Você está na página 1de 1

DOS TRABALHADORES EM FUNES PBLICAS E SOCIAI:

DO
f
AUTNOMAS
CONTRA A MUNICiPALIZAO
..... ES
Aos trabalhadores dos
Centros de Sade do
Algarve
A poltica de reconfigurao do Estado e das suas funes sociais, pedra de toque deste
Governo PSD/CDS, est materializada nas suas linhas gerais no D.L. 30/2015 de 12 de
Fevereiro.
Nos Cuidados de Sade Primrios a transferncia de competncias para as Autarquias
mais um ataque ao Servio Nacional de Sade aos direitos dos trabalhadores, dos
utentes e das populaes, pondo em causa o direito Sade, universal, geral e
tendencialmente gratuita conforme o previsto na Constituio da Repblica
Portuguesa.
Se hoje j existem constrangimentos no acesso, motivados pelo desinvestimento nos
Cuidados de Sade Primrios, devido falta de trabalhadores e meios financeiros, o
processo de municipalizao, agravar os problemas existentes e configura uma
alterao constitucional encapotada.

E O QUE
AOS
A "gesto dos recursos humanos, o recrutamento, a alocao, a gesto, a formao e a
avaliao do desempenho dos tcnicos superiores, tcnicos superiores de sade, tcnicos
de diagnstico e teraputica, assistentes tcnicos e assistentes operacionais", que passam a
designar-se "pessoal no clinico" transita para as autarquias mediante um protocolo que
define que no perodo experimental de 5 anos para estes trabalhadores que ficam em
regime de mobilidade, estando sujeitos a um processo de requalificao/ despedimento.
Facilmente se infere que sero presa fcil em todos os casos de restruturao e
"emagrecimento" do pessoal afeto s respetivas autarquias.
Em nossa opinio tambm as autarquias que aderirem a esta transferncia de competncias
se depararo com inmeras dificuldades numa rea to sensvel e de grande complexidade,
para a qual no esto vocacionadas, sendo esta soluo incompatvel com a autonomia do
poder local. Podem, por sua vez, celebrar protocolos com Instituies de Solidariedade
Social e Misericrdias, entregando a sade ao sector privado/social com todas as
consequncias que da advm.

PARA

A TODOS OS TRABALHADORES QUE SE


AS
DE LUTA QUE YENHAM

Cl SINDICATO
TRABALHADORES!

A SER

AO LADO

Faro, Maio/2015
DELEGAO DISTRITAL DE FARO-R/DE PORTUGAL, 38 A-2-.ESQ.-8000-281 FARO ** TEL.: 289898120 * FAX.: 289898129
INTERNET: ENDEREO: http://www.stfpsa.pt * E-MAIL: deleg.faro@stfpsa.pt