Você está na página 1de 17
Onis DELEGADO PC-CE ercseniued ‘ula 00 Prot. Marcelo Camacho Aula 00- ADMINISTRACAO PUBLICA Old, pessoal! Estou aqui para estudar com vocés o contetido de ADMINISTRACAO PUBLICA para o concurso de DELEGADO DA POLICIA CIVIL DO CEARA Meu nome é Marcelo Camacho, sou Socidlogo e Tecnélogo em Recursos Humanos. Tenho 44 anos e atuo na area de Recursos Humanos ha 18 anos. Atualmente exerco o cargo de Analista de Gesto em Satie, perfil Gesto do Trabalho, na FIOCRUZ, aqui no Rio de Janeiro. Também jé exerci o cargo de Analista de Ciéncia & Tecnologia, perfil Recursos Humanos, no Instituto Nacional do Cancer (INCA). O concurso seré realizado pela Fundacéio VUNESP e aprova serd realizada no dia 18 de janeiro de 2015. . Esta é uma banca que comeca a ter alguma recorréncia em concursos juridicos. © ultimo concurso do TJ-PA foi organizado pela VUNESP. Esta banca realiza muitos concursos no estado de Sdo Paulo e fez alguns concursos para a magistratura, incluindo o Tribunal de Justiga do Para. Irei tentar conseguir o maior numero de questées possiveis desta banca, mas trabalharei com questdes da FCC para os assuntos que eu nao encontrar questées. Conseguir a aprovagéo em um concurso disputado exige muita dedicacdo e atengéio em detalhes. Adoto a seguinte dindmica nos meus cursos: apresento alguns pontos tedricos veremos como as bancas cobraram estes assuntos em provas recentes. Além de comentar a resposta adequada para cada questéo, irei também tecer comentérios sobre as respostas consideradas erradas. No final da aula eu apresento a lista de questdes e 0 gabarito. “Ah, Marcelo, mas tem uma parte teérica muito chata e ds vezes extensa!!!”. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 1 DELEGADO PC-CE ‘DOS cONCUREOE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho Camaradas, nao tem jeito, para dar conta de algumas afirmagdes precisamos entender conceitos. E para isto, precisamos estudar!! Estamos aqui para isto! “Ah, mas o que diferencia entéo dos livros dos autores cléssicos da Administracao, Marcelo?” Pessoal, o diferencial do curso é justamente trazer as perspectivas de diferentes autores num Unico lugar focando as questdes mais recentes das bancas. Recomendo que apés o estudo das aulas, refacam as questdes sem consultar os gabaritos. A repetic&o é a me da retengo. Ento, animados? Sempre digo que € necessario estudo e persisténcia pra conseguir aprovacéio em concursos ptiblicos! © contetido do curso e o cronograma das aulas seré o seguinte. Observem que os contetidos referentes a contabilidade e financas no serao tratados neste curso: uy ee ae ea (AULA DEMONSTRATIVA) Principios Constitucionais da Administrago Publica AULA 1 (13/10) Principios Constitucionais da Administrago Publica. Principios Explicitos e Implicitos. Etica na Administraco Publica 00 o1 (AULA 2 (20/10) Administracéo Publica. Organiza¢So administrativa. Centralizacdo. 02 Descentralizagdo. Desconcentrac#o. Orgios Piiblicos. Administraclo Indireta, Autarquias. FundacSes Publicas. Empresas Publicas e Sociedades ‘de Economia www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 2 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho Sumario 1 Principios Basicos da Administragao Publica. 2, Lista de QUestBes sannnsnnnsnnenstnin 3, Gabatito.nnunnmns www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 3 DELEGADO PC-CE eens ‘ula 00 Prof. Marcelo Camacho 1. Principios Basicos da Administracao Publica Segundo 0 artigo 37 da CF, os principios basicos da administragdo publica sao: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiéncia. E o famoso LIMPE, pessoal! Vamos a primeira questo da FCC ITEM 1. (FCC/METRO_SP/2010/ANALISTA TRAINEE/ADMINISTRACAO DE EMPRESAS) Os principios da legalidade, moralidade, impessoalidade e eficiéncia esta previstos (A) no regimento interno de cada Partido. (B) na Lei Organica dos Partidos. (C) na Constituicéo Federal. (D) no Cédigo Penal. (E) no regimento interno da Camara dos Deputados. Vimos acima, pessoal! E 0 art. 37 da Constituig&o Federal que dispée sobre os principios expressos da Administragao Publica, o LIMPE. Ento 0 gabarito é a alternativa C. