Você está na página 1de 12

Escola Profissional De Espinho

Ano Lectivo 2009/2010

Disciplina: Educação Física

Módulo 2 - Ginástica de Solo e Aparelhos

Trabalho Realizado Por:


Fábio Rafael Neno Vieira Nº9

Índice

Espinho, 20 de Janeiro de 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

1. Introdução................................................................................................3
2. Um pouco de História sobre a Ginástica..................................................4
3. Ginástica de Solo.....................................................................................5
4. Ginástica de Aparelhos............................................................................8
5. Conclusão................................................................................................9
6. webgrafia...............................................................................................10
Webgrafia

1. Introdução

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

A ginástica, nas aulas de Educação Física, tem como o objectivo


fundamental desenvolver o corpo e o controlo dos movimentos e
proporcionar uma iniciação às principais destrezas gímnicas.

Para atingir os seus fins, utiliza exercícios de mobilização e


fortalecimento, destrezas com aparelhos portáteis (bola, arco,
corda e outros) e destrezas em aparelhos fixos ou semimóveis
(espaldares, banco sueco, trave, barra, plinto, boque, etc.).

Os exercícios de mobilização e fortalecimento são muito


variados e incidem sobre as grandes regiões corporais: membros
inferiores, membros superiores e tronco. Os exercícios de
mobilização solicitem as diferentes articulações, com a finalidade
de aumentar a amplitude dos seus movimentos. Os exercícios de
fortalecimento, como o próprio nome indica, têm como objectivo
desenvolver a força nos principais grupos musculares.

Os aparelhos portáteis permitem executar um elevado


número de habilidades que contribuem para melhorar as
capacidades motoras, nomeadamente a destreza e a flexibilidade.

Uma sequência pode ser efectuada em grupo, devendo


alguns alunos executar os movimentos de forma coordenada.

As destrezas com aparelhos fixos e semimóveis serão


abordadas neste trabalho.

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho
2. Um pouco de História sobre a Ginástica

A Ginástica, tal como se conhece hoje, tem uma origem recente, tendo surgido no início
do século XIX e desenvolvendo-se rapidamente até ao nível que conhecemos hoje. No entanto,
ela já existia na antiguidade, onde a exercitação do corpo foi desenvolvida devido às constantes
rivalidades entre as cidades e povos, e os exercícios eram praticados com objectivos militares.
Foi nessa altura que foi utilizada pela primeira vez a palavra ginástica. O termo “Ginástica”
provém da palavra grega “Gymnos” que significa “Nu”, o que se deve ao facto de, na
antiguidade clássica, este tipo de actividade se praticar sem qualquer peça de roupa, sendo
considerada por isso uma actividade exclusivamente masculina.
Foi na Suíça, em 1832, que se formou a primeira Federação de Ginástica. Nesse mesmo
ano foi organizada a primeira grande Festa Gímnica Federal (Turnfest) em Aarau, que desde
então se repete todos os anos. A partir deste evento, o desenvolvimento e crescimento da
ginástica foi enorme.
Em 1881, surge a Federação Europeia de Ginástica, que mais tarde passou a designar-se
por Federação Internacional de Ginástica. O primeiro Torneio Internacional realizou-se em
Invers, no ano de 1903, passando em 1934 a designar-se por Campeonato do Mundo.
Em Portugal, só em 1950 surgiu a Federação Portuguesa de Ginástica, que com o passar
dos anos se dividiu em duas Federações distintas: Federação Portuguesa de Ginástica e
Federação Portuguesa de Trampolins e Desportos Acrobáticos.
A Federação Internacional de Ginástica considera duas grandes áreas da Ginástica: uma
vertente não desportiva, que se chama Ginástica Geral e é de participação recreacional; e uma
vertente desportiva, onde se englobam todos os tipos de Ginástica que já ouviste falar -
Ginástica Artística (feminina e masculina), Ginástica Rítmica, Trampolins, Ginástica Aeróbica e
Ginástica Acrobática

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

3. Ginástica de Solo

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho
4. Ginástica de Aparelhos

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

5. Aparelhos de Ginástica

Fig. 1 Plinto Fig. 2


Trampolim sueco e Reuther

Fig. 3 Boque Fig. 4


Trave olímpica

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho
Fig. 5 Barra fixa Fig. 6
Mini trampolim

Fig. 7 Paralelas simétricas Fig. 8


Tapete

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

6. Comentário

Durante as aulas de ginástica pude observar um maior grau de dificuldade por


parte dos alunos na resolução dos exercícios. E uma das razões possíveis é o medo
de se magoarem enquanto executam as tarefas.
No rolamento à frente não houve qualquer tipo de dificuldades, já no
rolamento à retaguarda alguns alunos não conseguiam acabar de enrolar o corpo.
Nos rolamentos à frente ou atrás os alunos tinham dificuldades em após enrolarem
o corpo se conseguirem levantar.
Em relação à ponte, muitos alunos não conseguiam levantar os braços ou
não conseguiam manter a posição correcta devido ou à falta de flexibilidade de
pernas ou de coluna.
O maior problema dos meus colegas do sexo feminino era o receio de
se magoarem, visto que os rapazes normalmente conseguiam com alguma
facilidade.

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010


Módulo 2 - Ginástica Escola Profissioanal de
Espinho

7. Webgrafia

http://neefeb23vizela.no.sapo.pt/index.htm

www.ginasticas.com

Fábio Rafael Neno Vieira Recepção 1 2010