Você está na página 1de 1

30 alterações possíveis no disco e/ou aparelho de tacógrafo

"Nossa intenção é que as autoridades tenham conhecimento das possibilidades de infrações que possam ser cometidas para que no momento das fiscalizações sejam observados estes itens. Assim assegurando que a velocidade informada pelo disco do tacógrafo seja igual a velocidade real e vice versa."

1. Dar voltas no ponteiro do velocímetro (criando mais pressão no curso do ponteiro);

2. Pôr um imã na parte interna do painel do Tco;

3. Danificar o cabo do velocímetro propositalmente;

4. Desligar o fio da alimentação elétrica (Plug) do tacógrafo, por algumas horas;

5. Violar / rasgar a trava no verso do disco (deslocar o papel do anel de plástico para o disco "patinar");

6. Trocar disco que pertence a um outro conjunto de disco de tacógrafo;

7. Violar o hodômetro e alterar a Kilometragem;

8. Alterar a velocidade real, através da regulagem no magnético (pressão no "cabelo");

9. Trocar o redutor original fora da caixa de câmbio, podendo alterar o Km e a velocidade do veículo;

10. Transitar com o tacógrafo aberto ou ultrapassar o limite de 5 minutos na troca de um disco para outro;

11. Desligar a chave geral do veículo conectado ao Tco;

12. Colocar o anel/presilha no disco sem dar pressão, ou ainda nem colocar o anel/presilha (os discos irão "patinar" no próprio eixo);

13. Afrouxar o cabo na parte traseira do aparelho de tacógrafo;

14. Trocar o pinhão dentro da caixa de câmbio;

15. Trocar os pneus da tração (perfil maior ou menor, que os originais);

16. Manter a lâmpada piloto (80km/h) durante longo período acesa até queimar o circuito interno;

17. Calçar o ponteiro do velocímetro na velocidade desejada (com agulha, alfinete, plástico, pino, durepox, etc.);

18. Semicalço com corda de violão (com acesso pela parte externa próxima a fechadura, calçando o ponteiro com a corda de violão diferenciando a velocidade do tacógrafo com a velocidade real);

19. Provocar um curto-circuito no aparelho de tacógrafo;

20. Fazer as alterações à meia-noite (no momento da troca de um disco para o outro);

21. Remontar o disco de tacógrafo propositadamente;

22. Fazer orelhinha no disco para a lamina não cortar o próximo;

23. Tirar a lâmina fora da linha de corte (tirar e/ou quebrar o "fio" da lâmina);

24. Queimar / tirar propositadamente a lâmpada do limite de velocidade (lâmpada piloto);

25. Transitar com o relógio do tacógrafo adiantado ou atrasado;

26. Agulha de velocidade alta ou baixa (fora da linha normal);

27. Não utilizar corretamente a reduzida do caminhão (cambiar fora do tempo);

28. Transitar sem os discos de tacógrafo;

29. Tirar a pressão ou as pontas da garra de metal bronzeado, que prende a parte traseira dos discos no eixo principal do relógio;

30. Calçar o curso da agulha de velocidade (aliança, borrachinha, filtro de cigarro, espuma, etc).