P. 1
O QUE É SER UM LÍDER 522_sec[1]

O QUE É SER UM LÍDER 522_sec[1]

|Views: 374|Likes:
Publicado porCRISTINABENTES

More info:

Published by: CRISTINABENTES on Feb 16, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/26/2010

pdf

text

original

acertando o passo [liDerANçA

]

de dar ordens
AS EMPRESAS DE SuCESSo TêM LíDERES quE CoNquISTAM AS PESSoAS E FoRMAM EquIPES VENCEDoRAS E FELIzES
n sandra mara

Muito além

E

Edivaldo Andrade, da Consul de Ipatinga, gerente que ganhou Destaque do Troféu Gente Nossa pelo sucesso de sua liderança 10

divaldo Bueno de Andrade, gerente de loja da Cooperativa de Consumo dos Empregados da usiminas (Consul) poderia ser um gerente comum entre tantos outros que estão no mercado. Mas preferiu se diferenciar e se destacar pela sua postura de líder, que faz a diferença tanto para a empresa, como também para seus colaboradores. Ele administra a loja que se localiza no bairro Ideal, em Ipatinga, que tem oito check outs, 55 funcionários, e trabalha com foco no exemplo. “um líder verdadeiro precisa dar o exemplo para ser seguido, por isso, mostro a todos que sou responsável e tenho uma postura ética diante da equipe e da direção da empresa”, explica. Além disso, procura formar novos líderes, valorizar as pessoas e provocar a participação de todos. Edivaldo Andrade está na empresa há 17 anos e acompanhou todo o processo de mudança das lideranças e ele também teve que mudar. “Muitos resistiram a essa mudança da figura do líder, pois mudar é muito difícil”, diz. Para ele, liderança é uma missão muito importante e hoje um líder não é mais como os chefes antigos, que não podiam ser questionados. “Antes o que o chefe falava era a lei dentro da empresa; hoje os liderados podem e devem dar opiniões e, muitas vezes, a opinião do liderado é a melhor para a empresa”.

Na sua opinião agora é muito mais fácil, pois não existem mais subordinados e sim amigos que se respeitam entre si e realizam todas
dIvulgação

as suas ações com a responsabilidade que a empresa precisa. “Atualmente, existe muito na organização, um grande respeito mútuo entre o líder e os liderados, facilitando assim a disposição para ouvir e tomar decisões corretas em prol da organização e das pessoas. Com isso, todos crescem e se desenvolvem como pessoas e como profissionais”. o trabalho de Edivaldo é tão inovador que ele foi premiado como Destaque no Troféu Gente Nossa no ano de 2007. FoRMAR PESSoAS outro que também se destaca como líder é Fernando Bravo Elias, diretor do Supermercado VIP, que tem sede em Belo horizonte. Com apenas 23 anos, está a frente do supermercado há cerca de seis anos e mostra maturidade quando o assunto é liderança. “Liderar pessoas é um desafio, pois cada ser humano tem valores e objetivos diferentes. Gerir o recurso humano dentro de uma empresa é ponto fundamental para o sucesso”, aponta.
JuLho DE 2009 GÔNDoLA

o líder, principalmente em um supermercado, precisa ter a noção de que são as pessoas que fazem o negócio, uma vez que são elas que detêm o conhecimento funcional do mesmo. “Invisto muito na formação de minha equipe, pois só uma equipe bem treinada é capaz de gerar resultados para o crescimento da empresa”, diz. Para ele, liderança é um conceito que mudou muito nos últimos tempos, pois não cabe ao líder somente o papel de fiscalizar e ordenar, mas o de estimular o desenvolvimento e a motivação de cada colaborador. “Sinto que, como líder, tenho a missão de transformar os meus colaboradores para formação de uma equipe unida e produtiva”, completa. A equipe de Fernando conta com cerca de 10 gerentes e encarregados, que por sua vez lideram cerca de 70 funcionários. A relação com cada um destes líderes de área é de parceria, já que são eles os responsáveis por multiplicar a missão da empresa. Fernando prefere recrutar novos gerentes e encarregados dentro da própria loja. “Prefiro escolher novos líderes dentro

A integração entre as gerações é uma das diretrizes das lideranças no Supermercado Vip, em Belo horizonte

