infância, como era seu temperamento, quais as
suas inseguranças, ansiedades e medos, que momentos foram mais difíceis ao longo da sua
vida (perda de pessoas importantes,frustrações, mágoas...).

Tenha sempre em conta que um tratamento homeopático é um tratamento contínuo e


procure perceber as alterações registadas nos seus sintomas após iniciar o tratamento. Daí a
necessidade de consultas periódicas, pelo menos nos primeiros tempos, pois só assim será
possível ao Homeopata avaliar se os seus sintomas estão avançando no sentido correcto de
cura.
A Homeopatia pode constituir uma boa alternativa aos tratamentos químicos de muitos e
diversos problemas de saúde mas grande parte da sua eficácia depende de uma boa consulta.

Não omita quaisquer sintomas ou detalhes por lhe parecerem demasiado insignificantes...
Deixe que seja o seu Homeopata a determinar a sua relevância.

Não omita informações importantes a seu respeito por vergonha, constrangimento ou receio
de que sejam reveladas... O seu Homeopata está ali unica e exclusivamente para o ajudar a
recuperar a saúde perdida e não para emitir quaisquer juízos de valor e, para além disso, está,
como qualquer outro profissional de saúde, cingido ao sigilo profissional.

Elisa Narciso - Homeopata

Interesses relacionados