P. 1
Discurso Directo. Discurso Indirecto Discurso Indirecto Livre

Discurso Directo. Discurso Indirecto Discurso Indirecto Livre

|Views: 3.620|Likes:
Síntese do estudo dos discursos directo, indirecto e indirecto livre.
Síntese do estudo dos discursos directo, indirecto e indirecto livre.

More info:

Published by: Rosalina Simão Nunes on Feb 27, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/29/2012

pdf

text

original

Discurso directo Discurso indirecto Discurso indirecto livre

rsn 2009/10

Exemplo
Discurso directo

É a transcrição fiel das falas das personagens, num texto. Formalmente, no texto escrito, surge depois de dois pontos, parágrafo e travessão.

NOTA: Pode ou não ser antecedido de um verbo declarativo, por exemplo, dizer, perguntar, responder…

-

- Amanhã, se não chover, vou ter contigo ao café, por volta das dez. – disse-me ele, quando eu já estava a sair da sala. Respondi-lhe: Lá te espero. Telefona-me se não fores.

Discurso indirecto

É a reprodução da fala e personagens e pessoas, por outra entidade. Por isso, ocorrem algumas transformações, sobretudo ao nível dos indicadores de tempo e espaço, bem como de pessoa verbal.

Exemplo
NOTA: No quadro ao lado, em cima, podem ler-se as transformações que ocorrem, na passagem do discurso directo para o indirecto.

Discurso directo - Dói-me a cabeça. Discurso indirecto: Ela/ele disse que lhe doía a cabeça.

Exemplo
Discurso indirecto livre

Discurso que parecendo directo, não apresenta as marcas gráficas características. Sendo indirecto, não utiliza o verbo declarativo e a conjunção que introduz o discurso indirecto.

NOTA: Pode ou não ser antecedido de um verbo declarativo, por exemplo, dizer, perguntar, responder…

Um empregado de farda amarrotada pegou na mala e também na chave da qual ele se esquecera de tomar posse, começou a subir a escada depois e explicar que o elevador estava avariado havia quase uma semana e na terra ninguém sabia concertá-lo, era preciso vierem de Lisboa. Ora primeiro que se resolvessem…Uma maçada.
(Maria Judite de Carvalho)

Referências
MOREIRA, Ana Maria Lopes – Trabalhos Dirigidos de Português 1, Didáctica Editora, 1992, 4ª Edição, Lisboa, pp 124-126, ISBN 972 650 024 9 REIGOTA, Fernanda; SILVA, Margarida – Preparação para o Exame Nacional 2010, Língua Portuguesa 9º, Porto Editora, 2009, Porto, pp 139-144, ISBN 978 972 0 0153 3 http://vanda51emportugues.blogspot.com/2010/01/discurso-directoindirecto-e-indirecto.html

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->