Você está na página 1de 9

Teste - 7º ano

O Cavaleiro da Dinamarca

ILê com atenção o texto que se segue:

A Dinamarca fica no Norte da Europa. Ali os Invernos são longos e rigorosos com
noites muito compridas e dias curtos, pálidos e gelados. A neve cobre a terra e os
telhados, os rios gelam, os pássaros emigram para os países do Sul à procura de sol, as
árvores perdem as suas folhas. Só os pinheiros continuam verdes no meio das florestas
geladas e despidas. Só eles, com os seus ramos cobertos por finas agulhas duras e
brilhantes, parecem vivos no meio do grande silêncio imóvel e branco.
Há muitos anos, há dezenas de anos, havia em certo lugar da Dinamarca, no extremo
Norte do país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos.
Nessa floresta morava com a sua família um Cavaleiro. Viviam numa casa construída
numa clareira rodeada de bétulas. E em frente da porta da casa havia um grande
pinheiro que era a árvore mais alta da floresta.
(...)
A noite de Natal era igual todos os anos. Sempre a mesma festa, sempre a mesma ceia,
sempre as grandes coroas de azevinho penduradas nas portas, sempre as mesmas
histórias. Mas as coisas tantas vezes repetidas e as histórias tantas vezes ouvidas
pareciam cada ano mais belas e mais misteriosas.
Até que certo Natal aconteceu naquela casa uma coisa que ninguém esperava. Pois
terminada a ceia o Cavaleiro voltou-se para a sua família, para os seus amigos e para os
seus criados, e disse:
- Temos sempre festejado e celebrado juntos a noite de Natal. E esta festa
tem sido para nós cheia de paz e alegria. Mas de hoje a um ano não estarei aqui.
- Porquê ? – perguntaram os outros todos com grande espanto - .
- Vou partir – respondeu ele. – Vou em peregrinação à Terra Santa e quero
passar o próximo Natal na gruta onde Cristo nasceu e onde rezaram os pastores, os Reis
Magos e os Anjos. Também eu quero rezar ali. Partirei na próxima Primavera. De hoje a
um ano estarei em Belém. Mas passado o Natal regressarei aqui e, de hoje a dois anos
estaremos, se Deus quiser, reunidos de novo.
Naquele tempo as viagens eram longas, perigosas e difíceis, e ir da Dinamarca à
Palestina era uma grande Aventura. Quem partia poucas notícias podia mandar e, muitas
vezes, não voltava. Por isso a mulher do cavaleiro ficou aflita e inquieta com a notícia.
(...)

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de M. B. Andresen

1. Indica o nome do autor e o título do conto de onde foi extraído este texto.

2. Caracteriza o Inverno na Dinamarca, relacionando-o com a localização geográfica


deste país.

3. O cavaleiro vivia numa das florestas da Dinamarca.


Após a leitura do 1º parágrafo completa o quadro com expressões do texto.

No Inverno
Sensações visuais
Sensações auditivas
Sensações de movimento
4. Refere qual o tempo verbal predominante no 2º parágrafo.

4.1 Esse tempo verbal existe predominantemente num dos modos de apresentação da
narrativa.
Qual?

5. “ A noite de Natal era igual todos os anos.”


5.1 Achas que o narrador considera monótona esta noite de Natal que era sempre igual?
Justifica a tua resposta.

6. O cavaleiro anunciou a sua partida para a Palestina precisamente no dia de Natal. Por
que motivo terá ele escolhido esse dia para transmitir tal notícia à família.

6.1 Qual foi a reacção da sua mulher perante tal decisão?

7. Identifica o tipo e a forma da frase que se segue:

“Vou partir.” _________________________________________

8. O cavaleiro visitou vários lugares na Palestina.


Os lugares visitados foram escolhidos ao acaso? Justifica a tua resposta.

II

A viagem do cavaleiro foi longa, mas ao mesmo tempo, tornou-se num período
inesquecível da sua vida.

1. Também deves desejar visitar outros sítios/países. Imagina como seria a tua viagem a
um desses locais (Escreve entre 110 – 200 palavras).

Teste de Avaliação – 7º ano

O Cavaleiro da Dinamarca

Sophia de Mello Breyner Andresen


I
- Situa este excerto na tua obra e lê-o atentamente:

(...)
Antes da meia-noite, sem falta, tinha de chegar à sua casa na clareira de bétulas.
E ao fim de três quilómetros de marcha, cheio de confiança, penetrou na grande
floresta.
(...)
Caminha em direcção ao nascente e ao fim de uma hora encontrou na neve rastos
frescos de trenós. (...)

I
- Após uma leitura atenta, responde, cuidadosamente, às questões que te são colocadas:

1- O texto apresentado é um excerto de um conto que estudaste. Como se intitula esse


conto?
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

1.1- Quem escreveu o referido conto?