Fotos IgnácIo costa

11

acertando o passo [liDerANçA]
de minha equipe, pois além de sentirem-se valorizados, estes profissionais já detém o conhecimento e a prática do negócio”. Mesmo com toda a bagagem profissional que já tem, Fernando é humilde e admite que ainda lhe falta muito para que se sinta um grande líder, uma vez que a cada dia o mundo exige novas posturas e novas responsabilidades dos líderes. “Grandes líderes são aqueles que têm a capacidade de transformar as pessoas e conduzi-las para algum objetivo”, ressalta. Não É CAPITão Segundo Maria Marta Pinto Ramos, gestora de Rh da rede Supermercados Bretas, com 10 mil empregados, para fazer uma contratação de um líder para a área supermercadista com o perfil de liderança esperado nos dias atuais, é necessário levar em consideração muito mais do que sua formação acadêmica. “Temos de avaliar sua capacidade de interação com uma equipe, seu tônus vital, seu desempenho em áreas específicas de atuação”. Ela conta que neste segmento existem muitos erros de contratação e para minimizá-los é fundamental que o selecionador tenha consciência das funções a serem desempenhadas pelo novo líder e uma descrição completa do perfil desejado pela empresa. Além disso, é preciso avaliar que cada empresa supermercadista tem suas características e necessidades próprias que interferem diretamente no perfil dos líderes e funcionários a serem contratados. Está cada vez mais claro para todos que um líder precisa ser diferente de um capitão. “Ele deverá ser capaz de compreender pessoas, além de processos, deverá dar exemplo, e não dar ordens. Ele deverá ser motivador, além de se automotivar. Deverá conquistar pessoas e equilibrar competências e personalidades dentro da sua equipe para que possam se complementar, ajudar a executar tarefas diversificadas”, explica. Para ser capaz de liderar desta forma, precisará compreender as pessoas e saber valorizar o que cada um tem de melhor para oferecer à equipe e à empresa. “Necessariamente o líder
12
JuLho DE 2009 GÔNDoLA

A receptividade para ouvir e ser ouvido é uma das premissas da liderança do século XXI

Seja um campeão de vendas. Seja um Supermineiro.

Informações:(31)2122.0500 www.amis.org.br

13

acertando o passo [liDerANçA]
Fernando Bravo Elias confere resultados entre seus liderados do Supermercado Vip; a presença dos líderes no chão de loja mostra envolvimento na empresa

não precisa ser amigo das pessoas, mas deverá ser amigável e empático com cada um”. Maria Marta acrescenta ainda que o ideal para a liderança de uma empresa é que a maioria de seus líderes seja formada a partir da sua base de operação e que tenha um acompanhamento contínuo de alguém de confiança da empresa. FuNDAMENTAL De acordo com William Caldas, consultor e palestrante, especialista em gestão de pessoas e marketing, o líder é quem mais exerce a influência na equipe para cultivar a estima elevada, proporcionando motivação para que as pessoas construam resultados. “o líder do século 21 deve primeiro saber liderar a si mesmo. Por isso, faço sempre a diferenciação entre o chefe e o líder”. o chefe é aquele sujeito menos aberto a mudanças. As pessoas precisam fazer o que é mandado e pronto. o líder dialoga e ouve a equipe, coisa que os chefes odeiam. “A lide-

o que é um líder?
“Ser um líder e ser maduro para tomar decisões, ser um visionário que assume riscos e sabe lidar bem com a ambigüidade. Para ser um líder o indivíduo deve estar um passo a frente de toda a equipe e ter a capacidade de mobilizar as pessoas para se adaptar as mudanças do novo mundo e dar passos que contribuem para o crescimento da empresa”. Anderson de Souza Santa’nna, professor e coordenador do núcleo Vale de desenvolvimento de lideranças da Fundação Dom Cabral. “Gosto da definição que o papa da administração contemporânea, o falecido Peter Drucker, sobre o que é ser líder. Ele afirmou que para ele só existe uma definição para líder: aquele que tem seguidores. Liderar é estar próximo da equipe e se envolver com ela. Liderar é estimular cada pessoa da equipe a usar ao máximo seu talento em prol do resultado coletivo”, William Caldas, consultor e palestrante. “os verdadeiros líderes constroem pontes entre os setores, organizações, funcionários e clientes de uma empresa e conseguem fazer com que as pessoas possam agir e trabalhar como se fossem os proprietários”, Yara Scoralick Almeida Guiscem, psicóloga organizacional e professora do G10. “um líder é uma pessoa que inspira, que motiva. o líder ideal é aquele que leva as pessoas a fazerem o bem ou levam as pessoas a fazerem bem alguma coisa que é bom. No caso de um líder profissional, ele terá características pessoais que vão mostrar e cativar atitudes de compromisso, esforço no crescimento pessoal, responsabilidade, profissionalismo e outras características e virtudes de valorização pessoal e social”. Maria Marta Pinto Ramos, gestora de Rh do Bretas Supermercados. “o líder deve ensinar pelo exemplo e mostrar que é responsável por toda a sua equipe, deve ainda manter a motivação, saber ouvir e falar no momento certo e aceitar mudanças. o líder deve saber fazer a diferença”, Edivaldo Bueno de Andrade, gerente de loja da Consul. “Líder é a pessoa que conduz outras pessoas para algum objetivo”. Fernando Bravo Elias, diretor do Supermercado VIP.

