Você está na página 1de 2

HINO À CANABRAVA

Com bravura a Magu foram chegando,
Por entre perigosos veredais,
E nesta terra foram se fixando
Nossas bravas sementes ancestrais.

Tua beleza é tão inconfundível;
E como agradável é o teu regaço!
És uma terra sublime e aprazível
E como aconchegante é o teu abraço.

Nestas terras de bravos araiós,
Estás tu soberana e secular;
Cana Brava, com a mais alta voz,
Felizes, sempre iremos te exaltar.

Tu tens o povo mais belo e amável
Com uma grandeza e força sem igual;
Labuta com fervor incomparável
Ao ocaso, da gênese matinal.

Tu tens terras belas e abundantes
E as águas do Magu sempre imponentes;
O teu verde é o mais exuberante
Das gramíneas que fizeram esta gente.

E neste lindo céu do Maranhão,
Brilhando forte um sol abrasador;
E neste apaixonado coração,
Canabrava, pulsando com amor.

Óh! Minha amada Cana brava,
Como tão brava e bela és tu.
Entre todas e para todos
És a princesa do Magu.

Óh! Minha amada Canabrava,
Como tão brava e bela és tu.
Entre todas e para todos
És a princesa do Magu.