P. 1
Matriz Curricular - Ensino Fundamental

Matriz Curricular - Ensino Fundamental

|Views: 29.825|Likes:
Publicado porCarlosAlvinco
Matriz curricular do ensino fundamental
Matriz curricular do ensino fundamental

More info:

Published by: CarlosAlvinco on Mar 15, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/01/2013

pdf

text

original

Sections

LETRAMENTO E DIVERSIDADE

Conteúdos

1. Oralidade e expressão

■Linguagem verbal e cultura

■A língua falada como patrimônio cultural (identidade de grupos

sociais)

■Interação e comunicação

■Padrões lingüuísticos de prestígio

■Escuta orientada em situações de recepção da fala não

planejada e planejada (construção de modelos apropria-
dos ao uso do oral nas circunstâncias previstas)

■Objetivos, regras e estratégias nos usos da linguagem

verbal (a língua falada planejada e leitura em voz alta de
textos)

■Turnos do diálogo (situações dialogadas não-planejadas

– concessões aos ouvintes, alternância de papéis, grau
de envolvimento dos interlocutores, reações paralinguísti-
cas, reparos, interrupções, correções, etc.)

■Sinais paralinguísticos durante situações de fala

2. Leitura

■Gêneros indicados para leitura, reflexão e análise para a

série / ano: relatos de experiência pessoal, histórias em qua-
drinhos, receitas, bulas, manuais de instrução, artigos de di-
vulgação científica, notícias, publicitários, anúncios de classifi-
cados, informativos de interesse didático, definições, verbe-
tes de enciclopédia e dicionário, curiosidades (você sabia?),
cartões, cartas pessoais, bilhetes, mensagens eletrônicas,
resumos, regulamentos, estatutos, tabelas, textos não ver-
bais diversos (fotos, imagens), contos, contos de fada, len-
das, romances, fábulas, novelas, poemas, letras de música

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros indicados para a série / ano: contexto de produção
(autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento em que
ocorre a interação), suportes de circulação original (livros,
revistas, papéis administrativos, outdoors, internet, suportes
digitais, periódicos, documentos em geral, folhetos etc.), esfe-
ras de circulação original (escolar, jornalística, artístico-literária,
de entretenimento, institucional-pública, ocupacional, publicitá-
ria, profissional, etc.)

Expectativas de aprendizagem

1. Oralidade e expressão

■Compreender a fala como manifestação do pensamento e da cul-

tura de um povo e o direito de seu uso como instrumento de
comunicação, manifestação de idéias e construção de identidades.

■Identificar-se com a fala produzida por sua comunidade e res-

peitar a fala produzida por outras comunidades.

■Demonstrar atenção na escuta de diversos textos em diferen-

tes situações de comunicação.

■Intervir com perguntas e colocações planejadas em situações

autênticas de interlocução de escuta de textos.

■Relatar opiniões, idéias, experiências e acontecimentos, de

acordo com a seqüuência lógica do gênero relatado.

■Ler textos escritos em voz alta de maneira suscitar o interesse

dos interlocutores (ajustando simultaneamente recursos para-
linguísticos - tonalidade de voz, gestos, expressão facial etc - e
recursos expressivos escritos).

■Recontar oralmente histórias ouvidas, lidas, inventadas, de

maneira a suscitar o interesse dos interlocutores (ajustando
simultaneamente recursos paralinguísticos - tonalidade de voz,
gestos, expressão facial etc - e recursos expressivos escritos).

■Ampliar em situações de fala planejada o uso de vocabulário e

de estruturas com maior complexidade sintática, levando em
conta os conteúdos aprendidos nos demais tópicos.

2. Leitura

■Formular hipóteses, antes da leitura do texto sobre o seu con-

teúdo e forma, considerando as características do gênero, do
suporte, do autor, da sua finalidade, da época de produção,
dos recursos lingüuísticos empregados, etc.

■Identificar esferas discursivas, suportes de circulação origi-

nal, gêneros, temas, assuntos, finalidades, público-alvo,
possíveis objetivos de produção e leitura, espaços próprios
de circulação social, formas, constituintes e recursos ex-
pressivos em textos.

■Identificar os possíveis elementos constitutivos da organização

interna dos gêneros indicados para a série / ano.

■Reformular as hipóteses iniciais sobre conteúdo e forma do

texto, durante a sua leitura, considerando as características do
gênero, do suporte, do autor, da sua finalidade, da época de
produção dos recursos lingüuísticos empregados, etc.

■Construir sínteses parciais de partes do texto para prosseguir

com a sua leitura.

■Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévios.

■Utilizar inferências pragmáticas para dar sentido a expressões

que não pertençam a seu repertório linguístico.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 27

2. Leitura

■Estratégias de leitura: explicitação do conteúdo implícito, tema,

assunto, levantamento de hipóteses, relação de causa e con-
sequência, de temporalidade, transferência, síntese, generali-
zação, tradução de símbolos, relação de forma e conteúdo, etc.

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

indicados para a série / ano: (linguísticos, expressivos, textu-
ais, formatos que caracterizam os padrões organizacionais e
estruturais dos gêneros)

■Tipos de textos (padrões predominantemente observados em

sua organização interna): narrativo; descritivo; expositivo; in-
juntivo; não verbal

■O vocábulo em estado de dicionário

■Sinonímia, homonímia, heteronímia

■Denotação: o caráter polissêmico do uso do léxico

■Conotação: o caráter estilístico do uso do léxico

■O valor expressivo das formas linguísticas

Fatores de coerência

■A organização e a progressão temática a partir de mudança de

locutor, parágrafos, subtítulos, estrofes e versos

■Aspectos estilísticos (configuração do texto, posição comunica-

tiva do locutor e sequência discursiva predominante – narrati-
va, descritiva ou conversacional) como indicadores do gênero
de texto

Fatores de coesão

■Coesão referencial (retomada lexical, retomada de referentes

por pronomes, retomada de referentes por elipse, etc.)

■Coesão sequencial (sequenciação parafrástica e frástica, se-

quenciação temporal, sequenciação conversacional, etc.)

■Intertextualidade

■Tratamento da informação e comparação de textos

■Modalidades de leitura

■Leitura compreensiva e interpretativa

6º ANO / 5ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

2. Leitura

■Localizar: item de informação explícita, considerando um único crité-

rio para recuperar a informação (o que, quem, quando, onde, como,
por que); itens de informação explícita, relativos à descrição de
características de determinado objeto, lugar ou pessoa, em um texto;
itens de informação explícita, distribuídos ao longo de um texto.

■Organizar, na sequência em que aparecem, itens de informa-

ção explícita, distribuídos ao longo de um texto.

■Inferir: o sentido de palavras ou expressões a partir do contex-

to ou selecionar a acepção mais adequada em verbete de
dicionário; tema ou assunto principal de um texto; informações
pressupostas ou subentendidas em textos.

■Estabelecer relações entre partes do texto, identificando repeti-

ções ou substituições que contribuem para a sua continuidade.

■Estabelecer relações entre imagens (foto ou ilustração) e o

corpo do texto, comparando itens de informação explícita.

■Estabelecer relações de causa / consequência, entre segmen-

tos de um texto, sendo que a causa é relativa a um fato referido
pelo texto e a consequência está explícita.

■Distinguir um fato da opinião relativa a esse fato, em segmentos

contínuos do texto, identificando a opinião explícita enunciada em
relação a esse fato.

■Identificar o efeito de sentido produzido em um texto: pelo uso

de marcas discursivas de temporalidade no encadeamento dos
fatos; pelo uso intencional de recursos expressivos gráfico-
visuais; pelo uso intencional de pontuação expressiva (interro-
gação, exclamação, reticências, aspas, etc.); pelo uso intenci-
onal de determinada palavra ou expressão.

■Identificar o efeito de humor produzido no texto pelo uso inten-

cional de palavras, expressões ou imagens ambíguas.

■Identificar o efeito de sentido persuasivo produzido no texto

pelo uso de recursos gráfico-visuais.

■Identificar o efeito de sentido produzido, no texto, decorrente da

exploração de recursos ortográficos ou morfossintáticos.

■Identificar duas formas de tratar a informação na comparação

de textos que tratam de um mesmo tema ou assunto.