rança impacta sobremaneira no resultado da organização, pois é ela que motiva ou não as pessoas a acreditarem na missão e nos valores da organização”. William concorda que um líder deve saber caminhar junto com o liderado, pois entende

chefe (desmotiva)
só observa o que as pessoas não fazem no dia a dia não tem empatia com o grupo, tem mania de reclamar não ouve a equipe, quando alguém quer sugerir uma idéia pede que esse mande um e-mail! praticamente anula o espírito de equipe, pois cria distância das pessoas e não gosta muito que elas se relacionem. não conhece as pessoas do grupo, acha que conhece. para ele mandar é o que interessa, não sabe delegar. detesta comemorar com o grupo, acha que isso é bobagem. elogia em particular e chama a atenção em público normalmente contrata pessoas menos preparadas para trabalhar, pois tem medo de perder o cargo.
Fonte: Willliam caldas

líder (motiva)
está focado no que de melhor as pessoas têm para oferecer ao grupo inspira as pessoas da equipe, mostra o caminho, sugere alternativa, orienta. faz questão de ouvir a equipe, pois sabe e reconhece que quem tem contato com os clientes da empresa é a equipe. adora receber ideias do grupo. explora o conhecimento que cada pessoa tem a oferecer. sabe que o time tem uma interdependência, sabe que a liderança pode ser compartilhada em determinadas situações. importa-se pelos sonhos das pessoas, gosta de estimular cada um do grupo para que procure seu ideal e torce a favor. sabe que delegar é permitir que alguém colabore com o grupo e ele (líder) se coloca a disposição para ajudar quando o liderado precisa. faz questão de nas pequenas conquistas comemorar e elogiar em público o grupo. sabe que isso motiva. elogia em público o grupo e chama a atenção em particular, procurando mostrar ao liderado como ele poderá acertar (no sentido de ajuda, não de punição). sabe que a grande sacada de um contratador é contratar pessoas melhor que ele. ama promover as pessoas a cargos melhores e sabe que a missão dele é gerar alto desempenho em resultados através de pessoas felizes.
JuLho DE 2009

que caminhar ao lado é sinal de companheirismo, mas ressalta que o liderado espera do líder que ele vá à frente mostrando o caminho. Ainda hoje existem líderes que, por meio de suas ações, contribuem negativamente para sua empresa. “Normalmente esses líderes tratam as pessoas com indiferença, chama-os de subordinados ou subalternos. Chama a atenção deles em público, ridicularizando o liderado em frente aos colegas. Tudo isso desmotiva, e a desmotivação da equipe é o caminho mais curto para o insucesso do setor e da empresa”. Para que um líder possa ter atitudes que contribuam para o crescimento da sua empresa, ele deve observar sempre sua equipe para perceber o que ela mais acerta e não só o que a equipe erra. Deve ainda comemorar com o grupo as pequenas conquistas, assim as grandes surgirão naturalmente. Nunca abrir mão do treinamento, pois a liderança educadora está em alta. ENVoLVIMENTo De acordo com a psicologia organizacional e professora do G10, Yara Scoralick Almeida Guiscem, a essência da postura do líder supermercadista está na obtenção de soluções coletivas e no envolvimento dos seus colaboradores. “Ele deverá se aperfeiçoar constantemente e ter a perspicácia de captar os talentos dos membros
GÔNDoLA

1

15

acertando o passo [liDerANçA]
fatores que dificultam a formação de novos líderes
• processos acadêmicos que valorizam os procedimentos teóricos, mas não desenvolvem os relacionamentos humanos ou virtudes de liderança. • falta de desenvolvimento de carreira dentro da própria empresa, tendo de trazer profissionais que foram treinados em outra cultura empresarial, criando conflitos com a cultura da empresa onde será contratado. • grande confusão com termos usados no senso comum e com seu significado técnico; por exemplo: um bom líder é diferente de um líder bonzinho! um líder “positivo” é diferente de uma pessoa perfeita! uma pessoa firme é diferente de um carrasco! • não definir o perfil de sua liderança e/ou acreditar que aquele que é um excelente açougueiro será um excelente encarregado ou gerente de setor (quando, na verdade o perfil pode ser diferente!) • não acreditar que se possa formar um líder e que a pessoa tem que nascer líder. por isso não detectar ou desenvolver futuros líderes.
Fonte: Maria Marta Pinto Ramos

