Você está na página 1de 1

Unicamente/Deborah Blando

Vem sentir a era das guas,o velho tempo terminou


Somos filhos da me natureza,ventre do total amor.
Segue-se a histria herdada de Atlantis
Todo comeo o caos. A raa humana, eterna mutante nasce ao plano astral
Raiou o sol ! Que haja luz no novo dia.
A voz da f a sombra que te guia...
Eu vou buscar no silncio do teu mar...Linda sereia
Odoia, Iemanj
Nas ondas que lavam a terra, vem tecendo um espiral...
Tom sereno que pulsa no mantra do teu canto sideral.
Deusa da fonte,rede gigante...Espelho do eterno altar
Dom da viso, do voo distante sonho pra nos lembrar
Raiou o sol olha o mar, que alegria
Sentir voc viver em harmonia...
Eu vou buscar pedras brancas pra te dar
Linda sereia
Odoia, Iemanj

Somos divinos gros de areia da razo


Num s corpo de nica mente escolhemos o corao
Esse o motivo, incerto destino
Tempo uma iluso...ris da noite
Ela revela a prxima dimenso
Raiou o sol que haja luz no novo dia
A voz da f a sombra que te guia

Olha o mar, que alegria


Sentir voc viver em harmonia
Eu vou buscar
Pedras brancas pra te dar
Linda sereia
Odoia, Iemanj