■Identificar diferenças ou semelhanças entre uma mesma infor-

mação veiculada em diferentes textos / mídias.

Atitudes

■Explicitar expectativas quanto à forma e ao conteúdo dos textos

que gostaria de ler.

■Selecionar textos para a leitura de acordo com diferentes obje-

tivos ou interesses (estudo, formação pessoal, entretenimento,
realização de tarefas, etc.).

28 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

6º ANO / 5ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

2. Leitura

Atitudes

■Realizar a leitura integral de um texto com autonomia.

■Selecionar livros para leitura integral de acordo com seus ob-

jetivos e interesses.

■Ler integralmente livros, revistas, jornais, etc.

■Buscar informações complementares em dicionários, enciclo-

pédias, internet, etc.

■Valorizar e preservar o suporte livro como um bem simbólico.

■ Posicionar-se criticamente em relação aos textos lidos quanto

aos conteúdos discriminatórios, aos direitos humanos e ambi-
entais neles divulgados.

3. Conhecimentos literários

■Gêneros literários indicados para leitura, reflexão e análise

para a série / ano: contos, contos de fada, lendas, mitos, ro-
mances, fábulas, poemas, letras de música; gêneros literários
orais

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros literários indicados para a série / ano: contexto de
produção (autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento
em que ocorre a interação), suportes de circulação original,
esferas de circulação original

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

literários indicados para a série /ano: lingüuísticos, expressi-
vos, textuais, formatos que caracterizam os padrões organiza-
cionais e estruturais dos gêneros

■As teorias explicativas sobre os gêneros dos textos literários de

estrutura narrativa em prosa - personagem, ponto de vista do
narrador, descrição, enredo, tempo, espaço, etc; em versos -
poemas - rima, ritmo, figuras de estilo e linguagem, etc.

Elementos da narrativa:

■O enredo: ordem linear e não linear, conflito e clímax

■Descrição de personagens

■Descrição de cenários

■Diálogo no texto narrativo

■Recursos da linguagem poética

■Comparação de textos narrativos literários e de letras de músi-

cas, em diferentes momentos históricos

■Intertextualidade temática

■Leitura e análise de livros de autores representativos das lite-

raturas lusófonas

■Literatura como representação da cultura, forma de manifestação

da identidade e de luta para a emancipação de diferentes povos
e patrimônio nacional a ser preservado, respeitado e divulgado

■Preservação da literatura oral das comunidades locais

3. Conhecimentos literários

■Identificar os possíveis elementos constitutivos da organização

interna de gêneros literários: contos, contos de fada, lendas,
mitos, romances, fábulas, poemas, letras de música.

■Recuperar as condições de produção e recepção dos gêneros

literários indicados para a série / ano: contexto de produção
(autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento em que
ocorre a interação), suportes de circulação original, esferas de
circulação original.

■Identificar os mecanismos de construção do poema.

■Identificar os mecanismos de construção da argumenta-

ção em fábulas.

■Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto nar-

rativo literário: personagens, marcadores de tempo e de loca-
lização, o conflito gerador do enredo, seqüuência lógica dos
fatos, modos de narrar (1ª e 3ª pessoa); adjetivação na carac-
terização de personagens, cenários e objetos; modos de mar-
car o discurso alheio (discurso direto / indireto).

■Identificar o enunciador do discurso direto, em um segmento de

narrativa literária.

■Identificar uma interpretação adequada de fonte autorizada para

um determinado texto literário.

■Identificar o efeito de sentido produzido em um texto literário,

decorrente: do uso de pontuação expressiva; determinada
palavra ou expressão.

■Inferir o efeito de sentido produzido em um texto literário, decor-

rente da exploração de recursos gráficos, ortográficos e / ou
morfossintáticos.

■Estabelecer relações temáticas entre dois textos literários.

■Registrar a literatura oral divulgada por sua comunidade

■Ler e analisar livros de autores representativos das literatu-

ras lusófonas.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 29

3. Conhecimentos literários

■Valorizar a literatura como representação da cultura, forma de

manifestação da identidade e luta para a emancipação de dife-
rentes povos e patrimônio nacional a ser preservado, respeita-
do e divulgado.

6º ANO / 5ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

4. Conhecimentos linguísticos

■Regularidades de ordem fonológica (acentuação, ortografia e

divisão silábica)

■Regularidades estruturais (paragrafação, margens, transline-

ação)

■Norma padrão da língua escrita: ortografia e pontuação

■Segmentação do texto: palavras, frases, orações, períodos e

frases

■Letra e fonema; encontros vocálicos / consonantais; dígrafos;

dífonos; sílaba

■Categorias morfossintáticas: substantivo; adjetivo; locução ad-

jetiva; artigos definidos e indefinidos; pronomes pessoais, pos-
sessivos, demonstrativos, indefinidos; numeral; verbo (modos
indicativo, subjuntivo e imperativo); interjeição

■Estrutura das frases: frases e tipos de frases

■Usos de dicionário e gramática

■Contexto de produção das variantes linguísticas (histórico, so-

cial e cultural)

■Expressões próprias da linguagem coloquial

■Usos de regionalismos, estrangeirismos, arcaísmos, neologis-

mos, jargões, gírias

■Variação intrínseca do processo linguístico: fatores geográficos

(variedades regionais, urbanas e rurais), históricos (lingua-
gem do passado e do presente), sociológicos (gênero, raça,
classe social), técnicos (diferentes domínios da ciência e da
tecnologia)

4. Conhecimentos linguísticos

■Constituir um conjunto de conhecimentos sobre o funcionamen-

to da linguagem e sobre o sistema linguístico relevante para as
práticas de escuta, leitura e produção de textos (domínio e uso
de nomenclatura e conceitos específicos da gramática tradicio-
nal e da linguística).

■Construir um acervo de instrumentos de natureza procedimen-

tal e conceitual necessários para a análise e reflexão linguísti-
ca, delimitação e identificação de unidades linguísticas para
compreensão das relações estabelecidas entre as unidades e
as funções discursivas associadas a elas no contexto (domínio
e uso de metodologia de análise dos usos da língua para
descrever fatos, processos, padrões, etc.).

■Inventariar e descrever fenômenos linguísticos por meio de

agrupamento, aplicação de modelos, comparações e análise
de formas linguísticas de modo a inventariar elementos de uma
mesma classe de fenômenos e construir paradigmas constrati-
vos em diferentes modalidades da fala e da escrita:
- de propriedades morfológicas indicadas para a série / ano;
- no papel funcional assumido pelos elementos na estrutura da
sentença ou nos sintagmas constituintes indicados para a série
/ ano;
- no significado prototípico dessas classes indicadas para a
série / ano.

■Reconhecer e diferenciar os modos (indicativo, subjuntivo e

imperativo) e os tempos verbais (presente, passado e futuro)
em frases.

■Classificar as palavras pelo número de sílabas (monossílabas,

dissílabas, trissílabas, polissílabas) e pela tonicidade (oxítonas,
paroxítonas e proparoxítonas) para resolver problemas de
acentuação.

■Utilizar o conhecimento sobre as regularidades observadas

em paradigmas morfológicos como parte das estratégias de
solução de problemas de ortografia e acentuação gráfica.

■Utilizar a intuição sobre unidades linguísticas períodos, senten-

ças, sintagmas como parte das estratégias de solução de pro-
blemas de pontuação.

■Resolver problemas de ortografia ou de pontuação, em determi-

nado enunciado, aplicando os conhecimentos da norma padrão
da língua portuguesa.

30 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

4. Conhecimentos linguísticos

■Consultar o dicionário e a gramática tradicional para resolver

problemas relativos à análise e descrição gramatical, à análise
e compreensão de textos, à produção de seu próprio texto.

■Avaliar, a partir da percepção da variação linguística, os valores

nela implicados e consequentemente o preconceito a determina-
dos grupos sociais.

■Identificar, no texto, marcas de uso de variação linguística, no

que diz respeito aos fatores geográficos, históricos, sociológi-
cos; às diferenças entre os padrões da linguagem oral e os
padrões da linguagem escrita; à seleção de registro em função
da situação interlocutiva (formal, informal).

■Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o

interlocutor de um texto.