“Eu reconheço os esforços de interiorização da AMIS através das realizações dos Super Encontros Varejistas SEVAR, sendo presença certa de todos meus colaboradores e obrigatória para os do corpo gerencial.”

incapacidade de formar uma equipe de alta performance, ausência de flexibilidade e falta de visão empreendedora. Ela ressalta que um bom líder deve mobilizar seus seguidores promovendo a lealdade à empresa e vontade de permanecer e crescer sempre. o líder deve estar preparado para contornar todo e qualquer tipo de situação que venha a dificultar o atendimento de suas metas e satisfação plena do cliente interno e externo. Seu conhecimento, hábitos e atitudes contribuem efetivamente para o sucesso da empresa. uM PouCo DE hISTóRIA Segundo Anderson de Souza Santa’nna, professor da Fundação Dom Cabral (FDC) os novos papéis do líder começam a acontecer no Brasil somente a partir dos anos 90 com a abertura ao comércio exterior. Ele cita como exemplo, a chegada do Carrefour ao Brasil, no final dos anos 80, que obrigou as outras redes a criar novas estratégias para atrair os consumidores. o professor faz questão de ressaltar que nunca se deve confundir liderança com cargo. Ainda existem pessoas em cargos de comando que não têm nenhuma característica de líder. Estão no passado e não acompanharam as mudanças que ocorreram nos últimos tempos. Existem também pessoas em cargos operacionais como, por exemplo, empacotadores que lideram o processo na sua área de trabalho, sugerem mudanças e resolvem pequenos problemas que muitas vezes causavam muitos danos a empresa. quando duas pessoas com esses dois perfis estão numa mesma organização, os danos são enormes, pois aquele que está no cargo de comando não suporta as intervenções de outra que está num cargo abaixo do seu. “A relação entre um jovem que propõe mudanças e um líder que não foi preparado para gerir inovações é desgastante para os dois e também para a empresa”. Ele alerta aos proprietários: muito cuidado quando contratarem novos profissionais; é preciso saber o perfil de cada um deles”. n
JuLho DE 2009

Valdemar Martins do Amaral Supermercado ABC

saiba mais anderson santa’nna, professor da fundação dom cabral: (31) 3589 7300 William caldas, consultor e palestrante de empresas: (31) 9731-8401 Yara guiscem, professora do g10: (31) 3771-1364 (31) 9172-9264 maria marta pinto ramos, gestora de rh do bretas supermercados: (31) 8674-4367 edivaldo bueno de andrade, gerente de loja da consul (31) 3824-3768 fernando bravo elias, proprietário do supermercado vip (31) 3477-6717

de sua equipe para a obtenção de suas metas e propostas”, ensina. Vale destacar que estes líderes devem traçar metas e também proporcionar as ferramentas adequadas para que sua equipe consiga alcançá-las. Ela entende que a figura dos líderes tem mudado nos últimos tempos diante da concorrência, do nível de exigência cada vez mais elevado e do despertar interior pelo auto-aprimoramento. o líder deve influenciar pessoas e capacitá-las a promover a transformação desejada. Além disso, deve valorizar seus colaboradores, incentivar os acertos e minimizar a ênfase nos erros cometidos, orientar a participação em cursos de aprimoramento constante, saber fazer reuniões produtivas, dar o exemplo sempre e reclamar menos. “Só é líder quem inspira confiança e consegue agregar o espírito de equipe”, completa. PoSTuRAS PREJuDICIAIS Yara ressalta que alguns líderes da área supermercadista devem modificar algumas posturas que são prejudiciais a empresa, entre elas estão a ausência de delegação, insensibilidade aos outros, não se mostrar disposto, arrogância, postura defensiva fechada ao feedback e à crítica, falta de compromisso,

14 e 15 o
de julh

Venha p ra

dências bates - Tennidade de De rtu rkshops stras - Woto Empresarial - Opo Pale men Relacionae muito mais! Negócios
Realização: Divulgação: Apoio: Hotel Oficial:

ENTOS TRO DE EV OCCA CEN R , 2400 LOCAL: L A h Salgado Deusdedit Av.

ha adista, ven Supermerc pe. a sua equi e trag ha cedor, ven Forne os. zer negóci fa
ar o tic
tema 20 09

AA

12º Super Encontro Va r e j i s t a

ta Zona da Ma Fora
Juiz de

MIS contêm

os

m

o elh

res f

r utos para 2

00

9

:

1

Informações: (31) 2122.0500 - www.amis.org.br

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->