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

2- De acordo com aquilo que estudaste, quantas categorias pode ter uma narrativa?
Indica-as.
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
_____________________

2.1- Tendo em conta o excerto apresentado, indica a personagem interveniente nesta


parte da acção.
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

2.2- Em que espaço (onde) a acção está a acontecer?


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

2.2.1- Localiza no tempo ( quando ) essa mesma acção.


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

2.3- Que tipo de narrador é que nos está a contar este episódio? Justifica a tua resposta
com expressões textuais.
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________

3- Explica, por tuas palavras, em que parte da narrativa é que esta passagem se
enquadra.
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
_____________________________________

Teste de Língua Portuguesa - 7º Ano

I-Relê a história de “ Vanina e Guidobaldo” , encaixada na obra : O Cavaleiro da


Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner Andresen.

1. Identifica a personagem principal do texto.

1.1. Caracteriza-a.
1.2. Refere a classe de palavras que predomina nessa descrição. Dá exemplos.
1.3. Menciona o processo de caracterização utilizado. Justifica a tua resposta.

2. Vanina estava prisioneira de Jacob Orso. Porquê?

2.1. Quem era Jacob Orso e Arrigo?

3. Indica o narrador desta história, classificando-o quanto à sua participação. Justifica a


tua resposta.

4. Aponta o local onde o Cavaleiro se encontrava hospedado nessa altura.


4.1. Escreve uma frase relativa a esse espaço ou indica aquilo que mais impressionou o
Cavaleiro nessa cidade.

5. Atenta na frase: “ Mas nenhum ousava aproximar-se dela, …”.

5.1. Refere o motivo que impedia os rapazes daquela cidade de se aproximarem de


Vanina.

7. Retira do texto exemplos de narração, de descrição e de diálogo.

8. A história de Vanina e Guidobaldo não acabou por aqui.

8.1. Termina a história, de acordo com a versão que conheces.

9. Enuncia dois dos vários perigos que o Cavaleiro enfrentou ao longo da sua viagem de
regresso e explica como ele os ultrapassou.

10. Quem conta as histórias incluídas em O Cavaleiro da Dinamarca?


Teste de Língua Portuguesa - 7º Ano

DANTE

Giotto tornou-se assim o pintor mais célebre daquele tempo. E Dante, que ele retratou e
que foi seu amigo fala dele no seu poema.
- Quem era Dante? – perguntou o Cavaleiro.
- Dante foi o maior poeta de Itália, um poeta que conhecia os segredos deste mundo e do
outro, pois viu aquilo que nós só veremos depois de mortos.
- Como é isso? – espantou-se o Cavaleiro.
-É uma história tão extraordinária que muitos crêem que Dante a sonhou.
-Diz-me essa história – pediu o Cavaleiro.
E Filippo começou a contar:
- Quando Dante tinha nove anos de idade viu um dia na rua uma rapariguinha, tão
jovem como ele, e que se chamava Beatriz. Beatriz era a criança mais bela de Florença:
os seus olhos eram verdes e brilhantes, o seu pescoço alto e fino, os seus cabelos leves e
loiros, trémulos sob a brisa. E caminhava com ar tão puro, tão grave e tão honesto que
lembrava as madonas que estão pintadas nas nossas igrejas. Dante amou-a desde essa
idade e desde esse primeiro encontro. Mas passados anos, em plena juventude, Beatriz
morreu. Esta morte foi o tormento de Dante.

O Cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andresen

IApós a leitura atenta do texto, responde de forma clara e completa às questões que te
são colocadas:

1. Insere o texto: “Dante” na obra a que pertence.

2. O texto fala-nos de duas figuras importantes de Florença.

2.1. Identifica-as.
2.2. Menciona a ocupação que celebrizou cada uma dessas figuras.

3. O texto transcrito é um excerto de uma das quatro histórias encaixadas que o


Cavaleiro ouviu contar, ao longo da sua viagem.

3.1. Indica o narrador desta história, classificando-o quanto à sua participação. Justifica
a tua resposta.

4. Localiza o espaço onde se encontrava o Cavaleiro, nesse momento, hospedado.

5. Caracteriza a personagem Beatriz.

5.1. Refere o processo de caracterização utilizado, Justifica a tua resposta.

6. Demonstra como a paragem naquela cidade italiana trouxe ao Cavaleiro momentos de


descoberta, de aprendizagem e outros benefícios.