6º ANO / 5ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

5. Produção de textos escritos

■Produção de gêneros textuais: cartão, carta pessoal, bilhete,

mensagem eletrônica, histórias vividas e imaginadas, relato
pessoal, história em quadrinhos, resumo (expositivos), poema;
texto não verbal, letra de música, paródia, paráfrase

■Organização e a progressão temática (mudança de locutor,

parágrafos, subtítulos, estrofes e versos)

■Marcas de segmentação do texto (título, subtítulo, paragrafa-

ção, pontuação e outros sinais gráficos)

■Regularidades de ordem fonológica (acentuação, ortografia e

divisão silábica) e estrutural (paragrafação, margens, transli-
neação)

■Escolhas estilísticas (elementos lexicais, figurativos e ilustrati-

vos)

■Ordem morfológica e manutenção da coesão textual

■Escrita de palavras e pontuação de acordo com a norma pa-

drão de escrita

■Segmentação do texto em palavras, frases, orações, períodos

e frases

■Refacção, revisão e projeto textual

5. Produção de textos escritos

■Produzir um relato de experiência pessoal vivida com base em

proposta que estabelece tema, gênero, linguagem, finalidade e
interlocutor do texto.

■Produzir uma carta pessoal com base em proposta que estabe-

lece tema, gênero, linguagem, finalidade e interlocutor do texto.

■Produzir texto a partir de modelo, levando em conta o gênero,

seu contexto de produção, estruturando-o de maneira a ga-
rantir a relevância das partes em relação ao tema e à continui-
dade temática.
Procedimentos da escrita:

■Utilizar procedimentos iniciais para a elaboração do texto: esta-

belecer o tema; pesquisar idéias e dados, etc.; planejar a estru-
tura; formular rascunho.

■Utilizar os mecanismos discursivos, linguísticos e textuais de

coesão e coerência, conforme o gênero e propósitos do texto.

■Manter, na produção do texto, a continuidade do tema e orde-

nação de suas partes.

■Desenvolver os tópicos e informações do texto em relação ao

tema e ponto de vista assumidos.

■Selecionar o léxico em função do eixo temático.

■Utilizar os padrões da escrita em função do projeto textual e das

condições de produção.

■Analisar e revisar o próprio texto em função dos objetivos

estabelecidos, da intenção comunicativa e do leitor a que se
destina, redigindo tantas quantas forem as versões necessári-
as para considerar o texto escrito bem produzido.

Padrões da escrita

■Pontuar corretamente final de frases (ponto, ponto de exclamação,

ponto de interrogação, reticências), usando inicial maiúscula.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 31

5. Produção de textos escritos

Padrões da escrita

■Utilizar marcas de segmentação em função do projeto textual:

título e subtítulo, paragrafação, periodização, pontuação (pon-
to, vírgula, ponto-e-vírgula, dois-pontos, ponto-de-exclamação,
ponto-de-interrogação, reticências).

■Utilizar outros sinais gráficos (aspas, travessão, parênteses).

■Pontuar corretamente as passagens de discurso direto em fun-

ção das restrições impostas pelo gênero.

■Utilizar recursos gráficos orientadores da interpretação do lo-

cutor, fontes, tipo de letra, estilo – negrito, itálico, tamanho da
letra, sublinhado, caixa alta, cor, divisão em colunas, marcado-
res de enumeração.

■Reconhecer e corrigir erros ortográficos que envolvam regu-

laridades na representação de marcas de nasalidade, dos
diferentes padrões silábicos e das restrições contextuais.

■Escrever corretamente palavras de uso frequente.

■Acentuar corretamente as palavras.

■Empregar casos mais gerais de concordância nominal e verbal

para recuperação da referência e manutenção da coesão em
seu texto.

6º ANO / 5ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

32 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

7º ANO / 6ª SÉRIE

LETRAMENTO E DIVERSIDADE

Conteúdos
1. Oralidade e expressão

■Interação e comunicação

■Linguagem verbal e cultura

■Identidade e diversidade do português falado

■A língua falada como patrimônio cultural (identidade de grupos sociais)

■Padrões linguísticos de prestígio

■Objetivos, regras e estratégias nos usos da linguagem verbal

(a língua falada planejada)

■Gêneros discursivos orais (permanências e mudanças na atu-

alização dos gêneros conversacionais)

■Escuta orientada em situações de recepção da fala não plane-

jada e planejada (construção de modelos apropriados ao uso
do oral nas circunstâncias previstas)

■Sinais paralinguísticos durante as situações de fala

2. Leitura

■Gêneros indicados para leitura, reflexão e análise para a série /

ano: relatos de experiência pessoal, história em quadrinhos, arti-
gos de divulgação científica, artigos de opinião, notícias, manche-
tes, publicitários, anúncios de classificados, anúncios publicitários,
reportagens, entrevistas, informativos de interesse didático, defini-
ções, verbetes de enciclopédia e dicionário, curiosidades (você
sabia?), cartões, cartas pessoais, bilhetes, mensagens eletrônicas,
resumos, regulamentos, estatutos, tabelas, textos não verbais di-
versos (fotos, imagens), contos, contos de fada, lendas, romances,
fábulas, poemas, letras de música, paródias

■Estratégias de leitura: explicitação do conteúdo implícito, tema,

assunto, levantamento de hipóteses, relação de causa e con-
sequência, de temporalidade, transferência, síntese, generali-
zação, tradução de símbolos, relação de forma e conteúdo, etc.

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros indicados para a série / ano: contexto de produção
(autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento em que
ocorre a interação), suportes de circulação original (livros,
revistas, papéis administrativos, outdoors, internet, suportes
digitais, periódicos, documentos em geral, folhetos etc.), esfe-
ras de circulação original (escolar, jornalística, artístico-literária,
de entretenimento, institucional-pública, ocupacional, publicitá-
ria, profissional, etc.)

Expectativas de aprendizagem

1. Oralidade e expressão

■Compreender a fala como manifestação do pensamento e da cul-

tura de um povo e o direito de seu uso como instrumento de
comunicação, manifestação de idéias e construção de identidades.

■Identificar-se com a fala produzida por sua comunidade e res-

peitar a fala produzida por outras comunidades.

■Escutar a fala do outro, compreendendo o silêncio como parte

da interação / interpretação.

■Intervir com perguntas e colocações planejadas em situações

autênticas de interlocução de escuta de textos.

■Identificar em situações de escuta trechos em que um interlocu-

tor desqualifica o outro ou manifesta posições discriminatórias
ou de preconceito, fazendo intervenções.

■Relatar opiniões, idéias, experiências e acontecimentos, de

acordo com a sequência lógica do gênero relatado.

■Ampliar em situações de fala planejada o uso de vocabulário e

de estruturas com maior complexidade sintática, levando em
conta os conteúdos aprendidos nos demais tópicos.

■Expor trabalhos individualmente ou em grupo apoiados por

roteiros escritos ou outros recursos.

2. Leitura

■Formular hipóteses, antes da leitura do texto sobre o seu conteúdo

e forma, considerando as características do gênero, do suporte, do
autor, da sua finalidade, da época de produção, dos recursos
linguísticos empregados, etc.

■Interpretar textos dos gêneros indicados para a série / ano,

relacionando-os aos seus contextos de produção e de recep-
ção (interlocutores, finalidade, espaço e tempo em que ocorre
a interação), considerando fatores como gênero, formato do
texto, tema, assunto, finalidade, suporte original e espaços pró-
prios de circulação social.

■Identificar esferas discursivas, suportes de circulação original,

gêneros, temas, assuntos, finalidades, público-alvo, possíveis
objetivos de produção e leitura, espaços próprios de circula-
ção social, formas, constituintes e recursos expressivos em
textos.

■Identificar os possíveis elementos constitutivos da organização

interna dos gêneros indicados para a série / ano.

■Reformular as hipóteses iniciais sobre conteúdo e forma do

texto, durante a sua leitura, considerando as características do
gênero, do suporte, do autor, da sua finalidade, da época de
produção dos recursos linguísticos empregados etc.

■Construir sínteses parciais de partes do texto para prosseguir com a

sua leitura.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 33

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

2. Leitura

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

indicados para a série /ano: (linguísticos, expressivos, textuais,
formatos que caracterizam os padrões organizacionais e estru-
turais dos gêneros)

■Tipos de textos (padrões predominantemente observados em

sua organização interna); narrativo; descritivo; expositivo; in-
juntivo; argumentativo; não verbal

■Suportes: jornais, revistas, folhetos, livros, dicionários, enci-

clopédias, internet, estatutos, etc.