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 4 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho @ caiu na prova ITEM 2. (VUNESP / 2014 / PC-SP / Escrivao de Policia) Prevé o art. 37 da Constituicao Federal, de forma expressa, que a administracao publica direta e ireta de qualquer dos Poderes da Unido, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municipios obedecerd aos principios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e: a) razoabilidade b) eficiénci ) proporcionalidade. d) unidade, ) economicidade. Bem, pessoal, questéo tranquila, ndo é mesmo? O gabarito é a alternativa B, pois 0 principio da Eficiéncia foi o Ultimo a ser inserido na Constituicao, através da Emenda Constitucional 19 de 1998. Legalidade Significa que 0 administrador publico est4, em toda a sua atividade funcional, sujeito aos mandamentos da lei e as exigéncias do bem comum, no podendo deles se afastar ou desviar, sob pena de praticar ato invdlido e expor-se & responsabilidade disciplinar, civil e criminal, conforme 0 caso. Ndo se esqueca que a Administragao Publica tem como meta o BEM COMUM. © principio da legalidade, que até pouco tempo, sé era sustentado pela doutrina, passou agora a ser imposic&o legal sustentada pela lei reguladora da www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 5 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho ACAO POPULAR, que considera nulos os atos lesivos ao patriménimo piiblico quando eivados de ILEGALIDADE DO OBJETO; Vejamos outra questa da FCC ITEM 3, (FCC/METRO_SP/2010/ANALISTA TRAINEE/ADMINISTRACAO DE EMPRESAS) © objetivo da Administracao Publica ¢ (A) 0 bem comum da coletividade administrada. (B) a obtencSo de lucro nas suas atividades. (C) a obtengio de superdvit primério. (D) a satisfacao pessoal do Administrador PUblico. (E) 0 cumprimento das metas estabelecidas em acordos internos ou externos. Fécill A administragSo Publica é constituida para o alcance do Bem Comum. Assim o gabarito é a alternativa A. Impessoalidade O principio da impessoalidade da Administrag&o Publica se apresenta com duas vertentes. Por um lado exige que os atos administrativos representam o ente ou érg&o que o realizou, a eles devem sempre ser imputados, pouco importando a pessoa fisica que o realizou. Assim se um fiscal aplicou uma multa, mas estava irregularmente empossado, a multa é vélida. De outro lado, exige ainda 0 principio da impessoalidade, que o ato administrativo deve ter destino genérico, buscando sempre a coletividade, sem privilégios ou imposigaio de restrig&o de caracteristicas pessoais. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 6 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho Para José Afonso da Silva,isso ocorre para que as realizagdes administrativo- governamentais n&o sejam propriamente do funcionario ou da autoridade, mas exclusivamente da entidade publica que a efetiva. A outra vertente do principio da impessoalidade, que trata do destinatério do ato administrativo, € referenciada por Celso Antonio Bandeira de Mello: "No principio da impessoalidade se traduz a idéia de que a Administrag3o tem que tratar a todos os administrados sem discriminagées, benéficas ou detrimentosas. Nem favoritismo nem perseguicies séo tolerdveis. Simpatias ou animosidades pessoais, politicas ou ideolégicas nao podem interferir na atuagéo administrativa e muito menos interesses sectérios, de facgées ou grupos de qualquer espéci principio em causa é sendo o préprio principio da igualdade ou isonomia" Vale ressaltar a abordagem de Hely Lopes Meirelles, “O principio da impessoalidade, referido na Constituigao de 1988 (Art. 37, “caput”), nada mais é que o classico principio da finalidade, o qual impée ao administrador publico que sé pratique o ato para o seu fim legal. E o fim legal é unicamente aquele que a norma de Direito indica expressa ou virtualmente como objetivo do ato, de forma impessoal.” Vejam que ao passo que Celso Anténio Bandeira de Mello refere-se ao principio da impessoalidade como sendo o principio da isonomia ou igualdade, Hely Lopes Meirelles refere-se como sendo 0 mesmo que o principio da finalidade. Este conflito conceitual é um problema para nés concurseiros. Vejam estas questdes: ITEM 4, (FCC/TRT_PI/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 7 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho O principio da administrago publica que tem por fundamento que qualquer atividade de gestéo publica deve ser dirigida