Você está na página 1de 4
‘Jornal Interne da Escola Secundéria José Cardoso Pires, realizado pelos alunos do 12° H de Trabalhos de Aplicagdo Professores responséveis: Jodo Carlos Costa e Rui Lourengo Ane Vi Reg, rea: TE Abrit 2002 ESCOLA COMUNIDADE (PROGRAMA) Pagina 4 CONTINUAGAO ESTUDO SOBRE A MEDIA BANDA DESENHADA —DOS EXAMES NACIONAIS... Este numero foi realizado por: Pedro Oliveira e Joana Reis, alunos do 12°H Pagina 1 Hist6éria em continuagado... ‘A presenca de Femando em todo o lado fazia de Yara uma rapariga cada vez mais assustada e desconfiada... Mas, a0 mesmo tempo, Femando era um amigo de longa data que sempre a protegera de tudo. Quando chegou a casa, Yara deitou-se sobre a cama improvisada e recordou que quando andava na escola, Femando acompanhaya-a para todo 0 lado e prometera um dia, em que ambos numa festa jé tinham bebide demais, protegé-la de todo 0 mal enquanto fosse vivo Por isso Fernando era cada vez mais uma carta tora do baralho nas suas desconfiancas. Assim sendo, ela tinha que comecar a questionar 0 amigo pois, se ele andava atras dela, era porque sabia que ela corria perige € como saberia ele que ela cortia perigo?! Olhou para o telefone e pensou em ligar-the mas rapidamente mudou de ideias, vestiu um casaco e comegou a caminhar pelas ruas escuras daquela cidade que cada vez mais a deixava angustiada Chegou a0 apartamento de Fernando e ouviu gritos. Eram grits de dois homens. Esperou para ver se ouvia de algo importante, mas os gritos iam diminuindo e ouvia-os cada vez mais longe... Bateu a porta e esperou que esta se abrisse... Esta abriu-se lentamente e detras dela saiu Fernando, com as calgas ras- gadas, todo desfraldado € com sangue na boca. Preocupada, Yara ia entrando e olhava a sua volta mas ndo via mais ninguém. No seu campo visual apenas aparecia o apartamento do amigo todo desarrumad Onde estaria 0 outro homem? Porque estaria Femando naquele estado? Nao perca o proximo episédio. BD em Catia Silva iniu maenero THe PAacees: ay | eaccrer 161 SESS SNShs HRC, ieiGE 1 CO PAD Hest 27,28 e 29 ios IcCamos aqul OS d da banda desenhada r Publ episod Pagina 2 ESCOLA VIVA ESCOLA COMUNIDADE Como sabem, todos os anos se realizam na nossa Escola as actividades Escola Viva - Escola Comu- nidade, este ano nao é excepcao. As actividades terao 0 seu inicio no dia 18 de Abril,5* feira e terminarao no dia 20 de Abril, Sabado. Deixamos aqui o programa das actividades nas quais poderao participar. PARTICIPEM!! 10:30 12:20 LST. - Sessao de divulgacéo 14:30 15:30 Exposigdes do Servico de Psicologia e Orientagao “S00 Observacae Naclumna do Céu 20:00 Exposig6es do Servico de Psicologia e Orientacéo Exposigdes de trabalhos de alunos z Actividades de Clubes > Psicologia naga ae Aclividades de Clubes Calendario 2002 - Multimédia “Restos” - Bambolinas 21:30 Pagina 3 Estudo sobre a média dos Exames Nacionais do Ano Lectivo passado om algumas escolas do Concelho de Loures Neste numero do nosso jornal vamos analisar as médias das classificagdes de Historia, Histéria da Arte (3 horas) e Histéria da Arte (4 horas) Em Historia, a melhor CIF registou-se na Secundéria da Portela de Sacavém, com.catorze valores. Com treze valores ficou. a-ngssa escola. ainda as Secundarias de Ganegas, da Ram: Com doze valores f Secundarias Anté valho de Figueiredo; nossa escola e a Sect escola e nas Secundérias de Alexandrina e de Odivelas, com onze valores “Com” dez valores ficaram as Secundarias da Portela de Sacavém, da Ramada e José Afonso. Com sete val- ores (classificagéo mais baixa), ficaram as Pagina 4 Secundarias Anténio Carvalho de Figueiredo e SAo Joao da Talha. Em relagao a diferenga CIF-CE, a maior registou-se nas Secundarias da Portela de Sacavém e Anténio Garyalho. de Figueiredo, com seis valores. Com classificagbes a Pedro Alexandrino. Em Historia da Arte (4 de Canseas, José Afonso e “Oavene co nze Fee. (media mais baixa), fioou’ @ 0898 “escola. as Sé io Carvalho de Figueiredo 40 dispomos de dados. : sximo jornal seguem as médias de mais 4r@5 disciplinas. Nao percal Tiago Cavaleiro