Você está na página 1de 1

A expresso separao de poderes tanto designa uma doutrina poltica como um princpio constitucional.

Na doutrina poltica, tem por objecto a estruturao do poder poltico do Estado e foi desenvolvida por
Locke e subsequentemente celebrizada por Montesquieu. Consiste basicamente, numa dupla distino: a
distino intelectual das funes do Estado; e a distino polcia dos rgos que devem desempenhar tais
funes entende-se que para cada funo deve existir um rgo prprio diferente dos demais ou um
conjunto de rgos prprios.
A separao de poderes um princpio constitucional, caracterstica da forma de governo democrticorepresentativo e pluralista ocidental, o qual lhe contrape o princpio da unidade e da hierarquia dos
poderes do Estado.
Depois de consagraes constitucionais nos Estados Unidos (1789) e na Franca no perodo
revolucionrio, a Declarao Universal dos Direitos do Homem e do Cidado (16 de Agosto de 1789), no
seu artigo 16, afirma solenemente que Qualquer sociedade em que no esteja assegurada a garantia dos
direitos, nem estabelecida a separao dos poderes no tem Constituio.
No plano de DC, o princpio da separao de poderes visou retirar ao Rei e aos seus ministros a funo de
legislar, deixando-lhe apenas a funo poltica e a funo administrativa. Visou, noutros termos, a
separao entre o legislativo e o Executivo. Isto para evitar o arbtrio e o despotismo da autoridade e, em
ltima anlise, garantir o respeito pelos direitos do cidado matria que apenas poderia ser tocada por lei
geral e abstracta do parlamento, e que a autoridade pblica deveria limitar-se a executar.