a todos os cidadaos, sem a determinacao de pessoa ou discriminacao de qualquer natureza, denomina-se (A) Eficiéncia. (8) Moralidade. (C) Legalidade. (D) Finalidade. (E) Impessoalidade. O gabarito € a alternativa E, confirmada pela Banca! O conceito do comando da questéio refere-se ao principio da impessoalidade. Nao confundir com a perspectiva de Hely Lopes Meirelles, acerca do principio da impessoalidade ser 0 mesmo que finalidade. Existem divergéncias conceituais sobre a conceituacao do principio da impessoalidade como finalidade. E ao que parece a banca da FCC, em questdo recente, no compactua com a posicio de Hely Lopes Meirelles. Vejamos esta outra questo: ITEM 5. (FCC/TRT_SC/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA © reconhecimento da validade de ato praticado por funcionério irregularmente investido no cargo ou fungao, sob o fundamento de que o ato pertence ao érgio e nao ao agente puiblico, decorre do principio (A) da especialidade. (8) da moralidade. (C) do controle ou tutela. (D) da impessoalidade. (E) da hierarq www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 8 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho Como vimos acima, pelo principio da impessoalidade reconhe-se o ato pertence ao érgéo. Sendo assim mesmo que o agente esteja investido de forma irregular em cargo publico 0 ato é valido. O gabarito é a alternativa D. Moralidade Implica que 0 administrador deve ser ético em sua conduta. Tal conceito esta ligado de bom administrador. O certo 6 que a moralidade do ato administrativo juntamente com sua legalidade e finalidade, constituem pressupostos de validade sem os quais a atividade publica sera ilegitima. Este principio € requisito de eficécia e moralidade do ato administrative. A publicidade consiste na divulgac&o oficial do ato para conhecimento ptiblico e inicio de seus efeitos externos. Aqui é bom lembrar que a publicagéo que produz efeitos juridicos ¢ a feita pelo érgao oficial da Administrac&o. Por érgao oficial entenda-se nao sé 0 Diario Oficial das entidades publicas como também, os jornais contratados para essas publicacées oficiais. Os atos e contratos administrativos que omitirem ou desatenderem a publicagdo necessaria deixam de produzir seus regulares efeitos, bem como se expde a invalidac&o por falta desse requisito de eficdcia e moralidade. 0 Principio da Publicidade nao é absoluto. Nos casos de ofensa a INTIMIDADE de alguém € nos casos de SEGURANGA NACIONAL (quando uma informagao for muito sigilosa para o Estado) n&o haverd publicidade. Nos casos em que for declarado segredo de justiga, os atos também nao serdo publics. Vejam esta questao da FCC www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 9 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho ITEM 6. FCC/TRE_RS/2010/ANALISTA JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) A publicidade, como um dos principios basicos da Administracao, (A) deve ser observada em todo e qualquer ato administrativo, sem excegao. (B) elemento formativo do ato. (C) é a divulgacio oficial do ato para conhecimento ptiblico e inicio de seus efeitos externos. (D) € obrigatéria apenas para os érgaéos a Administragao direta, sendo facultativa para as entidades da Administracdo indireta. (E) também pode ser usada para a promogéo pessoal de autoridades ou servidores ptiblicos, salvo no periodo eleitoral. Vimos isto na aula acima: é a divulgacao obrigatéria dos atos da administracdo publica. Sé comeca a ter efeitos apés a publicaciio. Pensem na nomeacio de vocés para um cargo piblico efetivo, mediante concurso. Sé surtira efeitos a partir da publicag&o em didrio oficial. E obrigatéria para toda a Administraco Publica, Direta ou Indireta. A publicidade nao é elemento formativo do ato, antes € requisito de eficdcia e moralidade. Por isso mesmo os atos irregulares n&o se convalidam com a publicag&o, nem os regulares a dispensam para sua exequibilidade, quando a lei ou o regulamento a exige. Vimos também que este principio comporta excecdes. Nao é permitido usar meios ptblicos para promocéo pessoal. Sendo assim o gabarito é a alternativa C. Eficiéncia O principio da eficiéncia exige presteza, perfeicio e rendimento funcional. E 0 mais moderno dos principios da Administrag&o. Foi instituido pela Emenda Constitucional 19/1998. Desta forma