P. 1
idoso

idoso

4.77

|Views: 15.070|Likes:
Publicado porcricka

More info:

Published by: cricka on May 04, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/16/2013

pdf

text

original

Cuidador é a pessoa, da família ou não, que presta cuidados à pessoa idosa
que apresenta dependência (em maior ou menos grau). Suas tarefas envolvem o
acompanhamento nas atividades diárias, como auxílio na alimentação, higiene pessoal,
medicação de rotina entre outros; auxiliando na recuperação e na qualidade de vida
dessa pessoa.

O ato de cuidar é voluntário e complexo, tomado por sentimentos diversos
e contraditórios como raiva, culpa, medo, angústia, confusão, cansaço, estresse,
tristeza, nervosismo, irritação e choro. Esses sentimentos podem ser simultâneos
e devem ser compreendidos, fazendo parte da relação entre o cuidador e a pessoa
cuidada. É importante avaliar a presença de estresse entre os cuidadores. Isso
pode se um fator de risco da ocorrência de situações de violência contra os idosos
ou de adoecimento do próprio cuidador. Um instrumento desenvolvido por Zarit
tem-se mostrado apropriado para esse fim (anexo 12, página 176)
Quando um cuidador está disponível, a carga sobre ele pode ser muito
significativa. É importante que outras opções assistenciais sejam oferecidas às
famílias com o objetivo de adequar as necessidades emanadas pelos idosos. Os
grupos de cuidadores podem ser uma estratégia útil para esse fim. O Guia Prático
do Cuidador, elaborado pelo Ministério da Saúde, oferece orientações práticas
para ao cuidador.

Estudos afirmam que a institucionalização da pessoa idosa é decorrente da
inexistência de serviços suficientes capazes de assistir às necessidades tanto dos
idosos quanto de seus membros familiares. A maioria das famílias assiste aos idosos
pelo maior período de tempo e tão bem quanto possível, porém, quando a
institucionalização é necessária, os cuidadores alegam terem chegado ao fim de
suas capacidades assistenciais. O planejamento programado para a manutenção da
saúde dos cuidadores e das famílias dos idosos necessitados tem sido freqüentemente
negligenciado.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->