P. 1
Visita Centro Escolar Gandra

Visita Centro Escolar Gandra

|Views: 671|Likes:

More info:

Published by: Câmara Muncipal de Paredes on Mar 03, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/03/2010

pdf

text

original

Comunicado de Imprensa, 3 de Março de 2010

GABINETE DE COMUNICAÇÃO

Deputadas da Assembleia da República visitaram futuro Centro Escolar de Gandra após reunião no âmbito do Grupo de Trabalho do Ensino Especial

MAIOR PROJECTO MUNICIPAL EDUCATIVO ESTÁ A NASCER EM PAREDES
Como é possível pensar no futuro sem olhar para aqueles que farão parte desse futuro? Determinada em garantir uma educação de primeira qualidade aos alunos do seu Concelho e partindo desta simples premissa, a Câmara Municipal de Paredes não olhou a meios para apresentar aquele que é hoje considerado o mais ambicioso projecto educativo do país no plano municipal. Alicerçado na Carta Educativa, entendida como um instrumento de planeamento, racionalização e redimensionamento do parque escolar já existente, de acordo com as necessidades de cada território, o projecto está já no terreno e tem sido referenciado pelo próprio Governo como “um paradigma do esforço que o Governo está a fazer em todo o país”, conforme chegou a elogiar a antiga ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues. Com uma comunidade educativa constituída por cerca de 14.800 alunos e um parque escolar composto por duas creches municipais, 51 jardins-de-infância e 63 escolas públicas, o Município de Paredes entendeu que era chegada a altura de assumir uma profunda remodelação no seu parque escolar, dotando o Concelho daquilo que há de melhor do ponto de vista dos recursos físicos. Orçada em cerca de 100 milhões de euros – dos quais 50 milhões já estão em execução –, a Carta Educativa proposta e aprovada pela Câmara Municipal de Paredes é vista como uma prioridade do actual executivo, de tal forma que os 14 novos Centros Escolares que estavam planeados até 2014 serão concluídos em grande parte já durante 2010. UM EXEMPLO DO QUE SERÁ A ESCOLA DO FUTURO… Aproveitando a visita a Paredes de quatro deputadas da Assembleia da República que integram o Grupo de Trabalho de Ensino Especial – Raquel Coelho (Coordenadora, PSD), Rosalina Martins (PS), Margarida Almeida (PSD) e Isabel Galriça Neto (CDSPP) –, a autarquia proporcionou, hoje, quarta-feira, uma visita oficial à obra do futuro Centro Escolar de Gandra. Erguido de raiz e já em adiantada fase de construção, o edifício desenvolve-se em dois pisos (inclui elevador para acesso ao nível superior a pessoas com mobilidade condicionada) em volta de um pátio. Com uma linguagem arquitectónica que procurou traduzir valores de proximidade, identidade e conforto, mas dando igualmente garantias de um sentido estético cuidado e uma reduzida manutenção ao longo do tempo, o Centro Escolar de Gandra terá o pré-escolar implantado a poente – 3 salas no piso térreo e com total autonomia –, enquanto o ensino básico (16 salas) ocupará toda a restante área nos dois pisos. No extremo nascente ficará localizado o ginásio polidesportivo.
Para informações adicionais, contactar o Gabinete de Comunicação, através do número 255 788 914, 92 548 28 84, 92 548 28 83, ou do e-mail gabcom@cm-paredes.pt

Comunicado de Imprensa, 3 de Março de 2010

GABINETE DE COMUNICAÇÃO

O edifício foi projectado de forma a minimizar o número de funcionários, designadamente em áreas de supervisão, gestão e segurança, mas também aproveitar ao máximo os recurso naturais – iluminação natural, conforto térmico e acústico – e energias renováveis (solar e eólica). No exterior, deu-se preferência à localização dos recreios em frentes com melhor exposição solar, salvaguardando-se alguns espaços cobertos para os dias com condições atmosféricas mais adversas. Uma horta pedagógica tira ainda partido da disponibilidade do terreno complementando outras actividades lúdicas e despertando os alunos para os valores da vida, do ambiente e dos recursos naturais. O custo total do Centro Escolar está orçado em cerca de 2 milhões de euros, estando a sua abertura prevista para o próximo Verão. ESFORÇO DESENVOLVIDO NA EDUCAÇÃO ESPECIAL Mas se a Carta Educativa é uma prioridade estratégica da autarquia, é também justo e elementar destacar o esforço que a Câmara Municipal de Paredes tem desenvolvido no âmbito da Educação Especial, afinal, o motivo principal da visita das quatro deputadas da Assembleia da República ao Concelho. Também aqui, o esforço do Município tem sido particularmente meritório, destacandose, nomeadamente: • O investimento realizado em obras de melhoramento na Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência (UAMM) da EB1/JI Redonda – Madalena; A construção e apetrechamento de uma Sala Snoezelen (inaugurada a 12 de Março de 2009) no mesmo estabelecimento de ensino; A colocação de pessoal auxiliar em estabelecimentos de ensinos com situações mais problemáticas (apesar de não ser uma competência efectiva do Município); O apoio a crianças com Necessidades Educativas Especiais (NNE) prestado em 24 estabelecimentos de ensino; O transporte regular de alunos NNE pelo Município (encargo de 100 mil e 500 euros/ano lectivo, comparticipado em apenas 18 mil e 500 euros pela Direcção Regional de Educação do Norte (DREN).

Para informações adicionais, contactar o Gabinete de Comunicação, através do número 255 788 914, 92 548 28 84, 92 548 28 83, ou do e-mail gabcom@cm-paredes.pt

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->