Você está na página 1de 1

Toledo, 03 de junho de 2015.

Lista de Hidráulica

1- A água está escoando com uma velocidade média de 1 m/s e

profundidade de 1,0 m em um canal retangular de 2,0 m de largura. Determine a nova profundidade produzida por:

a. Uma contração suave para uma largura de 1,5 m.

b. Uma expansão suave para uma largura de 2,5 m.

c. A largura a jusante, em escoamento crítico, sem que haja alteração do escoamento a montante. 2- Um canal retangular de concreto, n = 0,015, de 1,0 m de largura,

transporta em regime uniforme uma vazão de 1,6 m³/s, com declividade I = 0,0043 m/m e passa através de uma transição na qual o fundo se eleva

de 0,10 m. Qual deve ser a nova largura requerida para que o nível

d’água a jusante permaneça constante. Despreze as perdas na transição. 3- Um canal trapezoidal de largura de fundo igual a 1,0 m e taludes 1H:1V

transporta uma vazão de 3,5 m³/s e, em uma determinada seção A, a altura d’água vale 0,95 m.

a. Verifique se uma singularidade qualquer, a jusante desta seção, poderá produzir um ressalto hidráulico no canal entre a seção A e a singularidade. Justifique a sua resposta.

b. Se houver mais de uma singularidade, pode ocorrer ressalto hidráulico? Justifique a sua resposta.

4- Um estagiário determinou que para um canal no qual está ocorrendo um ressalto hidráulico, o número de Froude na seção de escoamento fluvial é igual a 0,5 e o ressalto apresenta uma altura de 1,5 m. Determine se estes resultados são coerentes e em caso afirmativo apresente as alturas conjugadas.

5- Determine o perfil de remanso criado por uma obstrução em um canal, causando um represamento de 2,15 m. O canal é retangular de concreto com base de 10 metros, declividade de 0,0020 e transporta uma vazão de 15 m³/s.

Obs: Para traçar o perfil de remanso, calcule o comprimento do remanso

e divida este comprimento em 10 partes iguais, calculando a profundidade em cada seção.