Você está na página 1de 2

Bronze para SENAI/AM na Olimpíada do Conhecimento

O aluno do Serviço Nacional da Indústria (SENAI/AM), Rayson


Marinho, conquistou medalha de bronze na ocupação
Ferramentaria na 6ª edição da Olimpíada do Conhecimento,
encerrada domingo (14), no Cais do Porto, no Rio de Janeiro. No
evento foram premiadas 41 ocupações industriais e cinco
comerciais. O SENAI/AM levou à capital carioca delegação de 13
jovens para competir em 12 ocupações. Outro premiado foi o
competidor de Tornearia, Silas Ferreira, que recebeu o troféu de
melhor desempenho da delegação do Amazonas.

Para o diretor do SENAI/AM, Aldemurpe Barros, a instituição é


referência na formação profissional. “Participar deste sistema que
dissemina cultura, conhecimento e tecnologia é privilégio, pois
ajuda jovens e trabalhadores a conquistarem seus espaços no
mercado de trabalho”, comentou. “A Olimpíada do Conhecimento é
um aprendizado para alunos, instrutores, técnicos, observadores e
visitantes. Nossos meninos do SENAI/AM estão de parabéns pelo
desempenho e participação neste evento”, disse.

Rayson ficou emocionado ao chamarem o seu nome para compor o


pódio da ocupação Ferramentaria. Após receber a medalha de
bronze das mãos da diretora de Operações do SENAI Nacional,
Regina Torres, soltou o grito de guerra do Estado, refrão que todos
participantes e convidados do evento pararam para ouvir: Pelo
Amazonas, Selva!
Em meio a muitas parabenizações vindas de outras delegações e
de representantes da indústria local, nacional e internacional, entre
eles o próprio diretor nacional do SENAI, José Martins, o aluno
ressaltou com orgulho que o SENAI/AM está com nível internacional
de qualidade de ensino de jovens e adolescentes.
“A nossa qualidade da educação profissional não é inferior das
ministradas por outros departamentos regionais do SENAI. O
Amazonas ficou mais de 10 anos longe desta ocupação nas
Olimpíadas e hoje receber essa medalha é mais um incentivo para
a instituição e os alunos do SENAI/AM a competirem de igual para
igual com outros Estados”, apontou Rayson.
O avaliador de Ferramentaria do SENAI/AM, Geraldo Galvão, ficou
feliz por conquistar mais uma medalha no maior evento de
educação profissional das Américas, visto que na Olimpíada de
2008 foi o instrutor que treinou os alunos medalha de ouro da
ocupação Tecnologia do Plástico. Geraldo comenta que treinou
Rayson como se estivesse coordenando um operário de
Ferramentaria que precisa atender em tempo hábil a demanda do
cliente.
“Os treinos de um aluno da Olimpíada é uma tarefa normal, porém
com maior responsabilidade em agilidade no cumprimento das
atividades. Somos humanos e por isso temos o direito de errar,
porém com a possibilidade de aprimorar os serviços em cima das
falhas anteriores”, explicou Galvão.
Instrutor há 13 anos da Escola SENAI Waldemiro Lustoza, Geraldo
ressalta que está alegre em cumprir com a missão de formar mão
de obra de excelência, contribuindo com uma indústria brasileira
mais produtiva, segura e competitiva. “A determinação é diferencial
dos vencedores e é por isso que aconselho meus alunos a traçar
seus objetivos para saber o que querem fazer na vida e onde
querem chegar. Estou grato por Deus ter me dado a oportunidade
de conquistar mais uma medalha com Rayson”, disse o instrutor
bicampeão em tecnologia do plástico, em 2008, e ferramentaria, em
2010.
Rayson espera garantir um futuro melhor com toda essa
experiência que passou lhe tornando um profissional melhor. A
expectativa do aluno pós-Olimpíada é de conquistar
reconhecimento no mercado de trabalho local para desfrutar de um
futuro seguro com estabilidade financeira.
“Agora quero concluir o meu estágio do curso técnico do SENAI e
ingressar numa faculdade de engenharia mecânica. O futuro é
conseqüência do que a gente faz, então espero o melhor”, concluiu
o aluno medalha de bronze em Ferramentaria da Olimpíada do
Conhecimento 2010.