■O vocábulo em estado de dicionário

■Sinonímia, homonímia, heteronímia

■Denotação: o caráter polissêmico do uso do léxico

■Conotação: o caráter estilístico do uso do léxico

■O valor expressivo das formas linguísticas

Fatores de coerência

■A organização e a progressão temática a partir de mudança de

locutor, parágrafos, subtítulos, estrofes e versos

■Aspectos estilísticos (configuração do texto, posição comunica-

tiva do locutor e sequência discursiva predominante – narrati-
va, descritiva ou conversacional) como indicadores do gênero
de texto
Fatores de coesão

■Coesão referencial (retomada lexical, retomada de referentes

por pronomes, retomada de referentes por elipse, etc.)

■Coesão sequencial (sequenciação parafrástica e frástica, se-

quenciação temporal, sequenciação conversacional, etc.)

■Intertextualidade

■Tratamento da informação e comparação de textos

■Modalidades de leitura

2. Leitura

■Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos

prévios.

■Utilizar inferências pragmáticas para dar sentido a expres-

sões que não pertençam a seu repertório linguístico.

■Inferir o sentido de palavras ou expressões a partir do

contexto ou selecionar a acepção mais adequada em ver-
bete de dicionário ou enciclopédia.

■Inferir tema ou assunto principal do texto.

■Localizar item de informação explícita, com base na com-

preensão global de um texto.

■Organizar, na sequência em que aparecem, itens de infor-

mação explícita, distribuídos ao longo de um texto.

■Distinguir, em um texto, um fato da opinião relativa a esse

fato.

■Estabelecer relações entre partes de um texto, identifican-

do repetições ou substituições que contribuem para a sua
continuidade.

■Estabelecer relações de causa / consequência entre infor-

mações explícitas distribuídas ao longo de um texto.

■Inferir informação implícita em um texto.

■Estabelecer relações lógico-discursivas marcadas por con-

junções ou advérbios, identificando um exemplo do texto
que possa ilustrar essa relação.

■Interpretar texto com auxílio de material gráfico diverso

(propagandas, quadrinhos, foto, etc.).

■Selecionar legenda ou título apropriado para um texto es-

crito ou uma foto.

■Reconhecer diferentes formas de tratar uma informação

na comparação de textos de um mesmo tema, em função
das condições em que ele foi produzido e daquelas em
que será recebido.

■Identificar recursos verbais e não verbais utilizados em um

texto com a finalidade de criar e mudar comportamentos e
hábitos ou de gerar uma mensagem de cunho político,
cultural, social ou ambiental.

■Identificar posições distintas entre duas ou mais opiniões

relativas ao mesmo fato ou ao mesmo tema em diferentes
textos.

■Identificar em textos formas de apropriação textual, como

paráfrases, citações, discurso direto ou indireto.

■Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados.

34 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

2. Leitura

Atitudes

■Explicitar expectativas quanto à forma e ao conteúdo dos textos

que gostaria de ler.

■Selecionar textos para a leitura de acordo com diferentes obje-

tivos ou interesses (estudo, formação pessoal, entretenimento,
realização de tarefas, etc.).

■Realizar a leitura integral de um texto com autonomia.

■Selecionar livros para leitura integral de acordo com seus ob-

jetivos e interesses.

■Ler integralmente livros, revistas e jornais.

■Buscar informações complementares em dicionários, enciclopédias,

internet etc.

■Compreender a leitura em suas diferentes dimensões – o de-

ver de ler, a necessidade de ler e o prazer de ler.

■Interessar-se pela leitura de textos literários considerando-os

como forma de expressão da cultura de um povo.

■Interessar-se por frequentar espaços mediadores de leitura – bibli-

otecas, livrarias, editoras, bancas de revistas, lançamentos, pales-
tras, depoimentos de autores – sabendo orientar-se dentro das
especificidades desse espaço e de localizar o texto desejado.

■Valorizar e preservar o suporte livro como um bem simbólico.

■Posicionar-se criticamente em relação aos textos lidos quanto aos

conteúdos discriminatórios, aos direitos humanos e ambientais ne-
les divulgados.

3. Conhecimentos literários

■Gêneros literários indicados para leitura, reflexão e análise para

a série / ano: contos, crônicas, romances, poemas, teatro, letras
de música, música regional, paródias; gêneros literários orais

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros literários indicados para a série / ano: contexto de
produção (autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento
em que ocorre a interação), suportes de circulação original,
esferas de circulação original

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

literários indicados para a série /ano: linguísticos, expressivos,
textuais, formatos que caracterizam os padrões organizacio-
nais e estruturais dos gêneros

■As teorias explicativas sobre os gêneros dos textos literários de

estrutura narrativa em prosa personagem, ponto de vista do
narrador, descrição, enredo, tempo, espaço, etc; em versos
poemas rima, ritmo, figuras de estilo e linguagem, etc.; em tex-
tos construídos para a representação no teatro – diálogos e
formas de direcionamento do autor

3. Conhecimentos literários

■Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto nar-

rativo literário: personagens, marcadores de tempo e de loca-
lização, o conflito gerador do enredo, sequência lógica dos
fatos, modos de narrar (1ª e 3ª pessoa); adjetivação na carac-
terização de personagens, cenários e objetos; modos de mar-
car o discurso alheio (discurso direto / indireto).

■Identificar os mecanismos de construção do poema.

■Identificar o efeito de sentido produzido em um texto literário,

decorrente: do uso de pontuação expressiva; de uma determi-
nada palavra ou expressão.

■Inferir o efeito de sentido produzido em um texto literário, decor-

rente da exploração de recursos gráficos, ortográficos e / ou
morfossintáticos.

■Estabelecer relações temáticas entre dois textos literários.

■Identificar uma interpretação adequada de fonte autorizada para

um determinado texto literário.

■Registrar a literatura oral divulgada por sua comunidade.

■Ler e analisar livros de autores representativos das literaturas

lusófonas.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 35

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

3. Conhecimentos literários

■Elementos que estruturam o texto narrativo / descritivo

(episódios e modos de relacioná-los e organizá-los; per-
sonagens e modos de apresentá-los; caracterização de
personagens / ambientes; aspectos descritivos; modo de
ordenar o tempo; pessoas do discurso 1ª e 3ª -; diálogos)

■Diálogo e teatro

■Representação teatral

■Elementos da estruturação de textos poéticos (idéias

ou elementos centrais de conceituação, recursos ver-
bais de construção ou de semântica)

■ Recursos expressivos utilizados pelo autor e sua impor-

tância na construção do estilo

■Aspectos estilísticos do texto literário (configuração do

texto, posição comunicativa do locutor e sequência
discursiva predominante – narrativa, descritiva ou con-
versacional) como indicadores do gênero de texto

■Intertextualidade temática

■Leitura e análise de livros de autores representativos

das literaturas lusófonas

■Literatura como representação da cultura, forma de

manifestação da identidade e de luta para a emancipa-
ção de diferentes povos e patrimônio nacional a ser
preservado, respeitado e divulgado

■Preservação da literatura oral das comunidades locais

■Projetos coletivos para leitura oral ou dramatização de

textos literários.

3. Conhecimentos literários

■Valorizar a literatura como representação da cultura, forma de

manifestação da identidade e luta para a emancipação de dife-
rentes povos e patrimônio nacional a ser preservado, respeita-
do e divulgado.

■Organizar projetos coletivos para leitura oral ou dramatização

de textos literários.

4. Conhecimentos linguísticos

■Aspectos fonológicos, lexicais, morfossintáticos e semânticos

das variantes linguísticas

■Variantes linguísticas: na pronúncia, no emprego das palavras,

nas reduções, nas flexões e derivações e na estruturação das
sentenças

■Recursos expressivos e efeitos de sentido

■Relações entre elementos e orações em textos

■Relações lógico-discursivas: conjunções, advérbios e outros

■Usos e estrutura: dicionário e gramática normativa

■Recursos coesivos: conectivos adequados à linguagem escri-

ta; expressões que marcam a temporalidade e causalidade;
substituições lexicais; manutenção do tempo verbal

■Coerência e coesão do texto: manutenção do tempo verbal,

emprego de pronomes, flexão, concordância nominal e verbal

■Mecanismos discursivos e linguísticos de coerência e coesão:

manutenção da continuidade do tema e ordenação de suas
partes, seleção lexical adequada ao eixo temático, repetição,
retomadas, conectivos

4. Conhecimentos linguísticos

■Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o

interlocutor de um texto.

