P. 1
AnÁlise Ambiental de Marketing TendÊncias e MegatendÊncias

AnÁlise Ambiental de Marketing TendÊncias e MegatendÊncias

|Views: 3.714|Likes:
Publicado porsarahhofman

More info:

Published by: sarahhofman on Feb 10, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/21/2012

pdf

text

original

ANÁLISE AMBIENTAL DE MARKETING TENDÊNCIAS E MEGATENDÊNCIAS Uma tendência revela o desfecho do futuro, sendo que pode se manter por

muito tempo, sendo observada em diferentes áreas de mercado. Já megatendências são grandes mudanças sociais, econômicas, políticas e tecnológicas que ser formam lentamente, e uma vez estabelecidas, nos influenciam por algum tempo. As tendências e megatendências merecem cuidadosa atenção dos profissionais de marketing, isto é, um novo produto ou programa de marketing terá mais sucesso se estiver de acordo com as fortes tendências e não contra elas. IDENTIFICAÇÃO DAS PRINCIPAIS FORÇAS DO MACROAMBIENTE Toda a cadeia mercadológica opera em um macroambiente de forças e tendências que dão forma a oportunidades e ameaças. Na atual economia globalizada, empresas e consumidores são cada vez mais afetados por forças globais, estas se identificam como fatores não-controláveis que a empresa precisa monitorar, e ao mesmo tempo precisam responder a elas. As forças, subliminarmente comentadas aqui operam em ambientes distintos que por sua vez em suas interações causais preparam o palco a novas oportunidades. Os ambientes são: Ambiente Demográfico; Ambiente Econômico; Ambiente Natural; Ambiente Tecnológico; Ambiente Políticolegal; e Ambiente Sociocultural. AMBIENTE DEMOGRÁFICO As forças macroambientais desse ambiente que devem ser monitoradas por duas razões principais: o possível esgotamento dos recursos limitados e o crescimento populacional. Composição da População: o fator aqui esta na variação da sua composição etária e dentro deste há 6 grupos de faixa etária: pré-escolas, crianças em idade escolar, adolescentes, adultos jovens de 25 a 40 anos, adultos de meia-idade de 40 a 65 anos e adultos idosos com idade superior a 65 anos. Mercados Étnicos: a razão está em que países variam em sua composição étnica e racial e cada grupo tem desejos e hábitos de compras diferentes. Níveis de Instruções: as sociedades dividem-se em 5 níveis de instrução: analfabetos, segundo grau incompleto, completo, pessoas com diploma universitário e com especialização. Padrões de Moradia: geralmente é visto da composição de solteiros que vivem sozinhos, casais homo e heterossexuais, famílias com um único adulto, casais sem ou com filhos ou que não vivem com os filhos. Movimentação Geográfica da População: é dado pela migração de áreas rurais para áreas urbanas e têm haver com hábitos, bens, e serviços. Mudança de Mercados em Massa para Micromercados: o efeito aqui é a fragmentação de mercado de massa em numerosos micromercados diferenciados pelas forças e fatores. Estes devem ser monitorados, pois necessariamente o crescimento populacional não significa crescimento de mercados e a composição da população e de seus mercados étnicos, além de ser abrangente deve mesmo tempo oferecer a cada geração, etnia e cultura, algo especificamente desenvolvido para ela.

