Você está na página 1de 1

Platão (427-347 a.

c)

com todos os seus componentes, inclusive o homem, é constituído de CÓPIAS IMPERFEITAS de um MUNDO PERFEITO,
Mundo terreno por ele chamado de HIPERURÂNIO (mundo celeste)
constituído de aparências e de sombras
é eterno e perfeito, nele habitam IDÉIAS ou MODELOS PERFEITOS, plenos de ser, de todas as coisas.
Mundo celeste Lá está a ideia suprema do bem.
quem criou o mundo terreno, com todos os seus componentes
Demiurgo
contemplando o mundo das ideias, moldou todas as coisas terrenas
tudo o que conhecemos no mundo terreno, conhecemos por anamnese(REMINISCÊNCIA, RECORDAÇÃO) das coisas que a
ANAMNESE ALMA CONTEMPLOU enquanto esteve no mundo celeste.
pode ser simples imaginação (eikasía) ou a crença (pístis)
Teoria das Idéias Imaginação imagens das coisas sensíveis (sombras das sombras)
DÓXA (opinião)
influenciada pelos sentidos, a nossa alma é levada a crer
Crença
que as coisas do mundo terreno possurem realidade plena
dá-se como ciência (dianóia) ou intelecção pura (noésis)
O conhecimento adquirido no mundo terreno dianóia ciências geométricas-matemática
filosofia propriamente dita, captação pura das idéias
EPISTÉME (ciência) se chega através da DIALÉTICA, processo de ascensão da alma que,
Platão noésis aos poucos, vai-se libertando das influências das imagens do
mundo terreno fornecidas pelos sentidos, até atingir o mundo das
(427-347 a.c) idéias.

O artista, ao produzir uma obra de arte qualquer - poesia, escultura, música, pintura -, não faz outra coisa senão copiar as imagens das coisas do mundo terreno.
A arte é MÍMESIS, ou seja, imitação a arte é a CÓPIA DA CÓPIA.
a distância entre o artista e o matemático ou o filósofo é enorme
o artista não tem vez, a não ser que se submeta às leis do bem e do verdadeiro ditadas pelo sábio-filósofo
Arte e Retórica em atenas era usada para convencimento, não se preocupava se era verdadeiro ou falso
Para Platão o retórico é um DEMAGOGO (demo=povo, agogós=condutor)
A retórica hábil na arte de persuador ludibriando
na república a retórica é substituída pela filosofia

Éros força demoníaca (DAÍMON/espírito), mediadora entre os homens e Deus


O amor é o desejo permanente do belo, do bem, do justo, do eterno, do verdadeiro, do absoluto
Erótica o amor físico desejo de possuir um corpo belo para gerar outro corpo
Tipos de Amor o amor espiritual tornando-os amantes da justiça e das leis, das ciências puras
o amor puro consiste, vulgarmente da idéia do bem e do belo.