P. 1
LASER em Fisioterapia

LASER em Fisioterapia

|Views: 39.603|Likes:
Publicado porMahyra1
Laserterapia em Fisioterapia
Laserterapia em Fisioterapia

More info:

Published by: Mahyra1 on Mar 01, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2015

pdf

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DO BAIXO E MÉDIO AMAZONAS CESBAM

CURSO DE FISIOTERAPIA PERÍODO: 3º PERÍODO MATÉRIA: FISIOTERAPIA GERAL II PROFA. MAHYRA MOTA

LASERTERAPIA
A palavra LASER é formada pelas iniciais de "Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation", ou seja, Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação. A teoria da emissão estimulada foi descrita pela primeira vez em 1917 pelo cientista Albert Einstein. HISTÓRICO: 1950 - A primeira publicação sobre Laser data de 1958 no artigo de L. Schawlow e C.H. Townes. 1960 – Criação do Laser Rubi. Adaptações do Laser para cirurgias e tratamento de reparação tecidual. - Em 1963, Mester (Budapest) iniciou trabalhos com a utilização de Laser de Baixa Potência (Soft Laser), o Laser de He-Ne para cicatrização de feridas e úlceras, conseguindo demonstrar que é possível obter bons resultados com baixa densidade energética (potência média de 1,0 a 10,0 mW). 1970 - Na década de 70, na ex-URSS, começaram as pesquisas sobre Laserterapia Intravenosa com He-Ne, mostrando a sua eficácia no tratamento de várias patologias crônicas e agudas. CARACTERÍSTICAS DA RADIAÇÃO LASER: • Monocromaticidade: O laser é diferente de outras fontes de luz, porque é monocromático (apenas um comprimento de onda). É uma luz pura. • Coerência espacial: Ele obedece às leis da física. Substâncias específicas são estimuladas eletricamente para emitir radiações que produzem maiores níveis de energia. O seu deslocamento é ordenado, com freqüência igual, em fase e emissão. • É uniforme; • Colimação (é Polarizada): O feixe de luz é sempre paralelo (quer seja projetado de poucos centímetros, quer de longa distância), mantendo uniforme seu comprimento de onda e concentrando raios de alta densidade de energia. • É Brilhante: A potência emitida é elevada mais do que qualquer outro raio não laser. • Aparelho microcontrolado, a radiação é polarizada, sua dispersão é mínima. • Apresenta circuito toposcópico para localização dos pontos de acupuntura (trigger points), • Opera com canetas: 1) caneta 670nm – AlGa (Dermatologia, Po= 30mW), 2) caneta 830nm – AsGaAl (Reabilitação ortopédica e esportiva, Po=30mW),

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DO BAIXO E MÉDIO AMAZONAS CESBAM

3) caneta 904nm – AsGa (Reabilitação ortopédica e esportiva, Po=15mW). • Emite feixe contínuo e pulsado (50%) com possibilidade de escolha de 10 frequências de modulação (intensidade), proporcionando analgesia por diferentes vias fisiológicas. TIPOS DE LASER: (Depende do material) • Corpo sólido: Rubi • Gás: CO2 e Hélio-Neônio (HeNe) – radiação visível • Semicondutores: Arseniêto de Gálio (diodo) – radiação invisível • Líquido ou Gases Nobres (aplicação em industrias) • Cirúrgicos – alta freqüência: Apresentam efeitos térmico e destrutivo. • Terapêuticos – baixa freqüência: Atérmicos. Ex: HeNe, AsGaAl* QUANTO A EMISSÃO: • De alta freqüência, de alta potência, não são usados terapeuticamente. Ex: Rubi, Argônio, CO2. • De média potência, não tem potencial destrutivo. Ex: AsGa. • Soft Laser: não é destrutivo. É utilizado na fisioterapia. Ex: AsGa, HeNe. EFEITOS DO LASER: • Aumenta a síntese de colágeno - útil para reparo tecidual. • Aumenta a permeabilidade das membranas celulares com maior eficiência da bomba de sódio. • Aumenta o número de fibroblástos e promove tecido de granulação - útil para cicatrização de corte. • Aumenta os níveis de prostaglandinas. Causa um aumento na ATP celular, que é útil no alívio da dor. • Ação anti-inflamatória, antiflogística. DOSIMETRIA: A densidade do aparelho é medida em Joules/cm 2 que é igual a potência (mW) do aparelho, multiplicada pelo tempo em segundos, dividido pela superfície de emissão ao quadrado. • Efeito analgésico: 2 a 4 Joules/cm2 • Efeito regenerativo/cicatrizante: 3 a 6 Joules/cm2 • Efeito circulatório: 1 a 3 Joules/cm2 • Efeito antiinflamatório: 1 a 3 Joules/cm2 • Fase aguda: não ultrapassar 2 Joules • Fase sub-aguda: 3 a 4 Joules • Fase crônica: 5 a 7 Joules • Efeito estimulatório: Doses menores que 8 Joules • Efeitos Inibitórios: Doses maiores que 8 Joules.