AMBIENTE ECONÔMICO Dado os mercados é necessário que os mesmos sejam imbuídos de poder de compra e este depende de renda, poupança, endividamento e disponibilidade de crédito. As forças macroambientais desse ambiente que devem ser monitoradas são: Distribuição de Renda: aqui são analisados os níveis de distribuição de renda além de estrutura industrial. Há quatro tipos de estruturas industriais: Economias de Subsistência, de exportação de matérias-primas, em fase de industrialização, e economias industrializadas. Poupança, Endividamento e Disponibilidade de Crédito: aqui são estudados os fatores que influenciam os gastos dos mercados e/ou micromercados. A sensibilidade à renda de mercado e ao preço do produto pode ter alto impacto nos negócios. AMBIENTE NATURAL Este está voltado para o que diz respeito à educação e proteção ambiental. São analisados os as tendências que influenciam a escassez de matérias primas, custo de energia, níveis de poluição e mudança no papel dos governos. AMBIENTE TECNOLÓGICO Esta é força que mais atua na vida de pessoas, pois esta cria conseqüências de longo prazo que nem sempre são previsíveis Exemplo: anticoncepcional torna as famílias menores e o controle da população é inevitável, as mulheres começaram a trabalhar fora aumentando as rendas, maiores gastos com viagens e com bens duráveis e supérfulos. Deve-se estar atento às inovações tecnológicas que geralmente afetam o meio e a estabilidade de mercados. Deve-se acompanhar às seguintes tendências: Aceleração das mudanças tecnológicas, Oportunidades ilimitadas para inovações, Variações dos Orçamentos de P&D, e Regulamentação mais rigorosa no que diz respeito à segurança e respeito a usuários. AMBIENTE POLÍTICO-LEGAL Esse ambiente é formado por leis, órgãos governamentais, grupos de pressão, órgãos fiscalizadores e reguladores. Às vezes o trâmite político-legal cria oportunidades à cadeia de negócios e, por outro lado, também podem criarempecilhos de ordem regulatória e legislativa. Deve-se estar atento para a legislação regulatória dos negócios, e o crescimento dos grupos de interesses que influencia e pressionam tanto o mercado como a empresa. AMBIENTE SOCIOCULTURAL Neste ambiente deve-se compreender as visões que as pessoas têm si próprias, das outras pessoas, das organizações, da sociedade, da natureza e do universo. Assim os produtos devem corresponder aos valores centrais e secundários abordando as diferentes necessidades das culturas e subculturas de uma sociedade.

5.1. Análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats) ou (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) Trata-se de uma análise do ambiente externo, ou macroambiente, e do micromabiente, ou ambiente interno de uma empresa, como ferramentas de apoio ao seu processo de planejamento estratégico. No eixo externo da análise organizacional, encontram-se as Oportunidades e Ameaças, enquanto que no ambiente interno encontram-se as Forças e Fraquezas. Sua importância no apoio à formulação de estratégias deriva de sua capacidade de promover um confronto entre as variáveis externas e internas, facilitando a geração de alternativas de escolhas estratégicas, bem como de possíveis linhas de ação. Matriz da Análise SWOT

Estratégias de Oportunidades Forças e Oportunidades Missão Empresa da

Estratégias de Oportunidades e Fraquezas

Forças

Fraquezas

Estratégias Forças Ameaças Forças

de Ameaças e

Estratégias Ameaças Fraquezas

de e

Correspondem aos recursos e capacidades da empresa que podem ser combinados para gerar vantagens competitivas com relação a seus competidores. Incluem:
• • • • • • •

Marcas de Produtos Conceito da Empresa Participação de Mercado Vantagens de Custos Localização Fontes Exclusivas de Matérias-Primas Grau de Controle Sobre a Rede de Distribuição

Fraquezas Os pontos mais vulneráveis da empresa em comparação com os mesmos pontos de competidores atuais ou em potencial:
• • • • • •

Pouca Força de Marca Baixo Conceito Junto ao Mercado Custos Elevados Localização Não Favorável Falta de Acesso a Fontes de Matérias-Primas Pouco Controle Sobre a Rede de Distribuição

De qualquer modo, deve-se atentar que muitas vezes Forças e Fraquezas se confundem. Uma Força atual pode se transformar em Fraqueza no futuro, pela dificuldade de mudança que a mesma provoca. Oportunidades Correspondem às oportunidades para crescimento, lucro e fortalecimento da empresa, tais como:
• • •

Necessidades Não Satisfeitas do Consumidor Aumento do Poder de Compra do Mercado Disponibilidade de Linhas de Crédito

Ameaças Correspondem a mudanças no ambiente que apresentam ameaças à sobrevivência da empresa, tais como:
• • •

Mudanças nos Padrões de Consumo Lançamento de Produtos Substitutivos no Mercado Redução no Poder de Compra dos Consumidores

Desenvolvimento de Assuntos (O Que Fazer?) O cruzamento entre os quatro quadrantes de análise provê uma moldura onde a empresa pode desenvolver melhor suas vantagens competitivas "casando" Oportunidades e Forças. No caso do cruzamento entre Oportunidades e Fraquezas, pode-se estabelecer as bases para modificações no ambiente interno, de modo a poder aproveitar melhor as Oportunidades.

O cruzamento entre Ameaças e Forças, pode representar a possibilidade de se investir na modificação do Ambiente, de modo a torná-lo favorável à empresa (não é tarefa fácil de ser conseguida). Se no cruzamento entre Ameaças e Fraquezas estiverem situações de alta relevância para a empresa, provavelmente trata-se de ocasião para modificações profundas na empresa, incluindo sua manutenção no próprio negócio.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->