■Identificar, no texto, marcas de uso de variação linguística, no que

diz respeito aos fatores geográficos, históricos, sociológicos e técni-
cos; às diferenças entre os padrões da linguagem oral e os pa-
drões da linguagem escrita; à seleção de registro em função da
situação interlocutiva (formal, informal); aos diferentes componen-
tes do sistema linguístico em que a variação se manifesta: na foné-
tica, no léxico, na morfologia, na sintaxe.

■Identificar a presença em textos de fenômenos linguísticos das

diferentes variedades da fala e da escrita, nos seguintes domínios:
sistema pronominal; sistema de tempos verbais e emprego dos
tempos verbais; casos mais gerais de concordância nominal e
verbal para recuperação de referência e manutenção da coesão.

■Analisar as regularidades das diferentes variedades do portu-

guês, reconhecendo os valores sociais nelas implicados, o
preconceito contra as formas populares em oposição às formas
dos grupos socialmente favorecidos.

36 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

4. Conhecimentos linguísticos

■Regularidades de ordem fonológica: acentuação, ortografia e

divisão silábica

■Regularidades de ordem estrutural: paragrafação, margens,

translineação

■Discurso direto e indireto

■ Classes gramaticais: gênero, número e grau do substantivo e

do adjetivo; gênero e número do artigo; gênero e número dos
numerais e dos pronomes

■Categorias morfossintáticas: formas nominais do verbo; verbos

regulares e auxiliares (tempos e modos); advérbio, locução
adverbial e preposição

■Análise e descrição morfossintática da frase: termos essenciais

da oração; tipos de sujeito; adjuntos adverbiais; tipos de predi-
cado; adjuntos adnominais

■Frase, oração e período

Padrões da escrita

■Pontuação

■Pontuação no discurso direto

■Pontuação expressiva

■Ortografia (usos da inicial maiúscula, acentuação, regularida-

des na escrita da palavra)

■Colocação pronominal

■Regularidades de ordem fonológica: acentuação, ortografia e

divisão silábica

■Regularidades de ordem gráfica: paragrafação, margens, trans-

lineação

4. Conhecimentos linguísticos

■Avaliar, a partir da percepção da variação linguística, os valores nela

implicados e consequentemente o preconceito a determinados gru-
pos sociais.

■Constituir um conjunto de conhecimentos sobre o funcionamen-

to da linguagem e sobre o sistema linguístico relevante para as
práticas de escuta, leitura e produção de textos (domínio e uso
de nomenclatura e conceitos específicos da gramática tradicio-
nal e da linguística).

■Construir um acervo de instrumentos de natureza procedimen-

tal e conceitual necessários para a análise e reflexão linguística,
delimitação e identificação de unidades linguísticas para com-
preensão das relações estabelecidas entre as unidades e as
funções discursivas associadas a elas no contexto (domínio e
uso de metodologia de análise dos usos da língua para descre-
ver fatos, processos, padrões etc.).

■Avaliar, a partir da percepção da variação linguística, os valores nela

implicados e consequentemente o preconceito a determinados gru-
pos sociais.

■Constituir um conjunto de conhecimentos sobre o funcionamen-

to da linguagem e sobre o sistema linguístico relevante para as
práticas de escuta, leitura e produção de textos (domínio e uso
de nomenclatura e conceitos específicos da gramática tradicio-
nal e da linguística).

■Construir um acervo de instrumentos de natureza procedimen-

tal e conceitual necessários para a análise e reflexão linguística,
delimitação e identificação de unidades linguísticas para com-
preensão das relações estabelecidas entre as unidades e as
funções discursivas associadas a elas no contexto (domínio e
uso de metodologia de análise dos usos da língua para descre-
ver fatos, processos, padrões etc.).

■Inventariar e descrever fenômenos linguísticos por meio de

agrupamento, aplicação de modelos, comparações e análise
de formas linguísticas de modo a inventariar elementos de uma
mesma classe de fenômenos e construir paradigmas constrati-
vos em diferentes modalidades da fala e da escrita:

■de propriedades morfológicas indicadas para a série /ano;

■no papel funcional assumido pelos elementos na estrutura da sen-

tença ou nos sintagmas constituintes indicados para a série / ano;

■no significado prototípico dessas classes indicadas para a

série / ano.

■Consultar o dicionário e a gramática tradicional para resolver

problemas relativos à análise e descrição gramatical, à análise
e compreensão de textos, à produção de seu próprio texto.

■Utilizar o conhecimento sobre as regularidades observadas em

paradigmas morfológicos como parte das estratégias de solu-
ção de problemas de ortografia e acentuação gráfica.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 37

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

4. Conhecimentos linguísticos

■Aplicar conhecimentos relativos a regularidades observadas

em processos de derivação como estratégia para solucionar
problemas de ortografia.

■Resolver problemas de ortografia, de concordância, de regên-

cia, de colocação pronominal ou de pontuação, em determina-
do enunciado, aplicando os conhecimentos da norma padrão
da língua portuguesa.

■Identificar e comparar os fenômenos linguísticos observados

na fala e na escrita nas diferentes variedades: sistema prono-
minal (diferentes quadros pronominais em função do gênero,
preenchimento da posição de sujeito, extensão do emprego
dos pronomes tônicos na posição de objeto, desaparecimento
dos clíticos, emprego dos reflexivos, etc.)

■Identificar em textos o uso de tempos verbais no eixo do pre-

sente para reconhecer eventos anteriores e posteriores a esse
tempo (pretérito perfeito / futuro do presente).

■Identificar em textos o uso de tempos verbais no eixo do preté-

rito para reconhecer eventos anteriores e posteriores a esse
tempo (pretérito perfeito, imperfeito, mais que perfeito, futuro do
pretérito).

■Identificar em textos o uso dos verbos “de dizer” para introduzir

sequências dialogais ou incorporar citações.

■Reconhecer marcas linguísticas específicas (seleção dos pro-

cessos anafóricos, marcadores temporais, operadores lógicos e
argumentativos, esquema dos tempos verbais, dêiticos).

5. Produção de textos escritos

■Produção de gêneros textuais: carta pessoal, história em quadri-

nhos, artigo jornalístico (texto argumentativo), anúncio publicitá-
rio, classificado, reportagem, entrevista, notícia, manchete, poe-
ma, letra de música, paráfrase, texto dramático (teatro) e charge

■Transcrição de letra de música

■Produção de descrição de personagens e cenários

■Transformação de narrativas em 1ª e 3ª pessoas e vice-versa

■Construção de diálogos diretos em narrativas

■Produção de descrição de personagens e cenários

■Recursos coesivos (sistema de pontuação, conectivos, expres-

sões que marcam a temporalidade e causalidade, substituições
lexicais, manutenção do tempo verbal)

■Recursos morfossintáticos (manutenção do tempo verbal, em-

prego de pronomes, flexão, concordância nominal e verbal)

■Mecanismos discursivos e linguísticos de coerência e coesão

(manutenção da continuidade do tema e ordenação de suas
partes, seleção lexical adequada ao eixo temático, repetição,
retomadas, conectivos)

■Escolhas estilísticas (elementos lexicais, figurativos e ilustrativos)

■Refacção e revisão dos textos produzidos

5. Produção de textos escritos

■Produzir um relato de experiência pessoal vivida com base em

proposta que estabelece tema, gênero, linguagem, finalidade e
interlocutor do texto.

■Produzir uma carta pessoal com base em proposta que estabe-

lece tema, gênero, linguagem, finalidade e interlocutor do texto.

■Produzir texto a partir de modelo, levando em conta o gênero,

seu contexto de produção, estruturando-o de maneira a ga-
rantir a relevância das partes em relação ao tema e à continui-
dade temática.

