Você está na página 1de 10

E. E.

GUIOMAR
DE FREITAS
COSTA
CONFLITOS
TNICOS NA
FRICA
Prof. Vilmar de
Freitas

A disputa poltica pelo


continente na poca
da Guerra Fria levou
os Estados Unidos e a
ex-Unio Sovitica a
darem armas e apoio
financeiro a grupos
tnicos rivais dentro
de um mesmo pas,
estimulando os
conflitos e
sustentando durante
dcadas governos
ditatoriais.

Em 1962, aps a conquista da independncia, sob a liderana dos hutus, os tutsis


passaram a ser perseguidos. Exilados nos pases vizinhos, formaram a Frente Patritica
Ruandesa (FPR), retornando a Ruanda em 1990 e dando incio a uma guerra civil que
arrasou o pas e produziu mais de 800 mil mortes e cerca de 2 milhes de refugiados.

Em abril de 1994, o
presidente Juvenal
Habyrimana (1937-1994), de
etnia hutu, morreu num
acidente areo. Habyarimana
retornava da Tanznia, onde
realizou uma negociao de
paz com os rebeldes tutsis
da FPR, que controlavam
uma parte do norte de
Ruanda.

A exploso do avio sobre a capital Kigali


desencadeou a fase mais violenta e dramtica
da guerra civil ruandesa. As principais vtimas
foram os tutsis, incluindo mulheres e crianas,
mortas a faces, foices e pauladas.

Em 1995, nova investida da FPR (tutsi) tomou Kigali e apoiou a presidncia de um hutu
(Pasteur Bizimungu), que se opunha ao massacre no pas e realizou uma poltica de
reconciliao entre as duas etnias. Mas os conflitos entre tutsis e hutus ultrapassaram as
fronteiras de Ruanda, chegando aos campos de refugiados na Repblica Democrtica do
Congo (antigo Zaire), no Burundi e na Tanznia.