Você está na página 1de 2
of MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Central de Acompanhamento de Inquéritos e Controle Externo da At olicial 19* Promotoria de Justica Criminal EXMA. JUIZA DE DIREITO DA 6" VARA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABA/MT. IP 0°4638-84.2011.811.0042 CODIGO TS 0°305769 SIMP 1°000871-001/2009 0 MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, no exercicio de suas atribuigdes constitucionais, vem perante Vossa Exceléncia oferecer DENUNCIA em face de SILBENE VERLANGIERI CARMO, brasileira, solteira, bancaria, portadora da CI RG n°427341 (fls. 223), nascida aos 21/11/1964 em Cuiabi/MT, filha de Nicanor Pires do Carmo e Emilia Verlangieri do Carmo, residente ¢ domiciliada a Rua E, n° 11, bairro Morado do Quro, Cuiabé/MT; e AILTON BARBOSA, brasileiro, solteiro, aposentado, portador da CI RG 0°0524189-8 (fis. 235), nascido aos 17/05/1955 em Cuiabé/MT, filho de Ceiestino Jaci Barbosa ¢ Fabiana Barbosa de Castro, residente e domiciliado a Rua 23, casa 10, bairo Boa Esperanga, Cuiabé/MT, tendo em vista o(s)fato(s) delituoso(s) ora exposto(s): Em meados de 2008, nessa Capital, os denunciados Silbene Verlangieri Carmo e Ailton Barbosa falsificaram documento particular consistente em um extrato banciio de conta vinculada ao Banco do Brasil. Segundo consta no incluso caderno investigativo, no decorrer da Agio Rescisoria n* 36191/2005 - em trainite na 2* Camara Civeis Reunidas TJ/MT -, em que figura Como autor 0 Banco do Brasil e como réu a vitima Ruy de Souza Gongalves, acostou-be aos autos um extrato bancério da conta corrente do titular Ruy de Souza Gongalves com adulteragao nas letras “C” e “D* (crédito e débito - respectivamente), consoante atestado por pericia judicial. Verifica-se que o extrato demonstra saido credor de RS184,23, contudo, somando-se os créditos totais (R$1.625.491,51) e diminuindo-se os débitos totais (RS812.328,81) cobter-se-ia um saldo credor no importe de R$813.346,70, ¢ nfo o presentado no !documento Rua & sir, Eiticto das Promotorias de Justign da Capital, Centro Pelitico Dv ones: (65) 3613-5257 Cuisbé-MT - GR S2B) Oe 45; 32 pee Bata, BMP t5 oda & MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DE MATO GR¢ Central de Acompanhamento de Inquéritos e Controle Externo da Atividade Policial 19° Promotoria de Justica Criminal anexado aos autos (RS1.528,42), imputando prejuizos financeiros expressivos & vitima em -vantagem ilfcita em favor do Banco do Brasil. Inquitida sobre os fatos a denunciada Silbene - funcionéria do Banco do Brasil e Assistente Técnica nos autos da Ago Resciséria referida - negou ter subscrito 0 extrato adulterado, contudo, em resposta aos quesitos (fls.56) afirmou ter ocortido um erro de digitagao sendo trocadas as letras “C” de Crédito € “D” de débito, evidenciando profunda contradig&o em seu depoimento. Por sua vez, 0 denunciado Ailton — que & época trabalhava na unidade regional de reestruturagao com incumbéncia de informar posigao de dividas aos clientes - negou a autoria delitiva sob a alegactio de que os extratos “nilo so manuais ¢ eram retirados do sistema de informagdes do Banco do Brasil”, nfo passiveis a modificagio ou alteragdo”. Todavia, 0 extrato foi por ele assinado. Por fim o laudo pericial judicial (fls. 1405/1435) concluiu que 0 extrato bancério em evidéncia & falso, afastando, por conscguinte, as versbes apresentadas pelos denunciados. Diante do exposto cumpre 20 Ministério Pablico Estadual denunciar SILBENE VERLANGIERI CARMO e AILTON BARBOSA, como incursos no art.298 o/c art.29, ambos do Cédigo Penal, razo pela qual requer 0 parquet o recebimento da presente pega acusat6ria € consequente instmuragio de acto penal, citando-o para que apresente defesa € acompanhe 0 processo até final julgamento ¢ condenagio, respeitados os ditames do Cédigo de Processo Penal. Rol de testemunhas e/ou inforah FILHO. Rua 8, s/n, Edificio das Promotorias de Justica da Capital, Ce bv ones: (65) 3613-5257 Cuiabé:

Você também pode gostar