Procedimentos

■Utilizar procedimentos iniciais para a elaboração do texto: esta-

belecer o tema; pesquisar idéias e dados, etc.; planejar a estru-
tura; formular rascunho.

■Utilizar os mecanismos discursivos e linguísticos e textuais de

coesão e coerência, conforme o gênero e propósitos do texto.

■Manter, na produção do texto, a continuidade do tema e a

ordenação de suas partes.

■Desenvolver os tópicos e informações do texto, em relação ao

tema e ponto de vista assumidos.

■Selecionar o léxico em função do eixo temático.

38 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

7º ANO / 6ª SÉRIE - CONTINUAÇÃO

5. Produção de textos escritos

■Utilizar os padrões da escrita em função do projeto textual e das

condições de produção.

■Analisar e revisar o próprio texto em função dos objetivos estabeleci-

dos, da intenção comunicativa e do leitor a que se destina, redigindo
tantas quantas forem as versões necessárias para considerar o texto
escrito bem produzido.
Padrões da escrita

■Utilizar marcas de segmentação em função do projeto textual: título e

subtítulo, paragrafação, periodização, pontuação (ponto, vírgula, ponto-
e-vírgula, dois pontos, ponto-de-exclamação, ponto-de-interrogação,
reticências).

■Utilizar outros sinais gráficos (aspas, travessão, parênteses).

■Pontuar corretamente as passagens de discurso direto em função das

restrições impostas pelo gênero.

■Utilizar recursos gráficos orientadores da interpretação do locutor,

fontes, tipo de letra, estilo – negrito, itálico, tamanho da letra, sublinha-
do, caixa alta, cor, divisão em colunas, marcadores de enumeração.

■Reconhecer e corrigir erros ortográficos que envolvam regularidades

na representação de marcas de nasalidade, dos diferentes padrões
silábicos e das restrições contextuais.

■Acentuar corretamente as palavras.

■Empregar casos mais gerais de concordância nominal e verbal para

recuperação da referência e manutenção da coesão em seu texto.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 39

8º ANO / 7ª SÉRIE

Expectativas de aprendizagem

1. Oralidade e expressão

■Compreender a fala como manifestação do pensamento e da cul-

tura de um povo e o direito de seu uso como instrumento de
comunicação, manifestação de idéias e construção de identidades.

■Identificar-se com a fala produzida por sua comunidade e res-

peitar a fala produzida por outras comunidades.

■Resolver dúvidas, planejando a fala, sobre tópicos enunciados

durante a escuta de uma exposição (aula) ou palestra.

■Identificar em situações de escuta trechos em que um interlocu-

tor desqualifica o outro ou manifesta posições discriminatórias
ou de preconceito, fazendo intervenções.

■Opinar e posicionar-se criticamente diante das informações

expostas pelo locutor, contextualizando os fatos apreendidos e
associando-os à sua realidade.

■Realizar anotações escritas durante a escuta de uma aula, expo-

sição ou palestra como recurso possível para registro mnemôni-
co das idéias principais para posterior reflexão, compreensão,
interpretação e discussão oral das informações comunicadas.

■Planejar previamente a fala em função da intencionalidade do

locutor, das características do receptor, das exigências da situ-
ação e dos objetivos estabelecidos.

■Ajustar a fala não planejada em função da reação dos interlo-

cutores, como considerar o ponto de vista do outro para acatá-
lo, refutá-lo ou negociá-lo.

■Ampliar em situações de fala planejada o uso de vocabulário e

de estruturas com maior complexidade sintática, levando em
conta os conteúdos aprendidos nos demais tópicos.

■Expor trabalhos individualmente ou em grupo apoiados por

roteiros escritos ou outros recursos.

2. Leitura

■Formular hipóteses, antes da leitura do texto sobre o seu con-

teúdo e forma, considerando as características do gênero, do
suporte, do autor, da sua finalidade, da época de produção,
dos recursos linguísticos empregados, etc.

■Interpretar textos dos gêneros indicados para a série / ano,

relacionando-os aos seus contextos de produção e de recep-
ção (interlocutores, finalidade, espaço e tempo em que ocorre
a interação), considerando fatores como gênero, formato do
texto, tema, assunto, finalidade, suporte original e espaços pró-
prios de circulação social.

■Identificar esferas discursivas, suportes de circulação original,

gêneros, temas, assuntos, finalidades, público-alvo, possíveis
objetivos de produção e leitura, espaços próprios de circula-
ção social, formas, constituintes e recursos expressivos em
textos.

LETRAMENTO E DIVERSIDADE

Conteúdos

1. Oralidade e expressão

■Interação e comunicação

■Língua falada e ideologia

■Identidade e diversidade do português falado

■A língua falada como patrimônio cultural (identidade de grupos

sociais)

■Padrões linguísticos de prestígio

■Objetivos, regras e estratégias nos usos da linguagem verbal

(a língua falada planejada)

■Gêneros discursivos orais (permanências e mudanças na atu-

alização dos gêneros conversacionais)

■Escuta orientada em situações de recepção da fala não plane-

jada e planejada (construção de modelos apropriados ao uso
do oral nas circunstâncias previstas)

■Contexto dos atos da fala e a relação entre os interlocutores:

- Progressão temática na fala planejada
- Recursos de apoio à fala planejada
- Planejamento da fala em público

2. Leitura

■Gêneros indicados para leitura, reflexão e análise para a série

/ ano: ensaios, resenhas, charges, anedotas, histórias em qua-
drinhos, reportagens, críticas, regras de jogo, propagandas
institucionais, regulamentos, procedimentos, fichas pessoais,
formulários, verbetes de dicionário ou de enciclopédia, notíci-
as, reportagens, cartazes informativos, folhetos de informação,
cartas resposta, artigos de divulgação, artigos de opinião, rela-
tórios, entrevistas, documentos públicos, contratos públicos, di-
agramas, tabelas, legendas, mapas, estatutos, gráficos, defini-
ções, textos informativos de interesse curricular, contos, crôni-
cas, romances, poemas, teatro, letras de música, paródias,
gêneros orais, paráfrases, textos dramáticos (teatro)

■Estratégias de leitura: explicitação do conteúdo implícito, tema,

assunto, levantamento de hipóteses, relação de causa e con-
sequência, de temporalidade, transferência, síntese, generali-
zação, tradução de símbolos, relação de forma e conteúdo etc.

40 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

2. Leitura

■Os agentes específicos do discurso escrito (autores, editores,

livreiros, tipógrafos, críticos, leitores)

■Texto e contexto: relações de produção, divulgação e recep-

ção

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros indicados para a série / ano: contexto de produção
(autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento em que
ocorre a interação), suportes de circulação original (livros,
revistas, papéis administrativos, outdoors, internet, suportes
digitais, periódicos, documentos em geral, folhetos, etc.), esfe-
ras de circulação original (escolar, jornalística, artístico-literária,
de entretenimento, institucional-pública, ocupacional, publicitá-
ria, profissional, etc.)

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

indicados para a série / ano: (linguísticos, expressivos, textu-
ais, formatos que caracterizam os padrões organizacionais e
estruturais dos gêneros)

■Tipos de textos (padrões predominantemente observados em

sua organização interna); narrativo; descritivo; expositivo; in-
juntivo; dissertativo, argumentativo; conversacional, não ver-
bal

■O vocábulo em estado de dicionário

■Sinonímia, homonímia, heteronímia

■Denotação: o caráter polissêmico do uso do léxico

■Conotação: o caráter estilístico do uso do léxico

■O valor expressivo das formas linguísticas

Fatores de coerência

■A organização e a progressão temática a partir de mudança de

locutor, parágrafos, subtítulos, estrofes e versos

■Aspectos estilísticos (configuração do texto, posição comunica-

tiva do locutor e sequência discursiva predominante – narrati-
va, descritiva ou conversacional) como indicadores do gênero
de texto
Fatores de coesão

■Coesão referencial (retomada lexical, retomada de referentes

por pronomes, retomada de referentes por elipse etc.)

■Coesão sequencial (sequenciação parafrástica e frástica, se-

quenciação temporal, sequenciação conversacional etc.)

■Ponto de vista do autor ou narrador

■Intertextualidade

■Tratamento da informação e comparação de textos

■Modalidades de leitura

■Leitura compreensiva e interpretativa

■Sociologia e leitura de mundo: antecipação de significados

■Processos de reconstrução dos sentidos do texto

2. Leitura

■Identificar os possíveis elementos constitutivos da organização

interna dos gêneros indicados para a série / ano.

