Você está na página 1de 2
RICHARDOSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: Métodos e técnicas. 3.ed, So Paulo: Atlas, 1999. p.55-57. ROTEIRO DE UM PROJETO DE PESQUISA 4.1 Justificativa Nessa parte inicial do projeto, explicitam-se os motivos de ordem teérica e prética que justificam a pesquisa. Em outras palavras, deve-se responder & pergunta “por que se deseja fazer a pesquisa?” Para isso, € necessdria a presenca de alguns ontos indicados a seguir. No entanto, no existe nenhuma regra rigida quanto a sua seqiléncia, exclusdo ou inclus4o de itens ao contetido da justificativa: 1, Modo como foi escolhido o fenémeno para ser pesquisado ¢ como surgiu © problema levantado para 0 estudo, 2. Apresentacdo das razies em defesa do estudo realizado. 3. Relacdo do problema estudado com 0 contexto social, 4. Explicagdo dos motivos que justificam a pesquisa nos planos tedrico e pritico, considerando as possiveis contribuicdes do estudo para o conhe- cimento humano para a solug20 do problema em questio. 5. Fundamentacdo da viabilidade de execueo da proposta de estudo. 6. Referéncia aos possiveis aspectos inovadores do trabalho. Esse 6 um ponto basico ¢ deve estar presente nos aspectos jé mencionados. No entanto, quando 0 objetivo do pesquisador for replicar um estudo anteriormente realizado por considerar que nao houve aplicacao correta e/ou precisa de determinada metodologia ou abordagem te6rica, nio s¢ faz necessério 0 cxitério de inovacéo, pelo menos dentro de uma visio restrita, posto que ‘as caracteristicas do projeto no precisam ser modificadas. Nesse caso, a inovagdo s6 poder ocorrer nos resultados obtidos com a nova metodologia elou abordagem te6rica aplicadas. 7. Consideragdes sobre a escolha do(s) local(is) que serd(Go) pesquisado(s). Relatar se a pesquisa ser4 realizada em nivel local, regional, nacional ou internacional. 4.1.1 Partes de uma justificativa Nao existem regras estabelecidas que determinem como escrever uma justifi- cativa (ainda beml). Mas a angtistia dos alunos ¢ a experiéncia levam-nos a reco- mendar a seguinte divisio: 1) Experiéncia vivida em relacdo ao fenémeno © pesquisador comeca a justificativa colocando sua experiéncia relativa ao fendmeno que deseja estudar. Essa parte pode ser constituida por um ou dois parigrafos. Exemplos: “Na minha experiéncia como professora e psicdloga em escolas piiblicas e particulares de I° grau e como professora do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraiba, pude observar...'* (projeto de disserta- De eee eee ry a eek ea a orice RICHARDOSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: Métodos e técnicas. 3.ed. Sao Paulo: Atlas, 1999. p. 55-57, “Nos dias de hoje, mais do que nunca, para ingressar em uma carreira profissional é necessdria a comprovacao de conclusiio de um curso superior, ‘ou seja, de um Diploma Universitério. Os mercados tém ficado mais com- petitivos...”” (Projeto de aluno do Curso de Mestrado em Administracao da UFPB). 2) Formulac&o do problema que se pretende estudar ‘Apés colocar a experiéncia refletida, o pesquisador formula 0 problema que pretende estudar. Cabe lembrar que o problema é formulado em termos de pergunta (qual, qué, como e quando). Essa parte da justificativa no ocupa mais do que um parégrafo. Exemplos: - “‘Acreditando nisso, pretendo descobrir qual o nivel de aceitarao dos ad- ministradores formados pela Cniversidadé Fedora? de Paratta...” Projet de aluno do CMA/UFPB). eS — “Assim, pretendo estudar Como a extensio universitéria, na ‘UFPB. pode conuibuir para a ampliagio da hegemonia dos setores subalternos da Sociedade?” (Projeto de aluno do CME/UFPB). 3°) Contribuigées do trabalho Por vitimo, a justificativa inclui um pardgrafo no qual o pesado om as possiveis contribuigdes teéricas e praticas do trabalho a ser lizado. : ROTEIRO DE UM PROJETO DE PESQUISA ST = “Este estudo ser relevante para a qualidade do ensino de nivel superior, magistério e 1 grau. Pesquisar acerca da relacao entre psicologia educa- cional e educacdo...”” (projeto de aluna do CME/UFPB). — “Assim, espero com essa pesquisa contribuir para 0 fortalecimento da Escola Piiblica, como um espaco da maioria marginalizada, desenvolvendo um saber que crie condigées de hegemonia da classe trabalhadora’* (Projeto da aluna do CME/UFPB). Em geral, a justificativa deveria ter, no maximo, duas paginas e nao inclui citagdes (a revisio do conhecimento acumulado forma parte da defini¢ao do pro- blema). A justificativa € pessoal.