Você está na página 1de 1

CAPTULO VII

Da Corregedoria
Art. 28 - Caber ao Presidente e Vice-Presidente do Tribunal exercerem as funes de C
orregedor e Vice-Corregedor, respectivamente.
Art. 29 - Compete ao Corregedor Regional:
I - exercer correio ordinria nas Varas do Trabalho, pelo menos uma vez por ano, alm
de correio permanente nos processos que
subirem ao Tribunal;
II - realizar, de ofcio, ou a requerimento, sempre que se fizerem necessrias, insp
ees e correies extraordinrias nas Varas do Trabalho;
III - conhecer das representaes e reclamaes relativas aos servios judicirios de primei
ro grau, determinando ou promovendo as diligncias que se fizerem necessrias;
IV - decidir sobre correies parciais contra atos ou omisses atentatrios boa ordem pr
ocessual, com referncia a processos em tramitao na primeira instncia;
V - tomar, no mbito de sua competncia, as medidas indispensveis ao bom funcionament
o da Corregedoria Regional e da respectiva
Secretaria;
VI - expedir os provimentos e atos normativos de sua competncia;
1 - No exerccio de suas funes, poder o Corregedor apurar, ordenando a imediata regula
rizao com providncias adequadas:
a) a falta de assiduidade e diligncia dos Juzes do Trabalho na administrao da Justia
;
b) a prtica, por parte dos Juzes Titulares das Varas do Trabalho ou Juzes Substitut
os no exerccio da Titularidade, de erros ou abusos
que devam ser corrigidos, evitados ou punidos.
2 - O Desembargador Corregedor, em suas frias, licenas, impedimentos e faltas ocasi
onais substitudo pelo Vice-Corregedor.
Art. 30 - de 08 (oito) dias, a contar da data da cincia do ato impugnado, o prazo
para apresentao das reclamaes correicionais.
1 - O Desembargador Corregedor fixar o prazo, no superior a 10 (dez) dias, para que
a autoridade reclamada preste as informaes que entender cabveis, e julgar a reclamao
em igual prazo.
2 - Da deciso do Desembargador Corregedor, caber agravo regimental para o Tribunal
Pleno.