■Construir sínteses parciais de partes do texto para prosseguir

com a sua leitura.

■Confrontar o texto lido com outros textos, outras opiniões e

posicionar-se criticamente.

■Estabelecer conexões entre o texto e os conhecimentos prévi-

os.

■Inferir o sentido de uma palavra ou expressão, considerando o

contexto delas no texto.

■Identificar referências intertextuais.

■Identificar recursos verbais e não-verbais utilizados pelo autor,

com a finalidade de criar e mudar comportamentos e hábitos ou
gerar uma mensagem de cunho político, cultural, social ou am-
biental.

■Comparar posições distintas entre duas ou mais opiniões rela-

tivas ao mesmo tema, assunto ou fato.

■Localizar informações explícitas em um texto.

■Organizar em sequência lógica itens de informação explícita,

distribuídos ao longo de um texto.

■Inferir informação implícita em um texto.

■Identificar o tema de um texto.

■Identificar a tese explicitada em um texto argumentativo.

■Estabelecer relação, em um texto, entre a tese e os argumentos

oferecidos para sustentá-la.

■Estabelecer relações entre partes de um texto, identificando

repetições ou substituições que contribuem para a sua continui-
dade.

■Estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto,

marcadas por conjunções, advérbios etc.

■Estabelecer relação causa / consequência entre partes e ele-

mentos do texto.

■Comparar posições distintas entre duas ou mais opiniões rela-

tivas ao mesmo tema, assunto ou fato.

■Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados.

■Distinguir, em um texto, um fato da opinião relativa a esse fato.

■Estabelecer relações entre imagens (fotos, ilustrações), gráficos,

tabelas, infográficos e o corpo do texto, comparando informações
pressupostas ou subentendidas.

■Reconhecer diferentes formas de tratar uma informação na

comparação de textos de um mesmo tema, em função das
condições em que ele foi produzido e daquelas em que será
recebido.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 41

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

2. Leitura

Atitudes

■Selecionar textos para a leitura de acordo com diferentes obje-

tivos ou interesses (estudo, formação pessoal, entretenimento,
realização de tarefas etc.).

■Selecionar livros para leitura integral de acordo com seus ob-

jetivos e interesses.

■Ler integralmente livros, revistas e jornais.

■Buscar informações complementares em dicionários, enciclo-

pédias, internet etc.

■Trocar impressões com outros leitores a respeito dos textos

lidos, posicionando-se criticamente.

■Compreender a leitura em suas diferentes dimensões – o de-

ver de ler, a necessidade de ler e o prazer de ler.

■Ser receptivo a leitura de textos que rompam com seu universo

de expectativas.

■Interessar-se pela leitura de textos literários considerando-os

como forma de expressão da cultura de um povo.

■Interessar-se por frequentar espaços mediadores de leitura – bibli-

otecas, livrarias, editoras, bancas de revistas, lançamentos, pales-
tras, depoimentos de autores – sabendo orientar-se dentro das
especificidades desse espaço e de localizar o texto desejado.

■Interessar-se em participar de grupos de leitores para trocar opini-

ões e informações.

■Posicionar-se criticamente em relação aos textos lidos quanto

aos conteúdos discriminatórios, aos direitos humanos e ambi-
entais neles divulgados.

3. Conhecimentos literários

■Gêneros literários indicados para leitura, reflexão e análise

para a série / ano: contos, crônicas, romances, poemas, teatro,
letras de música, paródias; gêneros literários orais

■Gêneros indicados para análise de textos literários: ensaios,

resenhas, críticas (fortuna crítica)

■Reconstrução das condições de produção e recepção dos

gêneros literários indicados para a série / ano: contexto de
produção (autoria, interlocutores, finalidade, lugar e momento
em que ocorre a interação), suportes de circulação original,
esferas de circulação original

■Elementos constitutivos da organização interna dos gêneros

literários indicados para a série /ano: linguísticos, expressivos,
textuais, formatos que caracterizam os padrões organizacio-
nais e estruturais dos gêneros

3. Conhecimentos literários

■Identificar uma interpretação adequada de fonte autorizada para

um determinado texto literário.

■Identificar recursos semânticos expressivos (antítese / personi-

ficação / metáfora / metonímia) em segmentos de texto literário.

■Inferir o efeito de sentido produzido em um texto literário, decor-

rente: da exploração de recursos gráficos, ortográficos e / ou
morfossintáticos; do uso de pontuação e de outras notações.

■Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto nar-

rativo literário: personagens, marcadores de tempo e de loca-
lização, conflito gerador, sequência lógica dos fatos narrados,
modos de narrar (1ª e 3ª pessoa); adjetivação na caracteriza-
ção de personagens, cenários e objetos; modos de marcar o
discurso alheio (discurso direto / indireto / indireto livre).

■Articular conhecimentos literários e informações textuais, inclusive as

que dependem de pressuposições e inferências (semânticas e prag-
máticas) autorizadas pelo texto literário, para explicar ambiguidades,
ironias, expressões figuradas, opiniões ou valores implícitos.

42 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

3. Conhecimentos literários

■As teorias explicativas sobre os gêneros dos textos literários de

estrutura narrativa em prosa personagem, ponto de vista do
narrador, descrição, enredo, tempo, espaço etc; em versos
poemas rima, ritmo, figuras de estilo e linguagem etc.; em textos
construídos para a representação no teatro – diálogos e formas
de direcionamento do autor; fortuna crítica

■Ponto de vista do narrador

■Figuras de sintaxe

■Usos de palavra ou expressão e efeitos de sentido

■Recursos utilizados pelo autor para obter determinados efeitos

de sentido

■Elementos textuais e conhecimentos prévios: sentidos figura-

dos, conotações, ambiguidades, ironias, opiniões, valores e
intenções implícitas

■Aspectos estilísticos (configuração do texto, posição comunica-

tiva do locutor e sequência discursiva predominante – narrati-
va, descritiva ou conversacional) como indicadores do gênero
de texto

■Traços de intertextualidade estruturais, semânticas e temáticas

■Leitura e análise de livros de autores representativos das lite-

raturas lusófonas

■Leitura e análise de resenhas, ensaios e críticas sobre a litera-

tura (fortuna crítica) e comparação deles com textos literários
lidos

■Literatura como representação da cultura, forma de manifesta-

ção da identidade e de luta para a emancipação de diferentes
povos e patrimônio nacional a ser preservado, respeitado e
divulgado

■Preservação da literatura oral das comunidades locais

■Projetos coletivos para leitura oral ou dramatização de textos

literários.

3. Conhecimentos literários

■Estabelecer relações temáticas entre dois textos literários.

■Registrar a literatura oral divulgada por sua comunidade.

■Ler e analisar livros de autores representativos das literaturas

lusófonas.

■Organizar resenhas, ensaios e críticas sobre os textos literários

lidos.

■Valorizar a literatura como representação da cultura, forma de

manifestação da identidade e luta para a emancipação de dife-
rentes povos e patrimônio nacional a ser preservado, respeita-
do e divulgado.

■Organizar projetos coletivos para leitura oral ou dramatização

de textos literários.

4. Conhecimentos linguísticos

■Variantes linguísticas contextuais

■Marcas linguísticas de coloquialidade

■Marcas linguísticas caracterizadoras do nível de registro em-

pregado (formal ou informal)

■Recursos linguísticos e efeitos de sentido

■Efeitos de sentido produzidos pelo uso do subjuntivo

■Relações lógico-discursivas (conjunções e preposições argu-

mentativas)

■Relações semântico-discursivas: regularidades de ordem mor-

fossintática e funções na estrutura da sentença

■Processos de coesão do texto: temporalidade, causalidade, con-

sequência, oposição, comparação, anterioridade e posterioridade

■Efeitos de sentido e pontuação (quantidade de vírgulas, aposições)

4. Conhecimentos linguísticos

■Constituir um conjunto de conhecimentos sobre o funcionamen-

to da linguagem e sobre o sistema linguístico relevante para as
práticas de escuta, leitura e produção de textos (domínio e uso
de nomenclatura e conceitos específicos da gramática tradicio-
nal e da linguística).

