Você está na página 1de 2

Jurisprudncia/STJ - Acrdos

Processo
AgRg no AREsp 269509 / SP
AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL
2012/0261534-0

Relator(a)
Ministro RICARDO VILLAS BAS CUEVA (1147)

rgo Julgador
T3 - TERCEIRA TURMA

Data do Julgamento
16/04/2015

Data da Publicao/Fonte
DJe 23/04/2015

Ementa
AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. PROCESSUAL
CIVIL.
NEGATIVA DE PRESTAO JURISDICIONAL. NO OCORRNCIA.
CERCEAMENTO DE
DEFESA. JULGAMENTO ANTECIPADO DA LIDE. RESPONSABILIDADE
CIVIL.
CONCORRNCIA. ELABORAO DE PROJETO. INDENIZAO POR DANOS
MORAIS
CONJUNTO FTICO-PROBATRIO DOS AUTOS. REEXAME. SMULA N
7/STJ.
1. No h falar em negativa de prestao jurisdicional se o
tribunal
de origem motiva adequadamente sua deciso, solucionando a
controvrsia com a aplicao do direito que entendeu cabvel

hiptese.
2. No configura cerceamento de defesa o julgamento da causa
sem a
produo de prova quando o tribunal de origem entender
substancialmente instrudo o feito, declarando a existncia
de
provas suficientes para seu convencimento. A reverso do
entendimento acarreta a incidncia da Smula n 7/STJ.
3. Invivel, em sede de recurso especial, modificar o acrdo
recorrido que entendeu no caracterizado o dano moral,
Pgina 1 de 2

Jurisprudncia/STJ - Acrdos
porquanto no
evidenciada a ofensa imagem e aos atributos imateriais de
que
dotada a agravante, tendo em vista que a anlise do tema
demandaria
o reexame do conjunto ftico-probatrio, procedimento vedado,
nesta
instncia, nos termos da Smula n 7/STJ.
4. Agravo regimental no provido.

Acrdo
Vistos e relatados estes autos, em que so partes as acima
indicadas, decide a Terceira Turma, por unanimidade, negar
provimento ao agravo regimental, nos termos do voto do(a) Sr(a).
Ministro(a) Relator(a). Os Srs. Ministros Marco Aurlio Bellizze,
Moura Ribeiro, Joo Otvio de Noronha e Paulo de Tarso Sanseverino
votaram com o Sr. Ministro Relator.

Referncia Legislativa
LEG:FED SUM:******
***** SUM(STJ) SMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIA
SUM:000005 SUM:000007

Pgina 2 de 2