7. A história de “Dante e Beatriz” não ocorreu apenas neste mundo.


7.1. Reconta o final da história, de acordo com a versão que conheces.

8. Retira do texto exemplos de descrição e de diálogo.

9. Enuncia dois dos vários perigos que o Cavaleiro da Dinamarca enfrentou na sua
longa viagem.

10. Como bom cristão, o Cavaleiro era um homem de palavra, fiel aos seus valores: não
se deixava seduzir pela ambição, pelo luxo, pelo dinheiro, pelo poder nem pela beleza
ou cultura.
Em todas as paragens que fez ao longo da sua viagem de regresso, foi tentado a não
retomar o percurso até à sua terra.

10.1. Que tentações eram essas


10.2. Indica por que motivo o Cavaleiro nunca cedeu a essas tentações (convites).
10.3. Dá a tua opinião sobre esta atitude do Cavaleiro.

Teste - 7º ano

O Cavaleiro da Dinamarca

ILê com atenção o texto que se segue:

A Dinamarca fica no Norte da Europa. Ali os Invernos são longos e rigorosos com
noites muito compridas e dias curtos, pálidos e gelados. A neve cobre a terra e os
telhados, os rios gelam, os pássaros emigram para os países do Sul à procura de sol, as
árvores perdem as suas folhas. Só os pinheiros continuam verdes no meio das florestas
geladas e despidas. Só eles, com os seus ramos cobertos por finas agulhas duras e
brilhantes, parecem vivos no meio do grande silêncio imóvel e branco.
Há muitos anos, há dezenas de anos, havia em certo lugar da Dinamarca, no extremo
Norte do país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos.
Nessa floresta morava com a sua família um Cavaleiro. Viviam numa casa construída
numa clareira rodeada de bétulas. E em frente da porta da casa havia um grande
pinheiro que era a árvore mais alta da floresta.
(...)
A noite de Natal era igual todos os anos. Sempre a mesma festa, sempre a mesma ceia,
sempre as grandes coroas de azevinho penduradas nas portas, sempre as mesmas
histórias. Mas as coisas tantas vezes repetidas e as histórias tantas vezes ouvidas
pareciam cada ano mais belas e mais misteriosas.
Até que certo Natal aconteceu naquela casa uma coisa que ninguém esperava. Pois
terminada a ceia o Cavaleiro voltou-se para a sua família, para os seus amigos e para os
seus criados, e disse:
- Temos sempre festejado e celebrado juntos a noite de Natal. E esta festa
tem sido para nós cheia de paz e alegria. Mas de hoje a um ano não estarei aqui.
- Porquê ? – perguntaram os outros todos com grande espanto - .
- Vou partir – respondeu ele. – Vou em peregrinação à Terra Santa e quero
passar o próximo Natal na gruta onde Cristo nasceu e onde rezaram os pastores, os Reis
Magos e os Anjos. Também eu quero rezar ali. Partirei na próxima Primavera. De hoje a
um ano estarei em Belém. Mas passado o Natal regressarei aqui e, de hoje a dois anos
estaremos, se Deus quiser, reunidos de novo.
Naquele tempo as viagens eram longas, perigosas e difíceis, e ir da Dinamarca à
Palestina era uma grande Aventura. Quem partia poucas notícias podia mandar e, muitas
vezes, não voltava. Por isso a mulher do cavaleiro ficou aflita e inquieta com a notícia.
(...)

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de M. B. Andresen

1. Indica o nome do autor e o título do conto de onde foi extraído este texto.

2. Caracteriza o Inverno na Dinamarca, relacionando-o com a localização geográfica


deste país.

3. O cavaleiro vivia numa das florestas da Dinamarca.


Após a leitura do 1º parágrafo completa o quadro com expressões do texto.

No Inverno
Sensações visuais
Sensações auditivas
Sensações de movimento

4. Refere qual o tempo verbal predominante no 2º parágrafo.

4.1 Esse tempo verbal existe predominantemente num dos modos de apresentação da
narrativa.
Qual?

5. “ A noite de Natal era igual todos os anos.”


5.1 Achas que o narrador considera monótona esta noite de Natal que era sempre igual?
Justifica a tua resposta.

6. O cavaleiro anunciou a sua partida para a Palestina precisamente no dia de Natal. Por
que motivo terá ele escolhido esse dia para transmitir tal notícia à família.

6.1 Qual foi a reacção da sua mulher perante tal decisão?

7. Identifica o tipo e a forma da frase que se segue:

“Vou partir.” _________________________________________

8. O cavaleiro visitou vários lugares na Palestina.


Os lugares visitados foram escolhidos ao acaso? Justifica a tua resposta.
II

A viagem do cavaleiro foi longa, mas ao mesmo tempo, tornou-se num período
inesquecível da sua vida.

1. Também deves desejar visitar outros sítios/países. Imagina como seria a tua viagem a
um desses locais (Escreve entre 110 – 200 palavras).