Você está na página 1de 5
Analise : combinatsria Principio da multiplicacéo ou principio fundamental da contagem ‘Se um evento é composto de duas etapas sucessivas e independentes de tal maneira que o niimero de possibilidades na 1 etapa é m e para cada possiblidade da 1 etapa o nimero de possibiidades na 22etapa én, enta0.ondmero total de possibilidades de o evento ocorrer € dado pelo produto m:n. Permutag6es simples e fatorial de um numero Permutar é sinonimo de trocar. Intuitivamente, nos problemas de contagem, devemos associar a permutacao a nocao de embaralhar, de trocar objetos de posicao. aimee {Quantos nomesos de 3 algariamos (cm repet-tos em um mesma nimera) podemos formar com os algaismas es Resolucso: Podemos resolver por tentativa Assim, tamos: 123,152,213, 231, 312 €321,Condlulmos entao que ste 6 os nd ‘eros procurados. Podemos também fazer uma arvore de possibilidades: SS in <— ——_s —— Peo principio fundamental da contagem, temos 6 possibiidades (3-2-1 6). ‘Observe que a ordem dos algarismes ¢ muito importante. Todos os nimeres diferem entre si pela ordem de seus alganamos. ‘Quantos si0 0s anagramas (diferentes dsposigbes das letras de uma palava) da palavra ANEL? Resolugao: CConsiderando 25 quatro letras: a, n, ee ha 4 possbildades para a primeira posicao, 3 possiblidades para a ‘segunda, 2 possiblidades para a tercerae1 possbaidade para a quarta posta, Pel principio fundamental dacontagem,temos 24 possiiidades (4-3 -2-1 = 28).0usea,s8024 anagramas, ‘De modo geral, se temos n elementos distintos, quantas filas podemos formar? Podemos escolher © primero elemento da fila de n maneiras. Agora, de quantas maneiras podemos escolher 0 segudo elemen- ‘toda fla? De n~ 1 maneiras. Prosseguindo dessa forma e usando o principio multiplicativo ica claro que ‘numero de agrupamentos ordenados que podemos obter com todos esses n elementos é dado pon nto (= 2). 8-2-1 Esses agrupamentos ordenados (diferem pela ordem) recebern 0 nome de permutagdes simples. Indicamos por F, © nimero de permutacdes simples de n elementos: Pye meta M (= 2) 0B Fatorial (0 valor obtido com P, & também chamado fatorial do ndmero naturalne | Fiqueatento! Indicado porn (se “fatorial den" au“n fatoia"). Palenee Assi, temos nl = n=(a—1)- (0 2)-.-3-2-1,paran= 1, renin Considera'se 0! = 1. ieisat-a Permutagdes com repeticgéo Considere 0 exempl: ‘Quantos sio 0s anagramas da palavra BATATA? Se 05 As fossem diferentes eos Ts também, terlamos as letras B, A, As, As, TT, © 0 total de anagramas seria Pe [Mas as permutagées entre 053 As ndo produzirao novo anagrama. Entio preisamos divi P, por Ps (O mesmo ocorre com os dois Ts: precisamos diviir também por Pp. Portanto, 0 numero de anagramas da palavra BATATA é “BR 6!_ 6:5:4-31 Bem 3a 60 Generalizando: Apetmutacao den elementos dos quai a de um tip, Béde autroe yé deoutto,coma + A+ ¥=n, é dada por Arranjos simples eee Consideremosas leras.a,b,ced.Quaisequantos ___Pelo principio fundamental da contagem, hi, no agrupamentos ordenador diferentes de 2letrae total 4-3~ 12 possibilidades, _stintas€possve formar com elas? Os apupamentsorenados erent so, ac beth} ad bd cd de Essesagrupamentos so chamados aranjos sim- ples, Arranamos 4 elementos 2a 2, oniimero esses arranjos foi. Escreveros entio: Acz= 4-3 = 1. aranja de 4 elementos tomados 2426 gualaa) Usando os algarismos2,3,5.7€8, quantos nimeos ‘atraisde algaremor distinospodemos formar Resolucior centers Geaens OnaSEE Ha 5 possibidades para o primeir algarsmo, 4 peso 2posa0 ra segunda. 3 para ater, 4 es apcetbiades | PHTBOSegundo.e3 pa a La No total podemos entdo formar 60 nimeros Na primeira posicio temas 4 possibidades (pois (64-3 = 60, ‘temos 4 elementos ceponives) Na segunda po. Dizamos nesseexercco que fzemos arranos de si¢io, 3 possibiidades (pois tempos 3 elementos ___Selementos3.a3,e numero dessesaanjos ¢60. dsponives) Incicamnes asim: yy = 5°43 = 60 Combinacées simples Observagdes: 'P) Come slo subconjuntos de um conjunto, a erdem dos elementos nio importa. Juntos distintos os que diferem pela natureza dos seus elementos. 2°) Como foi observado acima, do mesmo modo que se obtém a férmula da combinacio por meio da divisio de um arranjo pela permutacao, podemos obter a combinagao sem usar a férmula,calculan- doo arranjo sem a formula e dividindo o resultado pela permutacao dos elementos escolhides. 8 consideramos subcon- Uma propriedade importante das combinacées Observemes que: + Ga = Gu posGa=3eG, Bestel ee ere $y = Gy poy = A = E49 ower = Ar = aware BA De modo geral vale a propriedade: pots: a plop ~ (n= pipl — in— pin (op Essa propriedade € muito iti para simpitficaros calcul & cone por igualdade de combinagées ‘complementares. Ve: + Gon = Gon sCoe= Cor “Gay Paral 1 mos Ql sea van Numeros binomiais amascnime inns! o nuncio") commentaires o> ptalie(?) = we omumerador ep é classe do ndmero binomial). Note que ( "] = Cap me wel 7 Parielete (Jest a Ske 0-02 vencewe (e=C)-* | Propriedade Dos nimesos bros so igus se term o mesmo numerador + suas classes fem ua, ou 1Soma de suas classes for gual ao numerador(binomiascomplementare) Triangulo de Pascal Rodeos spor os nerosbnominasem frmardes tangas, como ababo: 5 0 6 :) am 00) —— 6) 6) ORO MPEE) (6) GG) GG) OOOO - 0 Caleulando cada niimero binomial, temos: 1 1 14 rod eee ieee eer 1 oa 304 oor 3 3 4 1 4 6 4 4 1 4 6 41 sen Nee onan seen anes ae OH) 1 ssa maneira de dlspor tals coefcients &conhecida como telingulo de Pascal. Propriedades dos ntimeros binomiais 2) obeerve fe decrescem de 1em 1 até 0, enquanto os expoentes dey imeros naturais m ¢p, com n = po numero (7) ¢ chamado Portanto Gera 8 + Stat toe? + 10x20? + Seat + ot