a eficiéncia passou a ser um direito com sede constitucional. E 0 dever de executar a boa administraciio. O agente tem o dever de executar suas atividades com presteza, perfeigéo e rendimento funcional. Vai além do www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 10 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho conceito do principio da legalidade. Exige resultados positives e satisfatério atendimento das necessidades publicas. Entre outras coisas, submete o Executivo ao controle de resultado; fortalece o sistema de mérito; sujeita a Administragdo Indireta @ superviséo ministerial, quanto @ eficiéncia administrativa; recomenda a demissdo ou dispensa do servidor comprovadamente ineficiente. O controle devera abranger os aspectos qualitativos e quantitativos do servico, avaliando seu rendimento efetivo, custo operacional, utilidade para a populacéo e para a Administracéio. Envolve os aspectos administrative, econémico e técnico. Vejam estas questdes da FCC. ITEM 7. (FCC/ MPE_SE/2009/TECNICO/AREA ADMINISTRATIVA) A Constituigao determina expressamente que sao principios da Administragao Publica: (A) publicidade, moralidade e eficiéncia. (B) impessoalidade, moralidade e imperatividade. (C) hierarquia, moralidade e legalidade. (D) legalidade, impessoalidade e auto-executoriedade. (E) impessoalidade, presuncio de legi \de e hierarqui Muito Facil pessoal! Nao podemos errar questao assim. E sé lembrar do LIMPE. Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiéncia. A Unica alternativa que sé contém principios da Administragéo Publica é a alternativa A, que € 0 gabarito. ITEM 8. (FCC/TJ_SE/2009/TECNICO JUDICIARIO/AREA JUDICIARIA/ADMINISTRATIVA) So principios da Administragéo Publica expressamente previstos na Constituigao da Republica Federativa do Brasil: www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho uu DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho (A) especialidade, moralidade e autotutela. (B) legalidade, razoabilidade e supremacia do interesse publico. (C) publicidade, supremacia do interesse publico e veracidade. (D) veracidade, eficiéncia e razoabilidade. (E) eficiéncia, legalidade e publicidade. Facil, néo é? Lembrem-se do LIMPE. A unica alternativa que contém somente principios expressos da Administragdo Publica é a alternativa E. Mais uma questao sobre os principios expressos no art. 37 da Constituico ITEM 9. FCC/TRT_PR/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) A administracao publica brasileira, conforme o artigo 37 da Constituicao Federal, obedece aos principios da (A) legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiéncia. (B) legalidade, impessoalidade, continuidade, indisponibilidade e finalidade. (C) subsidiariedade, flexibilidade, participacao cidadé, publicidade e eficiéncia. (D) moralidade, flexibilidade, participacao cidads, legalidade e impessoalidade. (E) transparéncia administrativa, moralidade, participacao cidada, eficiéncia e impessoalidade. Pessoal, ndo dé pra esquecer! ? £ o LIMPE. A alternativa A contém todos os principios expressos da Administracdo Publica. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 2 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho @ caiu na prova ITEM 10. (VUNESP/2013/TJ/SP/ ESCREVENTE TECNICO JUDICIARIO) So principios constitucionais expressos voltados & administracdo publica direta e indireta: A) celeridade e transparéncia. B) isonomia e pessoalidade. C) legalidade e imparcialidade. D) moralidade e proporcionalidade. E) legalidade e efici Bom, pessoal, j4 sabemos que os cinco principios constitucionais expressos da administragdo ptiblica séo os seguintes: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publici contém dois destes principios é a letra E. lade e Eficiéncia. Portanto, a nica alternativa que Bem, pessoal, termino por aqui esta aula demonstrativa! Na aula 1 trarei mais questdes da VUNESP! Ate ld! www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho B DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho 2. Lista de Questdes ITEM 1, (FCC/METRO_SP/2010/ANALISTA, TRAINEE/ADMINISTRACAO DE EMPRESAS) Os principios da legalidade, moralidade, impessoalidade e eficiéncia estao previstos (A) no regimento interno de cada Partido. (8) na Lei Organica dos Partidos. (C) na Constituicéo Federal. (D) no Cédigo Penal. (E) no regimento interno da Camara dos Deputados, ITEM 2. (VUNESP / 2014 / PC-SP / Escrivao de Policia) Prevé 0 art. 37 da Con: e indireta de qualquer dos Poderes da Unido, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municipios igo Federal, de forma expressa, que a administracao publica direta obedecerd aos principios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e: a) razoabilidade b) eficiéncia. ) proporcionalidade. 