Você está na página 1de 1

MICROESTRUTURA INICIAL PREVISTA

MICROESTRUTURA INICIAL OBTIDA

PM300 IMPAX SUPREME

RESULTADO APS TMPERA

Composio qumica
Carbono

Silcio

Mangans Crmio

Molibdnio

Nquel Outros

(c)
O,40%

(Si)
0,30%

(Mn)
1,50%

(Mo)
0,20%

(Ni)
1,00%

(CR)
2,00%

(S)
0,010>S

O ao em estudo um ao ligado ao Cr-NiMo. Tendo em conta algumas caractersticas


podemos classifica-los em relao :
Ao teor em carbono: Ao hipoeutectoide;
Ao grau desoxidao: Ao calmado;
composio qumica: Ao de pouca liga;
constituio estrutural: Estrutura
martenstica revenida;
aplicao: Ao para moldes.

DUREZA ANTES DA TMPERA

Dureza Prevista
HB

Dureza Obtida
HB

Dureza Prevista
HRC

Dureza Obtida
HRC

290 330 HB

337 HB

30 36 HRC

36 HRC

DUREZA APS TMPERA

Dureza Prevista Dureza


HB
obtida HB

No foi possvel realizar o revenido por falta de


condies laboratoriais mas a microestrutura
esperada aps o revenido seria de Martensite
revenida.

540-555 HB

512 HB
512 HB

Dureza
Prevista
HRC

Dureza Obtida HRC

54 HRC

52 HRC

A dureza no estado fornecido aproximada da esperada,(337 ~~ [290-330]).


A dureza aps tmpera martenstica aumenta.
Aps a tmpera, a dureza menor do que a esperada uma vez que houve a
formao de bainite.
A bainite possui uma dureza inferior da martensite.
Diferentes velocidades de arrefecimento, aps tmpera, provocam diferentes
constituies estruturais no ao.

Jos Tinoco- gei12098@fe.up.pt, Ricardo Silva - gei12052@fe.up.pt

A realizao dos tratamentos de tmpera e revenido produz a microestrutura de martensite


revenida, que proporciona a melhor combinao de resistncia mecnica/dureza e tenacidade.
Objetivos da Tmpera Martenstica:
Objetivos do Revenido:
-Obteno de uma microestrutura de 100%
- Eliminar Tenses internas
Martensite aumentando assim a dureza.
- Aumento da ductilidade e resistncia ao
choque em prol de uma diminuio da dureza.