■Construir um acervo de instrumentos de natureza procedimen-

tal e conceitual necessários para a análise e reflexão linguística
delimitação e identificação de unidades linguísticas para com-
preensão das relações estabelecidas entre as unidades e as
funções discursivas associadas a elas no contexto (domínio e
uso de metodologia de análise dos usos da língua para descre-
ver fatos, processos, padrões etc.).

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 43

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

4. Conhecimentos linguísticos

■Verbos irregulares

■Conotação e denotação

■Figuras de sintaxe

■Período simples, oração absoluta

■Período composto, oração principal

■Transitividade verbal

■Vozes verbais

■Classificação dos verbos quanto à predicação

■Aposto e vocativo

■Conjunções coordenativas

■Orações coordenadas

Padrões da escrita

■Acentuação gráfica

■Uso dos porquês

■Colocação pronominal

4. Conhecimentos linguísticos

■Inventariar e descrever fenômenos linguísticos por meio de agru-

pamento, aplicação de modelos, comparações e análise de for-
mas linguísticas de modo a inventariar elementos de uma mesma
classe de fenômenos e construir paradigmas constrativos em
diferentes modalidades da fala e da escrita:

■de propriedades morfológicas indicadas para a série /ano;

■no papel funcional assumido pelos elementos na estrutura da sen-

tença ou nos sintagmas constituintes indicados para a série/ano;

■no significado prototípico dessas classes indicadas para a

série / ano.

■Consultar o dicionário e a gramática tradicional para resolver

problemas relativos à análise e descrição gramatical, à análise
e compreensão de textos, à produção de seu próprio texto.

■Identificar e resolver problemas de ortografia, de concordân-

cia, de regência, de colocação pronominal ou de pontuação,
em determinado enunciado, aplicando os conhecimentos da
norma padrão da língua portuguesa.

■Identificar, no texto, marcas de uso de variação linguística, no

que diz respeito aos fatores geográficos, históricos, sociológicos
e técnicos, tecnológicos e científicos; à seleção de registro em
função da situação interlocutiva (formal, informal); aos diferentes
componentes do sistema linguístico em que a variação se mani-
festa: na fonética (diferentes pronúncias), no léxico (diferentes
emprego das palavras), na morfologia (variantes e reduções no
sistema flexional e derivacional), na sintaxe (estruturação das
sentenças, concordâncias, regências, colocações).

■Justificar, no texto, marcas de uso de variação linguística, no

que diz respeito aos fatores geográficos, históricos, sociológi-
cos e técnicos; às diferenças entre os padrões da linguagem
oral e os padrões da linguagem escrita; à seleção de registro
em função da situação interlocutiva (formal, informal); aos dife-
rentes componentes do sistema linguístico em que a variação
se manifesta: na fonética, no léxico, na morfologia, na sintaxe.

■Justificar a presença em textos de fenômenos linguísticos das

diferentes variedades da fala e da escrita, nos seguintes domí-
nios: sistema pronominal; sistema de tempos verbais e empre-
go dos tempos verbais; casos mais gerais de concordância
nominal e verbal para recuperação de referência e manuten-
ção da coesão.

■Identificar e comparar os fenômenos linguísticos observados

na fala e na escrita nas diferentes variedades: sistema prono-
minal (diferentes quadros pronominais em função do gênero,
preenchimento da posição de sujeito, extensão do emprego
dos pronomes tônicos na posição de objeto, desaparecimento
dos clíticos, emprego dos reflexivos etc.).

44 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

4. Conhecimentos linguísticos

■Analisar as regularidades das diferentes variedades do portu-

guês, reconhecendo valores sociais nelas implicados e o pre-
conceito contra as formas populares em oposição às formas
dos grupos socialmente favorecidos.

■Reconhecer marcas linguísticas específicas (seleção dos pro-

cessos anafóricos, marcadores temporais, operadores lógicos
e argumentativos, esquema dos tempos verbais, dêiticos).

■Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o

interlocutor de um texto.

■Identificar o efeito de sentido produzido em um texto pelo uso de

determinadas categorias gramaticais (gênero, número, casos,
aspecto, modo, voz etc.).

■Identificar o sentido do uso de ponto-e-vírgula, dois-pontos e

outros sinais gráficos como aspas, travessão, parênteses.

■Identificar em texto construções que fazem referencia a lugar

ou tempo (advérbios, locuções adverbiais, orações adverbi-
ais) para compreender seus usos.

■Analisar casos mais gerais de concordância nominal e verbal

para recuperação da referência e manutenção da coesão.

■Utilizar a intuição sobre unidades linguísticas períodos, senten-

ças sintagmas como parte das estratégias de solução de pro-
blemas de pontuação.

■Utilizar o conhecimento sobre as regularidades observadas

em paradigmas morfológicos como parte das estratégias de
solução de problemas de ortografia e acentuação gráfica.

5. Produção de textos escritos

■Produção de gêneros textuais: história em quadrinhos, repor-

tagem, resenha crítica, charge, texto instrucional (regras de
jogo), texto informativo, texto argumentativo (artigo de opinião),
poema, sínteses, letra de música, paródia, paráfrase, texto dra-
mático, charge, epistolares, jornalísticos, poéticos, narrativos,
ficcionais, descritivos, dissertativos e publicitários

■Estruturação de textos argumentativos (tema, objetivos do au-

tor, argumentos, contra-argumentos, procedimentos argumen-
tativos e conclusões)

■Estruturação de pesquisas e divulgação de pesquisas sobre

temas comunitários Estruturação de projetos

■Emprego de palavras segundo seus aspectos fonológicos,

morfológicos e sintáticos que regem a norma padrão de escrita

■Pontuação em textos informativos (quantidade de vírgulas, apo-

sições) como recurso de condensação do texto

■Refacção e revisão de textos

5. Produção de textos escritos

■Produzir um relato de experiência pessoal vivida com base em

proposta que estabelece tema, gênero, linguagem, finalidade e
interlocutor do texto.

■Produzir uma carta pessoal com base em proposta que estabe-

lece tema, gênero, linguagem, finalidade e interlocutor do texto.

■Produzir um artigo de opinião com base em proposta que estabe-

lece tema, gênero, linguagem, finalidade e interlocutor do texto.

Procedimentos

■Utilizar procedimentos iniciais para a elaboração do texto: esta-

belecer o tema; pesquisar idéias e dados etc.; planejar a estru-
tura; formular rascunho.

■Utilizar os mecanismos discursivos e linguísticos e textuais de

coesão e coerência, conforme gênero e propósitos do texto.

■Manter, na produção do texto, a continuidade do tema e orde-

nação de suas partes.

■Desenvolver os tópicos e informações do texto em relação ao

tema e ponto de vista assumidos.

■Selecionar o léxico em função do eixo temático.

Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais • 45

8º ANO / 7ª SÉRIE – CONTINUAÇÃO

5. Produção de textos escritos

■Utilizar os padrões da escrita em função do projeto textual e das

condições de produção.

■Analisar e revisar o próprio texto em função dos objetivos

estabelecidos, da intenção comunicativa e do leitor a que se
destina, redigindo tantas quantas forem as versões necessári-
as para considerar o texto escrito bem produzido.

Padrões da escrita :

■Utilizar marcas de segmentação em função do projeto textual:

título e subtítulo, paragrafação, periodização, pontuação (pon-
to, vírgula, ponto-e-vírgula, dois pontos, ponto-de-exclama-
ção, ponto-de-interrogação, reticências, inserção de elemen-
tos paratextuais notas, boxe, figura).

■Utilizar outros sinais gráficos (aspas, travessão, parênteses).

■Pontuar corretamente as passagens de discurso direto em fun-

ção das restrições impostas pelo gênero.

■Utilizar recursos gráficos orientadores da interpretação do lo-

cutor, fontes, tipo de letra, estilo – negrito, itálico, tamanho da
letra, sublinhado, caixa alta, cor, divisão em colunas, marcado-
res de enumeração etc.

■Acentuar corretamente as palavras.

■Empregar casos mais gerais de concordância nominal e verbal

para recuperação da referencia e manutenção da coesão em
seu texto.

46 • Orientações Curriculares - Ensino Fundamental - Séries e Anos Finais

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->