4) unidade. ) economicidade. ITEM 3 (FCC/METRO_SP/2010/ANALISTA. TRAINEE/ADMINISTRAGAO DE EMPRESAS) © objetivo da Administracdo Publica (A) 0 bem comum da coletividade administrada. (B) a obtengio de lucro nas suas atividades. (C) a obtencio de superdvit primério. (D) a satisfacdo pessoal do Administrador Publico. (E) 0 cumprimento das metas estabelecidas em acordos internos ou externos. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 14 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho ITEM 4, (FCC/TRT_PI/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) principio da administragao publica que tem por fundamento que qualquer atividade de gestao publica deve ser dirigida a todos os cidadéos, sem a determinaciio de pessoa ou discriminacéo de qualquer natureza, denomina-se (A) Eficiéncia. (B) Moralidade. (C) Legalidade. (D) Finalidade. (E) Impessoalidade. ITEM 5. (FCC/TRT_SC/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA © reconhecimento da validade de ato praticado por funcionario irregularmente investido no cargo ou fungao, sob o fundamento de que 0 ato pertence ao érgao e nao ao agente pubblico, decorre do principio (A) da especialidade. (B) da moralidade. (C) do controle ou tutela. (D) da impessoalidade. (E) da hierarqui ITEM 6. FCC/TRE_RS/2010/ANALISTA JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) A publicidade, como um dos principios basicos da Administragao, (A) deve ser observada em todo e qualquer ato administrativo, sem excecao. (B) € elemento formative do ato. (C) & a divulgacao oficial do ato para conhecimento ptiblico e inicio de seus efeitos externos. (D) € obrigatéria apenas para os érgaos a Adi entidades da Administracao indireta. istracdo direta, sendo facultativa para as www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 15 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho (E) também pode ser usada para a promogéo pessoal de autoridades ou servidores ptiblicos, salvo no periodo eleitoral. ITEM 7 (FCC/ MPE_SE/2009/TECNICO/AREA ADMINISTRATIVA) A Constituigéo determina expressamente que so principios da Administragéo Publica: (A) publicidade, moralidade e eficiéncia. (B) impessoalidade, moralidade e imperatividade. (C) hierarquia, moralidade e legalidade. (D) legalidade, impessoalidade e auto-executoriedade. (E) impessoalidade, presuncdo de legitimidade e hierarquia ITEM 8, (FCC/TJ_SE/2009/TECNICO JUDICIARIO/AREA JUDICIARIA/ADMINISTRATIVA) So principios da Administragio Publica expressamente previstos na Constituigdo da Republica Federativa do Brasil: (A) especialidade, moralidade e autotutela. (B) legalidade, razoabilidade e supremacia do interesse piiblico. (C) publicidade, supremacia do interesse pubblico e veracidade. (D) veracidade, eficiéncia e razoabilidade. (E) eficiéncia, legalidade e publicidade. ITEM 9 (FCC/TRT_PR/2010/TECNICO JUDICIARIO/AREA ADMINISTRATIVA) A administrago publica brasileira, conforme o artigo 37 da Constituiggo Federal, obedece aos principios da (A) legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiéncia. (B) legalidade, impessoalidade, continuidade, indisponibilidade e finalidade. (C) subsidiariedade, flex lade, participacao cidada, publicidade e eficiéncia. (D) moralidade, flexibilidade, participacao cidada, legalidade e impessoalidade. (E) transparéncia administrativa, moralidade, participagdo cidada, eficiéncia e impessoalidade. www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho 16 DELEGADO PC-CE Aula 00 Prof. Marcelo Camacho ITEM 10, (VUNESP/2013/T3/SP/ ESCREVENTE TECNICO JUDICIARIO) Sao principios constitucionais expressos voltados & administracao publica direta e indireta: A) celeridade e transparéncia. B) isonomia e pessoalidade. C) legalidade e imparcialidade, D) moralidade e proporcionalidade. E) legalidade e efici 3. Gabarito www.pontodosconcursos.com.br | Prof. Marcelo Camacho wv