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DO BAIXO E MÉDIO AMAZONAS CESBAM

EFEITOS TERAPÊUTICOS E FISIOLÓGICOS DO LASER: • EFEITO BIOQUÍMICO: o Liberação de histamina, serotonina e bradicinina pré-formada, o Aumento de prostaglandinas (As prostaglandinas causam uma maior permeabilidade capilar e também tem o poder da quimiotaxia, atraíndo células como macrófagos que são especializadas na fagocitose de restos celulares inflamatórios). o Aumento de fibroblástos, acelerando formação de tecido de granulação, útil na cicatrização. • EFEITO BIOELÉTRICO: o Aumento e manutenção do potencial de membrana celular. • EFEITO BIOENERGÉTICO: o Normalização da bioenergia celular, o Aumento da ATP intracelular. • Aumento da atividade enzimática, acelerando a cicatrização; • Neovascularização, estímulo a microcirculação; • Aumento da síntese de colágeno, importante no reparo tecidual; • Analgésico; • Antinflamatório e antiedematoso (ativa a microcirculação, vasodilatação de arteríolas, proliferação celular); • Ação Fibrinolítica (aumento da reabsorção fibrinogênica); • Estimulante do trofismo muscular; • Efeito bioestimulante atérmico (não produz calor). AVALIAÇÃO DO PACIENTE: • Idade: Quanto mais idoso menor será a densidade de energia, que varia de 3 a 6 J/cm². • Grau de hidratação: A dose será inversamente proporcional ao grau de hidratação do paciente, variando de 3 a 6 J/cm². • Grau de desnutrição: Quanto mais desnutrido menor será a densidade de energia, variando de 3 a 6 J/cm². • Cor de pele: Quanto mais clara a pele menor a densidade de energia, que varia de 3 a 6 J/cm². CUIDADOS E PRECAUÇÕES: • Usar óculos de proteção especial, tanto terapeuta como paciente, pois pode causar cegueira, • Afastar do ambiente objetos refletores (espelhos e metais), • Não fazer aplicação em ambientes iluminados, • Fazer limpeza do aparelho e da área que será tratada evitando películas gordurosas, • Ter cuidado com a dosagem, nunca deve-se ultrapassar o tempo total (45min de laser de tratamento total somando-se

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DO BAIXO E MÉDIO AMAZONAS CESBAM

todas as sessões). Depende do fabricante e do aparelho e sua potência. APLICAÇÕES CLÍNICAS: • Aplicações cirúrgicas: Pode ser usado para cortar ou cicatrizar especialmente em casos cirúrgicos onde a perda de sangue seja um risco para o paciente. Como uma faca ele pode cortar e com grande precisão extirpar poucas células. Pode também estancar hemorragia como, por exemplo, uma hemorragia gastrointestinal. • Oftalmologia: O Laser pode passar através do olho e ser focado em um pequeno ponto de tratamento. • Fisioterapia Estética: A Laserterapia atua também no combate a celulite, na dissolução de gorduras e na recanalização dos vasos linfáticos, melhorando a drenagem da linfa. • Odontologia: Atuando na aceleração de processos de cicatrização, diminuindo o tempo de tratamento. INDICAÇÕES: • Na cicatrização de ferimentos, • No fechamento de feridas abertas, úlceras e feridas pósoperatórias, • Na velocidade de condução do nervo, • Nas Artropatias degenerativas e inflamatórias, • No alívio da dor; tanto em pontos gatilhos quanto em pontos de acupuntura, • Tem efeitos benéficos em lesões de tecidos moles tendões, ligamentos e músculos e até em fortalecimento de tendões e ligamentos. CONTRA-INDICAÇÕES: Absolutas: • Em processos neoplásicos, • Útero gravídico, • Retina, • Áreas de hemorragia, • Processos bacterianos e Irritação cutânea. Relativas: • Tratamento do tórax em pacientes cardíacos deve ser evitado, juntamente naqueles que têm marca-passo, • Gravidez, • Disfunções glandulares.

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DO BAIXO E MÉDIO AMAZONAS CESBAM

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->