Você está na página 1de 3

ABNT NBR 11704:2008 - Sistemas fotovoltaicos — Classificação

Photovoltaic systems — Classification

Palavra-chave: Sistema fotovoltaico. Descriptor: Photovoltaic system.

Sumário

Prefácio

1

Escopo

2

Referências normativas

3

Termos e definições

4

Classificação dos sistemas fotovoltaicos

4.1

Quanto à interligação com o sistema público de fornecimento de energia elétrica

4.2

Quanto à configuração

5

Exemplos de sistemas fotovoltaicos

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias (ABNT/CEET), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ABNT/ONS, circulam para Consulta Nacional entre os associados da ABNT e demais interessados.

1 Escopo

Esta Norma classifica os sistemas de conversão fotovoltaica de energia solar em energia elétrica.

2 Referências normativas

Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação deste documento. Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes do referido documento (incluindo emendas).

ABNT NBR 5456:1987 – Eletricidade geral – Terminologia

ABNT NBR 5410:2004 – Instalações elétricas de baixa tensão

ABNT NBR 10899:2006 – Energia solar fotovoltaica – Terminologia

ABNT NBR 11704:2008 - Sistemas fotovoltaicos — Classificação

3 Termos e definições

Para os efeitos deste documento, aplicam-se os termos e definições das ABNT NBR 5456, ABNT NBR 5410 e ABNT NBR 10899, e os seguintes.

NOTA Na utilização das definições desta Norma, entende-se que cada termo é definido de acordo com a sua aplicação no campo abrangido pela seção 1, não se cogitando que o termo possa ter acepções diferentes em outros campos de atividades.

3.1

controlador de carga equipamento eletrônico destinado a controlar e monitorar a carga e/ou a descarga do banco de baterias, podendo ter seguidor de potência máxima integrado

3.2

inversor equipamento eletrônico destinado a converter tensão contínua, oriunda do gerador fotovoltaico ou do banco de baterias, em tensão alternada, podendo ter seguidor de potência máxima integrado

3.3

seguidor de potência máxima dispositivo de controle que permite ao sistema funcionar próximo do ponto de potência máxima do

gerador fotovoltaico, sob diferentes condições de irradiância, temperatura e carga

4 Classificação dos sistemas fotovoltaicos

4.1 Quanto à interligação com o sistema público de fornecimento de energia elétrica

a) sistemas isolados: são aqueles que não possuem qualquer conexão com o sistema público de fornecimento de energia elétrica;

b) sistemas conectados à rede elétrica: são aqueles efetivamente conectados ao sistema público de fornecimento de energia elétrica.

4.2 Quanto à configuração

a) sistemas puros: são aqueles que utilizam gerador fotovoltaico como único gerador de energia elétrica;

b) sistemas híbridos: são aqueles que resultam da associação do gerador fotovoltaico com outros tipos de geradores de energia elétrica.

5 Exemplos de sistemas fotovoltaicos

A Tabela 1 mostra exemplos de classificação de sistemas fotovoltaicos.

ABNT NBR 11704:2008 - Sistemas fotovoltaicos — Classificação

Tabela 1 — Exemplos de classificação de sistemas fotovoltaicos

 

Alimentação

Acumulação de

energia elétrica

Componentes

básicos

 

Tipo de sistema

dos

consumidores

Aplicações típicas

     

Não

Seguidor de potência máxima (desejável)

Bombeamento, produção de hidrogênio etc.

Tensão contínua

Sim

Controlador de carga e acumulador

Iluminação, telecomunicações, sinalização náutica, cerca elétrica, proteção catódica etc.

Puros

Tensão

Não

Inversor

Bombeamento, uso industrial etc.

Sistemas

     

isolados

alternada

Sim

Controlador de carga, acumulador e inversor

Eletrificação rural, bombeamento, telecomunicações, uso industrial, iluminação etc.

Híbridos

Tensão contínua

Sim

Controlador de carga, acumulador e gerador complementar

Telecomunicações, iluminação, sinalização rodoviária e ferroviária etc.

Tensão

 

Controlador de carga, acumulador opcional e gerador complementar

 

alternada

Opcional

Iluminação, uso industrial etc.

   

Tensão

   

Aplicações residenciais, comerciais e industriais, produção de energia para a rede pública etc.

Puros

alternada

Não

Inversor

Sistemas

     

Inversor e gerador complementar

Aplicações residenciais, comerciais e industriais, produção de energia para a rede pública etc.

conectados à

rede elétrica

Não

Tensão

 

Híbridos

alternada

     
   

Inversor, gerador

Eletrificação rural, uso industrial, suprimento ininterrupto de energia etc.

Sim

complementar e

acumulador

NOTA

Todos os tipos de sistemas possuem gerador fotovoltaico entre os componentes básicos.